O que é aromaterapia? Benefícios dos óleos essenciais

Descubra o que é aromaterapia, como utilizar os óleos essenciais à seu favor e ter mais qualidade de vida.

blogAprenda_o-que-e-aromaterapia

Provavelmente você já viu pelo menos alguns vidrinhos de óleo essencial por aí. Mas você sabe o que é aromaterapia e para que serve?

Não dá para negar que somos muito influenciados por cheiros. Quem não sente uma sensação agradável ao cheirar uma flor ou entrar num ambiente perfumado?

Mas não é só para isso que servem os óleos essenciais. 

Continue lendo o post para saber os principais benefícios da aromaterapia e incluir os óleos na sua rotina!

O que é e para que serve aromaterapia?

A aromaterapia é uma terapia alternativa e holística que usa os óleos essenciais para promover saúde e bem-estar tanto físico quanto emocional.

Muitas pessoas duvidam do potencial da aromaterapia como recurso terapêutico, mas em 2018 ela começou inclusive a fazer parte das Práticas Integrativas e Complementares (PICS) do SUS!

Existem diversos óleos que podem ser usados para os mais variados fins, como cansaço, má digestão, insônia, dores e problemas respiratórios.

O tratamento pode ser preventivo ou curativo, e as quantidades, os tipos de óleos usados e as formas de aplicação variam conforme a situação e os objetivos de quem for realizá-lo. 

Como surgiu a aromaterapia

O termo aromaterapia foi publicado pela primeira vez pelo químico francês René-Maurice Gattefosse em meados de 1900, em seu livro sobre o assunto. 

Mas isso não significa que foi apenas nessa época que o ser humano começou a estudar e entender o poder das plantas e seus óleos.

O uso terapêutico de plantas aromáticas parece existir desde civilizações antigas, como no Egito, Índia, China e Grécia, em rituais, medicamentos, perfumes e alimentos.

O que são os óleos essenciais?

Os óleos essenciais são substâncias naturais, altamente concentradas e retiradas das plantas. A extração pode ser feita das flores, raízes, folhas ou frutos, e os processos mudam de acordo com a planta.

É comum que as pessoas confundam os óleos com essências, mas os dois não são a mesma coisa!

As essências são compostos que servem para dar cheiro para cosméticos e produtos de limpeza, por exemplo, mas não têm ação terapêutica. 

Muitas vezes os óleos também são usados com essa finalidade, mas, por serem puros, costumam ter um valor mais elevado e serem mais difíceis de extrair.

Grupos funcionais da aromaterapia

Os óleos podem ser extraídos dos mais variados vegetais, por isso, suas propriedades também variam bastante.

Saber exatamente quando e como usar cada um deles é importante para não usar em excesso, aplicar corretamente e garantir que o efeito desejado será alcançado.

Eles são divididos em grupos funcionais de acordo com essas propriedades, que são:

  • Terpenos: antissépticos, antivirais, bactericidas, anti-inflamatórios. Exemplos: limão e pinho.
  • Ésteres: fungicidas, antiespasmódicos, sedantes. Exemplos: lavanda, bergamota, sálvia.
  • Aldeídos: sedantes, anti-infecciosos, antissépticos. Exemplos: citronela, melissa.
  • Cetonas: descongestionantes. Exemplos: funcho, gengibre.
  • Álcoois: antivirais, antissépticos e estimulantes do sistema imunológico. Exemplos: gerânio, sândalo.
  • Fenóis: anti-inflamatórios, desinfetantes, bactericidas. Exemplos: tomilho, cravo.
  • Óxidos: bactericidas, expectorantes. Exemplos: alecrim, melaleuca.
  • Ácidos: diuréticos, antipiréticos, antissépticos. Exemplos: melissa, benjoim.

Os principais benefícios dos óleos essenciais

Os benefícios dos óleos variam de acordo com o grupo funcional do qual fazem parte, e também de planta para planta.

Um óleo de lavanda e um de sálvia, apesar de serem do mesmo grupo, podem ser usados para fins diferentes devido às propriedades de cada um.

Alguns dos principais benefícios obtidos com o uso de óleos são:

  • melhora do sono;
  • aumento da concentração e foco;
  • relaxamento;
  • mais energia e ânimo;
  • melhora do humor;
  • redução de congestionamento nasal;
  • alívio do estresse e ansiedade.

Como usar a aromaterapia em casa?

Com tantas vantagens, dá para entender por que a aromaterapia tem atraído tantas pessoas, não é?

