Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Como ganhar dinheiro online: é possível fazer R$48.000 em 6 meses?

Como ganhar dinheiro online: é possível fazer R$48.000 em 6 meses?

É possível mesmo ganhar essa quantia na internet? É o que vamos descobrir agora!

Se você entrou neste post, provavelmente já se perguntou se é realmente possível ganhar dinheiro online.

A resposta para essa pergunta é sim. Mas não pense que vamos te dar uma fórmula mágica para você faturar de maneira rápida e fácil.

Afinal, para toda recompensa é necessário um esforço, e para faturar uma quantia considerável como essa, não seria diferente.

Pense com a gente:

Para ganhar R$48.000 em 6 meses você precisaria faturar, em média, R$8.000 por mês. Em números menores, isso significa R$266 por dia. Se pensarmos em horas ou dias trabalhados por mês, esse valor parece absurdo e até mesmo impossível, você não acha?

É para responder essa e outras perguntas que fizemos este post. Vamos te mostrar que ganhar dinheiro online é algo que você pode fazer até mesmo trabalhando de casa, e usaremos aqui algumas ideias que vieram das respostas no site Quora.com do empreendedor digital Rizwan Aseem.

Então vamos lá?

É possível ganhar dinheiro online?

Na internet, vemos um número crescente de pessoas que saem dos seus empregos convencionais para apostar no seu negócio próprio.

Por causa dessas histórias inspiradoras, percebemos que está aumentando também a quantidade de pessoas que querem ter esse tipo de vida, mas que ainda não sabem como começar.

Sem dúvidas, são inúmeras as possibilidades de trabalhar na internet. Algumas formas de ganhar dinheiro online são:

  1. Ser um influenciador digital e ganhar dinheiro criando conteúdos em suas redes sociais ou divulgando produtos de outras marcas;
  2. Oferecer serviços de criação de textos, revisão, edição de vídeos. Ou seja, trabalhar como freelancer em diversas áreas;
  3. Criar um canal no YouTube e virar youtuber;
  4. Ser coach e dar treinamentos online sobre diversas áreas de desenvolvimento profissional e pessoal;
  5. Ser instagrammer e divulgar conteúdos e produtos em seu perfil;
  6. Da aulas online por Skype ou em outra plataforma digital;
  7. Compartilhar seus conhecimentos sobre um determinado assunto criando um curso online ou escrevendo um e-book;
  8. Ter uma loja virtual para vender produtos diversos;
  9. Participar de um programa de Afiliados para divulgar produtos de outras pessoas.

E talvez seja essa gama de opções que acabam fazendo muitas pessoas desistirem do tão sonhado emprego online, por não saberem qual é a melhor opção para elas ou por acharem que não se encaixam em nenhuma dessas áreas.

Porém, se você realmente deseja ter mais qualidade de vida, tempo para passar com a família e viajar, saiba que a internet é um mercado grande e aberto para todos que têm vontade de aprender e estão dispostos a tentar.

Histórias como as da Marcia Tozo, por exemplo, nos fazem perceber que é possível sim ganhar dinheiro online.

Mas se há essa possibilidade, por que você ainda não começou?

E como você pode ganhar tanto dinheiro como as pessoas que você acompanha na internet?

A partir de agora, vamos te mostrar um dos caminhos que você pode seguir para alcançar esse objetivo e que pode ser feito por qualquer pessoa que tenha um conhecimento que possa ser transmitido para outros.

Vantagens de criar seu próprio curso digital

Tornar-se produtor digital é uma das melhores formas de empreender no mercado digital. Afinal, nada melhor do que aproveitar o seu conhecimento e experiências para ganhar dinheiro e ainda conquistar maior qualidade de vida trabalhando por conta própria.

Os cursos digitais podem ser produzidos em diversos formatos, como e-books em PDF ou vídeo aulas, que oferecem horas de conteúdos informativos e educativos.

Por exemplo: uma pessoa que trabalha fazendo doces, bolos e tortas para vender pode desenvolver um e-book mostrando como produzir esses produtos. Ou uma maquiadora profissional pode lançar um curso em vídeo com dicas e técnicas de maquiagem para iniciantes.

Mas quais são as vantagens de fazer seu próprio curso online? Confira as principais:

Mercado de cursos EAD está cada vez mais forte

Os cursos digitais é uma modalidade do ensino à distância, que ao contrário de diversos setores no país, cresceu bastante nos últimos anos. Ou seja, apostar em cursos online é uma aposta certeira para ganhar dinheiro!

