Sparkle app icon

Sparkle App
Participe da comunidade exclusiva do nosso blog!
Grátis -

VER

Diário de Uma Creator #2: Como criar uma estratégia?

Diário de Uma Creator #2: Como criar uma estratégia?

Você sabe como criar uma estratégia de conteúdo? No segundo episódio do Diário de Uma Creator, confira o segredos de uma estratégia de sucesso.

Você já sabe o que é necessário para planejar um conteúdo, seja ele um blog post, um vídeo ou um ebook. A grande questão agora é: como criar uma estratégia de conteúdo?

Não basta sentar na mesa e começar a escrever um texto ou gravar um vídeo. É preciso pensar em em vários aspectos, como o canal onde o conteúdo vai ser publicado, a frequência etc.

Foi pensando em ajudar você nisso que Ana Clara Gregory, copywriter do time de Comunidade e Educação da Hotmart, separou algumas dicas para você começar agora mesmo a criar uma estratégia de conteúdo.

Esse post é parte da série de podcasts Diário de Uma Creator, que são postados semanalmente na Comunidade Sparkle. E você confere o primeiro episódio, sobre como planejar um conteúdo, clicando aqui.

Se você ficou interessado e quer escutar o episódio, é só clicar aqui. Agora, se preferir ler, continue rolando a tela para conferir a transcrição do podcast.

 

O que significa ter engajamento?

Antes de começar a criar a nossa estratégia, precisamos ter em mente o que significa ter engajamento?

Quando criamos um conteúdo, queremos que as pessoas reajam a ele de alguma forma. Elas podem curtir, comentar, compartilhar e até salvar a postagem. Um conjunto contínuo dessas ações cria um relacionamento e, com isso, uma audiência fiel e atenta ao conteúdo que você disponibiliza.

Para encontrar essa audiência, precisamos entender com quem estamos conversando, quais são os sonhos dessas pessoas e, principalmente, quais são as dores e os problemas que você é capaz de solucionar.

No marketing digital, temos até um nome para esse perfil que será o nosso motivador diário durante a criação dos conteúdos, chamamos de persona

Quando conseguimos direcionar a nossa mensagem e nos colocamos no contexto correto, conseguimos nos conectar de verdade com as pessoas que nos acompanham.

Para começar, me conte aqui nos comentários:

Onde você planeja o conteúdo que vai publicar? Faz tudo à mão mesmo, espera a inspiração chegar ou tem uma ferramenta para facilitar tudo isso?

Como a nossa rotina do dia a dia é muito corrida, o ideal é não esperar a tal da inspiração chegar.

Vai por mim, precisamos tirar logo esse mito das nossas vidas. 

O que fazer para se inspirar?

Diferente do que se imagina, a inspiração acontece quando você, mesmo sem querer e sem vontade alguma, simplesmente começa.

O simples ato de FAZER é capaz de te inspirar e motivar, mas, claro, se você nunca coloca a mão na massa, a inspiração não vai cair do céu.

Para você ter uma ideia, depois que eu publiquei meu primeiro livro de crônicas, comecei a buscar por entrevistas de grandes escritores que contavam sobre sua rotina de criação, até que encontrei a resposta sobre onde eles tiravam tanta inspiração.

E você vai se surpreender, porque não é de música, de filme, do dia a dia, na verdade, pode até ser. Mas o ponto aqui é que eles não esperam essa inspiração chegar, eles fazem com que ela aconteça.

Os grandes escritores, simplesmente, começam a escrever. Escolhem uma hora do dia e criam o hábito de estar ali, sentados, com o caderninho na mesa, a caneta e, mesmo que as primeiras dez páginas nem sejam usadas, eles, simplesmente, escrevem.

E é isso que precisamos fazer. Sentar numa cadeira confortável e começar.

Hora de criar uma estratégia de conteúdo!

Com isso, chegamos ao primeiro ponto para ter em mente: quando será o seu momento de sentar e planejar? E o quanto de tempo essa rede social demanda de você?

