A importância do Design no Marketing Digital

A importância do Design no Marketing Digital

Muito além da questão estética, o design contribui para a identificação do lead com o seu produto e impacta diretamente na decisão de compra

Muitas vezes, deixamos de lado a identidade visual por acreditarmos que o Design é supérfluo, responsável apenas por tornar as coisas mais “bonitas”.

Quando na verdade o design é um elemento essencial para criar um diálogo com o seu público-alvo, gerar reconhecimento e identificação com o seu produto.

Além de ser responsável por aspectos técnicos que tornam a publicação ou qualquer peça gráfica mais agradável à leitura, direcionando-a de forma mais clara e intuitiva.

Juntamente com a copy (termo inglês para redação), o design compõe a linha de frente da sua campanha e produto: são esses dois elementos combinados que fazem a interface produtor-comprador ou afiliado-comprador.

E a gente sabe o quanto uma identidade visual e um texto com o qual você se identifica, que dialoga com você, influencia na decisão de compra.

Mas, apesar de o trabalho do designer ser muito importante e insubstituível, você não precisa ser um profissional para criar peças gráficas que gerem vendas e conversão.

Seguindo as dicas desse texto você será capaz de criar suas próprias imagens e tornar seus posts e anúncios mais convidativos ao clique!

Utilize suas personas

Para criar uma página de vendas que realmente converta, você precisará, antes de mais nada, conhecer bem o seu público alvo.

Quem já fez o Hotmart Academy, sabe que o objetivo do produtor/afiliado é propor a melhor experiência para o usuário, e isso só é possível, quando fazemos uma comunicação alinhada com os interesses da nossa persona.

Basta passear por um supermercado para perceber  que cada segmento possui um público-alvo bem definido: Produtos infantis são diferentes de produtos para adultos, que são diferentes de produtos para higiene pessoal, e por aí vai.

E isso também se aplica ao mercado de produtos digitais!

As pessoas tendem a se identificar visualmente com produtos, por isso é tão importante investir na apresentação da mesma forma que nos preocupamos com a qualidade.

A medida que você conhece bem a sua persona, e que o seu produto pertence a um nicho bem específico, saber identificar se uma peça gráfica está ou não adequada para o seu público-alvo, se torna um processo natural.

Pesquise por referências

Seja na internet ou até mesmo no seu dia a dia, colete referências visuais.  

Tire fotos de produtos, embalagens e outras peças gráficas, virtuais ou físicas, que estejam relacionadas com o seu produto e com o seu público-alvo.

Esse exercício de observação por si só, já te oferece um acervo muito bom de cores, formas, estilo de fotografias e fontes que você pode aplicar na sua página, para torná-la mais atrativa para o seu lead.

Outra estratégia que funciona é fazer benchmark de empresas que atuam no mesmo segmento que o seu e descobrir o que elas estão fazendo tanto na parte visual, como na copy.

Essa análise pode te fornecer insights valiosos para aprimorar o seu produto.

Sempre lembrando que: fazer benchmarking não quer dizer copiar literalmente o que o seu concorrente está fazendo. E sim, descobrir referências que podem ser adaptadas para o seu negócio.

Seja coerente

Se você é um produtor que acabou de criar um ebook ou videoaulas, por exemplo, é provável que você já tenha um conjunto de elementos visuais no próprio produto!

Utilize esses elementos para criar anúncios, página de vendas e outros produtos que sejam coerentes que a sua proposta inicial.

Isso é importante, pois a coerência visual aumenta a confiabilidade de seus anúncios em relação ao produto.

Já pensou se você cria um anúncio que é completamente diferente da sua página de vendas, e que por sua vez não está relacionada com o seu produto em si?

O usuário que clicar naquele anúncio não terá identificação com o seu discurso, o que diminui suas chances de que ele forneça qualquer informação, seja o e-mail ou dados de pagamento.

Para que isso não aconteça certifique-se que sua comunicação (copy e design) estejam alinhados em todas as suas páginas online.A consistência das suas publicações é um dos fatores determinantes para manter os leads engajados com a sua página/produto.

