Como usar ferramentas de palavras-chave a seu favor

Como usar ferramentas de palavras-chave a seu favor

Escolher as palavras-chave certas é uma das estratégias para sair na frente. Aprenda a usar ferramentas de palavra-chave para melhorar seus resultados

Um dos maiores desafios para os empreendedores é escolher palavras-chave compatíveis com o seu produto e que atraiam tráfego qualificado para sua página. No entanto, com muito planejamento e a ajuda de algumas ferramentas de palavra-chave, é possível encontrar os termos mais adequados para a sua estratégia de marketing de conteúdo.

No post de hoje, vamos compartilhar algumas dicas para encontrar as palavras-chave certas para a sua página na web. E mais:

O que são palavras-chave?  

Quando o usuário faz uma pesquisa sobre determinado termo, os buscadores mostram os resultados mais relevantes sobre aquele assunto, baseados em diversos fatores, inclusive na qualidade da palavra-chave.

Palavras-chave (Keywords, em inglês) são palavras ou grupos de palavras que sintetizam o tema que é abordado em uma página.

Apesar do nome, a palavra-chave não precisa ser, necessariamente, uma palavra única, pode ser um conceito ou até mesmo uma sentença, desde que tenha alguma relação direta com o conteúdo que você compartilha online.

A importância de ter uma estratégia de palavras-chave  

O objetivo de uma estratégia de palavras-chave não é apenas aumentar o tráfego da sua página, e sim, levar visitantes que estejam preparados para conhecer o seu produto. Se a sua página recebe cerca de 60 mil visitantes por mês, mas apenas 1% desses usuários realiza alguma ação ali, talvez seja a hora de repensar as palavras-chave do seu negócio.

Quando estiver avaliando o desempenho da sua página, tente se fazer essas duas perguntas: Você está falando a mesma língua da sua persona? A sua página possui conteúdo de qualidade sobre o termo que você está tentando ranquear?  

Foque na qualidade e não na quantidade

A quantidade de palavras-chave que você escolhe não tem influência direta na taxa de conversão da sua página. É possível selecionar 1.000 palavras e não estar bem posicionado no ranking de busca orgânica para nenhuma delas.

A dica é fazer uma lista de, no mínimo, 50 e, no máximo, 100 palavras que tenham alguma relação com o seu negócio, com os temas que você aborda na sua página e, principalmente, com a sua persona. Acredite: ter uma lista com grupos de keywords te ajudará bastante na hora de criar conteúdos relevantes para a sua audiência.

Se o seu empreendimento está na fase inicial, ter uma estratégia de palavras-chave é essencial para não desperdiçar esforços tentando liderar pesquisas de termos que não atraem as pessoas certas para a sua página. Pois são os acessos qualificados que têm mais chances de se tornarem leads e, mais tarde,  tornarem-se clientes.

Como as palavras-chave influenciam nas buscas dos usuários

Se hoje os buscadores listam os resultados mais relevantes para o usuário sobre determinado assunto, no início da internet, não era bem assim. Antes, bastava que a página citasse a mesma palavra várias vezes, na URL, no título e no corpo do texto, para que ela aparecesse nos primeiros resultados da busca orgânica.

Essa estratégia é exemplificada por Brian Dean, do blog Backlinko, quando ele conta que certa vez foi contratado por uma empresa para escrever 50 artigos contendo a palavra-chave  “how to get rid of man boobs”, que na tradução literal seria algo parecido com “como se livrar de peitos masculinos”. O objetivo dessa empresa em questão era ranquear para esse termo, mesmo que o conteúdo dos artigos não tivessem muito a ver com a keyword escolhida.

Hoje, os principais buscadores avaliam a palavra-chave e entregam apenas o que o usuário realmente está procurando. Digamos que você procure um produto para emagrecimento, por exemplo. O mecanismo de busca te mostrará as páginas que realmente abordam esse tema. Quanto mais específico você for na sua busca, mais assertivo será o resultado.

