FecharNotificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

FecharNewsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

FecharSemana do YouTube

Data: 03/09 a 07/09

Aprenda técnicas para criar conteúdos que engajam e aumente a quantidade de seguidores de seu canal!

Inscreva-se

Como escrever bem e criar conteúdos irresistíveis?

Como escrever bem e criar conteúdos irresistíveis?

20 dicas para melhorar seus textos!

Se você é um empreendedor digital, sabe a importância de criar conteúdos irresistíveis para atrair sua audiência.

Porém, o que pode acontecer é que nem sempre sabemos como escrever bem, e isso faz com que muitas pessoas desistam de tentar criar bons conteúdos ou até mesmo acreditem que é necessário contratar alguém para esta função.

É claro que você pode sempre contratar uma pessoa fixa para essa tarefa ou um freelancer para escrever conteúdos para seu negócio. O grande problema é que muitos empreendedores digitais que estão começando agora não podem investir muito no início, e contratar alguém para essa tarefa implica em gastar, muitas vezes, além do planejado.

Então, se você é um especialista em sua área, por que não tentar criar seus próprios textos? Afinal, você tem muito conhecimento a respeito de seu nicho.

Sabemos que escrever não é o forte de todas as pessoas, mas saiba que é possível criar bons conteúdos, você só precisa começar a colocar a mão na massa e praticar.

Para te ajudar nessa tarefa que, a princípio, pode parecer complicada, separamos 20 dicas que te ensinam como escrever bem. Neste post, você vai aprender:

Índice
  1. Pense para quem você escreverá
  2. Entenda seu canal de comunicação
  3. Defina seu conteúdo
  4. Escreva algo que seja memorável, agradável e interessante
  5. Impacte o leitor desde o início do texto
  6. Estruture bem seu texto
  7. Divida seu texto em tópicos
  8. Divida os tópicos em subtópicos
  9. Crie listas
  10. Exemplifique
  11. Seja sucinto
  12. Evite dúvidas
  13. Interaja com o leitor
  14. Crie um texto escaneável
  15. Use conectivos
  16. Evite a repetição de palavras
  17. Escreva com a gramática adequada
  18. Não destaque todas as partes de seu texto
  19. Não exagere nos links
  20. Não se esqueça do call to action
  21. DICA BÔNUS

1. Pense para quem você escreverá

É muito comum dizer que você precisa sempre pensar em seu público antes de aplicar qualquer estratégia em seu negócio. Na hora de escrever, isso não seria diferente.

Você já deve estar cansado de saber que a persona é a representação de seu cliente ideal. Então, nada melhor do que levá-la em consideração quando você estiver criando seus conteúdos.

Isso deve ser feito porque, quando você pensa para quem você escreverá, você conseguirá adequar não apenas o conteúdo para esse público, mas também a linguagem, o que facilitará a comunicação entre o público e sua marca.

Não há como escrever bem se você não tem claro quem é seu leitor.

E mesmo que ele ainda não seja seu cliente, é bem provável que as pessoas que têm acesso a seus conteúdos são aquelas que, de alguma forma, demonstram interesse no que você está falando. É por isso que o perfil de seus leitores certamente baterá com o de sua persona.

Por isso, gaste um tempo pesquisando e mapeando esse perfil para que tudo o que você for escrever seja bem direcionado para a persona de seu negócio.

(Você ainda não sabe como mapear seu público? Confira nosso post com o passo a passo para criar sua persona.)

2. Entenda seu canal de comunicação

Como escrever bem sem saber onde seu conteúdo será disponibilizado?

Pode parecer clichê, mas definir com antecedência a forma como seu conteúdo será entregue para seu público é fundamental para que seus textos tenham o impacto esperado.

É até possível escrever um texto que será disponibilizado em um blog, enviado como um material rico ou disponibilizado em um e-book, por exemplo. Nós até temos um post aqui no blog que te ensina como transformar um post em um ebook.

Porém, você perceberá que, mesmo que o tema seja igual, a maneira de abordar o assunto em cada um desses canais de comunicação é diferente.

Imagine escrever um texto para seu blog e colocá-lo na íntegra em uma publicação do Facebook?

Isso não seria muito adequado, afinal, o texto para o blog é algo mais aprofundado e longo, enquanto as publicações do Facebook são mais curtas. É claro que você pode fazer uma publicação sobre seu texto do blog em suas redes sociais, mas ela certamente não terá o mesmo texto que seu post.

