Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar A Hotmart está concorrendo ao <b>Prêmio Época ReclameAQUI</b> na categoria Serviços Online!

A Hotmart está concorrendo ao Prêmio Época ReclameAQUI na categoria Serviços Online!

Clique aqui e vote na gente!

Como escolher a melhor plataforma para seu e-commerce?

Como escolher a melhor plataforma para seu e-commerce?

Confira nossas dicas para escolher o melhor serviço para sua loja virtual

Recentemente, falamos aqui no blog sobre as principais tendências do e-commerce, e até mostramos se ainda vale a pena ter uma loja virtual, mas ficamos devendo um artigo sobre as principais plataformas de e-commerce para quem deseja vender pela internet.

Não se preocupe, pois essa espera acabou!

No post de hoje, falaremos sobre algumas plataformas de e-commerce e daremos dicas para você escolher o serviço mais adequado para hospedar sua loja.

Qual a importância de ter uma plataforma de e-commerce?

Se você se interessou por este post, então supomos que não tenha conhecimentos de programação para criar sua loja virtual sozinho, certo?

Você até poderia contratar um desenvolvedor para fazer esse trabalho, mas isso significaria mais investimento, sem nenhuma garantia de que seu e-commerce ficaria 100% do jeito que você imaginava.

Por isso, a melhor opção para criar sua loja virtual é contratar uma plataforma para hospedar seu e-commerce.

A seguir, explicamos os motivos para escolher uma plataforma.  

Plataformas de e-commerce são acessíveis

A maioria dos serviços que recomendamos possuem diferentes planos de acordo com as necessidades de cada empreendedor. Os preços variam, mas é possível pagar R$29,00 por mês ou até mesmo criar sua loja gratuitamente.

Plataformas de e-commerce oferecem funcionalidades básicas para você começar  

Imagine que um consumidor entre em sua loja e não encontre o produto que precisa por causa da navegação da página. Ou ele encontra o produto, mas não consegue efetuar a compra com apenas um clique.

Essas funcionalidades são tão essenciais para um e-commerce que nem paramos para pensar quem é o responsável por fazer isso tudo funcionar.

A vantagem de ter uma plataforma para hospedar sua loja online é que você não precisa se preocupar com questões técnicas, e pode se dedicar mais em buscar novidades e com a divulgação em seu blog e redes sociais.

Plataformas de e-commerce possuem diversas possibilidades de customização

Ao contratar uma plataforma para seu e-commerce, você tem a possibilidade de escolher a aparência de sua loja virtual e customizá-la a partir de layouts pré-prontos. Lembre-se que essa escolha deve ser baseada não só em suas preferências, como também no perfil de sua audiência.

Se você ainda não tem uma persona definida para seu e-commerce, aproveite para ler nosso post completo sobre o assunto.

O que uma boa plataforma de e-commerce deve conter?

Você acha que as plataformas de e-commerce são a melhor opção para seu negócio?

A seguir, falamos sobre as funcionalidades que você deve observar, antes de contratar o serviço. Fique atento aos itens que podem ajudar a melhorar a experiência de compra de seu usuário e, consequentemente, aumentar suas vendas.

Suporte acessível

Antes de escolher sua plataforma, descubra quais canais de suporte eles oferecem e qual o tempo médio de resposta para cada demanda.

Esse tipo de informação pode ser encontrada em grupos de proprietários de e-commerce e em sites como o Reclame Aqui. Não se esqueça de fazer essa pesquisa de mercado, pois você precisará de um suporte eficiente quando estiver enfrentando problemas com sua loja virtual.  

Barra de pesquisa por produtos

O usuário pode encontrar sua loja graças a um anúncio, enquanto estava buscando por um produto específico, ou chegar à home de seu site pela indicação de um amigo e posts em redes sociais.

Seja qual for a trajetória desse consumidor, o processo de busca deve ser intuitivo, para que ele consiga filtrar os produtos baseados em seu interesse e conhecer as opções disponíveis em sua loja, e assim, fazer uma compra bem-informada.  

Divisão dos produtos em categorias

Outra funcionalidade que facilita a navegação do visitante é a divisão de produtos por categoria.

