Sparkle app icon

Sparkle App
Participe da comunidade exclusiva do nosso blog!
Grátis -

VER

Aprenda como fazer um GIF para ter mais engajamento nos seus conteúdos

Aprenda como fazer um GIF para ter mais engajamento nos seus conteúdos

Conheça 9 diferentes ferramentas que podem te ajudar na criação de GIFs

Os GIFs dominaram a internet. Praticamente todas as redes sociais já aceitam esse formato, que caiu no gosto das pessoas, Isso você já sabe. Mas o que você talvez ainda não saiba é como fazer um GIF.

Ao contrário do que parece, criar um GIF não é difícil e nem exige programas complicados de usar, como Photoshop. Eles são fáceis de fazer e conseguem fazer com que o seu conteúdo fique mais atraente e divertido para o público.

Neste texto, você vai entender por que vale a pena usar GIFs na estratégia de marketing da sua marca e quais as melhores ferramentas para criar suas próprias imagens. Continue lendo e descubra!

O que é um GIF?

GIF é uma sigla em inglês para Graphics Interchange Format, ou Formato para Intercâmbio de Gráficos, em português. Trata-se de um formato de imagem, assim como JPG e PNG. E pode ser usado para imagens estáticas ou animadas.

Ao contrário do que parece, o GIF não é um vídeo: trata-se de uma junção de várias imagens de baixa resolução que, ao serem passadas em sequência, dão a impressão de movimento. Além disso, ele não possui áudio.

E embora tenha se popularizado só agora, o GIF não é novidade. Ele foi criado pela empresa CompuServe em 1987, quando as conexões de internet eram muito lentas e qualquer economia de banda era essencial.

Mesmo com uma paleta de cores restrita, ele supera em qualidade o RLE, um formato mais antigo e semelhante, porém limitado ao preto e branco.

Então, nos primórdios da internet, essas imagens animadas acabavam substituindo arquivos em vídeo em portais e sites, acelerando a navegação.

De lá para cá, muita coisa mudou no mundo da tecnologia e esse formato caiu nas graças do público. Agora, todas as redes sociais e aplicativos de mensagens permitem aos usuários publicarem GIFs.

Por que usar GIFs na sua produção de conteúdo?

Basta abrir o feed do Facebook ou uma conversa no WhatsApp para encontrar dezenas de GIFs, sejam eles memes de gatinhos ou trechos de vídeos e filmes.

Mas não é somente em situações mais informais que essas imagens podem ser utilizadas. É perfeitamente possível incluir os GIFs em uma estratégia de produção de conteúdo. Isso, inclusive, traz diversas vantagens, como:

  • são animados, chamando mais a atenção dos usuários;
  • rápidos e leves, ajudando a deixar o seu site ou blog mais fácil de carregar e mobile friendly;
  • universais, vencendo a barreira de idiomas ao transmitir uma mensagem.

Os GIFs podem ajudar a aproximar a sua marca do público, aumentando o interesse de quem visita o seu site ou blog pelo conteúdo que você oferece.

Isso facilita a retenção da atenção do usuário, além de incentivar o engajamento, principalmente por meio do compartilhamento da publicação.

Outro benefício de usar GIFs nos seu conteúdos é que ele pode ajudar a direcionar tráfego para alguns vídeos – dependendo da plataforma que for utilizada para criar a imagem, é possível incluir um link para o vídeo original no YouTube.

Como fazer um GIF com fotos ou vídeos?

Quer aprender como fazer um GIF animado? Pode ficar tranquilo que é algo mais fácil do que parece. Existem basicamente duas formas de fazer: a partir de fotos ou por um trecho de vídeo, como no exemplo abaixo.

Agora que você já sabe os formatos e possibilidades de utilização dos GIFs na sua estratégia de marketing, confira como fazer os seus próprios GIFs a partir de imagens ou vídeos!

1. WhatsApp

Os GIFs disponíveis para envio no chat do WhatsApp ficam armazenados no Tenor. Porém, a rede social mais querida de bate-papo permite a criação de GIFs — nesse caso, especificamente, a partir de vídeos.

É possível usar vídeos já armazenados no celular ou fazer novas criações diretamente na câmera do aplicativo. A gravação deve ser editada em até 6 segundos.

como fazer um gif - exemplo de uso no whatsapp

Para salvar o arquivo, basta enviá-lo diretamente no bate-papo, selecionando a opção GIF que aparece no canto superior da tela.

Veja o gif que fizemos do nosso desenvolvedor Gabriel, aqui na Hotmart, utilizando essa funcionalidade ;)

Como fazer um gif - exemplo de gif feito na hotmart

2. GIF Me

O GIF Me é uma extensão do Google Chrome, o que faz dele uma das formas mais rápidas e simples de criação de GIFs animados. Após instalá-lo no seu navegador, basta clicar com o botão direito do mouse em qualquer vídeo que você achar na web.

Depois disso, você define o trecho do loop, adiciona tags e pode compartilhar o arquivo diretamente no Tumblr ou no Facebook.

3. IMGFLIP

O IMGFLIP é um serviço online para criação de GIFs muito completo. Uma das vantagens do IMGFLIP com relação às outras ferramentas desta lista é que ele permite o upload de vídeos do seu computador para a criação de GIFs.

Segundo a plataforma, .mp4 e .ogg são os formatos que melhor funcionam no player do site, permitindo uma melhor visualização do GIF em seu resultado.

Outras funcionalidades incluem ajuste de largura, altura e velocidade do loop. Também é possível criar GIFs a partir de vídeos hospedados no YouTube por meio de seus links.

