Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar Minicurso Hotmart

Você é professor?

Já tem conteúdo para ensinar?

Comece 2019 com o pé direito e sendo dono de seu próprio negócio.

Aprenda a criar seu curso online de forma gratuita.

QUERO ACESSAR O MINICURSO
Fechar ¿Cómo crear un curso online con videoclases?

¿Cómo crear un curso
online con videoclases?

Aprende a transformar tu conocimiento en un curso online con nuestra guía gratis.

¡DESCARGA EL MATERIAL!

Dados e tendências da educação a distância no Brasil

Dados e tendências da educação a distância no Brasil

Entenda os motivos que fazem essa modalidade de ensino ser cada vez mais procurada.

A educação a distância no Brasil tem sido muito procurada, principalmente por pessoas que não têm tempo para estudar nos horários convencionais oferecidos por escolas e universidades, mas que, mesmo assim, gostariam de se especializar em alguma área.

Os horários flexíveis e a possibilidade de estudar em qualquer lugar, desde que você tenha acesso à internet, faz com que essa modalidade de ensino dê oportunidade para as pessoas transformarem suas carreiras e até mesmo aspectos pessoais de suas vida.

Isso porque é possível encontrar desde cursos online profissionalizantes e universitários, até aulas de meditação e coaching de desenvolvimento pessoal, por exemplo.

Quer conhecer um pouco mais sobre o ensino EAD?

Veja os principais dados e tendências da educação a distância no Brasil.

Aumento do interesse pelo ensino a distância

De acordo com um estudo realizado pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) e divulgado em maio de 2018, o ritmo de crescimento da educação a distância no Brasil é maior do que o do ensino presencial.

Nessa pesquisa, 44% dos entrevistados disseram que fariam um curso superior EAD, enquanto 56% preferiram o ensino presencial.

Apesar do número de pessoas que optaram por aulas presenciais ainda ser maior, o número de optantes por um curso online cresceu em comparação com os outros anos.

Segundo a ABMES, se continuar assim, o ensino a distância terá mais alunos que a modalidade presencial em 2023 (o que já está bem próximo, não é mesmo?).

Crescimento do número de matrículas

O Censo da Educação Superior realizado pelo Ministério da Educação em 2016 revelou que o número de matrículas em graduações a distância foi aproximadamente 1,5 milhão no Brasil.

Isso significa que, dos 8,04 milhões de estudante universitários do país, 18,6% deles se matriculou em um curso a distância.

Dentre as preferências desses alunos, as licenciaturas encontram-se em primeiro lugar, sendo a pedagogia a principal delas.

Se comparado aos dados coletados no censo de 2015, o aumento das matrículas foi de 7,2%.

Assim como o estudo da ABMES, o Ministério da Educação prevê que, em cinco anos, é possível que a educação a distância no Brasil corresponda à metade das matrículas de ensino superior no país.

Maior oferta de cursos EAD

A Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed) divulgou em seu último censo que o número de instituições que ofertam cursos online aumentou em 22%.

Das instituições educacionais que atuam nesse setor, 68% são privadas.

Tal aumento pode ser justificado pelas mudanças na legislação realizadas pelo MEC, que mudou as regras para credenciamento de novas instituições na modalidade online.

Com isso, os diplomas oferecidos por cursos EAD credenciados pelo Ministério da Educação passaram a ter o mesmo peso e valor daqueles obtidos em cursos presenciais, o que despertou o interesse de mais instituições de ensino ofertar essa modalidade.

Motivos do crescimento do ensino a distância

Depois de ler todos esses números, você deve estar se perguntando:

Por que houve tanto aumento na procura pelo ensino a distância no Brasil?   

Separamos os 5 principais motivos do ponto de vista do aluno. Confira:

1. Flexibilidade

Poder estudar a hora que quiser faz com que a modalidade EAD seja escolhida por vários alunos, principalmente aqueles com uma rotina muito corrida.

Se a pessoa trabalha, é provável que não tenha tempo suficiente para se deslocar até uma instituição de ensino. E mesmo que tenha, as horas gastas no trânsito tanto para ir quanto para voltar acabam desanimando alguns alunos.

Com a educação a distância, é possível assistir as aulas online sempre que o aluno tiver um tempo de sobra.

Pode ser na hora do almoço, no trajeto entre casa e trabalho, à noite ou até mesmo nos finais de semana. Tudo depende da disponibilidade de tempo do aluno e do acesso à internet.

2. Comodidade

Os cursos online podem ser assistidos em qualquer lugar, o que traz muita comodidade.

O fato de não ter que sair de casa ou poder ver as aulas mesmo quando o aluno está viajando foi um dos motivos que fez aumentar a procura pela educação a distância no Brasil.

3. Economia

Por não precisar de um espaço físico, gastos como aluguel de salas de aula, deslocamento de professores e tudo que se refere a uma instituição de ensino são inexistentes na hora de criar um curso online.

Por esse motivo, a EAD tem um valor muito mais acessível, o que possibilita que mais pessoas estudem a distância.

4. Atualização

Quem está no mercado de trabalho tradicional, possivelmente, tem uma rotina longa e, por isso, o tempo é escasso. Porém, isso não é motivo para não aprender algo novo.