Leve o canal em consideração

Por exemplo, no Instagram, precisamos ter uma frequência de conteúdo tanto no feed quanto nos stories. Já no YouTube, é necessário ter uma frequência de publicações de vídeo e de conteúdo publicado na comunidade.

Comece a anotar aí: coloque o nome da rede social e o quanto de tempo você quer dedicar por dia a cada uma delas.

Por exemplo, eu tenho um canal no YouTube, eu sei que eu demoro cerca de:

  • 30 minutos para criar o roteiro,
  • 20 minutos para gravar um vídeo
  • depois, uma hora e meia para editar, 
  • 30 minutos para criar uma thumb, que é a capa do vídeo, 
  • e mais 30 minutos para fazer uma boa descrição e pesquisa de palavra-chave.
  • Depois disso, fico uns 20 minutinhos compartilhando o vídeo do YouTube nas minhas outras redes sociais e enviando email.

Totalizando, preciso me dedicar apenas ao YouTube, por vídeo publicado, uma média de 4 horas.

Isso é interessante para você entender até quais são os seus gargalos. Eu percebi, por exemplo, que a edição do vídeo é algo que me toma muito tempo e que poderia ter ajuda nessa parte.

Algo que facilita, neste sentido, é ter alguns roteiros prontos para gravar vários vídeos no mesmo dia. Assim já aproveito o mesmo cenário, troco apenas a blusa e pronto.

Já coloco os roteiros ali no meu celular, leio parágrafo por parágrafo e vou interpretando aquilo para a câmera, isso porque eu não uso teleprompter. Funciona muito bem pra mim, tanto que consegui otimizar bem meu período de gravação com roteiro.

Antes ficava ali mais de meia hora gravando um vídeo, corria perigo de ser muito prolixa e isso consumia ainda mais meu tempo de edição. Então, pra mim, parou de fazer sentido gravar sem roteiro.

Já no Instagram, confesso que gostava da ideia de esperar a inspiração chegar. De entrar no meu Google Fotos e entender sobre o que eu gostaria de falar naquele dia. E funciona? 

Sim, por muito tempo deu muito certo, só que, assim como o escritor que precisa separar um momento do dia, todo dia, para sentar e escrever, você vai precisar ter a mesma disciplina e, muitas vezes, com a correria do dia a dia, você vai perder a melhor hora para postar, vai perder o timing para algumas comemorações no seu nicho e isso vai te desmotivando, sabe?

Sem contar que isso acaba se transformando em um postar por postar. Sem ter uma estratégia por trás.

Tá bem, concordo que a familiaridade é um gatilho muito importante para que as pessoas gostem mais de você, já que vão se acostumar a ter um conteúdo novo seu todos os dias. Mas não é o suficiente.

Planeje seus conteúdos com antecedência

Por isso, vamos lá! Durante essa semana você vai separar um dia e vai planejar as suas próximas duas semanas de conteúdo. Parece sonho, não é? Mas vai dar certo!

Vamos supor que você esteja produzindo para o Instagram.

A ideia é que você poste, pelo menos, uma vez ao dia no feed e uma vez nos stories com algum conteúdo relevante para o seu nicho.

Se são duas semanas, temos que pensar em 14 stories, 14 postagens no feed e, pelo menos, uma live, vamos combinar assim? Aceita o desafio?

Vale lembrar que a mesma temática abordada no feed pode ser inserida nos seus stories. Não precisa, necessariamente, ser um conteúdo diferente.

Organização é fundamental

Você prefere escrever as suas ideias em alguma ferramenta para facilitar? Eu, por exemplo, uso muito o Trello para os meus projetos pessoais e o Asana no dia a dia da Hotmart.

Para começar, podemos usar o Trello mesmo. A ideia é criar 6 colunas com os nomes: Banco de ideias, Produção pendente, Em produção, Feito e Publicado. Eu já criei o modelo e deixei o link para você baixar aqui na descrição do podcast.

Antes de começar a pensar nos 14 conteúdos, será preciso encher a coluna de banco de ideias. Assim, sempre que começarmos a produção, vamos sair de um local de fartura, vamos dizer assim, e não de falta do que postar.

