Sparkle app icon

Sparkle App
Participe da comunidade exclusiva do nosso blog!
Grátis -

VER

O que você precisa lembrar ao emitir um certificado de curso?

O que você precisa lembrar ao emitir um certificado de curso?

Aprenda como emitir certificados de cursos e traga ainda mais confiabilidade para o seu negócio.

Você conhece a importância de emitir certificado de curso para o seu negócio e para seus alunos?

Segundo dados do último Censo EAD Brasil, realizado pela Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), mais de 7 milhões de matrículas foram feitas no ensino a distância no país. Desse montante, mais de 3,8 milhões dos alunos estavam inscritos em cursos livres.

O aumento nos últimos anos mostra a importância que se tem dado à qualificação profissional, o que exige, dos responsáveis por essa modalidade, especialização e confiabilidade na emissão do certificado de curso.

O certificado é um documento muito importante para o aluno, pois serve de validação para ele se diferenciar no mercado e comprovar o conhecimento aprendido. Além de ajudá-lo, emitir certificados também vai impulsionar o marketing do seu curso online!

É um benefício a mais para passar confiança, credibilidade, incentivar as pessoas a comprarem o curso e o concluírem.

Por isso, neste post, vamos te ensinar a fazer a emissão deste documento para seu curso. Você verá, ainda, o que é preciso levar em consideração e os principais cuidados que devem ser tomados. Acompanhe!

Pessoa física pode emitir certificado de curso online?

Sim, pessoas físicas podem criar cursos online e também emitir certificados de conclusão. Entretanto, o MEC não reconhece esse tipo de certificado, justamente por ser referente a cursos livres não regulamentados.

Mas isso não tira o peso e a validação do certificado para seu curso e seus alunos. As pessoas e o mercado, ainda assim, valorizam a importância desse documento. Por isso, não deixe de emiti-lo, principalmente após ver os benefícios que apresentaremos a seguir!

Por que você deve emitir certificados?

Os certificados são considerados uma prova do aprendizado obtido em um curso.

Por exemplo:

Se uma pessoa precisa comprovar o conhecimento em determinado assunto para a contratação em uma vaga, é esse documento que pesará, separando os candidatos que contam com ele daqueles que não o obtiveram.

No entanto, os benefícios dessa emissão não se restringem às pessoas que realizam um curso, mas se estendem também aos promotores dele.

A seguir, conheça melhor as razões para isso.

Atestado de competência

Por mais que cursos livres não sejam reconhecidos pelo MEC, os certificados servem como atestado de conhecimento em determinado assunto. Logo, os responsáveis pelos cursos, que se preocupam com a emissão do documento, atestam sua confiabilidade perante o público e o compromisso com o ensino.

As pessoas tendem a escolher um curso justamente por ele ter esse documento como uma garantia. Elas também ficam inclinadas a avaliar melhor os cursos que oferecem a certificação, com confiabilidade superior no mercado.

Diferencial competitivo

Imagine dois cursos online que têm em comum o conteúdo programático e são ministrados por profissionais competentes e reconhecidos em suas áreas, mas um oferece certificado e o outro não.

Qual você escolheria? Aquele que é documentado, certo?

Levando isso em consideração, é importante oferecer a declaração aos alunos.

Como já mencionamos, isso terá um peso, inclusive, no momento de participar de uma seleção, afinal, as organizações prezam pela qualificação de seus colaboradores, e o certificado de curso é um diferencial. Consequentemente, os promotores desse ensino passam a ter mais visibilidade no mercado.

Incentivo para completar o curso

Ao começarem um curso e verem que ele não tem certificação, quantas pessoas não desistem?

O certificado de curso funciona como uma garantia e acaba sendo um incentivo extra para que a pessoa complete as aulas, contribuindo para sua motivação.

Aliás, o nível de comprometimento cresce na medida em que a pessoa sabe que seu esforço impacta diretamente na obtenção de um documento que comprova seu conhecimento. Isso gera autoridade para quem está oferecendo as aulas.

O mercado de trabalho cobra

Muitas vezes, a única forma válida de comprovar um conhecimento para o mercado de trabalho é a apresentação de certificado.

Imagine fazer um curso incrível, com um profissional referência, e depois não ter como provar que você passou por essa experiência de aprendizado?

É frustrante!

Você tem o poder de proporcionar essa comprovação para seus alunos. Ela vai servir de suporte para eles no mercado de trabalho, o qual tende a cobrá-la cada vez mais dos profissionais.

Serve como comprovante de horas complementares

Grande parte dos cursos de ensino superior exigem horas complementares dos alunos.

Sendo assim, uma das melhores formas de cumprir essas horas é fazendo cursos online e livres para se especializarem!

Mas eles só conseguem a aprovação da instituição se apresentarem um certificado que comprove a participação e as horas cursadas.

Portanto, se você emitir certificados, vai conquistar um público significativo para seu curso. E ainda vai oferecer a eles algo super relevante que vai fazer a diferença em suas vidas acadêmica e profissional!

Como emitir certificados para cursos?

O certificado de curso é um comprovante, logo, ele precisa ter informações essenciais ao documento. Antes de emiti-lo, é preciso ter atenção a alguns detalhes.

Escolha a forma de emissão

Você pode escolher entre emitir certificados físicos e digitais.