O mercado tem exigido cada vez mais das pessoas. Quem não se mantém atualizado acaba perdendo oportunidades de negócio.

Para não ficar para trás, é necessário procurar maneiras de se manter atualizado, e as aulas virtuais são excelentes soluções para isso.

5. Recolocação profissional

Depois de um tempo trabalhando em uma área, pode ser que as pessoas acabem descobrindo que aquilo não é o que elas queriam fazer.

A educação a distância é uma forma de se recolocar profissionalmente porque o aluno tem acesso a nichos de mercado diferentes por um preço acessível, como já falamos anteriormente.

Com isso, a pessoa consegue conhecer vários segmentos e decidir por qual ela mais se interessa.

9 tendências para os próximos anos

A rapidez com que a tecnologia avança faz com que o ensino online fique em constante aperfeiçoamento.

O que esperar do futuro da educação?

1. Gamificação na educação

O uso de jogos no ensino é uma metodologia não apenas da educação online, mas também muito encontrado em salas de aula presenciais.

A dinâmica dos games atrai a atenção de públicos diversos, o que colabora para um aprendizado dinâmico, divertido e eficiente.

A gamificação na educação já está sendo explorada em vários cursos online e a tendência é que esse número aumente. Os jogos estão cada vez mais aperfeiçoados, possibilitando uma interação melhor.

2. Esino híbrido (blended learning)

O ensino tradicional assume o papel de se atualizar para que o conhecimento seja facilmente transmitido e adquirido.

Com isso, surge o conceito de educação híbrida, ou seja, o uso constante de tecnologias na sala de aula tradicional.

A figura do professor está passando por uma mudança. Hoje, ele não é visto mais como o único detentor do conhecimento.

Surge nesse contexto a figura do tutor, que é um mediador dos saberes, que instiga os alunos a pesquisarem mais e que usa a tecnologia a favor da aquisição de informações.

3. Machine learning

O machine learning parte da ideia de que os computadores podem aprender e realizar tarefas específicas sem intervenção humana, a partir de análise de dados.

Essa é uma tendência da educação importante porque, a partir do machine learning, é possível aplicar cálculos matemáticos complexos, analisar dados cada vez mais rápido e entregar resultados mais precisos.

4. Inteligência artificial (AI)

O uso de tablets, computadores e celulares em salas de aula é muito comum e vai desde crianças no jardim de infância até centros universitários.

Você já conhece o impacto positivo da tecnologia no processo de ensino e aprendizagem, e a inteligência artificial é vista como uma tendência que poderá transformar ainda mais a experiência dos alunos.

Há estudos, como o relatório do grupo britânico Pearson, que afirmam que a AI poderá ser usada por alunos como um apoio durante seus períodos de estudos individuais.

5. Realidade virtual aumentada

Imagine estudar sobre a era Mesozóica (período marcado pela presença de dinossauros na terra) experienciando este momento como se ele fosse real?

A realidade virtual aumentada tem o objetivo de trazer para a educação experiências do mundo real durante as aulas.

6. Mobile learning (m-learning)

O aprendizado móvel, ou seja, a partir da utilização de smartphones e tablets, já é realidade para muitas pessoas.

Usar dispositivos móveis para assistir aulas online ajuda na rapidez da atualização, já que as pessoas passam o dia inteiro com seus celulares, o que possibilita que elas estudem a qualquer hora do dia.

Além dos vídeos, é possível aprender também ouvindo podcasts, por exemplo, uma tendência que está ganhando força no Brasil.

7. Sala de aula invertida

Essa é uma tendência da educação que não exclui o ensino tradicional.

A lógica da sala de aula invertida é utilizar as ferramentas da educação a distância para que os alunos conheçam a matéria que vão estudar em sala de aula antes mesmo de chegar na instituição de ensino.

A ideia é ter primeiro um contato com todo o conteúdo por meio de ebooks, vídeos e games, por exemplo, para que, quando chegarem na aula presencial, o tema seja desenvolvido de maneira mais rápida e com a colaboração dos alunos.

8. Big data

O big data ou data science é a área de estudos que utiliza métodos científicos para obter conhecimentos a partir de dados e, assim, conseguir apoiar tomadas de decisões certas.

Na educação a distância, o big data vem para ajudar a encontrar soluções eficientes para o processo de ensino e aprendizagem.

9. Adaptive learning

A aprendizagem adaptativa ou orientada tem como foco o aluno e os conhecimentos adquiridos por cada um ao longo dos anos.

Essa metodologia de ensino usa programas para identificar as dificuldades dos alunos. Assim, o professor consegue pensar em maneiras de diminuir essas dúvidas, o que leva ao aperfeiçoamento da aprendizagem.

Participe do futuro da educação

A educação a distância no Brasil é uma realidade que está ganhando força e muitos adeptos e a tendência é que esses números só aumentem.

Se você tem interesse nesse assunto, saiba que é possível fazer parte da evolução de ensino mesmo não sendo professor.

A diversidade de temas abordados nos cursos online permite que qualquer pessoa crie suas próprias aulas online e disponibilize-as para venda na internet, desde que conheça bem um assunto e saiba ensiná-lo.

Quer saber mais sobre isso?

Leia nosso guia completo que ensina como atuar no mercado de educação a distância.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.