Como monitorar a sua concorrência e criar estratégias para sair na frente

Como monitorar a sua concorrência e criar estratégias para sair na frente

Antes mesmo de criar um negócio você tem que monitorar a sua concorrência. Confira nossas dicas e aprenda a extrair dados que ajudarão a melhorar o seu negócio

Uma vez eu li em um texto na internet que comparava o mundo dos negócios à guerra, e que assim como nos campos de batalha, o empreendedor tinha que fazer de tudo para se destacar.

Apesar de ser uma análise meio exagerada (não se trata de fazer tudo, mas sim de fazer as coisas certas), ficou muito claro o que o autor quis dizer quando falou sobre obter uma vantagem competitiva para o seu negócio.

Uma das formas de obter essa vantagem é monitorar a sua concorrência para saber o que eles estão fazendo. Dessa forma, você consegue oferecer produtos e serviços diferenciados.

Confira nossas dicas e aprenda a extrair dados que ajudarão a melhorar o seu negócio!

Por que monitorar a concorrência?

A sua missão como empreendedor é convencer usuários que já consomem a mesma categoria de produto que o seu, que a sua solução é ideal para elas.

Para descobrir estratégias para sair na frente da sua concorrência, você precisa, antes de mais nada, saber o que eles estão fazendo.

Se você não conhece bem o nicho em que está atuando e quem são os líderes do seu mercado, fica difícil oferecer produtos e serviços realmente diferenciados.

E no mercado digital, movido por inovações, só é possível fazer diferente se você sabe o que os seus concorrentes já estão fazendo.

Observar os seus principais concorrentes também é fundamental para traçar as metas para o seu negócio, porque te ajuda a entender o lugar onde você está no mercado e o lugar até onde você quer chegar.

Dicas para fazer uma análise assertiva

Hoje em dia, graças à internet, ficou muito mais fácil reunir informações sobre os seus concorrentes.

Basta uma pesquisa rápida nos principais buscadores para descobrir o site da empresa, as redes sociais e até blogs que falam bem ou mal daquele produto/serviço.

Mas, justamente por causa dessa quantidade de informação, fica mais difícil coletar os dados que realmente farão a diferença para o seu negócio.

Para otimizar o seu tempo, separei algumas dicas que vão te ajudar a fazer uma análise mais assertiva da sua concorrência.

Faça as perguntas certas

Antes mesmo de buscar pelo nome do seu concorrente na internet, você precisa elaborar as perguntas certas, para coletar e analisar apenas aquilo que for relevante para melhorar o seu produto ou serviço.

Mapear os pontos fortes e fracos da sua concorrência, te dará as informações necessárias para neutralizar o seu oponente e ganhar pontos com a audiência que você quer conquistar.

Quer um exemplo?

Imagine que o seu concorrente tenha um canal no YouTube de sucesso, mas um site pouco atualizado, o seu foco é descobrir as estratégias que ele aplica no YouTube.

É claro que você precisa fazer uma análise do site, mas não precisará focar tanto esforço nisso.

Analise os canais de comunicação da sua concorrência

Analisar o website do concorrente é uma ótima maneira de entender como eles se relacionam com o público.

Que tipo de conteúdo eles postam? Com que frequência? O site é responsivo? São todas perguntas que te darão insights para melhorar o seu próprio site e oferecer uma experiência mais completa para o seu usuário.

Identifique os pontos positivos do site do seu concorrente e veja se é possível adaptá-los para o seu empreendimento.

Vale lembrar que adaptar não significa fazer exatamente da mesma forma. As suas ações devem ser pautadas pelos interesses da sua persona e levando sempre em consideração o porte do seu negócio.

Traduzindo: nem tudo que funciona para os outros, funcionará da mesma forma para você.

Monitore redes sociais

O segundo melhor lugar para monitorar a sua concorrência são as redes sociais.

Nelas, além de identificar o tipo de discurso que eles usam para vender, você verá como eles lidam com os próprios clientes, qual a percepção dos usuários sobre eles, entre outros fatores.

A dica para otimizar essa análise é criar uma tabela (pode ser no Excel ou em arquivos em nuvem mesmo) e listar o nome de todos os seus concorrentes e as redes sociais onde eles possuem perfil ativo.