Por isso, para escrever bem, tenha sempre em mente o canal de comunicação no qual você disponibilizará seu conteúdo, para adequá-lo à realidade e necessidade de cada canal.

3. Defina seu conteúdo

Você pode ter várias especialidades, mas, na hora de escrever, defina com clareza seu conteúdo.

Mesmo que seu negócio aborde uma gama de temas, você não precisa falar sobre todos eles de uma vez. Mesmo porque, se você fizer isso, ficará sem assuntos para escrever em algum momento.

Então, nossa terceira dica para te ajudar a entender como escrever bem é: escolha um tema central e pense em subtemas relacionados a ele que podem ser explorados.

Depois de fazer isso, selecione apenas um desses subtemas e desenvolva o máximo que você conseguir dele, sem necessariamente colocar em discussão outro tema.

Dessa forma, você conseguirá ter um foco claro em seu texto, que abordará o máximo possível do assunto sobre o qual você escolheu escrever.

4. Escreva algo que seja memorável, agradável e interessante

De nada adianta escrever um texto que seja estruturalmente bom se ele não for memorável, agradável e interessante. Isso porque, se as pessoas não se interessarem em ler seu texto, não há sentido para criar esse tipo de conteúdo.

Não estamos dizendo aqui que para escrever bem você tem que criar algo extraordinário como os autores de seus livros preferidos. É claro que se você tiver esse dom, será ainda mais fácil seguir essa dica, mas se este não for seu caso, você pode pensar da seguinte maneira:

 

  • Memorável: O assunto que meu texto aborda é algo que fará com que as pessoas se lembrem dele? Ou seja, é um assunto procurado pelos leitores?
  • Agradável: Eu escrevo de uma maneira clara, objetiva e que qualquer pessoa interessada no tema sobre o qual eu falo consegue entender todo meu texto?
  • Interessante: Meu texto apenas repete o que todos já sabem ou eu falo de algo novo, diferente e que desperta a curiosidade do leitor?

 

Mesmo que seu negócio seja sobre um tema muito abordado na atualidade, é sempre possível escrever melhor do que aquilo que seu público já tem acesso.

Então, faça uma pesquisa de concorrência, veja o que está sendo feito em seu mercado e procure fazer uma abordagem diferente de seu nicho, buscando sempre tapar as brechas deixadas por seus concorrentes.

5. Impacte o leitor desde o início do texto

Um bom texto é aquele gera impacto desde seu início, e quando falamos isso, queremos dizer principalmente o título.

Você precisa chamar a atenção do leitor assim que ele ver seu texto. Por isso, uma dica sobre como escrever bem é começar o texto com uma pergunta ou respondendo uma dúvida de sua audiência.

Vamos pegar este post mesmo como exemplo:

Você viu que, logo no título, já impactamos o leitor porque começamos com uma pergunta de uma dúvida que você mesmo pode ter. Ao ler a pergunta Como escrever bem e criar conteúdos irresistíveis? nós conseguimos chamar sua atenção porque você sabe, desde o início, que este texto trará respostas para essa pergunta.

Uma outra maneira de fazer isso seria se já iniciarmos este texto respondendo a pergunta principal. Supomos aqui que você quer aprender algumas técnicas para escrever bem. Então, um outro título que poderíamos dar é 20 dicas para você aprender a escrever bem.

Além disso, use a introdução de seu texto para também impactar. Faça uma introdução curta, mas que dê ao leitor uma ideia clara do que será abordado no texto. Isso fará com que ele tenha interesse em ler todo seu conteúdo.

6. Estruture bem seu texto

Todo texto deve ser estruturado antes de começar a ser escrito.

Em nossa dica 3, falamos para você escolher um tópico e, dentro dele, eleger subtópicos sobre os quais você poderia falar. Isso já é o início da estruturação de seu conteúdo.

Depois disso, basicamente, os próximos passos para conseguir estruturar seu texto são:

  • Pesquisar sobre o tema escolhido;
  • Escolher uma palavra-chave;
  • Verificar se a palavra-chave escolhida tem uma procura alta (para isso, utilize ferramentas como o Google Keyword Planner);
  • Dividir o texto em introdução, desenvolvimento e conclusão;
  • Criar um outline para seu texto (é aqui que você colocará todas as ideias sobre as quais quer escrever, tentando criar uma ordem hierárquica de acordo com cada tópico do texto).