Hoje é fácil encontrar difusores para usar em casa ou individualmente, e a internet também está cheia de receitas caseiras de cosméticos usando os óleos essenciais.

Mas o uso desses óleos exige alguns cuidados, como não aplicar diretamente na pele, não usar em excesso e sempre verificar as recomendações e contraindicações.

Agora veja como começar a usufruir de todos os benefícios da aromaterapia na sua casa!

Por inalação

Você pode inalar os óleos diretamente no frasco, mantendo uma distância segura de cerca de 10 cm. Faça várias inspirações para que as propriedades aromáticas sejam devidamente absorvidas.

No início esse processo pode parecer estranho e os cheiros podem ser fortes demais. Por isso, comece aos poucos até se acostumar e entender como o seu organismo reage a cada tipo de óleo.

Você também pode pingar algumas gotinhas no travesseiro antes de deitar ou em lenços e depois inalar.

Com aromatizador

Muitos aromatizadores já são vendidos com óleos essenciais exatamente para garantir as ações terapêuticas. Sem contar que essas substâncias ajudam a deixar o cheiro muito mais agradável e natural!

Se for apostar em aromatizadores prontos, não se esqueça de conferir na composição se realmente são usados os óleos ou apenas essências.

Você também pode fazer um aromatizador caseiro usando um frasco de vidro, álcool, gotas do seu óleo preferido e água. 

Misture todos os ingredientes, faça um furo na tampa, adicione varetas de madeira e pronto! O seu aromatizador de ambientes já pode ser usado.

Outra possibilidade é usar um aromatizador elétrico, que ajuda a liberar o aroma em todo o cômodo desejado. Você só precisa ligar o aromatizador na tomada com uma mistura de óleo essencial e um pouco de água. 

Por evaporização

Para fazer a evaporização, coloque algumas gotas em um pedaço de algodão ou pano. Mantenha-o perto de você para que, conforme o óleo for evaporando, você sinta o aroma e usufrua dos benefícios.

Difusores pessoais, como colares e pulseiras, também são ótimas opções.

Essa é uma maneira interessante de usar os óleos quando estiver trabalhando ou estudando, pois você sentirá o cheiro constantemente, mas de forma suave.

Colocando em sprays

Você é uma daquelas pessoas que adora um ambiente perfumado? Então o spray pode ser a forma ideal de aplicar a aromaterapia na sua casa!

Pegue um borrifador, encha de água e adicione algumas gotas do óleo escolhido. Depois é só borrifar nos cômodos sempre que quiser.

Uma dica: escolha cheiros diferentes para cada ambiente. Os cheiros mais cítricos combinam bastante com a cozinha, enquanto os florais costumam ser mais usados em banheiros.

Já em ambientes que exigem mais concentração, como o escritório, escolha óleos que ajudem a focar, como o de alecrim.

No quarto o de lavanda é uma ótima escolha, pois é calmante e ajuda a relaxar.

Em banhos

Pingue algumas gotinhas de óleo essencial no canto do box ou adicione na água da banheira para um banho mais relaxante e cheio de propriedades terapêuticas.

Aproveite esse momento para testar novos aromas. Além de deixar o seu banho ainda melhor, os óleos vão ajudar a deixar o banheiro mais cheiroso e agradável!

Em massagens

Por fim, que tal usar óleos essenciais para uma massagem?

Você pode misturá-los em um creme de sua preferência e massagear o corpo lentamente. 

Assim você garante tanto os benefícios da massagem quanto dos aromas que se soltarão lentamente do hidratante.

Quais sintomas podem ser tratados?

Pessoas com sintomas depressivos, de ansiedade, resfriado, cansaço, insônia e dor podem sentir alívio ao incluir os óleos essenciais na rotina ou associarem a aromaterapia a outros tratamentos.

Mas não deixe de sempre consultar especialistas antes de iniciar a aromaterapia para saber como extrair o máximo das propriedades e não correr o risco de ter reações adversas, como alergias e dores de cabeça.

Como aprender mais sobre aromaterapia? 

Por mais que agora você saiba o que é aromaterapia, deu para perceber que esse é um mundo bem mais amplo e complexo do que parece, né?

Existem tantos óleos essenciais diferentes e eles podem ser usados com tantas finalidades, que é comum se perder e não saber ao certo como usá-los corretamente.

Para continuar aprendendo sobre essa prática, confira os cursos de aromaterapia disponíveis na Hotmart e aproveite todo o potencial terapêutico dos óleos essenciais!

Autor
Luiza Alexandre

Luiza Alexandre

Redatora apaixonada em aprender algo novo todos os dias.