E por ativo, eu quero dizer perfis que são atualizadas constantemente.

Comece pelo Facebook, que é a rede social com a maior quantidade de usuários no mundo, e em seguida visite os perfis em outras redes como Twitter, YouTube, Instagram, Pinterest e Google Plus, sempre priorizando aquelas que concentram uma quantidade maior de potenciais clientes.

Para identificar o nível de influência do seu concorrente no mercado, você pode utilizar o Klout.

O Klout é uma ferramenta analítica que cruza informações de diferentes redes sociais, e estabelece um valor de 0 a 100, levando em conta o engajamento dos usuários naquelas páginas (quanto mais engajamento, maior a influência).

Por isso não se assuste quando encontrar um perfil com muitos seguidores, porque esses números significam muito pouco se essa base não interagir com as postagens.

Foque nos concorrentes que você quer superar

Por mais óbvio que possa parecer, o processo de monitorar a concorrência consiste em encontrar meios de superar produtores e empresas que vendem mais do que você.

Se você for se preocupar com todas as empresas que vendem produtos parecidos com o seu, não terá tempo hábil para gerir o seu negócio.

Portanto, é importante ter em mente quais são os concorrentes que oferecem um produto com alto padrão de qualidade, que te inspiraram a entrar no seu mercado ou que você quer superar.

Faça uma pesquisa de palavras-chave e descubra os produtores e empresas que lideram as buscas por termos que você quer rankear.

Quanto mais específica for a sua palavra chave, o volume de buscas será menor, portanto, mais fácil liderar as buscas orgânicas por aquele termo.

Fotografia por exemplo é um segmento muito amplo, significa que os sites que aparecem  nos  primeiros lugares da busca já tem seus domínios consolidados, enquanto em fotografia debaixo d’água, a concorrência certamente será menor.

Anote no papel os 10 concorrentes que tem o tráfego mais expressivo que o seu. São esses dez sites que você deve analisar de perto, para descobrir as estratégias que funcionam melhor para o seu mercado.

Inscreva-se para receber conteúdo do seu concorrente

Uma das principais vantagens da internet é a facilidade de iniciar um diálogo online. Aproveite-se disso para monitorar o que o seu concorrente está falando para a base dele.

Utilize o seu e-mail pessoal para se inscrever na newsletter do seu concorrente, entre em contato com a equipe de suporte e, se possível, interaja nas redes sociais.

Essas interações te ajudarão a identificar os tópicos e o tipo de linguagem que agradam o seu público alvo, além das estratégias implementadas pelo seu concorrente para nutrir o relacionamento com os seus consumidores.

Registre todos os dados

Monitorar a concorrência não pode ser algo pontual, trata-se de um processo que deve ser realizado  periodicamente, principalmente no mercado de produtos digitais, onde as ferramentas mudam frequentemente.

Mas, mais importante que estabelecer uma frequência, é usar os dados coletados para elaborar um plano de ação para conduzir melhorias significativas no seu negócio.

Boas ferramentas para monitorar a sua concorrência 

Se você chegou até aqui, já entendeu por que você precisa monitorar a sua concorrência e como fazer isso.

Provavelmente deve estar preocupado com a quantidade de trabalho que terá pela frente, certo?

Mas pode ficar tranquilo que você não precisará coletar esses dados manualmente, existem diversas ferramentas que te ajudarão a acompanhar a sua concorrência de perto.

Vale lembrar que a maioria das ferramentas que eu vou citar aqui oferecem versões gratuitas para os usuários e versões pagas, com mais funcionalidades, caso você queira coletar mais dados.

Google alerts

O Google alerts é uma ferramenta bem simples e fácil de ser utilizada. Basta você cadastrar o nome do seu concorrente na ferramenta, que ela te enviará reports por e-mail, sempre que a sua concorrência  for citada na internet.

Também funciona para monitorar palavras chave que você quer rastrear sobre o seu negócio.

Exemplo: Você tem um curso online sobre cultivo de hortas em casa e quer monitorar termos como horta vertical, estufas para manter-se em dia sobre as principais tendências do seu mercado.

Sem Rush

O Sem Rush é uma das ferramentas mais práticas para quem está começando a investir em marketing digital, porque ela oferece relatórios bem completos tanto do seu site, quanto dos seus competidores.