Se você criar uma estrutura para seu texto antes mesmo de escrevê-lo, perceberá que será muito mais fácil desenvolver os tópicos do assunto escolhido a partir de seu outline.

7. Divida seu texto em tópicos

Depois de ter a estrutura de seu texto definida, você já pode pensar no assunto sobre o qual escreverá em tópicos. Isso é importante principalmente para textos que serão disponibilizados na internet.

Diferentemente dos livros de histórias, como romances e aventuras, os conteúdos vinculados online não devem ter capítulos muito extensos.

Mesmo que você escreva sobre um mesmo assunto, é importante dividi-lo em tópicos com subtítulos que deem uma ideia geral daquilo que será abordado naquele tópico. Isso é importante porque muitos usuários, antes de lerem o texto inteiro, passam apenas os olhos escaneando o conteúdo (falaremos disso ainda neste post).

Então, uma maneira de chamar a atenção dos leitores é mostrando, com os tópicos ao longo do desenvolvimento de seu texto, sobre o que abordará cada parte de seu conteúdo.

8. Divida os tópicos em subtópicos

Ainda pensando na facilidade de leitura para os usuários, sempre que você achar possível e necessário, faça subtópicos dentro dos tópicos de seus textos.

Isso pode te ajudar a destacar assuntos que você acha muito relevantes para sua audiência e que estão inseridos em um tópico sobre o qual você falará.

Vamos te dar um exemplo para ficar mais claro:

Suponha que você quer escrever um ebook sobre violinos. Você quer explicar tudo detalhadamente sobre esse instrumento e também dar dicas de músicas para ouvir, onde estudar violino, entre vários outros tópicos.

Você pode, então, dividir seu ebook da seguinte maneira:

Título: Guia completo sobre violinos

Tópico: Como é um violino

Subtópicos: 1. As cravelhas; 2. O afinador; 3. As cordas; 4. O cavalete; 5. O estandarte; 6. O arco.

Você percebe como ficaria fácil para o leitor desse ebook encontrar exatamente o que ele está procurando, sem precisar, necessariamente, ler todo o texto?

(Não deixe de ler nosso post que ensina como criar um ebook desde o planejamento até a execução.)

9. Crie listas

Criar uma lista ao longo do texto é uma ótima maneira de chamar a atenção dos leitores, especialmente quando você está fazendo um passo a passo ou tentando indicar algo que os usuários precisam seguir naquela ordem.

Suas listas podem ser numéricas ou apenas pontuais (usando os bullets para marcar cada item da lista).

O importante é saber o momento certo de usá-las e não deixar de lado esse recurso que é muito interessante para quem quer criar um conteúdo interessante para sua audiência.

Isso porque as listas ajudam o leitor a entender melhor os passos que devem ser realizados e podem até mesmo fazer com que aquela parte do texto fique na memória de quem o lê.

10. Exemplifique

Nossa dica número 10 de como escrever bem é: exemplifique sempre que necessário e possível, principalmente se seu texto for muito técnico.

É muito importante, como já dissemos, criar um conteúdo claro e que não deixe dúvidas para seu leitor. Por isso, se você perceber que há algum assunto em seu texto que precisa ficar mais claro, não hesite em exemplificar.

Você pode usar os exemplos de seu próprio negócio ou criar suposições. Independentemente do tipo de exemplo que você usar, com certeza, ele ajudará sua audiência a entender bem a informação que você quer passar.

11. Seja sucinto

Ser sucinto não quer dizer que você deva escrever pouco, mas sim que você pode e deve criar parágrafos e frases curtas. Essa regra é ainda mais fundamental quando seu conteúdo é disponibilizado na internet.

Lembra que falamos na dica 7 sobre criar tópicos para que seu conteúdo fique fácil de ser escaneado pelo leitor?

A lógica aqui é a mesma: quando você escreve parágrafos curtos, faz com que o leitor tenha a sensação de que seu conteúdo é agradável e fácil de ler.

Já as frases curtas ajudam na hora do leitor adquirir o conhecimento que você está passando em seu texto. Isso porque frases longas precisam de um raciocínio maior para que elas sejam melhor compreendidas, enquanto frases curtas são bem diretas e objetivas.