Todo esse crescimento vêm graças a facilidade de acesso à internet, tornando cursos mais inclusivos e acessíveis. Muitos apostam nesse formato para aprender uma nova profissão ou começar a empreender em casa.

Além disso, produtores de cursos conseguem atingir uma grande quantidade de usuários com pouco esforço. 

Se no modelo tradicional de ensino é preciso estar presente em uma instituição com horário fixo, no online o tutor grava o curso e disponibiliza em uma página, para que o aluno assista quando e onde quiser.

Baixo investimento inicial

Muitas pessoas desistem de empreender por conta dos custos elevados que se tem no início. Quando escolhemos um negócio físico, é preciso investir em materiais de trabalho, aluguel de uma loja ou escritório e até contratar pessoas.

Mas, investir no mercado digital, como produção de cursos online, tudo o que precisamos é internet, um computador e uma câmera, que pode ser do nosso próprio celular. Além de claro, dedicação e esforço para criar um produto de qualidade.

E quanto menor for o investimento, maior será a margem de lucro. 

Trabalhe em casa e fique mais próximo da família

Imagine tocar um negócio no conforto de casa ou onde quiser? Isso significa mais tempo para cuidar da família e de si mesmo. Também significa que você pode trabalhar de qualquer lugar do mundo, desde que tenha conexão à internet.

Além disso, você poderá definir sua própria carga de trabalho, trabalhando de acordo com o horário em que se sente mais produtivo. Também poderá personalizar o espaço de trabalho de acordo com suas necessidades. 

O maior benefício: liberdade financeira

Imagine ter todas as vantagens acima e ainda conseguir uma boa renda?

A não ser que você tenha um emprego convencional com um cargo de chefia ou trabalhe com algo que pague muito bem, sabe que R$8.000 por mês não é um valor normalmente pago pelas empresas para seus funcionários.

Mas para alcançar os R$48.000 que falamos no início deste post, essa é a quantia que você precisa mensalmente.

Lembra que dividimos os R$8.000 mensais por dia e chegamos ao valor de R$266?

Se você pensar em uma loja de roupas no período do Natal, por exemplo, com certeza perceberá que é possível conseguir essa quantia em um dia.

Mas como isso funcionaria online?

Você precisaria vender algo que seja útil para seus possíveis compradores, e nada melhor do que um curso online que possa ajudá-los a resolver algum problema diário. (Se você ainda não sabe o que são cursos online, leia nosso post que explica tudo sobre este assunto clicando aqui).

Suponha agora que você tem um curso online e seu objetivo seja vender uma unidade desse curso por dia. Então, você precisa estipular um preço para seu curso que te possibilite lucrar pelo menos R$266 diariamente.

Para isso, você precisa fazer o seguinte cálculo:

  • Somar o lucro que você precisa ter, que é R$266, com os gastos de produção e divulgação de seu curso, mais a tarifa que a plataforma digital que você escolher para vender seu material cobrar.

Por exemplo:

Vamos estipular o preço de seu curso em R$369, que é um valor muito praticado no mercado online. Se você escolher a Hotmart como sua plataforma digital, o valor da tarifa será cerca de R$37.

Assim, seu cálculo final seria:

ganhar dinheiro online - imagem do cálculo

O valor que sobrar será o que você gastará com a produção e a divulgação de seu curso.

Então, se você vender um produto de R$369 por dia, durante 6 meses terá, no final deste período, 180 unidades vendidas. Isso resulta em quase R$12.000 para pagar seus gastos com divulgação e produção (já que você terá de sobra R$66 todas as vezes que vender uma unidade de seu produto).

Agora, você deve estar pensando:

Então eu preciso ter R$12.000 iniciais para investir na criação de um curso online?

Calma, você não precisa de todo esse valor logo no início. A não ser que você tenha se preparado financeiramente antes de começar a empreender online, sabemos que a maioria das pessoas não tem um valor tão alto para investir.

Tudo dependerá do tipo de material que você quer produzir e de suas habilidades, assim como vontade para aprender. Isso porque, a partir do momento que você aprende a diagramar um e-book, gravar e editar um vídeo, criar seu próprio site, etc., seus custos de produção começam a diminuir.

Então, fica a seu critério assumir todas essas funções ou contratar alguém que possa te ajudar nessas tarefas.

Além disso, os gastos com divulgação também podem ser medidos. Você pode começar criando anúncios online com um valor mais baixo e, aos poucos, aumentar a quantidade de dinheiro no caixa de seus anúncios (aproveite para aprender como anunciar no Google Adwords).

