Sparkle app icon

Sparkle App
Participe da comunidade exclusiva do nosso blog!
Grátis -

VER

Como gravar um vídeo de qualidade com recursos a seu alcance

Como gravar um vídeo de qualidade com recursos a seu alcance

As melhores dicas de um videomaker profissional!

Muitos produtores digitais fazem a mesma pergunta: Como gravar um bom vídeo? Qual câmera comprar? A resposta sempre é a mesma: Depende.

O mercado audiovisual está cada vez mais abrangente e ao alcance de mais pessoas. As ferramentas com as quais se trabalha hoje eram impensáveis há 10 anos, ou pelo menos eram muito mais caras. Isso também acontece com a telefonia e a informática.

Voltando à pergunta, tudo dependerá do uso que você dará à câmera. Da mesma forma que não faria sentido comprar uma Ferrari para dirigi-la em uma estrada de terra, deve-se saber antecipadamente qual o uso que se dará à câmera antes de adquiri-la.

Mas, e se alguém te disser que a câmera não é a coisa mais importante para gravar um vídeo de qualidade?

Em outro post, ensinamos como montar um estúdio caseiro de gravação de vídeo. E se você o leu pode imaginar que, para conseguir um bom resultado, não é necessário investir muito na própria câmera.

Saber como gravar um vídeo de qualidade é como montar um quebra-cabeça, em que todas as peças, e cada uma delas, são igualmente importantes.

Hoje existem muitos modelos de câmeras, lentes, microfones ou luzes, ou em outras palavras, muitas informações que acabam sendo um acúmulo de desinformação.

Então, focaremos a ajuda no item mais técnico. Claro, focado em obter vídeo de qualidade gravado para os seus produtos digitais.

Por que é importante gravar vídeos de qualidade?

Atualmente, o vídeo marketing tem um espaço importante nas campanhas de marketing de vários negócios. 

Isso se deve muito ao formato ser muito consumido na internet. As redes sociais são provas definitivas disso, basta lembrar dos mais diferentes conteúdos feitos com vídeos, como os Reels, o IGTV e o Stories – recurso presente em quase todas as principais mídias sociais. 

Mas você gosta de números? Então, veja esses abaixo:

O TikTok, uma das principais mídias feita para vídeos curtos, foi o app de relacionamentos mais baixado em 2020, segundo levantamento da SensorTower. Foram 2 bilhões de downloads só durante o primeiro semestre do ano. 

Isso se resume ao número de usuários. Só no Brasil, de acordo com o mesmo levantamento, são 7 milhões!

Se você ainda não aderiu a essa rede e não se convence por esse dado, veja os números do YouTube, o segundo maior site da internet mundial – só perde para o Google!

Em 2019, considerando todos os canais existentes na plataforma, foram 500 horas de vídeos upadas por minuto, segundo o CriadoresId. Ou seja, a cada minuto, 500 horas foram subidas por lá. Sim, é tão impressionante que foi preciso repetir.

Mas isso significa que as pessoas estão assistindo a esse conteúdo? Bom, só em 2019 foram 1 bilhão de horas assistidas por dia no YouTube, de acordo com o mesmo levantamento.

E se engana quem acha que o YouTube, apesar dos números incríveis nesse mercado, está sozinho.

O Twitch, plataforma de transmissões de vídeo muito conhecida no mundo gamer, tem crescido vertiginosamente. Segundo seu site oficial, são 30 milhões de usuários médios diários e um trilhão de minutos assistidos em 2020.

Talvez agora você tenha se convencido da importância de se fazer vídeos, certo? 

Essa imensidão de oportunidades exige que os empreendedores estejam atentos às inovações que surgem a todo instante e, claro, à qualidade que o público exige, para gerar engajamento e um alcance melhor de sua marca.

O que é preciso para gravar um bom vídeo?

E por falar em qualidade, é preciso saber: como fazer um vídeo?

Ainda que existam inúmeras possibilidades para criar vídeos, alguns equipamentos são básicos, podendo ser aproveitados em conteúdos mais profissionais ou mesmo caseiros.

Câmera

Primeiro, a grande responsável pela captação da imagem: a câmera!

Se você tiver uma ideia de orçamento para investir em seu estúdio de gravação, não destine a maior parte para isso. Você sabe que a câmera é apenas mais uma peça.

Hoje, existem 2 tipos de câmeras que são mais usadas: câmeras reflex e as evil, csc ou sem espelho (sim, essa segunda categoria tem muitos tipos de nome).

