Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar A Hotmart está concorrendo ao <b>Prêmio Época ReclameAQUI</b> na categoria Serviços Online!

A Hotmart está concorrendo ao Prêmio Época ReclameAQUI na categoria Serviços Online!

Clique aqui e vote na gente!

Descubra por que você precisa melhorar a experiência do usuário

Descubra por que você precisa melhorar a experiência do usuário

Se você ainda não está pensando em experiência do usuário, passou da hora de priorizá-la! Saiba mais sobre o conceito e veja como aplicá-lo ao seu negócio!

Já faz algum tempo que o termo “experiência do usuário” (também apelidado de UX, user experience) deixou de causar estranheza. Hoje, empreendedores e gestores estão habituados não só a ouvi-lo, mas também a considerá-lo com seriedade no momento de elaborar suas estratégias de marketing digital.

Neste post, você vai entender de uma vez por todas do que trata a experiência do usuário — e saberá os motivos que tornam essa preocupação tão importante para os negócios. Além disso, você vai receber dicas importantes para implementar táticas eficientes de UX e, claro, para continuar aprimorando suas abordagens.

Ainda não parou para refletir sobre o assunto? Pode ser que esteja deixando ótimas oportunidades de engajamento passarem… É hora de corrigir esse problema: boa leitura e bons insights!

O que é experiência do usuário?

Antes de qualquer coisa, é importante ressaltar que a experiência do usuário está intimamente ligada às ferramentas digitais. A expressão descreve os sentimentos despertados no usuário enquanto ele navega por plataformas online, como sites, blogs ou aplicativos.

Se, ao tentar encontrar o formulário de contato no site, o indivíduo tem dificuldades para entender e/ou para acessar o menu de páginas, com certeza há um problema de usabilidade. E mais: é provável que esse apuro provoque impaciência ou raiva, prejudicando a experiência de contato com a marca.

É claro que você não quer que isso aconteça com o seu negócio, né? O melhor dos cenários inclui um cliente totalmente encantado, além de satisfeito com o acesso às plataformas!

Construir um ambiente amigável, no qual as informações estejam organizadas de modo a facilitar os objetivos dos usuários — seja comprar um produto ou conferir uma novidade —, faz toda a diferença no desempenho da sua marca.

Como implementar as melhores práticas de UX?

Experiência do usuário exige dedicação constante. O consumidor é volátil e bastante influenciado por tendências de mercado. Você precisa entender, endereçar e entregar o que ele quer no momento certo!

O grau de exigência do cliente não é nenhuma novidade para você, né? O fato é que, agora, com o crescimento exponencial da internet e o acirramento da concorrência online, nunca foi tão importante priorizar o usuário em todos os pontos de contato.

A UX, portanto, é a ciência que empodera os consumidores enquanto alavanca os resultados das empresas. Ao priorizar as necessidades do usuário e se dedicar para satisfazer os anseios do público, você entrega uma experiência única que, além de solucionar o impasse do cliente, também deixa uma ótima impressão nele. Nada melhor do que entregar e encantar, né?

Para implementar uma sistemática baseada em UX, algumas práticas já são reconhecidas pelo mercado como excelentes alternativas. Se seu próximo passo é aprimorar a experiência do usuário no contato online com a sua marca, não deixe de investir em aspectos-chave dessa guinada. Veja alguns dos principais!

1. Visual

No UX, a primeira impressão é a que fica. Ainda que beleza não coloque mesa, a estética visual tem seu valor em uma estratégia que busca a excelência na navegação.

Quando o usuário acessa uma plataforma que ainda não conhece, é natural que teça impressões imediatas a partir do que vê. Por isso, é a sua chance de aproveitar a apresentação para surpreender desde o princípio, entregando um layout amigável e atrativo.

2. Usabilidade

Não dá para falar de UX sem recorrer à usabilidade. Os dois conceitos estão intimamente ligados e não há nenhum exagero em dizer que, no mundo digital, um não existe sem o outro.

Um site (ou app) bem organizado, no qual é fácil navegar entre as informações disponíveis e onde o cliente consegue atingir seu objetivo com rapidez e eficiência, faz toda a diferença na qualidade da experiência do usuário.

3. Interação

Para entender quais são os propósitos do usuário a cada visita à plataforma, é preciso recorrer a análises e pesquisas constantes.

A partir dos dados coletados — de acesso, interação, páginas visitadas etc. —, é possível estabelecer fluxos de interação e assegurar uma experiência mais orgânica, ajudando o indivíduo a encontrar o que está buscando (ou a descobrir novas possibilidades com a sua marca) sem qualquer transtorno.

