Tipos de bordados: conheça 12 para fazer à mão [PASSO A PASSO]

Você tem interesse em bordar, mas não sabe por onde começar? Conheça 12 tipos de bordados para fazer à mão!

Tipos de bordados: conheça 12 para fazer à mão

Saiba quais são os principais tipos de bordados e conheça algumas dicas de Do It Yourself (DIY) infalíveis!

Bordar é uma arte que exige muito talento e dedicação. Felizmente, para quem quer aprender de fato, não é algo impossível de se realizar após um tempo de prática.

Existem diversos tipos de bordado diferentes. Quem domina essa arte pode usar variações de tecidos, cores, linhas e até mesmo combinar com outras atividades, como a pintura.

Neste artigo, vamos te explicar quais são os materiais indispensáveis para começar a bordar. Além disso, vamos listar 12 tipos de bordados que podem ser feitos à mão. Confira!

12 tipos de bordados para aprender

Agora que você já sabe os principais materiais que não podem faltar na hora de bordar, é hora de falarmos sobre os tipos de bordados mais comuns que iniciantes podem fazer à mão.

Abaixo, você vai encontrar estilos muito variados, que exploram desde o bordado mais tradicional, aquele que a avó fazia, até técnicas mais modernas, que se popularizaram bastante com a onda Do It Yourself (DIY).

Aproveite e descubra como ganhar dinheiro extra realizando bordados!

Conheça agora 12 tipos de bordados incríveis para iniciantes!

1. Vagonite com linhas

Vagonite é uma técnica de bordado considerada mais fácil, por isso, é bastante indicada para iniciantes.

Os desenhos são lineares, simétricos e o avesso dos tecidos é limpo, ou seja, a linha não aparece.

Ao usar as linhas, você terá um resultado mais simples do que com fitas, por exemplo, mas pode misturar cores para ter um efeito mais bonito e diversificado.

Para bordar usando essa técnica, você vai precisar de agulha, linha, tecido próprio para vagonite e gráfico para os desenhos. 

Na internet você encontra vários gráficos de desenhos com dificuldades diferentes para treinar e se aperfeiçoar. 

2. Vagonite com fita

Essa técnica pode ser feita com materiais diferentes. Mas, ao usar fitas, você terá desenhos em alto-relevo, que podem deixar as peças ainda mais sofisticadas.

Por serem mais grossas do que as linhas, o tecido terá que ter casas maiores para que você consiga passar as fitas com tranquilidade.

3. Vagonite com pedrarias

A técnica vagonite também pode ser usada para bordar com pedrarias e criar peças ainda mais elaboradas.

Você pode incluir as pedrarias para incrementar almofadas, peças decorativas, toalhas bordadas, toalhas de mesa e o que mais a sua imaginação quiser!

4. Ponto cruz ou cruzado

O ponto cruz é uma técnica bem delicada e precisa, que recebe esse nome por usar pontos que lembram o desenho de uma cruz.

O tecido mais usado para esse tipo de ponto, também chamado de cruzado, é a etamine. Esse tecido é feito 100% de algodão e facilita o bordado, o que é interessante principalmente para quem está começando a se aventurar agora no mundo dos bordados!

Além do tecido, você vai precisar de meadas, que são os novelos de linha usados para esse tipo de bordado. 

Separe também a agulha, que deve ser de ponta grossa, a tesoura e os gráficos que serão usados. 

A internet e as revistas de costura estão cheias de gráficos que podem ser usados especificamente para bordados com essa técnica. 

5. Bordados com fita

Para fazer bordados com fitas você mistura linhas com fitas de diversas espessuras. 

Se você quer criar peças com botões de flores ou lindos trançados, esse é o tipo de bordado ideal! 

Você pode usar essa técnica em toalhas, panos de prato, colchas… 

Usando linhas, fitas variadas, agulha, alfinetes e tesouras você terá peças em tecido personalizadas, delicadas e com resultados tão bonitos que darão até dó de usar.

6. Ponto russo

Para fazer peças em alto-relevo, use a técnica de ponto russo! 

Nesse tipo de bordado, a agulha entra e sai do tecido, em movimentos que lembram as máquinas de costura, e é o avesso do tecido que recebe o bordado.

Você precisará de um bastidor, mas não será necessário usar gráficos. Os moldes são marcados no próprio tecido antes de começar a bordar.

Então, os principais materiais para o ponto russo são: linhas e agulhas específicas para ponto russo, fio de aço, bastidores e tesoura.

7. Bordado 3D

Como o próprio nome já diz, nesse tipo de bordado o desenho sobressai do tecido para criar o efeito 3D desejado.

Usando essa técnica você consegue criar peças elaboradas, com efeitos incríveis e muito atrativos. Dá para fazer detalhes como cabelos de pessoas e personagens, asas de borboletas e pássaros, flores e muito mais!

8. Bordado livre

A técnica de bordado livre é uma ótima opção para as pessoas que já têm costume de bordar e se sentem preparadas para fazer suas próprias criações.

Esse bordado precisa de bastante criatividade para misturar métodos, materiais e produzir peças mais complexas e profissionais.