O importante é não deixar que o dinheiro seja um fator que vai te impedir de empreender.

Botão para clicar e baixar o ebook com o case da Paula Abreu

Quais são seus objetivos?

Agora que você já sabe o que precisa fazer para ganhar R$8.000 por mês, está na hora de entender melhor quais são seus objetivos para atingir esse valor.

Basicamente, você terá 3 objetivos:

  1. Você precisa criar um curso que entregue uma transformação pela qual seus possíveis compradores acreditem que valha a pena pagar R$369.
  2. Você deve produzir e divulgar seu curso para que as pessoas vejam que você tem um produto para vender.
  3. Você tem que vender pelo menos 180 unidades desse produto em 6 meses, ou seja, no mínimo, 1 produto por dia.

Sabemos que esses objetivos não são fáceis, mas com esses números, você consegue enxergar de modo concreto tudo o que você precisa fazer, ou seja, essa é uma meta SMART (específica, mensurável, alcançável, relevante e temporal).

Então, o próximo passo é criar seu curso, e é isso que vamos te mostrar a partir de agora.

Como ganhar dinheiro online com cursos digitais?

Você já sabe quanto precisa ganhar e o que precisa fazer para atingir seu objetivo de faturar R$48.000 em 6 meses. Agora, vamos te ajudar a entender como você pode criar seu curso digital.

1. Encontre algo que você faça muito bem

O primeiro passo que você precisa para criar um curso digital é encontrar algo no qual você seja especialista.

O ideal é que você encontre um conhecimento que possa ser repassado para outras pessoas, por exemplo, algo relacionado à saúde, culinária, esporte, finanças, relacionamento e por aí vai.

Por exemplo:

Vamos supor que você é uma psicóloga especializada em atender casais com problemas no relacionamento. Ou, você é um gamer e acredita que pode ensinar vários macetes de como jogar determinado jogo.

Ou, ainda, que você é um grande cozinheiro que sempre é recrutado pelos amigos para cozinhar, e acredita que tem vários segredos de cozinha para compartilhar.

Ou as pessoas sempre elogiam o modo como você se veste e você tem muitas dicas de como escolher e combinar roupas.

Não importa qual é sua habilidade. O importante aqui é definir um nicho para criar um produto com o qual você consiga ensinar essa habilidade para alguém.

2. Pense para quem você quer vender seu produto

Pense em um grupo de pessoas que tem um problema que pode ser resolvido com suas habilidades.

Ainda usando os exemplos de habilidades do tópico anterior, você pode pensar em:

  • Os casais em crise no relacionamento;
  • Seus amigos que jogam o mesmo game que você, mas que ainda não têm tanta habilidade;
  • Seus amigos que moram sozinhos e que ficam adiando a hora de aprender a cozinhar;
  • As pessoas que adoram comprar um monte de roupas, mas que acabam não usando por não saber criar looks interessantes.

Depois disso, faça duas perguntas para pelo menos 3 pessoas desses grupos:

  • Você compraria meu curso para resolver seu problema?
  • Quanto você pagaria por ele?

Essa é uma maneira de validar a sua ideia. Se você conseguir pelo menos 3 pessoas que aceitem comprar o curso, comece a produzir.

3. Crie um produto mínimo viável

Você já sabe o que pode ensinar para outras pessoas, validou sua ideia e começou a produzir. Mas antes de divulgar a forma final de seu curso, faça um produto teste primeiro.

Nós chamamos esse teste de MVP (minimum viable product), ou produto mínimo viável. Ele é uma versão mais simples de um produto, usado para validar uma ideia antes de lançar um grande esforço.

Faça, por exemplo, uma vídeoaula ou um e-book que aborde o que você tem a ensinar de forma mais resumida, sem entregar todo o conteúdo que você tem, e venda-o por um valor bem abaixo do preço de seu produto final.

Para conseguir vender seu MVP, você precisará apresentá-lo para seus clientes em potencial. Para isso, escreva uma carta de vendas. Nela, você vai contar sua história, como você resolveu o problema que tinha e como você descobriu a solução que seu curso oferece.

