Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar Minicurso Hotmart

Você é professor?

Já tem conteúdo para ensinar?

Comece 2019 com o pé direito e sendo dono de seu próprio negócio.

Aprenda a criar seu curso online de forma gratuita.

QUERO ACESSAR O MINICURSO
Fechar Hotmart Start

¡Hotmart ha llegado a México y queremos encontrarnos contigo en un momento increíble!

México ¡Me interesa!

Como se tornar um nômade digital?

Como se tornar um nômade digital?

12 dicas para ajudar quem quer trabalhar viajando.

Viajar está entre as coisas mais desejadas pelas pessoas. Algumas levam a questão tão a sério que acabam fazendo disso uma profissão e, assim, levam seus escritórios na mala pelo mundo afora.

Cada vez mais comum, o nomadismo digital consiste em um trabalho em que profissionais utilizam a tecnologia para trabalhar de forma remota. Eles não dependem de uma base fixa e liberdade e flexibilidade são palavras de ordem em suas rotinas.

São pessoas que se cansaram da rotina do escritório tradicional e optaram por um estilo de vida em que definem suas próprias tarefas e prioridades. Ou seja, tornaram-se mais protagonistas das próprias vidas e carreiras.

Nomadismo digital, portanto, não é simplesmente fazer as malas e sair pelo mundo refletindo sobre a vida, ou seja, não tem nada a ver com um período sabático.

Assim como qualquer profissional, o nômade digital tem inúmeras responsabilidades e, às vezes, se esforça até mais do que os trabalhadores que estão em um emprego convencional.

Obviamente, o nômade tem de cumprir metas e prazos e sua renda é totalmente de acordo com aquilo que ele produz. Por isso, seu nível de disciplina e de organização tem de ser muito bem planejado e executado.

Nem todas as pessoas estão preparadas para encarar esse estilo de trabalho. Afinal, muita responsabilidade pode assustar e até paralisar.

No entanto, se você acha que a profissão é para você, escrevemos este artigo com 12 passos para se tornar um nômade digital. Em seguida, mostramos algumas profissões que mais se adaptam a esse estilo de trabalho e vida.

Se você realmente tem interesse nesse universo, não deixe de conferir este texto. Vamos lá?

1. Reduza ou elimine suas dívidas

É muito provável que você não queira começar a viajar pelo mundo com algumas dívidas. Isso pode se tornar algo nocivo, uma vez que sua mente estará voltada para essas pendências.

Se você realmente quer se tornar um nômade digital, reduza ou elimine todas suas dívidas. Assim, você evita qualquer peso em seus ombros, ok?

2. Torne-se um freelancer nas horas vagas

Se você ainda não consegue trabalhar remotamente, é interessante começar a prestar serviços freelancers em seu tempo livre. Afinal, não é necessário muito dinheiro para começar. Escolha uma habilidade em que possa se aprimorar e gerar renda.

Esse ponto de partida será essencial para quando você estiver totalmente inserido no mundo do nomadismo digital.

3. Faça cursos online

Para você ter uma vida de nômade digital plena, saiba que é muito importante se especializar continuamente. Portanto, você pode se inscrever em cursos online enquanto viaja o mundo.

Com certeza , além de aprender e se aprimorar, você gastará muito menos do que estudar presencialmente em Nova York, em Barcelona ou em Vancouver.

4. Decida um destino

É muito interessante que você escolha um destino ideal para trabalhar como nômade digital.

Portanto, tenha respostas para perguntas como: qual o custo de vida desse destino? É uma região segura? Quanto custa alugar um apartamento ou comer fora?

É essencial não apenas decidir o local, mas também preparar um orçamento com base nesse destino. E existem diversas formas para você decidir tudo isso, ok?

Sites como o Nomad List podem te ajudar. Aliás, é vital que você avalie itens como segurança e qualidade de vida em cada um desses destinos. As normas dos países podem influenciar diretamente nas escolhas.

Há lugares, por exemplo, pouco amigáveis a mulheres, gays e negros. Óbvio que não toleramos e não concordamos com preconceitos como esses, mas infelizmente é uma realidade em algumas partes do mundo.

Tudo dependerá do tipo de experiência que você quer viver. Diversos destinos na Europa, na Ásia ou até mesmo na América Central e do Sul podem ser perfeitos.

Portanto, faça uma extensa pesquisa antes de tomar uma decisão.

5. Defina metas e crie um plano

Estabelecer metas é um aspecto essencial na vida e sua importância é ainda maior se você quer se tornar um nômade digital. É primordial esclarecer o que você deseja de fato.

Exemplo: onde você irá, quanto tempo ficará e o que fará quando estiver lá.

Também é preciso ter em mente como você se sustentará. Vai que as coisas dão errado? É preciso ter o plano B ou C na manga.

Lembre-se de que nem tudo funciona como queremos e, por isso, é importante implementar um plano adequado para alcançar aquilo que está em seu foco.

Além disso, há muitas outras preocupações, como saúde e seguro. Por isso, é preciso pensar em planos de precaução.

Exemplo: como e com quem você irá se comunicar se tiver que ir a um hospital em outro país?

6. Desbloqueie o telefone

Você precisará de um telefone que possa ser utilizado em vários países.

Se você é um viajante iniciante, é provável que seu telefone esteja bloqueado para ser utilizado em outra nação.

