Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar A Hotmart está concorrendo ao <b>Prêmio Época ReclameAQUI</b> na categoria Serviços Online!

A Hotmart está concorrendo ao Prêmio Época ReclameAQUI na categoria Serviços Online!

Clique aqui e vote na gente!

Como encontrar parceiros de co-marketing?

Como encontrar parceiros de co-marketing?

Entenda como conseguir uma parceria de sucesso!

Nos últimos tempos, podemos ver muitas estratégias de marketing que estão voltadas para o marketing de parceiros e influenciadores.

Mas como encontrar um parceiro de co-marketing “de qualidade”?

Definimos os principais critérios de colaboração bem-sucedida e os maiores erros a serem evitados, respondendo as principais perguntas que surgem na hora de encontrar parceiros de co-marketing.

Como procurar boas parcerias?

Para fazer uma parceria, você pode começar com as pessoas e empresas que você conhece.

Às vezes, é mais importante trabalhar com a pessoa com quem você tem comunicação fácil do que com o parceiro mais perfeito do mundo.

Claro, fazer co-marketing com o Google ou Facebook seria maravilhoso, mas sem uma conexão mútua, seria extremamente difícil.

O seu próximo passo depende do seu objetivo.

Você pode querer ir atrás de parceiros que têm o mesmo público que a sua empresa, ou decidir procurar empresas com um público um pouco diferente para apostar na expansão.

Para saber o tipo do público com que uma empresa trabalha, analise o site da empresa e a linguagem que eles usam.

Será que eles escrevem para analistas de marketing ou VPs da empresa? Quais mercados eles tentam alcançar com o conteúdo que escrevem?

Você também pode analisar o perfil de backlinks da empresa para entender o perfil de sites que dão links para o seu parceiro potencial.

Uma outra forma de avaliar a relevância do parceiro seria usar as ferramentas de análise.

Há várias ferramentas online que podem te ajudar com isso, por exemplo, a ferramenta Audience Overlap da SEMrush, que permite comparar até 5 sites para entender se eles compartilham o mesmo público ou não.

O que procurar em um possível parceiro de co-marketing?

Ao procurar um parceiro, você quer escolher uma empresa cujos objetivos se alinhem com os seus e um relacionamento que ofereça valor mútuo.

Pode ser a troca de backlinks, co-criação de conteúdo ou revenda de produtos/serviços.

Além disso, um parceiro ideal deveria estar em uma trajetória de crescimento semelhante à sua.

Afinal, já que, ao estabelecer uma parceria, você está pensando em criação de relacionamento duradouro, foque em parceiros que já têm metas e estratégias fixas e que vão crescer junto com você.

Também é importante escolher um parceiro que tenha uma base de clientes, público-alvo e área semelhantes. Isso ajuda muito a criar parcerias benéficas para ambas as partes.

Esses indicadores influenciam diretamente a capacidade do parceiro de trazer tráfego de relevância para o seu site.

Na etapa final de avaliação de um parceiro em potencial, pergunte-se se os esforços de marketing do seu parceiro complementarão os seus, ajudando a ampliar sua mensagem de marketing, pavimentando o caminho para a conversão.

Descubra qual ingrediente único ele pode aportar. Seja isso um aplicativo para celular, um site com base de conhecimento do parceiro, ou as habilidades dele de comercializar os produtos de maneiras que você mesmo não consegue.

Procure sempre o elemento de complementaridade. Se você encontrar elementos de potencial canibalização de marketing, aconselhamos repensar essa parceria.

Quais métricas levar em consideração ao analisar um parceiro em potencial?

Alguns dos principais parâmetros que analisamos são volume de tráfego, métricas de backlinks, autoridade de domínio e lacunas de palavra-chave.

As métricas de SEO são importantes para descobrir se a parceria será tecnicamente benéfica e os dados de tráfego e backlinks podem trazer sugestões de parceiros novos, que não consideramos inicialmente.

O processo de análise de um parceiro potencial deve incluir duas fases:

  1. Coleta de dados e análise;
  2. Conversa com a pessoa responsável pelas parcerias estratégicas na empresa do parceiro potencial.

Você pode descobrir muito sobre um negócio analisando o site, mas falar com alguém que represente a empresa é a melhor maneira de confirmar as informações e discutir as detalhes.

Quais são as melhores maneiras de estimar o número de leads que você pode obter de um parceiro?

Isso é uma pergunta difícil!

A razão para isto é que há sempre muitas contingências e variáveis para fazer previsões viáveis.

Tudo depende de fatores como qualidade de conteúdo, escolha do momento certo para lançar o conteúdo, qualidade e variedade de canais promocionais etc.

É claro que você poderia estimar o número de conversões com base no volume de tráfego, estimando uma taxa de cliques.

É sempre bom conversar honestamente com o parceiro potencial e alinhar as expectativas.

Descubra quais taxas de conversão ele costuma ter na empresa e quantos leads acha viável trazer com um conteúdo.

Quais são os maiores erros que as pessoas cometem quando escolhem parceiros de co-marketing e como evitá-los?

Ao escolher parceiros para co-marketing, há alguns erros comuns que precisam ser evitados. Veja:

1. Aceitar todas os convites de co-marketing

Ter uma porta aberta à parcerias parece ser uma estratégia boa (afinal, mais parcerias, mais leads, mais conversões, né?), mas não é assim que funciona.

De nada adianta desperdiçar seus esforços criando conteúdo e investindo na promoção cada vez que alguém oferece fazer uma ação de co-marketing.

Foque em parceiros mais valiosos do mercado, examine cada proposta manualmente e avalie bem a estratégia e as métricas do parceiro antes de aceitar a proposta.

2. Achar que qualquer empresa com muitos backlinks é um parceiro ideal

Primeiro, se você for analisar os backlinks, analise a qualidade e não a quantidade. São os backlinks relevantes de sites de autoridade alta que fazem um perfil de backlinks forte.

Segundo ponto: backlinks não são o único indicador de qualidade de parceria!

Você precisa avaliar um conjunto de fatores – público-alvo, tráfego, atividades nos canais de marketing entre outros.

3. Focar na quantidade de ações de co-marketing

O número de ações que o parceiro propõe é irrelevante.

Você deveria focar em qualidade de ações e leads que essas parcerias trazem, e não na quantidade de materiais que vocês vão produzir juntos.

4. Falta de diversificação

Colocar todos os ovos na mesma cesta nunca foi uma boa estratégia.

Não aposte em apenas um tipo de parceiro. Certifique-se de criar uma base de parceiros diversificada para alcançar o público mais amplo.

5. Deixar de monitorar as ações conjuntas e medir o sucesso da parceria

Mesmo depois de encontrar o parceiro ideal e de combinar as ações de co-marketing com ele, o trabalho não acaba.

Você precisa monitorar as atividades do seu parceiro para garantir que o processo de criação de conteúdo e a promoção estão evoluindo conforme acordado.

E depois do prazo da campanha de co-marketing passar, não se esqueça de medir o desempenho da campanha:

  • Quantos leads vieram dos seus canais?
  • Quantos leads o seu parceiro trouxe?
  • Quais foram os canais de promoção e mensagens mais eficazes?

Todas essas informações vão ajudar a entender se vale a pena programar novas atividades em conjunto com esse parceiro e providenciar informações valiosas sobre as preferências do seu público.

Quer continuar aprendendo sobre escolher parceiros de negócio? Veja como escolher os melhores influenciadores digitais para trabalhar com você!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.