Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar Black Week Hotmart

Quer fazer mais vendas? Participe da Black Week Hotmart. Nos últimos anos, os números foram impressionantes: aumento de 200% em vendas em um único dia!

Quero participar

Churn: por que ele é um vilão e como combatê-lo para reter clientes

Churn: por que ele é um vilão e como combatê-lo para reter clientes

A taxa de cancelamento do seu negócio está alta? Descubra o que pode estar acontecendo e o que fazer para evitar isso!

Churn rate é uma das métricas mais importantes que empresas e negócios devem acompanhar. Revela quanto a empresa perdeu de clientes, assim o que pode ser feito para garantir a retenção dos mesmos.

Com o crescimento do modelo de empresa SaaS (Software as a Service), o termo Churn passou a ser mais conhecido e também mais importante.

É uma medida que apresenta uma dura realidade, mas é difícil ter sucesso sem saber o que está dando errado. Entender o motivo dos clientes abandonarem o seu negócio é vital para manter a saúde financeira,continuando firme e forte por um bom tempo.

Neste artigo, confira o que é churn e por que ele é um vilão para o seu negócio. Aprenda também formas para evitar que seus clientes o abandone para sempre. Vamos lá?

O que é Churn Rate?

Churn Rate é a métrica que mostra o número de clientes que abandonaram ou cancelaram o serviço. Pode ser calculada num determinado período, como por mês ou ano. 

Por exemplo: se você começou o mês com 400 clientes e terminou com 380, o Churn Rate será de 5%

Essa taxa mostra que sua empresa deve trabalhar com estratégias de retenção de clientes, trabalhando para seja a mais próxima de 0%. Para isso, a empresa deve tratar os cancelamos como prioridade máxima.

Uma ótima forma de cuidar destes cancelamentos e evitar que eles aconteçam é criando uma equipe de customer success para cuidar desses clientes prestes a abandonarem o barco.

A importância de ficar de olho nessa taxa

Naturalmente, negócios costumam perder clientes. Afinal, o mercado oferece diversas outras opções para os consumidores.

Mas, adquirir novos clientes custa mais caro do que reter os existentes. E esse é um erro que muitas empresas cometem: apostar sempre em novas aquisições e esquecer de construir um relacionamento com os clientes antigos.

Clientes que permanecem mais tempo na sua base possuem maiores chances de comprarem outros serviços ou produtos de você. 

Por isso é tão importante avaliar a taxa de cancelamento para quem deseja sucesso a longo prazo. Ao entender melhor as razões da desistências, você estará para desenvolver um plano de ação mais eficiente e corrigir problemas detectados.

Tipos de churn

Sim, existem formas diferentes de calcular o churn. Mas não se desespere: ambas as contas são simples, se encaixando de acordo com a estratégia de cada negócio.

O primeiro tipo é o Churn Bruto (gross churn), que representa o número total de usuários ou receita recorrente, que pode anual ou mensal, perdida durante determinado período de tempo, como no exemplo acima.

O segundo tipo é o Churn Líquido (net churn), que leva em consideração a receita perdida por planos cancelados. É calculado da seguinte forma: soma total do valor mensal de quem cancelou / receita total do mês.

Qual é a taxa ideal?

Como também já dissemos, o ideal é que a taxa fique a mais próxima de zero, mas sabemos que cancelamentos são inevitáveis.

Muitas coisas estão em jogo: uma taxa de cancelamento alta representa que seus consumidores estão insatisfeitos com o produto, o que aumenta o risco da sua empresa ter uma imagem negativa no mercado.

Mas sempre tenha em mente: a sua taxa de churn rate deve ser a mais baixa possível. Empresas, como plataformas SaaS, trabalham com taxas em torno de 5% a 7%.

Como identificar os motivos dos cancelamentos?

Se a taxa de churn do seu negócio está alta, o primeiro passo é entender os motivos por trás desses cancelamentos.

Se o cliente entrou em contato com você para cancelar o serviço, ou acessou a página de cancelamento, é possível mapear os motivos através de um formulário, pedindo a razão do cancelamento.

Alguns dos motivos podem ser:

  • O cliente não pode mais arcar com o valor do produto/serviço;
  • As expectativas não foram superadas;
  • O produto é bom, mas o suporte/atendimento não;
  • O cliente optou por outro produto que considera superior;
  • O cliente considera o conteúdo ultrapassado/não apresenta nada de novo.

