Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Por que montar uma escola de cursos profissionalizantes?

Por que montar uma escola de cursos profissionalizantes?

Se você sabe muito sobre algo e quer empreender, saiba por que os cursos online são uma ótima oportunidade!

Ei, você aí que tem grandes conhecimentos na sua área e vontade de empreender, já pensou em montar uma escola de cursos profissionalizantes?

Com a configuração de mercado que temos hoje, cada vez mais as empresas buscam perfis que ofereçam algo além de uma formação tradicional. Nesse sentido, cursos especializados — livres ou técnicos — são uma boa pedida.

Fale a verdade: quem nunca quis fazer aulas de educação financeira, inteligência emocional, gestão de tempo ou outros conteúdos ricos para o desenvolvimento profissional e pessoal?

Continue a leitura e tire suas dúvidas: criar um curso é um risco ou uma oportunidade?

Vale a pena trabalhar com educação?

A educação é uma das áreas mais nobres de atuação profissional: quem tem conhecimentos para transmitir é capaz de modificar vidas — seja por uma recolocação profissional, seja pela evolução pessoal.

Além da parte poética da profissão, lecionar também tem vantagens mais… práticas, digamos assim. Por exemplo:

  • a reciclagem contínua de conhecimentos;
  • o desenvolvimento de habilidades comunicativas e de planejamento;
  • a possibilidade de uma renda extra.

Sem contar que as chances de uma escola de cursos profissionalizantes de qualidade dar certo são grandes.

De acordo com uma notícia publicada na revista Exame, com dados do Ministério da Educação, a procura da população brasileira por formações complementares vem crescendo significativamente.

Os motivos são:

  • a curta duração dos cursos;
  • o baixo investimento;
  • a tentativa de driblar o desemprego com conhecimentos alternativos;
  • a busca por aperfeiçoamento pessoal.

O que considerar ao criar um curso?

Parece mesmo ser uma boa investir em uma escola de cursos profissionalizantes, né? Mas por onde começar?

Bem, três aspectos são essenciais no planejamento: definição do produto e de público, conhecimento de mercado e estratégias de divulgação.

Para que esses três pontos permaneçam alinhados e resultem em um curso bem-sucedido, é interessante montar um plano de negócios. Nele, você colocará todas as informações que te orientarão nessa etapa de planejamento.

Basicamente, ele deve conter as respostas para algumas perguntas-chave, como as que colocamos abaixo.

1. Definição de produto: o que você quer vender e para quem?

Você já sabe qual será o conteúdo do seu curso? Definir com clareza os temas que serão abordados é o primeiro passo para começar a pensar em público, em orçamento e em mercado.

Nesse ponto, a dica é óbvia: dê prioridade para as áreas em que você tem um conhecimento aprofundado.

Afinal, para produzir um conteúdo realmente rico sobre determinado tema, você precisa saber do que está falando, concorda?

Com esse ponto de partida, é hora de conhecer e segmentar seu público: quem se interessa por esse assunto?

A definição de persona — um perfil mais detalhado de público-alvo — é essencial para entender exatamente quais são os problemas para os quais o seu curso será uma solução.

Com base nas necessidades do seu cliente ideal, dá para pensar nos pontos fortes da sua ideia, que servirão como um diferencial competitivo.

2. Análise de setor: como sua ideia se insere no mercado?

Em seguida, uma boa análise de mercado — ou pesquisa mercadológica — ajuda a situar a sua ideia no setor:

  • Qual é a procura pelo produto que você tem em mente?
  • Quais são as tendências desse nicho?
  • Quem são os líderes desse segmento?
  • De que forma a concorrência atua?
  • Quais são os pontos fracos da concorrência?

Essas perguntas são muito importantes para guiar sua iniciativa como empreendedor. Até porque escola de cursos profissionalizantes é o que a gente mais vê por aí.

Então, conhecer o seu nicho de atuação e as características da concorrência é excelente para que suas decisões no planejamento garantam o diferencial competitivo do seu negócio.

3. Ações de divulgação: qual a estratégia para alcançar o público?

Agora, uma etapa muito importante que nem sempre fica entre as prioridades: estruturar um plano de mídia para a divulgação do seu negócio.

O planejamento de ações de marketing desde antes do lançamento do produto pode ser decisivo. Assim, você consegue atrair a atenção do público e começar com o pé direito. Algumas etapas desse plano são:

  • escolher os canais que serão utilizados;
  • estruturar campanhas de marketing digital;
  • investir em publicidade paga;
  • definir métricas e indicadores de acompanhamento;
  • pensar em meios de nutrir o público.

E os produtos digitais, como entram na história?

Já sabe quais são os segmentos de cursos que você quer trabalhar? Ótimo! Agora temos uma pergunta: já pensou em abrir uma escola de cursos profissionalizantes na internet?

É isso mesmo! Os produtos digitais estão com força total. E nós temos um exemplo de sucesso para te contar:

O Anderson Rey possuía uma empresa de assistência técnica e refrigeração. Porém, apesar de amar fazer esse trabalho, ele também tinha uma outra paixão: a internet.

Com o tempo, Anderson começou a ter cada vez menos tempo. Então, pensou: como manter o seu negócio e ainda trabalhar com a internet?

Ele criou um canal e fez o seu primeiro vídeo, dando uma dica sobre ar condicionado. Um comentário em suas primeiras publicações no YouTube lhe chamou a atenção: era alguém pedindo para que ele gravasse um curso sobre instalação de ar condicionado.

Foi então que ele teve a ideia de criar o curso “O segredo das lavadoras”. Os resultados foram tão além do que ele esperava que, depois desse, Anderson lançou mais três cursos.

Os produtos digitais na área de educação não perdem em nada para os cursos presenciais, mas têm amplas vantagens, como:

  • flexibilidade: os alunos podem estudar a qualquer hora e lugar, inclusive utilizando os dispositivos móveis;
  • autonomia: há um protagonismo estudantil, já que os alunos podem adaptar a metodologia de aprendizagem da forma que entenderem melhor;
  • economia: normalmente, os cursos online saem mais em conta do que os presenciais.

Essas três características positivas — que não são as únicas — atraem muito o público. Afinal, há pessoas que querem continuar estudando e aprimorando a carreira, mas acabam desistindo por:

  • falta de tempo;
  • pouca identificação com as metodologias tradicionais de ensino;
  • perfil incompatível com currículos engessados;
  • dificuldade de arcar com custos do curso, do transporte e da alimentação na rotina de estudos.

Por essas e outras, os cursos profissionalizantes oferecidos em plataformas digitais são uma grande tendência.

Enfim, cursos são oportunidades ou um risco de negócio?

O mercado educacional é, sim, uma oportunidade de negócios — cada vez mais, as pessoas buscam por complementos à formação e especializações de conhecimento.

Então, vale a pena montar uma escola de cursos profissionalizantes, ainda mais se for no ambiente digital. Como vimos, atuar na EAD é uma tendência com excelente aceitação. Por isso, que tal começar já? Veja nosso guia com um passo a passo bem detalhado sobre como criar e vender cursos online. Até lá!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.