Talvez não seja o melhor tipo para começar, mas após pegar o jeito e sentir que está pronto para novos desafios, por que não tentar criar peças ainda mais personalizadas e com o seu estilo?

9. Pintura e bordado

Se você busca inovar, mesmo como iniciante, combinar a pintura e o bordado pode ser uma ótima opção. 

Você pode pintar peças de tecido, do seu jeito, e criar um bordado diferenciado usando esse novo material.

Além de possibilitar a criação de cores diferentes, é uma forma de você combinar duas práticas de DIY em um só item.

10. Bordado em relevo

Outra técnica bem popular é o bordado em relevo. A ideia é adicionar pontos de volume ao seu bordado, usando tecido.

O bordado em relevo é muito usado em peças decorativas, seja para presentear e homenagear alguém, ou para exibir na própria casa.

É uma técnica que parece avançada, mas não é impossível de ser realizada por pessoas com pouca experiência.

11. Needle Painting

A técnica do needle painting é outro tipo de bordado fantástico, usado por quem quer explorar ideias mais criativas.

A ideia é transformar a agulha em um pincel e o tecido em um quadro, ou seja, usar a própria linha e agulha para criar um desenho, traçando formatos.

Com o conceito da pintura, você consegue usar o bordado para criar imagens únicas, desenhando de um jeito super criativo.

12. Bordado em miniatura

Em geral, estamos acostumados com peças de bordado maiores, mas nem todas são assim. Um outro tipo conhecido é o bordado em miniatura.

A ideia é planejar peças minúsculas e criar desenhos usando uma técnica mais delicada, focada em pequenos detalhes.

Você pode usar a técnica do bordado em miniatura para criar apenas uma pequena peça, ou compor uma cena com diversas peças pequenas, que juntas, formam algo maior.

Quais materiais são indispensáveis?

Antes de começar a bordar, é importante que você esteja bem equipado (a) com todos os materiais necessários para executar a atividade.

Abaixo, vamos listar os principais materiais exigidos e a função de cada um deles.

Agulhas de costura

Quando falamos em bordado livre, a agulha de costura é a mais indicada, graças à sua capacidade de furar os tecidos.

Para quem está começando a aprender a costurar, é recomendado o uso de agulhas de costura tipo 6,7 ou 8. 

A primeira é a mais grossa, a segunda é indicada para linhas medianas e a terceira é recomendada para quem precisa de um bordado mais delicado.

📝 5 dicas para transformar seu hobby em uma fonte de renda

Tesoura de costura

Outro item indispensável é a tesoura de costura, muito comum também no bordado livre.

A ideia é usar o item para cortar os excessos do tecido. Para isso, a tesoura deve ter a ponta fina.

Linha meada ou mouline

Quando falamos nos principais tipos de bordado, é importante ressaltar que diversas linhas podem ser usadas, mas a mouline (ou meada) é a principal delas.

Além de ser prática e fácil de usar, dá resultados muito eficientes nas primeiras experiências com bordado.

Tecido de algodão cru

Outro bom tecido que pode ser explorado por quem está aprendendo a bordar é o algodão cru.

Ele é fácil de manusear, resistente e seguro. Além disso, tem um ótimo custo-benefício, o que é algo essencial para iniciantes.

Bastidor

Além de ser uma peça de decoração, o bastidor, que é uma espécie de moldura, traz mais firmeza para o tecido que está sendo bordado.

Ele é muito vendido no modelo de madeira, mas também pode ser encontrado em outros estilos.

Errei o ponto do bordado, e agora? Saiba como desfazer

Se você está começando a bordar agora, prepare-se para errar! 

Erros fazem parte do processo de aprendizagem e, em vez de evitá-los ou se frustrar toda vez que acontecerem, lembre-se de usá-los para aprender cada vez mais e se tornar ainda melhor.

O melhor é que, ao errar em um bordado, você pode desfazer o ponto e continuar a sua produção.

Sendo assim, antes de começar a praticar suas habilidades de bordado, providencie também um abridor de casas, também chamado de descosturador. 

Essa ferramenta tem uma lâmina que ajuda a cortar os fios sem estragar o tecido que está sendo bordado.

Com o abridor de casas, você deve puxar as linhas pela parte avessa do bordado com bastante cuidado, até que a linha fique mais frouxa e pronta para ser cortada.

Esse processo também pode ser feito com tesoura, mas certifique-se de que ela tenha a ponta bem fina para não danificar a sua peça.

Agulha e linhas na mão, está na hora de começar!

Agora que você já conhece os principais tipos de bordados, pode começar a bordar peças incríveis para a sua casa, para presentear amigos e familiares ou até mesmo para vender!

O bordado é uma ótima maneira de exercitar a mente e colocar o seu lado criativo para trabalhar. 

E se você tem interesse em desenvolver cada vez mais a sua coordenação motora e suas habilidades artísticas, veja também as nossas dicas para aprender a costurar sozinho!

Autor
Equipe Hotmart

Equipe Hotmart

A Hotmart é a plataforma completa para quem quer aprender novas habilidades e adquirir cursos digitais em poucos cliques. No universo da Hotmart, as possibilidades são infinitas.