Por isso, se você tentar colocar um cartão de uma operadora internacional, isso não funcionará. Verifique isso o quanto antes e evite a dor de cabeça de estar sem acesso a um smartphone.

7. Obtenha um bom seguro de viagem

Você nunca sabe quando um problema pode surgir durante sua expedição.

Por isso, você deve contratar um bom seguro de viagem. Ele deve ser válido durante todo tempo que você estiver ausente e deve ajudar a cobrir quaisquer emergências ou incidentes relacionados à sua saúde.

Tenha em mente que os cuidados com a saúde são uma preocupação indispensável e nem todos países contam com um sistema adequado para uma emergência.

Dessa forma, não hesite em contar com um bom seguro que funcione nos locais onde vocÊ pretende ir.

8. Venda ou alugue sua casa

Se seu objetivo de se tornar um nômade digital é algo realmente sério, então você deve vender ou alugar sua casa.

Caso você receba inquilinos, contrate alguém para cuidar de alguns problemas que possam surgir e dos pagamentos de aluguel.

Lembre-se de que, como você não terá uma salário fixo como nômade digital, será importante e providencial contar com rendas passivas.

9. Faça contato com outros nômades digitais

Antes de você se aventurar no universo do nomadismo digital, é importante fazer contatos com pessoas que já atuam nessa área. Se possível, contacte profissionais que estão no lugar em que você pretende trabalhar.

Essas pessoas podem fornecer dicas privilegiadas que talvez você não consiga encontrar em uma pesquisa no Google.

A comunidade de nômades em todo o mundo é grande e próspera. Por isso, existem diversos grupos espalhados em cidades como Chiang Mai, Buenos Aires ou Budapeste.

Faça parte dessas comunidades e obtenha as respostas às perguntas mais essenciais para viver e trabalhar como nômade digital.

10. Encontre moradia antes de você chegar

Faça seu melhor para obter alguma moradia antes de chegar ao destino. Hoje em dia, são várias opções como albergues, Airbnb ou mesmo o aluguel de um espaço a longo prazo.

Se você é um viajante iniciante, talvez o melhor seja encontrar algo temporário. Dessa forma, você experimenta se gosta daquele lugar e depois pode fechar algo mais a longo prazo.

11. Comece trabalhando em outro país enquanto estiver a passeio

Para os mais conservadores, uma ótima opção é mudar para o exterior e encontrar algum trabalho que permita a experiência de atividades online.

É possível, por exemplo, pedir férias não remuneradas do atual emprego e viver experiências de marketing online enquanto você vive em Bali, em Roma ou em Bangkok.

12. Crie seu próprio curso online

Uma das melhores formas de ser nômade digital é tornando-se um empreendedor digital.

Claro que esse é um caminho que pode parecer difícil para quem está começando, mas pode ser uma ótima ideia criar um curso ou ter alguma loja virtual.

São excelentes formas de gerar rendas passivas.

banner

Profissões mais amigáveis para se tornar nômade digital

Nunca houve tantas oportunidades para ganhar dinheiro na internet. E, agora que você sabe alguns passos para pôr em prática o plano de se tornar um nômade digital, destacamos algumas das profissões mais amigáveis para entrar nesse universo.

Produção de conteúdo

A produção de conteúdo pode ser desenvolvida de diversas formas. Escrever textos, gerenciar mídias sociais ou vender fotos, por exemplo, são ótimas ideias para ingressar nesse mundo digital.

Se você é jornalista, tem experiência na área ou simplesmente escreve bem, o próximo passo é buscar empresas que estão dispostos a pagar por um serviço de freelancer.

Faça uma lista com as empresas que possam te contratar e entre em contato com elas.

Desenvolvimento de sites e blogs

Se produzir conteúdo não é muito seu forte, talvez você possa desenvolver plataformas em que o conteúdo precisa ficar disponível.

Portanto, web designers, programadores, analistas e pessoas em geral que dominam a área de tecnologia podem facilmente se tornar nômades.

Mesmo que ainda você não seja tão hábil nessa área, você pode fazer cursos e se desenvolver para oferecer esses tipos de serviços.

Criação de um negócio online

As lojas virtuais movimentam infinitas negociações e bilhões na internet. Ter uma loja virtual, portanto, é algo que faz parte da vida de diversos nômades digitais.

Se você não quer ter tanto trabalho para cuidar de todo processo, hoje em dia existem marketplaces que oferecem toda a estrutura para colocar um e-commerce em prática.

Venda de conhecimento

Mais uma forma de garantir renda passiva é vendendo seu conhecimento. Isso vale para profissionais das mais diversas áreas. Você pode dar aulas de inglês e português ou pode ensinar pequenos empreendedores a gerir suas mídias sociais.

Para isso, você precisa de poucos recursos, como o acesso ao Skype ou ao Google Hangouts. A grande pergunta que você precisa se fazer é: o que eu faço bem e os outros me pagariam para eu ensinar?

E então, se inspirou para colocar o notebook na mala e sair viajando a trabalho pelo mundo? Cada vez mais, o nomadismo digital oferece oportunidades concretas para diversos profissionais e bolsos.

Basta estar disposto a encarar o novo e, assim, se planejar e colocar em prática. Seguindo nossas dicas, as chances de você dar certo como um nômade digital aumentam significativamente.

Você já atua como nômade ou tem esse sonho? Conte para a gente nos comentários.

Guest post produzido pela equipe da Rock Content.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.