Você pode se perguntar, onde estão as câmeras de vídeo habituais e por que não foram mencionadas?

O preço destas últimas não varia muito e a qualidade que as primeiras podem oferecer é realmente boa.

Além disso, o fato de você poder trocar as lentes dependendo do tipo de gravação, faz com que elas sejam mais flexíveis.

Mas, depois você lerá mais sobre isso. Naturalmente, as câmeras reflex e sem espelho não deixam de ser câmeras fotográficas que também gravam vídeo.

E o que isso quer dizer? Para que essas câmeras continuem sendo consideradas de fotografia, elas têm um limite estabelecido de 29 minutos de gravação contínua.

Mas, o certo é que voltando ao formato do produto digital, isso não deveria ser um problema.

Alguns modelos que podem ser interessantes são Canon g7x, Canon 4000D, Sony a6000 ou Nikon D5500.

Como gravar vídeo - Câmera sem espelho (Sony a6000)

Câmera sem espelho (Sony a6000)

Como gravar vídeo - Câmera reflex (Canon 4000D)

Câmera reflex (Canon 4000D)

Algumas são mais compactas e possuem uma tela dobrável, elementos que também precisam ser levados em consideração, dependendo do tipo de produto digital que queremos gravar.

A segunda peça do quebra-cabeça é a lente ou objetiva. Muitas dessas câmeras vêm com um kit com lentes que não permitirão tirar o máximo proveito dos sensores da câmera.

Na maioria dos casos, são lentes muito básicas. É por isso que uma lente em especial é bastante recomendada: uma lente 50mm com abertura 1.8.

Ela é barata, luminosa (com pouca luz na casa poderemos fazer ajustes para compensar) e, também, conseguimos o tão desejado efeito bokeh ou desfoque do fundo de nossos planos.

Tanto faz você comprar uma câmera Sony, Canon ou Nikon, todos esses modelos têm uma lente de 50 mm 1.8. Além de ser leve, sua distância focal criará um efeito natural sem distorcer a imagem.

Como gravar vídeo - Objetiva Canon 50mm 1.8

Objetiva Canon 50mm 1.8

>> Confira a nossa lista com os melhores smartphones para gravar vídeos.

Luz

Agora, a luz. Você sabe qual é a diferença entre uma câmera de celular e uma de grande qualidade cinematográfica em um quarto escuro? Nenhuma! É por isso que é preciso avaliar a importância da iluminação.

Com apenas um par de lâmpadas led direcionadas a 45º de cada lado do objeto que está sendo gravado e uma iluminação ambiente, se possível também de led, será mais do que suficiente para alcançar resultados realmente bons.

Um exemplo feito com a mesma câmera. De um lado com luz natural e do outro com luz artificial controlada.

Como gravar vídeo - Luz natural

Luz natural

Como gravar vídeo - Luz artificial controlada

Luz artificial controlada

A luz natural que entra pelas janelas seria outra boa opção, mas se for gravar durante um dia inteiro, é aconselhável ter a iluminação controlada de acordo com o seu gosto.

Dessa forma, não dependerá da temperatura da cor da luz externa (a luz de manhã não é igual à da tarde) ou do surgimento de nuvens durante o dia, o que, consequentemente, mudará a luz ao longo da nossa gravação.

Hoje em dia, a iluminação LED é muito mais barata do que há alguns anos, e também não esquenta, o que é muito importante se for gravar durante horas.

Um modelo interessante de qualidade, preço e que também não ocupa muito espaço:

Neewer 2 Pack Regulável Bi-Color 480 LED

Neewer 2 Pack Regulável Bi-Color 480 LED

Áudio

E o som? Um vídeo de qualidade entra pelos ouvidos. Não adianta ter uma boa qualidade visual se o áudio não estiver à altura.

A sensação que se tem ao assistir ao vídeo será de que ele não tem uma boa qualidade. Da mesma forma, se a imagem não for das melhores, mas o áudio estiver bem tratado, a sensação será a de estar vendo um vídeo com qualidade.

Parece algo sem importância, mas acredite: a diferença é realmente substancial!

Outra desvantagem das câmeras que gravam vídeo é que nem todas têm entrada e saída de som. Portanto, nem sempre pode-se conectar um microfone diretamente à câmera.

Caso a sua câmera tenha essa funcionalidade, é aconselhado que você use um microfone de lapela como este.

Outra opção seria usar um microfone direcional, desde que você grave em um local com pouca reverberação, para que só registre na direção da sua voz.

