“Tenho muitos cliques em anúncios, mas nenhuma conversão. O que fazer?”

“Tenho muitos cliques em anúncios, mas nenhuma conversão. O que fazer?”

Quando se trata de anúncios pagos, saber o que não fazer pode fazer uma grande diferença na sua estratégia. Melhor ainda é saber como fazer corretamente. Continue acompanhando e descubra as técnicas corretas para anunciar.

Recententemente, vimos que a publicidade paga é o caminho mais curto para atrair visibilidade para sua marca, enquanto você trabalha sua estratégia orgânica.  Uma vez que você atraiu o público qualificado para sua página, a próxima etapa é garantir que os visitantes se inscrevam para receber sua oferta.

Mas o que eu posso fazer para transformar os cliques do meu anúncio em conversões?

Se você ainda está em dúvida sobre como otimizar sua página para conversão, uma dica que ajuda bastante é saber o que não fazer.

E é sobre isso que vamos falar neste texto. Só que faremos de uma forma um pouco diferente: primeiro vamos apontar os erros mais comuns em anúncios, para em seguida mostrar como otimizá-los para melhorar sua conversão, seja em vendas ou na captura de leads!

Segmentação

De nada adianta um anúncio bem produzido se ele não estiver direcionado para a audiência certa. Por mais abrangente que seja o seu negócio, será necessário delimitar o público qualificado para sua oferta.

Como corrigir:

Utilize ferramentas do Google Adwords para segmentar seu público de acordo com os interesses da sua persona.  A seguir algumas opções de filtros que são úteis para restringir sua audiência.

  • Palavras-chave
  • local de acesso
  • idioma do usuário
  • idade
  • dispositivos utilizados

A boa notícia é que você pode combinar mais de uma opção para obter um resultado ainda mais assertivo. Por exemplo: Mulheres, de 25 a 40 anos, que vivem em Belo Horizonte e região metropolitana e gostam de plantas ornamentais.

Página de destino

A página de destino é para onde o visitante é direcionado ao clicar em um anúncio. Se o seu link  leva para uma página genérica em que o usuário precisa navegar pelo menu inteiro até descobrir como pode adquirir o produto, você irá dispersá-lo do objetivo principal que é realizar a compra! 

Como corrigir:

O link do seu anúncio deve direcionar o usuário para uma squeeze page limpa, em que ele possa entender mais sobre o produto que você está oferecendo. Observe um modelo padrão simples de uma página de vendas (clique na imagem para ampliá-la):

An example of Sales Page.

A squeeze page é, basicamente, uma página de captura de leads. Composta normalmente por uma imagem chamativa e um formulário que conduzirá à uma ação posterior. Cabe a você, assegurar que a página de destino do seu anúncio é responsiva e se adapta a todos os dispositivos móveis.

 

A vantagem óbvia de criar uma página focada na conversão, ao invés de direcionar sua audiência para uma página genérica, é que você aumenta ainda mais a chance de realizar uma venda. Caso você trabalhe com geração de leads, sua squeeze page deverá direcionar o visitante para o formulário de captura de e-mails.

Uma vez na sua base de e-mails, você terá mais tempo para trabalhar aquele lead e avançá-lo na jornada do comprador, sempre oferecendo conteúdo valioso em troca de cada ação que ele realizar dentro da sua página.  Aqui na Hotmart a gente simplifica o trabalho do produtor digital, disponibilizando uma página de vendas completa, assim que ele adere à plataforma. Aproveite para conhecer as opções de páginas de venda que oferecemos. 

Informações sobre o produto

Se o internauta clicou no seu anúncio você pode concluir que ele se interessou pela sua oferta, mas é errado assumir que a venda já está garantida. A boa notícia é que você tem pelo menos 50% de chance de conversão. Um dos erros mais comuns nessa etapa é oferecer informações imprecisas ou incompletas.

Como corrigir:

Uma boa página de vendas deve responder todas as dúvidas e objeções do seu cliente. No caso de produtos digitais deixe claro:

    • O tema do curso
    • Materiais disponíveis (e-book, videoaula, áudio)
    • Quantidade de módulos
    • Valor do investimento
    • Opções de pagamento  
    • Política de privacidade
    • Termos de uso
    • Disclaimer

* Termo de isenção de responsabilidade. Ele é importante para deixar claro que os resultados prometidos pelo Produtor podem ser influenciados por outros fatores.

Mas, acima de tudo: valorize sua oferta! Mostre qual o diferencial dela em relação à sua concorrência.  

Convide algum cliente para opinar sobre seu produto e, se julgar interessante, agregue funcionalidades de reviews.  A página de vendas também deve conter, obrigatoriamente, outros canais de contato. Pode ser  um número de telefone ou um e-mail de suporte, para que o seu cliente entre em contato, caso tenha alguma dúvida. Nós falamos mais sobre isso no post como criar uma página de vendas que seus afiliados vão amar.

Página de checkout

Quando se trata de páginas de checkout, não existe uma fórmula única. O melhor modelo será aquele que atende sua audiência.

Como corrigir:

Se sua audiência precisa de mais argumentos para fazer a compra opte pelo checkout customizado em que é possível inserir mais informações sobre o produto, fotos e até vídeos. Já se sua persona têm o hábito de acessar  a internet pelo celular, a dica é utilizar um checkout objetivo, com menos campos e que facilite o processo de compra.

Em ambos os casos sua página de pagamento deve transparecer segurança e credibilidade. O certificado de segurança (SSL) e as políticas de devolução devem estar claras para que o usuário sinta segurança de passar os dados do cartão de crédito ou dados da conta.  