Basta acessar a plataforma e digitar o site do concorrente que você quer avaliar, ou até mesmo de uma página interna como um blog post, por exemplo, que ele te fornece informações sobre o tráfego orgânico desta página, o posicionamento dela nos rankings de palavras-chave, entre outras informações que podem te ajudar a determinar os pontos fracos e fortes da sua concorrência.

Social mention

O Social mention é outra ferramenta que pode ser usada para localizar as menções sobre a sua concorrência.

Basta digitar um termo na barra de busca, que pode ser a palavra-chave do seu negócio ou o nome do seu concorrente, e o Social Mention “varre” todos os buscadores para encontrar o que foi dito sobre aquele termo em todas as redes sociais.

Você pode ver quantas vezes o seu concorrente foi citado, a frequência com que isso acontece e, claro, ver o que os usuários estão falando, desde elogios a reclamações.

Descobrir a percepção dos usuários sobre determinada empresa, produto ou serviço, te ajudará a entender como funciona a relação entre o consumidor e a marca, e a encontrar brechas para atrair o público do seu concorrente para consumir na sua página.

Similar Web

Com o Similar Web é possível obter informações sobre o tráfego de qualquer site, seu posicionamento no ranking mundial, no ranking por país e até mesmo o número de visitantes semanais que aquele site recebeu nos últimos seis meses.

Também é possível descobrir de onde vieram os visitantes daquela página: redes sociais, buscadores ou anúncios.

Isso é importante, para:

Identificar quem são os principais concorrentes do seu negócio 

Imagine que você tenha um produto de alcance nacional, o seu foco deve ser competir com empresas/produtores que lideram o ranking no seu país, invés de um produto que é muito conhecido internacionalmente, mas não tem representatividade para a sua persona.

Indicar os melhores meios para divulgar o seu produto

Saber de onde provém a maior parte do tráfego da sua concorrente é útil para otimizar a sua divulgação nesses canais.

Moz

Em seu site a Moz se apresenta como uma empresa que oferece recursos e ferramentas para otimizar o marketing de empresas que divulgam seus produtos na internet.

Apesar da plataforma ser focada em soluções e melhorias para o site do usuário, ela também possui funcionalidades que podem ser utilizadas para verificar a força do domínio do seu concorrente.

Como o open site explorer, em que você pesquisa e compara a qualidade dos backlinks que levam para o seu site, com os backlinks que levam para o site do seu concorrente.

Backlinks são links de terceiros que direcionam para outros sites, indicando que aquele conteúdo é relevante para as pessoas

A qualidade dos backlinks dependem da força do site que deu aquela indicação, ou seja é melhor o seu site ser indicado por um domínio que é considerado referência no assunto, do que receber vários backlinks de sites e blogs menores.

O Fresh Web Explorer é outro exemplo de ferramenta disponibilizada pela Moz para rastrear as menções sobre o seu negócio  e sobre o seu concorrente.

Tendo esses dados em mãos, você estará apto a desenvolver uma estratégia para otimizar a sua página, seja fazendo melhores parcerias, melhorando a qualidade do conteúdo que você compartilha e até mesmo alterando suas palavras-chave.

Fique de olho na SERP

SERP é a sigla em inglês para Search Engine Results Page, que em português significa “Página de Resultados”.

Trata-se de um termo técnico para designar a página onde aparecem os resultados orgânicos (sem anúncios), ou lista de sites mais relevantes para aquela palavra-chave.

Por que monitorar páginas que estão na minha SERP?

  • 94% dos links que as pessoas clicam são resultados orgânicos, não pagos.
  • 68% de todos os cliques da busca orgânica vão para os primeiros três resultados.
  • 75% dos usuários nunca passam da primeira página do resultado de busca.

*Fonte

Nem sempre os sites que lideram as buscas orgânicas atuam no mesmo segmento que o seu, ou sequer comercializam algum produto, mas mesmo assim elas continuam atraindo cliques de usuários que poderiam estar convertendo no seu site.

Para liderar o ranking é necessário um trabalho contínuo de SEO e otimização da sua página e redes sociais, mas isso já é assunto para outro post.

Gostou das nossas dicas?

Deixe suas dúvidas e sugestões nos nosso comentários e aproveite para seguir a Hotmart nas redes sociais.