Dicas para  encontrar as palavras-chave certas para o seu negócio  

Procure o termo/frase nos principais mecanismos de busca 

Assim que você tiver uma lista de possíveis palavras-chave em mãos, procure saber quais são as páginas que lideram as buscas por cada termo. Acessar o site dos seus concorrentes é fundamental para descobrir as estratégias que vão te ajudar a se destacar.

Se quiser fazer uma análise mais precisa, você pode utilizar as ferramentas que aparecem no post como monitorar a sua concorrência. Outra dica interessante é checar a quantidade de anúncios pagos que são feitos com as suas palavras-chave. Muitos anúncios podem indicar que aquele termo tem grande capacidade para  gerar vendas.

Fique atento ao volume de buscas

O volume de buscas é a variável que determina quantas buscas mensais foram feitas sobre aquele termo na internet. É sempre bom lembrar que, apesar de ser um dado importante para a sua decisão, o volume de buscas sozinho significa muito pouco. Ele mostra que muitas pessoas pesquisam sobre aquele assunto, mas também pode significar mais concorrência e, claro, um desafio maior para ocupar as primeiras posições.

Avalie o nível de dificuldade para ranquear para essas palavras

Agora que você conhece os seus concorrentes e o volume de busca das palavras-chave que pretende segmentar, é importante avaliar o nível de dificuldade que o seu blog/site terá para subir posições. Se o ranking que você pretende disputar é liderado por uma empresa multinacional, é pouco provável que você consiga desbancá-la, porque conta com menos recursos e menos mão de obra.

É claro que você pode tentar segmentar o seu site para essas palavras-chave, mas terá que ter um plano de ação bem definido para aumentar a força do seu domínio, e isso pode levar tempo. O melhor caminho nesses casos é optar por uma palavra-chave com um volume de buscas menor, mas que ainda tenha uma relação com o seu produto.

Reveja a sua lista quantas vezes for necessário

Uma lista de palavras-chave não é um arquivo intocável. É preciso avaliar cada termo separadamente para identificar aqueles que não fazem tanto sentido para o seu negócio. Imagine um Produtor que tenha um curso online sobre yoga e cria uma lista de palavras-chave com termos relacionados ao seu produto como: yoga, meditação, equilíbrio físico, filosofia de vida oriental, etc.

Após  fazer uma busca rápida sobre esses termos, ele percebe que os outros sites que aparecem nos resultados não têm nada a ver com o seu negócio ou com o seu produto, logo, são termos genéricos, que não vão trazer tráfego qualificado para o seu site.

Essas palavras-chave podem ser riscadas da lista, assim como os termos repetidos ou as palavras com grafias erradas, já que os buscadores têm uma ferramenta de autocorreção para palavras escritas incorretamente, então, não se preocupe em cobrir todas as possibilidades quando fizer a sua lista.

Tente pensar como o seu público

Imagine que tipo de termos as pessoas iriam procurar nos sites de buscas para chegar até o seu site. Na verdade, nem é preciso imaginar, já que o estudo da sua persona mostra os problemas que o seu possível comprador enfrenta no dia a dia.

As palavras-chave ideais para o seu negócio são aquelas que “apontam” a solução para as dores do seu possível comprador. Para direcionar essas pessoas para o seu site, seja específico! Se o seu produto é dirigido para um certo público, não use termos que podem abranger outros segmentos.

Um blog de culinária voltado para pessoas intolerantes à lactose não deve conter a palavra-chave “culinária”, pois vai atrair pessoas interessadas apenas em culinária e, provavelmente, menos propensas a comprar o produto/serviço.

Já se o Produtor usa o termo “culinária para pessoas intolerantes à lactose”, segmenta a sua página para pessoas que terão interesse no tipo de conteúdo que ele está compartilhando.

Head tail X long tail

Antes de comparar esses dois tipos de palavra-chave, é preciso entender suas definições.

As head tails são termos de buscas mais amplos, normalmente compostos por uma palavra só,  que pesquisamos quando estamos buscando a solução de um problema. Ex: dieta. Enquanto as long tails são palavras-chave compostas por dois ou mais termos, que aponta para uma solução mais específica. Ex: dieta para pessoas intolerantes a glúten.