12. Evite dúvidas

Seu texto precisa ser o mais claro possível para evitar objeções e dúvidas de quem está lendo.

Se você tem uma persona definida e sabe que a linguagem que ela usa é mais coloquial, evite escrever de forma rebuscada. Isso atrapalhará a comunicação e fará com que as pessoas não leiam seus textos.

Saber como escrever bem é também conseguir transmitir seus conhecimentos de forma simples e objetiva.

13. Interaja com o leitor

Nós já falamos aqui para você começar seu texto com uma pergunta ou, pelo menos, respondendo uma dúvida de sua audiência. Mas, além disso, uma outra forma de chamar e manter a atenção dos leitores é interagindo com eles ao longo do texto.

Faça perguntas e dê as respostas durante o desenvolvimento de seus conteúdos. Se possível, escreva como se você estivesse conversando cara a cara com o leitor (mas sempre com uma linguagem escrita adequada).

Essa é uma maneira de trazer o leitor para seu texto, pois ele se sentirá confortável e parte daquilo que você está escrevendo.

14. Crie um texto escaneável

Agora chegamos na parte que anunciamos algumas dicas ali para trás: a escaneabilidade do texto.

Ter um texto escaneável significa escrever de forma que, mesmo que a pessoa não leia todo seu conteúdo, ela tenha uma ideia do que você falará apenas passando o olhar em seu texto.

É por isso que tópicos, subtópicos e listas são tão importantes, porque eles destacam as partes fundamentais de um conteúdo.

A dica de ouro aqui é você pensar na letra F. Vamos te explicar isso melhor.

Pense em seu texto como essa letra. No início, você pode escrever mais, afinal, o leitor está começando a ler, então, ele ainda consegue prestar bastante atenção, mesmo que os parágrafos e frases sejam maiores.

Mas, com o desenvolver da leitura, algumas pessoas acabam desistindo de chegar até o final. Por isso, é possível que elas apenas leiam os tópicos e algumas frases-chave de cada tópico.

Por isso, do meio ao final do texto, tente diminuir um pouco mais as informações, para que o leitor que não chegar até o final de seu conteúdo não perca tanta informação importante.

Isso também é bom para quem leu o texto inteiro, porque pode ser que a pessoa já esteja cansada ao terminar. Então, ao colocar as informações principais no início de seu texto, você ajuda todos seus leitores.

15. Use conectivos

Você já ouviu falar sobre conectivos?

Sim, estamos entrando aqui em uma área gramatical de nosso idioma.

Porém, diferente do que você possa pensar, os conectivos não são tão complexos como você aprendeu na escola. Inclusive, é bem provável que você os utilize mais do que imagina.

Palavras como assim, então, por isso, dessa forma, afinal, são chamadas de conectivos porque elas ligam as ideias em um texto.

Então, se você quer aprender como escrever bem, é fundamental conhecer pelo menos os conectivos mais usados no português, para que o desenvolvimento de seu texto seja fluido e, principalmente, para que seus parágrafos e frases estejam sempre interligados.

Como escrever bem - Tabela de conectivos mais usados

16. Evite a repetição de palavras

Saber como escrever bem é fundamental para quem cria conteúdos e quer escrever bem para ter um texto bem escrito.

Essa frase ficou estranha e repetitiva, não é mesmo?

Imagine, agora, se você tivesse que ler um conteúdo inteiro assim, que repete constantemente as palavras. Seria cansativo terminar um texto assim, você não acha?

Ao escrever seus conteúdos, fique sempre atento às palavras que você usa para não repeti-las o tempo inteiro. Isso é muito comum de acontecer quando escrevemos sobre um tema técnico, que exige explicações mais detalhadas.

Para evitar repetições, use mais pronomes em seus textos para retomar termos da oração anterior.

Essa tarefa pode parecer um pouco mais complicada no início, mas, conforme você pratica a escrita, perceberá que isso ficará mais automatizado e você não terá muitos problemas para evitar os termos repetidos. Como já dissemos aqui, escrever bem é questão de prática.

17. Escreva com a gramática adequada

Nós sabemos que a internet abre espaço para diversos tipos de escrita, e isso já foi até mesmo motivo de preocupação por parte de alguns professores que temiam que a escrita da internet tomasse o lugar da gramática.