  • Coloque ali primeiro as dúvidas que você recebeu essa semana pelo direct ou nos comentários.
  • Depois analise as temáticas de conteúdo que mais deram certo para você nas semanas anteriores.
  • Veja sobre o que os criadores de conteúdo no seu nicho estão falando ou fazendo.
  • Depois, olhe para você, pense na sua persona, no seu nicho e no que eles precisam saber para resolver alguma dor.

Crie editorias

O que facilita muito a criação de conteúdo é estabelecer editorias. 

Vamos supor que você crie conteúdo para jovens que morem sozinhos e que estão começando a gostar de cozinhar.

Algo interessante seria dividir os seus dias em editorias. Por exemplo:

  • Na segunda-feira, você fala sobre receitas para café da manhã, 
  • na terça, dicas práticas para melhorar as habilidades na cozinha, 
  • quarta, dica de almoço saudável e prático,
  • quinta é o dia dos doces, hmmm deu até água na boca
  • na sexta-feira você traz  dicas de receitas para inovar no jantar,
  • sábado é o dia da pipoca, sempre com uma dica de receita doce ou salgada para curtir as séries no final de semana,
  • e domingo você compartilha  ideias de receitas inspiradas em outras culturas pelo mundo e a sua meta nessa editoria seria dar a volta ao mundo sem sair da sua cozinha. Legal, né?

Já fiquei animada com a criação de conteúdo neste perfil e olha que nem é meu nicho.

Ao estabelecer essas editorias, você já consegue pensar em vários conteúdos para várias semanas, não é mesmo?

E você pode até incluir um certo número de episódios para cada editoria, e, assim, ela se transforma em uma série de conteúdos.

Por exemplo, a editoria de domingo poderia ter apenas 6 episódios, e depois voltar com uma segunda temporada, cada temporada em um país, sabe? Dá para ensinar os pratos típicos do país ao longo dos episódios.

Vale lembrar que essa programação de conteúdo não é importante só para você, que vai criar, mas é importante para quem te acompanha também.

As pessoas vão começar a esperar ansiosamente pelo conteúdo de sexta-feira para surpreender o namorado ou pelo conteúdo de segunda para fazer o café da manhã, sabe?

O legal aqui seria criar hashtags para cada uma dessas editorias, assim, a sua audiência sabe onde encontrar todos os conteúdos daquele tema em um só lugar.

Sem contar que até o horário em que a publicação será feita no Instagram pode gerar uma expectativa pelo conteúdo novo, sabe? Então, vale pensar em horários estratégicos para postar cada um deles também.

E a sua live poderia ser a partir de várias dúvidas que você receber ao abrir uma caixa de perguntas nos stories ou cozinhando ao vivo uma das receitas da semana. Pode virar até enquete: qual receita você quer cozinhar comigo ao vivo?

Vale lembrar aqui que, ao criar cada editoria e ideia de postagem, é preciso sempre se voltar para a sua persona, para as dores dela, suas dificuldades e, claro, da forma com que você quer que as pessoas te enxerguem.

As redes sociais mostram apenas um fragmento da nossa realidade. Apenas o que queremos mostrar de melhor. Mas vale lembrar que as nossas fragilidades, aprendizados, evoluções e erros do dia a dia nos conectam ainda mais com as pessoas.

Por isso, lembre-se de incluir neste planejamento algumas histórias do que está fazendo no dia a dia, de expor sua vulnerabilidade e, claro, ser quem você é de verdade.

A criação de um personagem pode parecer interessante no começo, mas ser você e as pessoas gostarem de quem você é de verdade, aí dentro, vai te fazer muito mais feliz todos os dias. Vai sem medo!

Nós nunca vamos agradar todo mundo e que bom que não. Então, se livre deste pensamento desde já.

No próximo episódio, vamos colocar a mão na massa para essa produção. Chegue segunda-feira com as ideias de conteúdo preparadas no seu trello, hein? Quero só ver!

Mande aqui nos comentários a sua opinião sobre tudo o que conversamos no Diário de uma Creator de hoje, vou amar conhecer o seu nicho e as editorias que está imaginando.

Até segunda com mais um diário de uma creator.

Tchau!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.