Tenha cuidado com o que chama atenção

A gente tende a achar que tudo merece destaque, que todas as informações que estamos passando são cruciais (e muitas vezes são!). Mas quando se trata de design, quando tudo está chamando atenção, nada se destaca!

Se vários elementos estão competindo um com o outro pela atenção do leitor, a tendência é que ele fique completamente perdido.

Para destacar o que é mais importante, você deve adotar duas estratégias: priorizar as informações, o que só é possível com um bom conhecimento de copy; e diferenciar as ações dentro do seu site utilizando as cores.

Mas já que o texto é sobre design vamos falar sobre a utilização das cores.

Pesquise no Google sobre “Círculo Cromático” e “Paleta de Cores Complementares e Análogas” que você encontrará muitos exemplos de esquema de cores.

Por exemplo, se o seu produto tem um tom de azul, utilize uma paleta análoga de outros tons de azul e verde-azulado para criar a maior parte de sua página de vendas ou anúncios, como boxes e títulos.

Aí, use cores complementares, como, nesse caso, os laranjas e vermelhos, para destacar Call-to-Actions (CTA) e outros elementos que guiam a leitura, como, por exemplo, setas.

Ter essa preocupação com a cartela de cores é fundamental, uma vez que estudos de marketing digital comprovam que  93% dos consumidores consideram que a aparência visual de um site é o fator que mais contribui para a decisão final de compra.

E lembre-se: elementos diferentes, formas diferentes.

Nunca crie um CTA que possa passar despercebido ou que seja confundido com alguma outra ilustração, ou vice-versa.

Simplifique a navegação e entendimento do visitante de sua página, não o faça pensar muito, caso contrário você pode estar perdendo possíveis compradores para o seu produto.

E alguns outros elementos visuais podem ser muito importantes para guiar o olhar do leitor.

Colocar uma fotografia com uma pessoa olhando em direção a um CTA pode aumentar a conversão e taxa de cliques. Setas que induzem o leitor a percorrer o restante do conteúdo da página também.

Esses fatores podem aumentar o tempo médio de permanência lead na sua página de vendas e, consequentemente, a probabilidade dele realizar a compra.

Nós falamos um pouco mais sobre esse assunto no post Tenho muito cliques em anúncio mas nenhuma conversão.

Seja original em sua abordagem

Hoje em dia, é fácil um anúncio passar despercebido, tanto na rede Google Display como no Facebook.

Somos bombardeados 24 horas por dia tanto na tela do computador como no celular com memes, vídeos, notícias e todos os tipos de conteúdo visual, o que torna cada dia mais desafiadora a tarefa de se destacar no mercado.

Portanto, evite clichês, tente ser original, e pense em formas de se comunicar com seu público que seus concorrentes nunca utilizaram.

Use filtros e ilustrações, edite (mesmo que minimamente) as imagens que for utilizar nos seus anúncios e em sua página de venda.

E teste!

Faça testes A/B sempre que um anúncio não está tendo um bom desempenho ou quando a sua página de vendas estiver convertendo abaixo do esperado.

Altere alguns elementos mais cruciais, como cor de CTA e imagens de anúncios, e verifique se as mudanças que você promoveu impactam nas suas taxas de conversão.

O design é seu aliado

Apesar de não ser o único fator que influencia na decisão de compra, o design é muito importante para o marketing digital.

Ele e a copy são os elementos que traduzem o que é o seu produto, além de promoverem o diálogo entre o produtor ou afiliado e o consumidor.

Quando você cria uma identidade visual e de texto coerentes, sua campanha se torna mais efetiva, poupando refações e custos desnecessários.  

Mesmo que você contrate um designer para cuidar das peças gráficas e dos anúncios do produto a ser divulgado, é importante que você, como produtor ou afiliado, tenha essas dicas em mente, para descobrir o que funciona para a sua audiência.

Se você gostou das nossas dicas ou ainda tem dúvidas sobre o assunto, deixe seu comentário!