Porém, como você já deve ter percebido, não é porque estamos constantemente conectados que esquecemos como conversar pessoalmente e escrever em um papel.

É claro que alguns vícios de digitação podem acabar ocorrendo. É por isso que você deve sempre ficar atento à gramática de seus textos.

Evite usar muito o gerúndio, não seja redundante, verifique erros ortográficos e de digitação e evite as abreviações de palavras comumente usadas na internet.

Mesmo que seu conteúdo seja vinculado digitalmente, é sempre importante escrever com o português adequado para a escrita.

18. Não destaque todas as parte de seu texto

Você já deve ter visto vários textos online com palavras em negrito, itálico e sublinhadas.

Essas ferramentas são ótimas para destacar partes importantes de seu conteúdo e, se bem usadas, podem ajudar o leitor a perceber o que há de mais interessante em seus textos.

Porém, o grande problema é que, por muito tempo, as pessoas acreditavam que destacar palavras-chave em um texto ajudaria esse conteúdo a rankear melhor nos mecanismos de busca. Essa era mesmo uma das boas práticas de SEO, mas sabemos que, atualmente, isso não é tão recomendado mais.

Os produtores de conteúdo começaram a destacar tanto as palavras em seus textos que isso acabou não fazendo sentido mais, já que não ajudava na experiência do leitor.

É claro que você pode e até deve destacar alguns termos, mas tome cuidado para não exagerar nisso.

19. Não exagere nos links

Assim como os destaques ao longo do texto, a linkagem para outros conteúdos estratégicos que você já escreveu também é muito utilizada em textos online.

Porém, o grande problema é que as pessoas acabam colocando muitos links ao longo dos textos, o que faz com que a leitura não seja fluida, principalmente se o leitor abrir todos os links que você colocar.

É por isso que se você quer saber como escrever bem, deve escolher links estratégicos e que sejam realmente úteis para o usuário. Coloque os links apenas em palavras que você sabe que sua persona terá dúvidas e precisará de ajuda para compreender melhor o assunto abordado.

20. Não se esqueça do call to action

O call to action é fundamental para qualquer texto que tenha como meta fazer uma pessoa conhecer melhor seu negócio. Isso porque é o CTA que levará o usuário a fazer alguma ação depois de ler seu conteúdo.

Por isso, quando você fizer um texto, nunca deixe de colocar a chamada para ação em sua conclusão.

Mas tome cuidado com o tipo de CTA que você coloca. Ele deve ser sempre claro, afinal, você quer conduzir o leitor a uma ação, e não confundi-lo. Por isso, coloque apenas um call to action por texto, para que os usuários saibam exatamente o que eles devem fazer.

21. DICA BÔNUS

Você não achou que terminaríamos este post com apenas 20 dicas, não é mesmo?

Nossa dica bônus para te ajudar a entender como escrever melhor é: revise todo seu conteúdo.

Sempre que você terminar de escrever um texto, revise-o para ter certeza de que você escreveu tudo o que havia planejado. Além disso, essa revisão também te ajudará a perceber se você repetiu muitas palavras, usou os conectivos adequados e se tem algum termo com erro de digitação.

Porém, a dica não termina aqui.

Algo muito importante é você dar um tempo maior entre a escrita e a revisão do texto. Isso porque, se você revisa seu texto logo depois de escrevê-lo, é provável que sua leitura esteja viciada, já que você acabou de ler o conteúdo enquanto o escrevia. Por isso, recomendamos que você deixe para revisar um dia depois de escrever o texto.

Outra opção é você pedir para um amigo ou familiar para ler seu texto e informar se ele encontrar algo que possa ser melhorado. Isso te ajudará porque você terá a leitura de alguém que não escreveu o texto, já que, como foi você quem criou todo o conteúdo, pode ser que o assunto esteja muito claro para você e, por isso, você não enxergue melhorias que podem ser feitas.

O importante é nunca deixar de revisar todos seus conteúdos.

Você gostou dessas dicas e acredita que está pronto para escrever sobre aquilo que você mais sabe, mas ainda não sabe como começar?

Conheça o Desafio 30 Dias, um curso completamente gratuito e online que te ensina com criar seu próprio ebook do zero e comercializá-lo na internet em apenas 1 mês.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.