Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar Três dias imperdíveis para aprender tudo sobre o mercado digital!

Três dias imperdíveis para aprender tudo sobre o mercado digital!

Garanta seu ingresso

Como não procrastinar?

Como não procrastinar?

7 dicas para eliminar esse hábito!

Com tantas tarefas para fazer ao longo do dia e, ao mesmo tempo, com tantas distrações, quem nunca adiou uma tarefa ou compromisso para depois e acabou se arrependendo?

Muitas pessoas têm esse hábito, principalmente adolescentes e jovens, e acabam resolvendo seus problemas em cima da hora.

No mercado de trabalho, essa atitude é malvista, além de ser improdutiva.

Não ter tempo disponível e adiar uma ou outra tarefa é normal. Só que quando essa atitude se torna uma rotina, ela pode virar um problema muito maior.

A falta de planejamento e a organização do dia a dia podem gerar crises de ansiedade e impactar até mesmo a SUA saúde.

Quer aprender como não procrastinar? Então, vem com a gente!

Conceito de procrastinação

Procrastinar é adiar ou deixar para depois alguma tarefa ou compromisso.

O procrastinador evita realizar suas responsabilidades até o fim dos prazos e, com isso, se sente culpado, fica mais estressado e deixa de ser produtivo.

Essa atitude acontece porque tentamos melhorar nosso estado de ânimo, mesmo que seja momentâneo, deixando de fazer algo que nos parece chato ou desagradável e substituindo por algo mais fácil e divertido.

Por exemplo, é muito mais rápido e agradável ficar uma hora em frente ao computador vendo vídeos engraçados do que elaborando planilhas ou relatórios.

Por que a procrastinação é tão comum?

Alguns médicos e psicólogos chegam a dizer que existe um tipo de procrastinação crônica e que isso pode ser sinal de alguma desordem psicológica ou fisiológica. Mas, para a maior parte da sociedade, a procrastinação acontece por outros motivos que podem ser contornados.

Sigmund Freud, fundador da psicanálise, acreditava que adiávamos situações por medo da morte. Para ele, adiar uma tarefa nos deixaria no fim com algo por fazer.

Já Richard Thaler, economista e pesquisador da psicologia de tomada de decisões, avalia que o ser humano procrastina por acreditar que o trabalho que precisa ser feito nunca será tão importante quanto as tarefas que estão sendo feitas agora.

Mesmo não tendo um causador único, Piers Steel, psicólogo canadense, compilou 200 estudos sobre o tema, produzidos entre 1920 e 2006, e constatou que há uma forte ligação entre esse hábito e a impulsividade. Assim, características como excesso de perfeccionismo, distração e ansiedade devem ser melhoradas para aumentar a produtividade.

Procrastinação, ansiedade e o efeito bola de neve

O sucesso profissional está diretamente atrelado à capacidade do indivíduo desempenhar tarefas com qualidade em um menor tempo. Ao procrastinar, ele tende a ficar mais ansioso e a ansiedade causa mais procrastinação. Esse ciclo vicioso precisa ser quebrado para evitar que a situação se torne uma bola de neve.

Deixar a procrastinação de lado pode começar com tarefas bem simples, como organizar a mesa de trabalho, organizar os arquivos do computador ou limpar o quarto.

Abandone o medo de falhar e comece com pequenas ações. Depois, se dê momentos de descanso e recompensas a cada meta atingida.

7 hábitos para vencer a procrastinação

Como qualquer mudança de hábito, vencer a procrastinação deve acontecer aos poucos e não de uma hora para a outra. Por isso, separamos 7 dicas para melhorar sua qualidade de vida no trabalho!

1. Identifique um padrão e crie estratégias

Identificar o que te faz procrastinar é o primeiro passo para acabar com esse hábito.

Observe sua rotina, perceba em quais horários do dia você é mais produtivo, faça anotações e entenda quais tipos de tarefa te dão mais prazer. Depois, analise e faça estratégias para diminuir as más ações e dar lugar aos bons hábitos.