Modelo de checkout padrão da Hotmart

Modelo de checkout padrão da Hotmart

Call to action

O Call to Action (CTA) é o nome que damos para a ação principal da página. Pode ser se inscrever para receber uma newsletter, fazer o download de um e-book, assinar um programa de vantagens ou assistir um vídeo. Essa ação variará de acordo com seu produto.

Seja qual for o objetivo do seu anúncio, o botão de CTA deve estar posicionado estrategicamente na página, de forma que o visitante não precise usar a barra de rolagem. O erro mais comum do empreendedor digital  é não deixar óbvio o seu CTA.

Como corrigir: 

Para melhorar isso, além do posicionamento correto do botão de Call to Action você deve investir na aparência dele. Segundo Eva Heller, autora do livro  A Psicologia das Cores, cada cor é percebida por uma área diferente do cérebro, o que torna alguns estímulos visuais mais perceptíveis do que outros.

Para chegar à essa conclusão ela entrevistou mais de duas mil pessoas de diferentes idades e profissões, incluindo designers e arquitetos que trabalham diretamente com as cores.

No marketing digital 93% dos consumidores consideram que a aparência visual é o fator que mais contribui para a decisão final de compra. Cores como o laranja e o amarelo estimulam ação direta e podem ser boas opções. Já a cor do texto deve ser sempre diferente do plano de fundo da página para facilitar a leitura e ajudar o visitante a identificar rapidamente qual é a ação principal que esperamos dele.

Na mensagem seja curto e objetivo. Aqui você também pode investir na ideia de urgência para persuadir o visitante: ele precisa acreditar que sua oferta é imperdível para adquirir seu produto o quanto antes!

Estratégia de e-mail marketing

Uma prática comum de alguns empreendedores e empresas é a de lotar a caixa de e-mails da sua base com diversas ofertas, sem segmentação ou frequência definida. Por causa da falta de critério nos disparos, muitas dessas mensagens são barradas automaticamente pelos filtros do e-mail e direcionadas para o SPAM.

Aquelas que não são, acabam ficando esquecidas na caixa de entrada e muitas vezes o usuário  solicita o cancelamento da inscrição naquela lista. 

Como corrigir: 

Ter uma boa estratégia de e-mail marketing é fundamental para nutrir o relacionamento com seu lead e mantê-lo ativo. Para fazer  isso de maneira eficiente você precisará segmentar sua base. Separe os leads que já adquiriram alguma oferta sua, daqueles que preencheram o formulário e desistiram da compra, afinal, eles estão em etapas diferentes na jornada do comprador.

Utilize boas ferramentas para disparo e monitoramento desses e-mails. Essas ferramentas te darão informações precisas sobre taxa de abertura, taxa de cliques e taxa de rejeição, que serão úteis para direcionar seus próximos anúncios.

E nunca, em hipótese alguma, compre uma lista de e-mails de outro empreendedor ou empresa. Independentemente se o nicho de mercado for o mesmo. O usuário não reage bem ao receber e-mails sobre sites e serviços que nunca utilizou e para os quais nunca se inscreveu. Nesse caso sua divulgação pode se tornar até inconveniente.

Copywriting

Copywriting é a arte de persuadir visitantes a realizarem determinada ação: pode ser assinar sua Newsletter, clicar em seu anúncio, ou mesmo comprar seu produto. Se sua mensagem não está alinhada com sua proposta, certamente o usuário abandonará sua página e aí, lá se foi a sua conversão.

Como corrigir:

Pensando nisso, é essencial que você conheça sua audiência e já tenha sua persona muito bem definidaUtilizar palavras genéricas no seu anúncio, só te faz ser mais um na multidão. Especialmente se a palavra-chave escolhida não estiver relacionada com seu produto e não for citada na sua página de vendas.

O certo aqui é optar por uma linguagem que gere identificação e empatia em seu público, que chame atenção a ponto do visitante clicar no seu anúncio para saber mais sobre sua oferta. Você também pode adicionar palavras-chave negativas para refinar o tráfego e restringir seu anúncio aos usuários que já estão mais qualificados para comprar o seu produto.

Monitoramento do desempenho

Produtores iniciantes tendem a deixar essa etapa de lado, seja pela falta de conhecimento das ferramentas ou porque lançam campanhas esporadicamente. Ao pular a análise, eles não conseguem distinguir os pontos positivos e negativos do seu anúncio e continuam replicando variações do mesmo argumento.

Como corrigir:

A maioria das ferramentas para fazer uma análise completa da sua audiência são oferecidas pelo Analytics.  Basta ter uma conta do e-mail do Google e pronto! Todas as informações que você precisa saber estarão ali,  incluindo de onde vem seus acessos, os termos mais buscados relacionados à sua oferta e a taxa de conversão do seu anúncio.

O teste multivariável ou teste A/B é outro ótimo recurso para descobrir porque seu anúncio não está convertendo. E funciona da seguinte forma:  você veicula anúncios com texto e imagem diferentes para o mesmo público e analisa qual deles tem a melhor performance.

O recomendável é testar um elemento por vez. Porque assim é mais fácil distinguir os fatores que contribuem para o bom ou mau desempenho da sua página.

É importante saber que o processo nem sempre é linear e você precisará testar várias hipóteses até descobrir a forma certa para abordar seu público. Não se esqueça de documentar suas descobertas para que, no futuro, as pessoas que trabalham com você saibam o que funciona e o que não funciona na divulgação do seu produto digital.

Ficando atentos a esses erros e seguindo nossas dicas, sua publicidade terá um desempenho melhor daqui pra frente!

Gostou desse texto? Deixe suas dúvidas ou sugestões em nossos comentários!