No caso de um e-commerce de roupas, é muito mais fácil para o consumidor/consumidora encontrar um vestido se ele estiver agrupado em um menu específico, do que se ele tivesse que olhar todos os itens da loja. Essa situação piora ainda mais se o usuário está comprando pelo celular.

Compra com um click

A maioria das pessoas opta por comprar online porque podem fazer isso sem sair de casa, do trabalho ou enquanto estão no transporte público e, com isso, economizam o tempo de espera em uma loja e fogem das temidas filas na hora de pagar.

Da mesma maneira que acontece em uma loja física, as pessoas não têm muita paciência para esperar na internet, logo, o processo de compra de seu e-commerce deve ser automatizado e simples, para que a pessoa conclua a compra rapidamente, antes que se distraia do que estava fazendo e acabe desistindo do produto.

A dica de ouro aqui é: apenas solicite informações de contato se estiver lidando com um cliente novo. No caso de clientes recorrentes, mantenha um cadastro salvo para diminuir a burocracia da transação.   

Sugestões de produtos baseadas em compras anteriores

Essa funcionalidade não só é útil para oferecer uma experiência de compra mais completa para os clientes, como ajuda a aumentar o ticket médio de seu e-commerce. Ou seja, é uma relação de win win, na qual o cliente ganha, pois pode descobrir outros itens que agreguem valor ao produto que ele já comprou, e você ganha, pois tem a oportunidade de fazer mais vendas.  

Ferramentas de SEO

Para ser encontrado por novos clientes, seu e-commerce precisa estar nos primeiros lugares da busca orgânica, já que 33% das pessoas clicam na primeira página da lista. Isso significa um trabalho contínuo de otimização que “mostre” aos buscadores que o conteúdo de sua página é relevante para os milhares de usuários que fazem pesquisas diariamente.

Esse trabalho será mais simples se sua plataforma já conter as ferramentas básicas de SEO. Além de um tema convidativo, sua loja online deve ter opções de formatação de texto, urls amigáveis e fácil integração com ferramentas como Google Analytics.  

Integração com ferramentas de e-mail marketing

O e-mail marketing ainda é a forma mais simples e barata de nutrir relacionamento com seus clientes. Por isso, é importante que a plataforma de e-commerce escolhida por você tenha fácil integração com ferramentas de disparo de e-mails.

Você pode convidar seus compradores para se cadastrarem em sua página, em troca de receberem novidades de sua loja. Outra ideia que pode ajudar a aumentar suas vendas, a longo prazo, é oferecer descontos para pessoas que realizarem novos cadastros, pois estas pessoas podem ser alimentadas com conteúdo de qualidade, até se sentirem seguroa para comprar algo em sua loja.  

Design responsivo

O design responsivo é aquele que se adapta aos diferentes tamanhos de tela, de dispositivos móveis, como smartphone e tablets. Esse requisito é obrigatório não só para e-commerces, como para qualquer página web, pois influencia diretamente na experiência de milhões de usuários, que já acessam a internet por dispositivos móveis.

Várias opções de pagamento

Às vezes, o cliente quer muito comprar um produto, mas não tem limite de cartão de crédito. O mesmo acontece para lojas que permitem, apenas, o pagamento à vista. Por isso, assegure-se que seu comprador tenha o maior número possível de opções de pagamento, pois assim você evita perder uma conversão por não oferecer determinada forma de pagamento.

Quais os tipos de plataforma de e-commerce?

Plataforma Open Source

Plataformas open source são os sistemas de código aberto, que podem ter suas funcionalidades e layouts modificados, conforme as necessidades do lojista. Nesse modelo, não existem cobranças de licenças ou taxas mensais, o que é bom para o empreendedor que não tem muito dinheiro para investir. É preciso, porém, ter conhecimentos de programação para extrair o máximo dessas plataformas.

Plataforma Proprietária

Já a plataforma proprietária funciona de maneira exatamente contrária ao sistema open source, ou seja, o empreendedor não tem acesso ao código fonte de sua página e só pode customizar aquilo que a plataforma permite, que geralmente são as funcionalidades relacionadas à aparência de sua página.

Apesar dessa limitação, essa é a melhor opção para empreendedores inexperientes, pois a plataforma cuida de toda a parte técnica de seu e-commerce, enquanto você pode focar em questões mais práticas, como criação de estoque.

