9 erros que estão acabando com sua página no Facebook

9 erros que estão acabando com sua página no Facebook

Você tem uma página no Facebook, mas percebeu que ela não tem tanto engajamento quanto esperava? Leia e descubra os possíveis erros que está cometendo!

O alcance de página sua caiu? Os visitantes pararam de se engajar? Você sente que manter uma página no Facebook já não vale tanto a pena? Está pensando em fechar sua fan page?

Calma! O Facebook ainda é considerado como uma das melhores redes sociais para a divulgação de seu negócio, com nada mais, nada menos, que 1.2 bilhão de usuários ativos diariamente.

Então, onde está o problema?

No texto de hoje discutiremos os erros no Facebook mais comuns que podem estar acabando com sua página! Continue lendo e confira se você ainda está cometendo alguns deles.

1. Desalinhamento de persona

Desalinhamento de persona, acredite ou não, ainda é um dos erros mais comuns na gestão de páginas no Facebook.

Entender o seu público, mapeá-lo, traduzir sua linguagem e adaptar-se às suas expectativas é ação primordial em qualquer estratégia de marketing digital ou off-line. Mesmo na construção de um blog ou website, é preciso que você esteja bem alinhado com sua persona, caso contrário, ela simplesmente não se interessará por sua marca.

No Facebook isso é ainda mais importante. Como o seu conteúdo fala diretamente com o público, é preciso que a identificação seja imediata. Se você não sabe os anseios de sua persona, como providenciar um material realmente relevante?

Se o engajamento está baixo, ou se o público simplesmente não está chegando ao seu conteúdo, considere um novo estudo de persona e atente-se para as minúcias do seu público.

Estar alinhado é fundamental para uma estratégia de marketing de sucesso.

2. Tom de voz

Para definir o tom de voz ideal, é preciso que você também tenha um bom estudo de personas desenvolvido, afinal de contas, o tom depende de uma série de fatores relacionados ao seu público, como gênero, idade, segmento etc.

O tom de voz define a linguagem, as gírias, os memes e a abordagem de todos os assuntos tratados na sua página. Quando mal feito, pode afastar todos os seguidores de uma marca, e atrair um público completamente diferente do esperado.

Um negócio voltado para o público jovem surfista, por exemplo, depende de um tom de voz completamente diferente do utilizado por um negócio no ramo de finanças e investimentos.

Claro que nada é regra: com um pouco de criatividade e experiência, é possível criar um tom de voz completamente original e ainda capaz de se comunicar com o seu público.

Essa é a alternativa ideal, já que auxilia no reconhecimento de sua marca apenas pela maneira de se comunicar, mas é a mais difícil de se fazer direito, uma vez que precisa ser moldada no casamento perfeito entre o esperado pelo público e a originalidade devida.

3. Gerenciamento de crises

A gestão incorreta de crises faz parte daquela coleção de erros no Facebook que você não pode cometer de maneira alguma.

O principal motivo para isso está no fato da internet jamais esquecer qualquer passo em falso dado pelas marcas. Isso significa que sim, existirão registros de todo erro cometido por seu negócio, e muitos usuários terão isso em mente na hora de interagir com o seu negócio.

Então, como contornar um erro no Facebook?

Bem, o primeiro passo é reconhecer esse erro. Negar, deletar, apagar comentários ou fingir que nunca aconteceu não são boas opções. Escute o seu público, preste atenção no que ele tem a falar e aprenda com o seu desvio.

Reconhecer o erro implica em admitir a culpa e, mais do que isso, tomar medidas imediatas para a sua solução. Caso esteja em dúvida sobre o que fazer, é sempre possível buscar ajuda com sua própria persona.

Um post de retratação sincero (fuja dos releases padronizados aqui!), uma ação legítima para reparar o erro e atenção redobrada para qualquer nova postagem ajudam, e muito, a limpar o nome do seu negócio.

Algumas empresas, inclusive, tomam ações no mundo real como medida de reparação. Seja começando uma campanha de doação para alguma instituição de caridade relacionada ao problema, seja na busca pela promoção da conscientização do público em geral.

O importante é fazer algo para reparar e nunca, nunca mesmo, repetir o erro.

4. Engajamento de mão única

Aí está um problema mais do que comum na gestão de todas as redes sociais. O engajamento de mão única acontece quando o seu público até interage com sua marca, mas não recebe de retorno qualquer resposta da empresa.

Isso, como você pode imaginar, provoca desânimo e acaba minando toda e qualquer futura intenção de engajamento por parte de seu público.

Por isso, é fundamental que sua página esteja atenta às interações propostas e não economize na hora de participar.