Apesar das palavras head tail possuírem um volume de buscas superior, as long tails convertem mais, porque atraem pessoas que já estão em um estágio mais avançado na jornada do comprador. Mais um fato interessante sobre essa comparação: termos genéricos recebem 30% do volume de pesquisas feitas na internet, enquanto os outros 70% vão para as palavras-chave de cauda longa, que representam dezenas de milhares de buscas específicas.

Se você ainda está em dúvida sobre a melhor opção para o seu negócio, a seguir,  listamos as principais vantagens de optar por palavras-chave long tail:

      • Buscas detalhadas geralmente são feitas por pessoas que estão pensando em comprar um produto ou consumir algum conteúdo específico, o que significa maiores chances de conversão;
      • Ranquear na primeira página do Google para palavras long tail exige menos esforço e investimento em tráfego pago, já que a concorrência por aquele termo é menor;
      • Uma vez que você sobe posições em rankings de busca menos concorridos, seu blog/site  ganha pontos de domain authority e page authority, passando a ser considerado uma autoridade naquele assunto.

Palavras-chave negativas

As palavras-chave negativas são aqueles termos pelos quais você não quer que a sua página seja encontrada e que, geralmente, não têm nenhuma relação com o seu produto. Apesar de não gerar tráfego qualificado para a sua página, palavras-chave negativas podem ser extremamente úteis para a sua estratégia de links patrocinados.

E funciona de forma simples: quando você não quiser que seu anúncio apareça nas buscas por determinada palavra-chave, basta incluí-la no grupo de termos negativados assim que estiver configurando a sua campanha.

Trata-se de uma estratégia de segmentação que evita que o seu conteúdo apareça para as pessoas erradas.

Ferramentas que te ajudarão a encontrar boas palavras-chave  

Google trends

O Google Trends é uma ferramenta do Google que permite que você identifique as principais consultas e as consultas crescentes sobre determinado termo. Por meio dele, você consegue filtrar os principais resultados por localização (cidade e país de origem), período de tempo (semanal, mensal e anual) e fontes de busca (imagens, notícias, Google Shopping ou YouTube).

Saber o que os internautas estão pesquisando na internet pode te dar ideias para expandir as suas palavras-chave e aumentar o alcance da sua página em subnichos que estejam relacionados ao seu negócio.

SEMRush

Com o SEMRush você consegue pesquisar por uma palavra específica e saber quais são os sites que estão aparecendo nos primeiros resultados de busca no tráfego orgânico ou pago. Algumas informações dadas pela plataforma, como custo médio por clique e concorrência, são ótimos para otimizar sua estratégia de links patrocinados.

Outra vantagem do SEMRush é que ele também oferece uma lista de palavras-chave relacionadas ao termo que você pesquisou,  dando mais opções para você inserir na sua lista.

SEMrush

Google Analytics + Google Search Console

Se você possui um blog ou um site para o seu produto, com certeza já usa os dados fornecidos pelo Google Analytics para avaliar o desempenho da sua página. Pois saiba que além de todas as funcionalidades disponíveis nessa ferramenta, é possível  integrá-la com o Google Search Console para descobrir quais as palavras-chave que levam mais tráfego para o seu site ou blog.

Para isso, basta acessar o painel do Google Search Console, selecionar o menu “Pesquisa” e, em seguida, a opção “Search Analytics”. Fazendo essa pesquisa, você  perceberá que nem sempre a keyword para a qual você está tentando ranquear é aquela que está gerando mais tráfego para a sua página. Dando dicas de termos que podem estar sendo subaproveitados no seu conteúdo.

Junto com as principais consultas, o Google Search Console mostra os países de origem desses acessos, o tipo de dispositivo utilizado entre outras informações que servem para otimizar sua estratégia de palavras-chave, de forma a atrair tráfego ainda mais qualificado para a sua página.

Keyword Planner

O Keyword Planner é uma ferramenta disponível no Google Adwords e talvez seja uma das mais utilizadas pelos empreendedores para encontrar palavras-chave, já que é integrada a uma das principais redes de anúncio. Basta inserir as palavras relacionadas ao seu texto que a ferramenta oferece opções de palavras-chave que você pode utilizar para segmentar cada conteúdo do seu blog, a quantidade de buscas mensais por aquela palavra e o seu nível de concorrência.