Plataforma SaaS

A plataforma SaaS utiliza a computação em nuvem para prover a infraestrutura necessária para montar sua loja virtual. Nesse modelo, a loja, bem como os dados dela, não pertencem ao lojista, é como se você “alugasse” um espaço para disponibilizar seus produtos.

Plataforma Licenciada

A plataforma licenciada é quando o empreendedor/empresa adquire licença para utilizar o código fonte desenvolvido por outras pessoas. Essa é a melhor opção para empresas que possuem uma equipe com conhecimentos técnicos para cuidar da construção e da manutenção da loja virtual.

Plataformas de e-commerce

Se você está lendo este texto com muita atenção, já sabe o que uma boa plataforma de e-commerce deve conter, mas ainda deve estar em dúvida sobre qual serviço escolher, afinal, existem diversas opções disponíveis no mercado.

Para te ajudar, listamos alguns exemplos de plataformas.  

Woocomerce

O Woocomerce é um plugin open source que permite transformar um site, desenvolvido em WordPress, em uma loja online com interface fácil de operar (e de navegar!), além de conter todos os recursos básicos para o funcionamento de seu e-commerce, como carrinho de compras, meios de pagamento e gerenciamento de produtos.

Uma das principais vantagens do Woocomerce é que a loja virtual e todos os dados são seus, pois você não utiliza a plataforma de terceiros para disponibilizar seus produtos.

Magento

A Magento é a plataforma open source de e-commerce mais utilizada no mundo, com mais de 260 mil lojas publicadas. Oferece um serviço mais robusto do que de seus concorrentes, pois permite a personalização de todos os itens de seu e-commerce, o que garante que não haverão outras lojas como a sua.

No entanto, não é muito recomendada para empreendedores que não têm conhecimento técnico, pois possui muitas funcionalidades que podem ser confusas para quem não tem experiência na criação de lojas online.   

Shopify

A Shopify é uma plataforma SaaS, facilmente customizável para os diferentes objetivos de negócio. Oferece opções de customização para sua loja, integração com diferentes meios de pagamento e também pode ser utilizada para criar uma loja no Facebook. A plataforma oferece, ainda, um período de teste gratuito, ideal para saber se o serviço é adequado para você.   

Loja Integrada

A Loja Integrada oferece design responsivo, loja de temas e fácil integração com marketplaces em um mesmo serviço. Eles possuem planos gratuitos e pagos, que variam de acordo com a quantidade de visitas que seu e-commerce recebe.  

Nuvem Shop

A Nuvem Shop é uma startup argentina que, só no Brasil, movimenta R$370,00 milhões por ano. A plataforma permite gerenciar sua loja virtual por um aplicativo de celular. Oferece planos de acordo com os seguintes objetivos: começar a vender, aumentar suas vendas, expandir seu negócio, organizar sua equipe e advanced.

iSET

A iSET é uma plataforma SaaS, desenvolvida 100% em nuvem, que permite ao empreendedor personalizar toda a aparência de seu e-commerce. Também possui design responsivo e fácil integração com diferentes marketplaces. Assim como os exemplos anteriores, a iSET possui pacotes para os diferentes tamanhos de negócio, inclusive um formato de revenda White Label da plataforma para agências digitais, e cada um deles dá direito a uma quantidade de temas, visitas e disparos de e-mail.

Dicas extras

  • O Gartner é o maior instituto de pesquisa com análises em mais de 200 setores de tecnologia, incluindo ferramentas de e-commerce. Todos os anos, eles fazem um estudo sobre as principais ferramentas e listam os pontos fortes e fracos de cada uma. Confira o arquivo completo aqui. (Pesquisa em inglês)
  • Outra forma simples de saber mais sobre a plataforma de e-commerce é conhecendo a cartela de clientes deles. Visite os sites desenvolvidos a partir daquela plataforma e identifique as principais funcionalidades que eles oferecem e como elas podem ser utilizadas para melhorar a experiência de seu comprador.

Esperamos que este artigo tenha te ajudado a escolher a melhor plataforma para sua loja virtual. Sentiu falta de alguma ferramenta por aqui? Deixe sua sugestão em nossos comentários!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.