E aqui está a segunda fase do som e uma outra peça do quebra-cabeça. Não faz sentido ter uma boa microfonia se houver muita reverberação no local de sua gravação.

Como você leu no post anterior, tente “cobrir” o quarto com elementos macios que absorvam o eco, como sofás, carpetes ou cortinas. E, se possível, coloque painéis de absorção.

Não é necessário colocá-los em todos os lugares, especialmente se você quer que o seu quarto siga parecendo um quarto após a gravação. A colocação de alguns painéis no teto será suficiente. Há alguns muito discretos com as mesmas cores das próprias paredes.

Uma última dica que te poupará horas e horas de gravação na frente da câmera é adquirir um teleprompter como este: Parrot Teleprompter.

Ele funciona com um aplicativo e está preso à estrutura que se conecta à câmera. Você gasta algum tempo escrevendo aquilo que quer dizer na frente da câmera, mas, em troca, não precisará repetir várias vezes, o que poderia acontecer se tivesse que memorizar.

Além disso, não se nota absolutamente nada do que você está lendo.

Como gravar vídeo - Parrot Teleprompter

Parrot Teleprompter

Quais cuidados ter na hora de produzir seus vídeos?

Fazer uma produção de vídeos de qualidade demanda atenção a uma série de fatores, tanto durante a fase de planejamento quanto na execução do projeto audiovisual.

Por isso, é fundamental inserir na sua estratégia de produção e divulgação de vídeos alguns pontos como os apresentados abaixo.

Duração do vídeo

Em uma era na qual a informação flui com uma velocidade muito rápida, as pessoas passam para o próximo post do blog, publicação do Facebook, foto do Instagram, stories ou vídeo em questão de segundos, caso o assunto não seja interessante o suficiente para fazê-las ficar até o final.

Por isso, é importante adequar sua estratégia de produção de vídeos a uma duração que seja suficiente para transmitir a sua ideia sem se prolongar demais, quando essa não for a intenção, mas também criar um conteúdo maior, quando necessário.

O importante é entender os assuntos que precisam de mais minutos de vídeo e, é claro, o tempo ideal de conteúdos que agrada sua persona.

Poluição visual

A quantidade de informação na cena que você está gravando pode causar vários efeitos em quem está assistindo ao vídeo. Elementos em excesso podem causar uma confusão visual, distraindo o foco das pessoas.

Se a ideia é passar uma mensagem falada, quanto menos elementos estiverem presentes, competindo com o interlocutor, melhor.

Isca

Na internet, a competição pela atenção do público é muito feroz. Por isso, é crucial conquistar essa atenção logo no começo do seu vídeo.

Aproveite os primeiros dez segundos de material para trazer algum tipo de informação atraente ou curiosa, deixando o fechamento da ideia para o decorrer do vídeo. Assim, você aumenta as chances de que seu espectador assista ao vídeo até o final.

E não se esqueça de usar gatilhos mentais para atrair mais visualizações para o seu vídeo quando for divulgá-lo nas redes sociais.

Trabalho de emoção

Pessoas se identificam com sentimentos e emoções humanas. Por isso, trazer para a sua produção de vídeos alguns toques de emoção faz com que o público se conecte com mais facilidade.

Alegria, raiva, tensão, medo, inveja são apenas alguns dos sentimentos que podem ser introduzidos em um vídeo.

Como não errar durante a gravação de vídeo?

Para uma boa produção de vídeos, é fundamental desenvolver um bom planejamento para que você consiga atingir todos os objetivos traçados para aquele material.

A seguir, você confere um simples checklist com 7 dicas do que é necessário verificar antes de começar a filmar:

1 . Escreva um roteiro

Considerando as restrições e as necessidades de produzir um vídeo curto e atrativo para o público, é primordial construir um roteiro bem elaborado e consistente, que guiará toda a produção do conteúdo nos períodos de gravação.

Nesse roteiro, você pode incluir os tópicos que serão abordados, as cenas que deverão ser gravadas, as características dos cenários, os participantes dos vídeos, entre outros pontos. Dessa forma, é muito mais fácil seguir uma lógica que garante coesão para o conteúdo final.

2 . Transmita autoridade

Um vídeo é uma ferramenta de comunicação com bastante valor agregado na sua produção. Por isso, nem todas as pessoas conseguem desenvolver um material de qualidade e já pronto para ser divulgado. Mas de nada adianta produzir um bom vídeo se ele não passar credibilidade para o público.