4. Dispositivos

O usuário domina uma série de dispositivos interconectados. No mercado moderno, não dá para pensar em apenas um formato, assumindo que a maior parte do público tem preferência por determinado aparelho.

Na hora de potencializar a experiência do usuário com a sua marca, não negligencie o poder dos dispositivos! Pense, inclusive, nas adequações necessárias ao acesso em smartphones e tablets, por exemplo.

Na prática, a experiência que o usuário tem ao acessar as plataformas digitais diz muito sobre a sua preocupação com o encantamento e a fidelização do público.

Afinal, apenas ao despertar os melhores sentimentos durante a navegação, entregando tudo o que o indivíduo deseja ver, é possível deixar uma marca positiva. E isso, é claro, faz toda a diferença no crescimento (e na lucratividade) da sua marca.

Como melhorar a experiência do usuário?

A essa altura, você provavelmente está convencido de que precisa apostar em experiência do usuário para já, né?

Para fazer frente a uma concorrência acirrada, cada vez mais ávida pela atenção das pessoas, é necessário colocar a mão na massa — e nas plataformas online!

Se você deseja aprimorar seus ambientes digitais e quer entrar de cabeça na experiência do usuário, o próximo passo é estruturar táticas eficientes para garantir uma excelente navegação. A gente te diz como!

1. Fique de olho no carregamento

Não adianta focar todas as suas energias no conteúdo do site e esquecer a preocupação com a velocidade de carregamento.

O motivo é simples: se o acesso for lento demais, é provável que o indivíduo nem espere o suficiente para ler o que você preparou.

Para o Google, um dos maiores nomes da internet, o carregamento lento é o maior problema da web atualmente. Corrigir esse desvio, portanto, pode ser um grande salto na performance digital da sua marca!

2. Analise a hierarquia visual

A hierarquia visual é uma paixão de quem se interessa por UX. Principalmente entre os designers, há bastante esforço para entender (e aplicar) as melhores formas de apresentar os conteúdos.

O visual em F — que tem o maior volume de informações alinhado à esquerda — e o em Z — que, por sua vez, intercala sequencialmente o alinhamento entre esquerda e direita — são alguns formatos que têm mais relevância na experiência do usuário.

É importante que você analise suas aplicações e verifique se a disposição está funcional e agradável, garantindo o acesso às informações e a autonomia do usuário para encontrá-las. E mais: abuse dos testes para validar o que é mais eficaz.

3. Use bem os espaços

Não há mal algum em oferecer um conteúdo robusto aos usuários. Pelo contrário: muitos especialistas em marketing digital defendem que o conteúdo é, justamente, o diferencial de uma estratégia lucrativa.

O que você não pode fazer, entretanto, é saturar suas páginas com dados demais. O usuário geralmente se sente incomodado e fica perdido diante de tantos estímulos. Selecione com cuidado o que deseja comunicar e use espaços para dar destaque ao que realmente interessa.

4. Faça chamadas atraentes

Falando em chamar atenção ao que importa, chegamos a um assunto essencial na experiência do usuário: chamadas atraentes!

A arte de envolver o usuário por meio das palavras pode angariar resultados ainda mais produtivos, rendendo ótimos saltos à marca.

Para assegurar intertítulos sedutores, conheça bem o seu público e valorize seus diferenciais. Além disso, uma boa dose de pesquisa — para saber o que funciona e o que não dá certo — é indispensável.

5. Facilite o contato

Quando o usuário tem uma boa de experiência com suas plataformas, é provável que ele queira voltar sempre. E, em um desses retornos, talvez ele queria entrar em contato com você para tirar alguma dúvida, propor uma parceria ou mesmo te contratar.

É claro que você vai facilitar o processo, né? Trate de evidenciar o formulário e de deixar o usuário bem à vontade para encontrá-lo. Afinal, a interação é um ótimo sinal, né? :)

A experiência começa agora!

Se a experiência do usuário é sua prioridade, você já pode usar tudo o que acabou de aprender para alavancar sua marca. Se ainda não é, melhor rever sua estratégia. Para competir, suas plataformas precisam entregar ao público exatamente o que eles esperam e desejam. Vale a pena!

Terminou a leitura e sentiu que sua mente empreendedora fervilhou de novas ideias? Ótimo!

Agora é só colocar a mão na massa para maximizar a interação (e a fidelização) do público com a sua marca e seus produtos. Mas, antes, uma última dica: aproveite para entender qual é a relação entre um site responsivo e a boa experiência do usuário.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.