A ferramenta pode ser utilizada gratuitamente, mas os arquivos serão publicados com uma marca d’água com o nome do software. Na versão paga, essa marca não fica visível.

4. Giphy

O Giphy pode ser entendido como uma rede social para o compartilhamento de GIFs e stickers — um formato específico de GIFs, usado especialmente nos Stories do Instagram.

Para quem deseja criar um GIF a partir de um vídeo do YouTube a melhor opção é o GIF Maker.

Para criar um GIF nesse site, basta acessar a aba GIF Maker e informar o link de um vídeo (que pode estar hospedado tanto no YouTube como no Vimeo). Na sequência, você seleciona uma timeline, na qual pode escolher o momento de início, fim e duração do loop do GIF.

Depois disso, ainda é possível inserir textos, símbolos e outros elementos no arquivo criado, o que faz do Giphy uma das plataformas mais completas para a criação de GIFs a partir de vídeos.

5. Make a GIF

O Make a GIF também é uma opção interessante para a criação de GIFs. Uma de suas principais vantagens é possibilitar que isso seja feito a partir de quatro tipos diferentes de envios: sequência de imagens estáticas do computador; vídeos do computador; link do YouTube; e vídeo capturado com a webcam.

O site é gratuito e os GIFs podem durar até 5 segundos. Se você tirar um tempinho para se cadastrar, é possível criar animações de até 10 segundos.

6. Photoshop

Se você quer saber como fazer um GIF do zero, o Photoshop é uma ótima ferramenta a ser utilizada. O primeiro passo é criar um conteúdo e escolher as camadas que devem ser animadas.

Em seguida, você seleciona a opção “Criar quadro de animação”. Uma linha do tempo é iniciada e você pode editar o seu material ali mesmo.

Essa opção é especialmente útil para animações frame a frame. Aqui, uma das edições necessárias é a seleção da opção “Sempre” para habilitar o loop infinito no seu GIF. Para finalizar, é preciso selecionar o formato .gif na hora de exportar o arquivo.

7. ezGIF

O ezGIF é ideal para quem deseja criar GIFs com sequências de imagens muito longas. É possível unir até 2000 imagens em um só GIF, desde que nenhuma delas ultrapasse 6MB.

Após subir todas as fotos, basta escolher o tempo de duração delas e gerar o arquivo. Também é possível criar GIFs a partir de vídeos no ezGIF. Depois de pronto, o arquivo fica salvo no formato certo, pronto para ser utilizado!

8. ImgPlay

O aplicativo ImgPlay oferece ferramentas simples para fazer um GIF pelo celular a partir de fotos e vídeos. É possível não só exportar as imagens já na galeria, mas também gravar ou tirar direto do app.

Outros recursos disponíveis são os filtros, ajuste da taxa de quadros, mudar a direção da reprodução (para frente ou para trás) e compartilhamento instantâneo dos GIFs. Está disponível para iOS e Android.

9. GIF Studio

Outro app onde você pode criar imagens animadas é o GIF Studio. Similar ao ImgPlay, mas possui alguns recursos a mais na hora de editar os GIFs.

Por exemplo, é possível mesclar vários GIFs para criar um só, adicionar um GIF numa foto estática, adicionar textos, estilos, cor, alterar fundo de um GIF transparente, etc. Está disponível somente para Android.

Agora é só aproveitar seus gifs!

Bônus: dica da nossa especialista

Perguntamos a nossa designer e especialista em gifs, Patrícia Gusso, uma dica de ouro sobre o assunto e olha só o que ela nos contou:

Se você salvar seu GIF com o fundo transparente, ao fazer o upload no site ele é automaticamente transformado em Sticker, e você pode usa-lo nos stories do Instagram.

Se você salvar seu GIF com o fundo transparente, ao fazer o upload no site ele é automaticamente transformado em Sticker, e você pode usá-lo nos stories do Instagram.

É só adicionar tags que facilitem a sua localização quando procurá-lo no recurso GIF. Fique atento ao tempo de processamento para que ele apareça na busca, que pode levar até 2 dias e aos requerimentos para a aprovação disponíveis no site do Giphy.

Pronto, com as dicas acima você já estará preparado para criar seus próprios GIFs animados e turbinar a sua estratégia de produção de conteúdo.

Mas, para não errar e acabar afastando o público do seu site ou blog, é bom tomar alguns cuidados na hora de usar esse formato de imagem.

Quer saber como usar GIFs corretamente na sua estratégia de produção de conteúdo? Então clique no banner aqui embaixo e confira as dicas que reunimos na Comunidade Sparkle!

Agora é só criar seus gifs!

As animações estão em alta! Trata-se de um formato compatível com as mais diferentes redes sociais — Twitter, Facebook, WhatsApp e até mesmo os Stories do Instagram.

Assim, saber como fazer um GIF é uma boa estratégia para se manter relevante e para falar a mesma língua do seu público, especialmente os mais jovens.

Como você viu neste texto, a produção de conteúdo nesse formato está longe de ser um bicho de sete cabeças.

Se você não tem mão de obra para desenvolver algo do zero, experimente fazer testes a partir de vídeos hospedados no YouTube e compartilhe seu conteúdo em diferentes formatos.

Aproveite que você chegou até aqui e conheça outras dicas de como realizar um bom trabalho de marketing e de vendas nas redes sociais.


Este post foi originalmente publicado em dezembro de 2019 e atualizado para conter informações mais completas e precisas.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.