Enquanto a quantidade de buscas é importante para você determinar se aquela keyword é relevante para os seus potenciais clientes, o nível de concorrência ajuda a identificar se o termo é muito genérico.

Ubersuggest

O Ubersuggest é uma ferramenta na qual você digita um termo genérico e a plataforma sugere palavras-chave específicas, relacionadas ao termo pesquisado, com base em consultas reais feitas pelos usuários do Google. Além de variações para sua palavra-chave, você recebe informações sobre o volume de buscas para os termos sugeridos, custo por clique e a concorrência de cada um, no caso do tráfego pago.

Barra de pesquisas do Google

É isso mesmo, você não leu errado: a barra de pesquisa do Google é uma das principais fontes de sugestão para palavras-chave. Quando inserimos um termo na barra de buscas do Google, o auto complete sugere pesquisas que estão relacionadas à keyword que estamos buscando, o que pode render ótimos insights de palavras específicas de nicho.

Para que a técnica dê certo, é importante limpar o cache do seu navegador ou utilizar a aba anônima. Caso contrário, o Google utilizará o padrão de buscas que está armazenado no seu computador. Se  você tem dúvida sobre como limpar o cache do seu computador, pode fazê-lo seguindo esse tutorial aqui.

MOZ  

O Keyword Explorer é uma ferramenta da MOZ específica para a busca de palavras-chave. Digite um termo na barra de pesquisa, que você tem acesso a informações como:

      • volume de buscas;
      • nível de dificuldade para ranquear para aquela palavra;
      • páginas que lideram as buscas por esse termo;
      • sugestões de palavras-chave que você pode utilizar na sua estratégia.

MOZ

Otimização On page

Você seguiu todas essas dicas, mas ainda assim não está conseguindo liderar as pesquisas pelas suas palavras-chave? Calma, não se desespere!

Primeiro, certifique-se de que o seu conteúdo é de qualidade e está relacionado com o termo que você deseja ranquear. Se tudo estiver certo com o seu conteúdo, é hora de empregar técnicas de SEO para melhorar o seu desempenho On Page.

Uma das formas de fazer isso é otimizando a sua página para a palavra-chave escolhida: que basicamente é usar a palavra na url, no título do post e repeti-la no conteúdo, sempre que possível. Para ilustrar esse tópico, vamos usar como exemplo um blog post cuja palavra-chave é produtos fitness.

Título com palavra-chave

É muito importante que o título do post contenha a palavra-chave do texto, de preferência no início.

Produtos fitness que você pode vender pela internet

Meta description

A Meta description é um pequeno texto de até 156 caracteres que aparece logo abaixo do título da página nos resultados de busca. Geralmente, resume o conteúdo que o usuário encontrará ao clicar naquele link.

Conheça os produtos fitness que são os maiores sucessos de venda entre os internautas.  

Palavra-chave na URL

A URL é o endereço onde o seu conteúdo está hospedado. Em plataformas como o wordpress, a URL é gerada a partir do título do post, mas você pode editar para textos mais curtos, desde que a versão final esteja de acordo com o conteúdo que você está compartilhando, ok? www.boaforma.com/produtos-fitness-para-vender-online

Palavras-chave ao longo do conteúdo

Apesar da palavra-chave não ser o único fator que influencia o seu posicionamento nos rankings de pesquisa, é importante que você utilize a sua keyword sempre que possível, para chamar a atenção dos mecanismos de busca para o seu conteúdo.Em posts menores, de até 500 palavras, a sua palavra-chave deve aparecer em pelo menos cinco momentos do texto, incluindo intertítulo e parágrafos.

É claro que não existe um limite para citar a sua keyword, mas é sempre bom lembrar que textos com muitas palavras repetidas podem parecer confusos e atrapalhar a experiência do seu visitante.

Gostou deste post? Compartilhe com os amigos e aproveite para nos contar qual outro assunto você quer ver aqui no blog!