Responda aos comentários, promova o conteúdo produzido também por seu público, esteja atento aos compartilhamentos, fique de olho na caixa de mensagens e abra canais de contato para que seus fãs também possam participar e, o mais importante, sintam que estão fazendo a diferença.

5. Treinamento de equipe

É muito comum encontrarmos equipes de marketing digital sem qualquer experiência no manejo de redes sociais. Esse erro grave é a causa de muitas crises e problemas no gerenciamento de públicos, e precisa ser evitado se você quiser bons resultados para seu negócio.

Promova treinamentos para sua equipe, ou busque funcionários experientes na gestão de redes sociais.

É preciso que os responsáveis pela comunicação com seu público estejam integrados com as políticas internas da empresa e, mais do que isso, estejam prontos para atuarem como porta-voz do seu negócio.

Treinamento nunca é demais, e isso vale principalmente para uma equipe que poderá levantar ou afundar o seu negócio com apenas uma postagem no Facebook.

6. Spam

O spam acontece quando sua página no Facebook começa a divulgar postagens (repetidas ou não) com uma frequência exagerada, poluindo a timeline dos seus curtidores e bagunçando a sua própria linha do tempo na Fanpage.

Na hora de compartilhar seu conteúdo, o ideal é estabelecer horários fixos, como de uma em uma hora, ou de três em três ou, em alguns casos, duas a três vezes na semana.

Caso sua empresa não tenha tanto conteúdo para postar, opte por frequências mais reduzidas – duas vezes na semana, no mínimo, com eventuais repetições das postagens mais populares. Mas, se o seu negócio está repleto de novidades e conteúdos, é preciso encontrar uma frequência ideal tanto para que você não se esgote de imediato, quanto para que sua persona tenha tempo de absorver tudo o que é postado.

O spam é incrivelmente prejudicial para qualquer negócio, seja no Facebook, no e-mail marketing ou até no SMS. Os algoritmos da rede social, inclusive, já buscam empresas e páginas que insistem em spammear a linha do tempo a fim de reduzir o seu rankeamento.

Por isso, fuja do spam e comece a medir o nível de engajamento de suas postagens para descobrir o horário ideal de postagem de cada uma delas.

7. Timing

E, falando em horário ideal de postagem, o timing é outra coisa fundamental de ser observada na hora de divulgar o seu conteúdo no Facebook.

De nada adianta postar aquele meme super engraçado se ele já está rodando a internet há mais de 3 dias e tornou-se saturado.

Esteja atento ás novidades que crescem na rede e afie a visão para alguma tendência. Infelizmente ainda é impossível prever quando algo se tornará viral, mas é fundamental que você esteja atento ao menor sinal de replicabilidade e entenda como adaptar o conteúdo para sua marca.

8. Qualidade de conteúdo

Se o conteúdo é rei, a qualidade é a coroa, o trono e todas as propostas de governo de um bom monarca.

Sem qualidade, seu conteúdo não será muito diferente de um click-bait, ou mesmo de um spam contínuo de assuntos que poderiam ser bem aproveitados para seu negócio.

Esteja atento aos temas mais relevantes para sua persona, busque pessoas que saibam sobre o que estão escrevendo, e não deixe de investir em imagens, vídeos e variações midiáticas que auxiliem na hora de incrementar o que você está produzindo.

A qualidade está também atrelada aos seus esforços na personalização do conteúdo, na busca por uma linguagem própria e na relação com a sua persona. Por isso, invista pesado na hora de montar e ornar o seu conteúdo.

9. Adaptação à rede

Adaptar-se ao Facebook parece fácil de primeira, mas responda com calma: quantos tipos diferentes de conteúdo você já publicou hoje?

Quantas imagens, textos, vídeos, gifs, links, notas, anúncios, imagens em 360° você disponibilizou para o seu público em formato de conteúdo?

Estar atento para todas as possibilidades oferecidas pelo Facebook faz parte da sua adaptação `a rede, e pode mudar a maneira como você engaja com o seu público e permite que ele também responda à sua empresa.

Esteja atento às possibilidades oferecidas pela rede, e não tenha medo de explorar. Ficar apenas na divulgação de links é um erro grave para o seu negócio.

Ter sucesso no Facebook é algo que demanda tempo e coragem para arriscar. Errar será algo natural no percurso de adaptação à rede, mas não pode impedir seu negócio de ousar e buscar originalidade na hora de crescer com o seu público.

Esteja atento aos principais erros no Facebook e tome medidas imediatas para impedir que eles se propaguem pela rede.

Quer saber mais? Então aproveite para ler também sobre os melhores tipos post para gerar engajamento no Facebook.

Até a próxima!

Esse post foi produzido pela equipe da Rock Content.