Muitas pessoas gostam do valor que o documento físico representa. Se você escolher emitir certificados físicos, poderá usar um papel timbrado elegante, carimbar e assinar manualmente cada um.

No entanto, essa opção dá muito mais trabalho do que a emissão digital.

Para cursos online, faz muito mais sentido emitir certificados digitais. O gasto é consideravelmente menor, já que não tem que imprimir nem gastar com envio.

É uma forma sustentável e prática de enviar o documento. Sem contar que existem diversos softwares que tornam o trabalho de emissão bem rápido.

Inclusive, existe a tecnologia de assinatura digital, que apenas com um clique você consegue assinar vários documentos de forma personalizada.

Ou seja, muita vantagem e praticidade ao mesmo tempo!

Insira os dados corretos

O primeiro passo é pensar em todos os dados importantes na hora de criar um certificado de curso. Alguns não podem faltar e dão credibilidade ao documento, como:

  • nome do aluno;
  • instituição que ofereceu o curso;
  • titulação do curso;
  • data de realização;
  • carga horária;
  • data de emissão do documento;
  • assinatura do responsável pelo curso/instituição;
  • CNPJ da organização (se for uma empresa regulamentada para isso e é opcional).

Capriche no visual

O template de um certificado de curso também precisa ser levado em conta, afinal, ele será apresentado a terceiros e precisa ter um visual que o favoreça, destacando as informações principais solicitadas pelo mercado.

O ideal é que ele seja claro, limpo e organizado.

A primeira palavra que deve aparecer é “certificado”, pois isso serve para ajudar na identificação.

Quanto às cores, opte por aquelas que estão na sua marca e coloque o logo para que a pessoa que o analisar saiba onde o curso foi realizado.

No mais, preocupe-se em deixar as informações ordenadas, permitindo uma leitura dinâmica e destacando os dados mais relevantes em negrito.

Quais cuidados é preciso ter ao emitir certificados?

Os dados e o visual dos templates são os principais pontos a serem atendidos na emissão de um certificado de curso.

Contudo, além do cuidado com esses elementos, é fundamental se preocupar com a maneira como ele será entregue e o formato da própria emissão, como veremos a seguir.

Escolha o formato de emissão mais adequado

Existem dois tipos de emissão: a manual e a facilitada, cada qual com suas especificidades:

  • Manual — nesse tipo de certificado, o arquivo é criado de maneira editável no programa que você escolher (Word, Photoshop, PowerPoint ). Assim, você terá que preencher nome por nome dos alunos que realizaram o curso;
  • Facilitada — já esse formato é feito por preenchimento automático. Existem softwares específicos para isso, basta cadastrar os dados da turma e pronto.

Se o curso tiver muitos alunos, a emissão facilitada é a mais indicada, pois o volume de certificados será elevado. Além disso, a opção evita a ocorrência de erros, pois os próprios estudantes são responsáveis pelas informações repassadas.

Lembre-se da assinatura

A assinatura também deve estar presente nesse documento.

No caso de cursos online que costumam enviar os certificados por email ou gerá-los na própria plataforma, é necessário contar com a modalidade assinatura digital.

Para tanto, é preciso que o instrutor ou responsável pelo curso digitalize sua assinatura e a insira no template do certificado. Caso contrário, deverá ser feita a assinatura manual, e o envio efetuado por correio.

Tenha cuidado com o envio

Falando no envio, é preciso atenção a ele.

Para quem opta pela emissão na própria instituição, o envio será por meio do endereço de cada aluno participante.

Já se o formato for digital, é preciso disponibilizar algumas opções, como o envio do certificado em PDF e também o acesso por meio da plataforma que hospeda o curso.

Você também pode escolher apenas uma dessas opções, mas é bom oferecer as duas para trazer mais segurança.

Se possível, envie um aviso quando o documento estiver disponível.

Controle todos os participantes

Uma questão importante e que é comumente esquecida é o controle dos participantes do curso.

É indispensável ter uma lista dos alunos tanto pela organização quanto pela garantia de participação. Afinal, é preciso saber como está o desenvolvimento de cada aluno e se, de fato, ele concluiu o curso.

Caso ele não tenha concluído e receba o certificado devido a uma automatização, isso pode gerar impressões ruins para a sua marca. Portanto, atualize constantemente a lista.

Por que é importante ficar atento para o fato do certificado de curso ser um documento?

Por mais que a iniciativa de cursos livres ainda não seja regulamentado pelo MEC, existem leis que os atestam e reafirmam que eles fazem parte de um direito do consumidor que compra o curso.

Assim sendo, é preciso cuidado, especialmente quando se refere ao oferecimento do certificado, pois ele é um documento.

Justamente por conta disso, ao longo do post, destacamos iniciativas como a inserção de dados corretos, a assinatura do responsável e o cuidado com o envio.

O certificado de curso é uma ferramenta importante para tornar você uma autoridade no assunto e seu curso uma referência. Além disso, você viu o quanto ter um documento de comprovação de aprendizado faz a diferença na vida do aluno.

Apesar de ser uma modalidade não formal de ensino, o mercado a valoriza e reconhece. Nesse sentido, sempre mantenha o processamento do certificado de curso de maneira confiável e preze pela veracidade das informações ali escritas.

Depois de ler sobre esse assunto, você ficou interessado em aprender mais sobre a produção de cursos online? Então, acesse nosso post completo sobre como criar cursos online!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.