O que faz um designer gráfico? Conheça tudo sobre essa profissão!

Com certeza você já se deparou com o trabalho de um designer gráfico. Descubra mais sobre essa profissão que não para de crescer!

blogAprenda_o-que-faz-um-designer-grafico

Você sabe o que faz um designer gráfico e quais são as possibilidades de atuação desses profissionais?

É uma área tão versátil, que hoje é praticamente impossível encontrar algo que não tenha passado pelas mãos de um designer.

Seja um outdoor na sua cidade, uma publicidade no metrô ou postagens nas redes sociais de uma empresa. Tudo isso e muito mais são trabalhos de um designer gráfico.

Se você tem afinidade com o mundo das artes e é uma pessoa que gosta de exercitar a criatividade, talvez esse seja o trabalho ideal para você!

Saiba mais sobre a profissão, como está o mercado de trabalho e como se tornar designer gráfico.

O que faz um designer gráfico?

Resumindo, quem decide atuar como designer gráfico trabalha com projetos de comunicação visual.

No entanto, existem milhares de possibilidades de atuação que definem os detalhes e os recursos que serão usados para esses projetos.

No mercado mais tradicional, os profissionais da área trabalham diretamente com a produção gráfica de materiais impressos, como:

  • Revistas;
  • Jornais;
  • Capas e ilustrações de livros;
  • Banners;
  • Folhetos;
  • Outdoors;
  • Embalagens;
  • Adesivos;
  • Cartões de visita, etc.

Já no mercado digital, quem trabalha com design gráfico pode usar os seus conhecimentos para criar:

  • Identidade visual;
  • Artes para redes sociais e blogs, 
  • Logotipos;
  • Animações (inclusive 3D!);
  • Imagens para sites e aplicativos, entre outros.

No geral, o designer gráfico faz mais do que apenas criar o projeto visual. Quem atua na área deve resolver problemas, contar histórias e transmitir mensagens de forma certeira, o que não é uma tarefa fácil.

O que é preciso saber para ser um designer gráfico?

Profissionais de design gráfico devem dominar ferramentas e softwares gráficos, como Photoshop e Illustrator.

Mas não é só entrar nos softwares e sair fuçando todos os recursos que eles oferecem. 

É fundamental conhecer e saber aplicar cores, formatos, proporções e fontes para que as suas produções não fiquem apenas bonitas, mas também transmitem a ideia desejada.

Para materiais impressos, por exemplo, o padrão de cor que deve ser usado é o CMYK (ciano, magenta, amarelo e preto). Já para as peças digitais, o RGB (vermelho, verde e azul) é a escala indicada.

E nem só de imagem vive um designer gráfico. A tipografia, que é o processo relacionado à parte textual, também deve ser dominada por profissionais da área. 

Conhecer e saber aplicar as diversas fontes, saber criar a hierarquização visual adequada e compor o texto graficamente com o restante dos elementos são algumas das habilidades necessárias.

É importante saber unir a técnica ao senso estético para que os resultados sejam ainda melhores.

Além disso, conhecimentos em marketing, publicidade e arte de maneira geral são diferenciais que podem ajudar a diversificar e enriquecer o trabalho!

Conhecimentos fundamentais para trabalhar com design gráfico

Se você tem esses conhecimentos, é uma pessoa criativa e gosta de artes, pode estar pensando:

Opa! Por que eu não começo logo a trabalhar como designer gráfico?

Mas, antes de se jogar nessa carreira (ou em qualquer outra), é importante saber mais sobre o mercado de trabalho, as formações necessárias, os principais desafios e, não menos importante, a faixa salarial.

Confira a seguir mais informações sobre essa área!

Como está o mercado de trabalho atual

O designer gráfico pode atuar de maneiras muito diferentes.

Com as inovações tecnológicas, a profissão se reinventa constantemente! Novas ferramentas, novos formatos e novas possibilidades sempre surgem. 

Dá para seguir uma carreira mais tradicional, dentro de jornais, editoras e gráficas ou até atuar em emissoras de TV e de cinema.

No entanto, com a migração cada vez mais intensa dos negócios (e da vida de maneira geral) para a internet, não faltam oportunidades para quem quer atuar no meio digital!

É difícil encontrar um setor que não precise dos serviços de um designer gráfico, nem que seja apenas temporariamente. Departamentos de marketing e comunicação sempre contam com profissionais da área, assim como as agências de publicidade. 

Por ser uma profissão que pode prestar serviços para setores diferentes, desde a indústria até pequenos empreendedores, atuar como freelancer também é uma das possibilidades para designers gráficos!

É só investir no marketing pessoal e no portfólio para atrair clientes e começar a desenvolver os materiais conforme a demanda. Dá para se especializar em um tipo de produção, como as identidades visuais, ou oferecer diferentes serviços.

Qual é a faixa salarial?

De acordo com o Glassdoor, a média salarial da profissão no Brasil é cerca de R$2400,00.

No entanto, esse valor varia de acordo com a senioridade, as funções exigidas, a região de atuação e, principalmente, as responsabilidades que serão atribuídas à pessoa contratada.

Como freelancer, o valor vai depender de como você vai precificar o seu trabalho e do quanto vai se dedicar diariamente.

De acordo com o site Vagas, a faixa salarial de um designer gráfico freelancer é R$1891,00.  

Como ser um designer gráfico?

A profissão ainda não é regulamentada, por isso, é possível começar a trabalhar como designer gráfico por vários caminhos diferentes.

Você pode fazer um curso superior, técnico ou até mesmo cursos livres focados no desenvolvimento das habilidades necessárias. 

Também dá até para ser autodidata e aprender a profissão por conta própria.

Isso pode até fazer com que algumas pessoas pensem que é uma profissão fácil ou que qualquer um consegue executar. Mas não é bem isso!

Um designer gráfico deve se aprofundar bastante e estar sempre buscando novos conhecimentos para conseguir transmitir as ideias da melhor maneira possível. 

Erros pequenos podem acabar com a qualidade de uma material impresso ou uma imagem digital.

Além disso, profissionais dessa área geralmente trabalham bem próximos de outros profissionais. Por isso, saber trabalhar em equipe, ser versátil e ter afinidade com a inovação é essencial para quem quer seguir essa carreira.

Dicas para começar a trabalhar como designer gráfico

Por ser um trabalho totalmente visual, o portfólio é o melhor amigo desse profissional!

Para saber o que faz um designer gráfico — e se ele faz bem — é só dar uma conferida nos materiais já desenvolvidos. 

Quem está começando pode criar algumas coisas por conta própria até aparecer o primeiro cliente. O importante é começar o portfólio e mostrar as habilidades para as pessoas que podem contratar os seus serviços futuramente!

Profissionais mais generalistas, que não querem ou ainda não sabem no que se especializar, podem produzir um pouquinho de cada coisa para pegar experiência e ter bastante material de divulgação.

Autor
Luiza Alexandre

Luiza Alexandre

Redatora apaixonada em aprender algo novo todos os dias.