Identificando as razões do cancelamento, é hora de trabalhar para fazer a taxa de churn cair. Aposte em melhorias como: aumentar a qualidade do produto, colocar o preço mais competitivo e um suporte melhor.

Outra dica é criar campanhas de e-mail marketing e redes sociais específicas para quem já comprou o seu produto. Faça pesquisas e identifique pontos de deficiência que devem ser contornados. Quem melhor para identificar isso do que sua base de clientes?

Dicas para reduzir o churn do seu negócio

Além das pequenas dicas acima, vamos explorar outras formas de reduzir a taxa de cancelamento e criar uma base de clientes fiel.

Entregue valor real

A primeira dica para reter clientes é fazer com o que seu produto seja indispensável e que tenha valor real, tornando-se parte da rotina diária do cliente, seja no trabalho ou para algum hobbie.

Se o cliente não vê valor no seu produto ou serviço, o que irá prender ele? 

Crie seu user onboarding

O user onboarding é onde o usuário tem o primeiro contato com o produto/serviço, usando-o para descobrir todas as funcionalidades, explorando e aprendendo a navegar da forma mais precisa possível.

É algo muito utilizado por empresas SaaS, pois mostra todo o potencial do serviço e o cliente poderá configurar sem a ajuda de um suporte mais personalizado. 

O onboarding ajudará e muito a reduzir taxas de churn, já que completa a dica acima: mostrar o valor real do produto.

A primeira impressão é a que fica

Quando o usuário vive uma ótima experiência logo nos primeiros momentos de contato com o produto, a chance dele ficar é muito maior. 

Essa primeira impressão pode ser construída em uma página de vendas ou nos primeiros minutos de um vídeo explicando sobre o produto. 

Isso irá fazer com que os consumidores entendam todos os benefícios, acreditando que com o tempo, o produto será ainda melhor.

Estamos todos na mesma página?

Se o cliente está com expectativas altas e não é atendimento na mesma proporção, cedo ou tarde, ele irá cancelar. Insatisfação e expectativas não atendidas são, inclusive, as principais razões dos cancelamentos.

Criar uma boa impressão não adiantará de nada se as expectativas do cliente não estiverem alinhadas ao que o produto é realmente. O segredo é ser honesto e deixar claro o que está entregando!

Sucesso do cliente não é “papo furado”

O cliente, antes de cancelar um serviço, dá sinais claros de que está insatisfeito. Você precisa agir rápido nesses casos, tendo uma equipe de sucesso do cliente para resolver esses problemas.

O papel desses profissionais é antecipar problemas e garantir que os clientes estejam sempre com as expectativas alinhadas e conquistem bons resultados com o produto/serviço que compraram.

O cliente não utiliza o produto ou já manifestou alguma insatisfação? É melhor agir do que esperar o cancelamento sem fazer nada.

Qual a opinião do cliente sobre o seu negócio?

Seus clientes possuem opiniões valiosas sobre o seu negócio, que muitas vezes são ignoradas por empreendedores e empresas.

Existem detalhes operacionais que acabam passando despercebidos por quem é dono do negócio. Invista em ferramentas de feedback, que podem ser inclusive pesquisas de satisfação.

Mas preste muita atenção na opinião do cliente sobre o seu negócio. Faça relatórios e invista em melhorias com base nisso. Isso ajudará e muito no que realmente importa: na satisfação do cliente.

Persistir no erro é o que mesmo?

Com as pesquisas de satisfação e opiniões coletadas, você irá encontrar também erros que estão sendo cometidos, que aumentam a taxa de churn.

Encontrando os erros, faça um plano de ação para corrigi-los, que pode ser feito em uma planilha simples, colocando as razões mais frequentes de cancelamento e o que pode ser feito para contornar.

Sem ações concretas, os erros continuarão e os cancelamentos também. 

Bom, o cliente se foi. E agora?

Mesmo colocando todas as dicas acima em prática, nem sempre é possível contornar os cancelamentos. Alguns realmente são inevitáveis, fugindo do controle até da equipe de sucesso do cliente.

Mas não desista: diminuir o churn é um processo a médio/longo prazo. Reforçando: escute sempre seus clientes e coloque seu plano de ação para aumentar a satisfação deles, reforçando sua base.

Quer mais dicas para reter seus clientes? Aproveite e aprenda como criar vídeos interativos para engajar seu público e torná-los ainda mais fiéis!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.