2. Faça meditação e controle pensamentos

A meditação é uma aliada importante para vencer esse mau hábito. Todos os problemas nascem nos pensamentos e, ao controlá-los, você vencerá uma parte do processo. A técnica de consciência plena ajuda na compreensão dos sentimentos e no foco de atenção no presente.

Ao estabelecer conexões com as atividades, o corpo para de funcionar no piloto automático e realiza ações com mais qualidade e mais percepção. Com isso, o indivíduo se desenvolve mais rápido e tem a sensação de conclusão e evolução de tarefas.

3. Faça uma tarefa de cada vez

Muitas pessoas acreditam que realizar várias tarefas ao mesmo tempo é sinônimo de produtividade. Porém, isso também pode ser sinal de procrastinação.

Ao fazer muitas coisas ao mesmo tempo, você acaba adiando a entrega de todas elas e não completa nenhuma com qualidade. Assim, o melhor é dividir grandes tarefas em partes menores e criar metas de entrega para cada uma delas.

Por exemplo, se você precisa criar um calendário anual de conteúdo, comece criando datas de entrega para os meses, trimestre ou semestre. Ao final do período, você terá concluído a tarefa toda sem sofrer por todo o processo.

4. Não se castigue por procrastinar

Pior do que perder o prazo de uma entrega é se culpar pela perda dele. Erros acontecem e é preciso superá-los para seguir em frente.

Quanto mais você se culpar e castigar pelos erros, maior será a ansiedade gerada na próxima tarefa pela responsabilidade que você mesmo atribuiu àquela ação.

Por isso, se perdoar é a melhor coisa para fazer nesses casos. A partir daí, é preciso também ter mudanças nos hábitos.

5. Use técnicas de gerenciamento de tempo

Muitos procrastinadores não sabem como fazer a gestão do tempo e acabam sendo improdutivos. Dessa forma, utilizar técnicas de gerenciamento de tempo pode ser importante.

A técnica Pomodoro consiste em trabalhar com períodos divididos de 25 minutos, em que o profissional precisa ter foco total na tarefa, sem interferências externas, como utilizar o celular, conversar com outras pessoas ou assistir à televisão.

Passados os 25 minutos, é preciso fazer um descanso de 5 minutos e repetir esse ciclo 4 vezes. Depois do ciclo inteiro, faz-se uma pausa maior de 30 minutos.

Há outras técnicas e aplicativos que ajudam nisso. O importante é entender que há momentos em que a sua mente precisa ficar 100% focada em uma única atividade.

6. Faça planos que contemplem imprevistos

Um grande problema enfrentado pelos procrastinadores são os imprevistos. Eles realmente acontecem, mas só geram problemas para quem não se organiza com antecedência.

Deixar tarefas para a última hora é muito arriscado, pois gera dependência de fatores externos que não são gerenciados unicamente por você.

Você pode ficar doente, a luz pode acabar, a internet pode parar de funcionar, um familiar pode precisar de sua ajuda e a tarefa ficará para depois.

7. Entenda a importância do que deve ser feito

Entender a importância de cada tarefa e as responsabilidades atribuídas a elas faz com que procrastinemos menos em tarefas corriqueiras.

Pode parecer pequena a importância de enviar um email no prazo correto, mas, quando paramos para pensar que ele faz parte do nosso trabalho e que isso envolve ações na vida de outras pessoas, o trabalho ganha mais importância.

Somos engrenagens de grandes máquinas e, ao elaborar cada pequena tarefa com qualidade, o processo como um todo funciona de uma forma melhor.

Vencendo esse hábito

Não é fácil deixar de procrastinar, porém, com disciplina e organização, você começará a ver mudanças.

Além das dicas que demos aqui, é preciso analisar outros fatores, como o ambiente em que você trabalha, as interrupções que sofre, os medos que tem e tentar eliminá-los.

Converse com as pessoas ao seu redor e explique que você está em um processo de mudança de hábitos.

Agora que você aprendeu como não procrastinar, não deixe esta oportunidade para depois: assine já a nossa newsletter e fique sempre por dentro das novidades para quem quer empreender na internet!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.