Por isso, é importante investir em bons equipamentos de iluminação, um roteiro consistente, cenários atrativos e, principalmente, abordar um conteúdo que seja de seu total conhecimento. Afinal, se reforça a sensação de autoridade quando você tem pleno domínio do assunto abordado.

Se você não sabe como construir autoridade na internet e quer se aprofundar no assunto, clique aqui e leia nosso post sobre o assunto.

3. Pense na oratória

A maioria dos vídeos utilizados como uma estratégia de marketing são narrados ou desenvolvem um relacionamento entre o interlocutor e o espectador. Isso faz com que habilidades de fala sejam fundamentais para garantir a qualidade do material.

Procure sempre pessoas que tenham uma boa oratória, capazes de transmitir as informações com clareza e assertividade para serem os apresentadores daquele conteúdo.

4. Cuidado com o áudio

As produções audiovisuais dependem, obviamente, de um bom material visual. Entretanto, como o próprio nome já diz, são apoiadas também em uma boa produção de áudio.

Por isso, invista em uma trilha sonora de qualidade, bons microfones e uma boa edição de áudio.

5. Fique de olho no enquadramento

Essa é uma parte muito estratégica do seu vídeo. Isso porque um bom enquadramento é aquele que ajuda a compor o cenário, mas deixando em evidência, em áreas importantes do quadro do vídeo, quem passa a mensagem, no caso, você.

É preciso se pensar não só no cenário, mas também em possíveis elementos visuais que você usará ao longo do vídeo, caso precise ilustrar ou mesmo destacar alguma parte da sua fala em texto.

A maioria das câmeras apresenta um grid, ou régua, que mede o quadro que é capturado em duas linhas horizontais e duas verticais que dividem, em cada orientação, a área em 3 partes iguais.

Seguindo a regra dos terços, o espectador mantém o foco nas interseções de cada uma delas, ou seja, em quatro pontos específicos do enquadramento.

Nesses pontos se concentra boa parte da atenção de quem vê um vídeo. Caso deseje reservar um espaço para as apresentações de elementos visuais, se posicione em um desses lados e deixe o outro lado com o espaço maior para essas informações.

6. Preste atenção no cenário

O cenário, como você já leu nesse texto, é uma parte importante do seu conteúdo e não pode ser ignorado na hora de gravar.

Lembre-se de que tudo o que aparece no vídeo, acrescenta alguma informação. Mesmo que seja uma planta que tenha no quarto. Esses elementos devem ser colocados de forma bem pensada, para não chamar muita atenção do seu espectador.

Você pode também investir em Chroma Key, aqueles fundos geralmente verdes que possibilitam incluir qualquer cenário ao fundo. Mas, para isso, você precisará investir em uma edição mais profissional.

Mas o resultado pode ser ótimo, já que mudanças de cenário ou mesmo aqueles mais diferentes do que um cômodo da casa ou um estúdio, dão um dinamismo ao vídeo muito interessante.

7. Invista na pós-produção

Algumas vezes, você pode encontrar bons vídeos nos quais a captação de imagens não foi feita com tanta qualidade, mas que contaram com uma pós-produção muito bem feita, resultando em um material bastante interessante.

A edição de vídeo não consegue fazer milagres, mas quando apoiada em um material bem gravado, resultará em produções muito atraentes e com aspecto superprofissional.

Pronto para gravar vídeos com qualidade profissional?

E agora? Conseguiu montar o quebra-cabeça para conseguir fazer vídeos profissionais de alta qualidade e que podem dar um alcance incrível para o seu conteúdo?

Não custa relembrar, rapidamente, os equipamentos necessários:

  • Câmera;
  • Luz;
  • Áudio.

E não se esqueça de prestar atenção em detalhes importantes de um vídeo de qualidade, como:

  • Roteiro;
  • Autoridade;
  • Uma boa oratória;
  • Áudio de qualidade;
  • Enquadramento que valorize a informação;
  • Cenário adequado;
  • Pós-produção que garantirá uma qualidade impecável.

Você percebeu, nesse último ponto, que a edição é uma peça determinante nesse quebra-cabeça, não é? 

Então, ter mais um pouco de repertório sobre esse aspecto não custa nada. 

Por isso, aqui mais uma dica: esse texto a respeito de programas de edição de vídeos, dos mais básicos aos mais avançados.


Este post foi originalmente escrito em março de 2019 e atualizado para conter informações mais completas e precisas.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.