Para sua carta ficar o mais convincente possível, você precisa responder essas 13 perguntas abaixo:

O que seu MPV precisa ter

  1. Quem é você e o que você vai compartilhar?
  2. Como você tentou tudo e falhou?
  3. Quais foram os métodos que você tentou, mas não funcionaram para você?
  4. Como você finalmente conseguiu descobrir o que estava fazendo de errado e corrigiu esse erro?
  5. Como você transformou isso em um método?
  6. Por que você está compartilhando esse método com as pessoas?
  7. O que é esse método e quais são os benefícios que ele proporciona e os problemas que ele vai resolver?
  8. No que consiste seu curso?
  9. Qual é a garantia de compra que você oferece? (Ofereça uma garantia de devolução do valor integral em 7, 15 ou 30 dias.)
  10. Quanto dinheiro custaria para o cliente se ele gastasse o próprio tempo de vida para descobrir o método que você encontrou?
  11. Quanto tempo ele pode economizar investindo na solução que você oferece?
  12. Qual é o investimento para obter essa solução? (Experimente oferecer um pagamento à vista e opções de parcelamento com juros pequenos.)
  13. Por que ele deveria comprar o curso imediatamente?

Por último, reforce os resultados que seus clientes vão ter com o curso, quanto custa pra quem comprar hoje e a garantia que você está oferecendo.

Depois de escrever essa carta, grave um vídeo de vendas usando essa carta como o roteiro do vídeo.

Você precisa também criar uma página de vendas e de checkout, que é a página na qual seu cliente realizará o pagamento pra comprar seu curso.

Uma vez que você fez as páginas e configurou a venda, chegou a hora de fazer seu lançamento teste, para sentir a performance de seu MVP no mercado.

Invista em anúncios online no Facebook ou no Google, sempre segmentando para o público-alvo de seu curso. Esses anúncios vão levar para a página de vendas, na qual as pessoas vão poder ler sua carta ou assistir ao vídeo de vendas, e também poderão comprar o curso.

E aí? Conseguiu vender o suficiente pra recuperar o investimento que você fez? Você conseguiu lucrar? Sentiu que sua ideia de curso pode funcionar no mercado?

Se sim, agora parta para a produção do formato completo de seu curso, com todo o conteúdo que você tem pra repassar.

4. Crie a sua Persona

Voltando na questão de pensar em quem você irá vender seu produto, é essencial criar a persona, que guiará toda sua estratégia para divulgar o produto final. Conhecer a fundo quem irá ser seu comprador é fundamental para otimizar resultados e criar um plano de negócio assertivo.

A persona ou buyer persona é o nome dado para o personagem que representa o cliente ideal. Com isso, você terá uma visão real de quem são seus clientes em potencial, sobre o que eles procuram e seus interesses.

Diferente do público-alvo, a Persona possui características sociodemográficas, como:

  • Nome;
  • Sexo;
  • Idade.
  • Classe social;
  • Localização;
  • Profissão;
  • Escolaridade;
  • Gostos pessoais e hobbies;
  • Estilo de vida;
  • Informações sobre sua personalidade
  • Principais desafios;
  • O que ela procura em um produto ou serviço.

Mas como fazer uma persona para cursos digitais? Confira nosso exemplo:

“Fabiano, de 33 anos, classe média, brasileiro, mora em Campinas. É formado em engenharia civil e trabalha em uma construtora. Sente que está trabalhando muito e sem tempo para cuidar da sua saúde. Gostaria de aprender a cozinhar para cuidar da alimentação, e procura um curso que explique de forma objetiva como aprender a cozinhar em pouco tempo.”

Viu como a persona possui riqueza de detalhes? E quanto mais informações você obter, melhor serão os resultados. Construa sua persona e atraia o público certo, na hora certa.

5. Crie seu curso online

Agora é o momento de criar seu produto final!

Pelo preço que estipulamos lá no início do post para seu produto, R$369, sugerimos que você faça seu curso no formato videoaula, porque os e-books normalmente custam menos do que isso.

Grave as aulas, edite os vídeos e coloque tudo o que você sabe de forma que seu produto fique o mais completo possível.

Com o curso completo pronto, você vai fazer outra carta de vendas, outra página de vendas e uma campanha de anúncios maior, para alcançar mais pessoas e aumentar suas chances de venda.

Repita as estratégias que deram certo e corrija tudo aquilo que não funcionou bem no lançamento teste.

Pra ter uma noção de tempo, nossas dicas são:

  • Use de 7 a 30 dias pra fazer seu curso;
  • Depois, mais 7 dias pra fazer a carta, o vídeo e a página de vendas;
  • Por fim, mais 7 dias para criar os anúncios. Dê muita atenção aos títulos dos anúncios e teste títulos diferentes pra ver qual converte mais.

Então, depois de lançar o curso, gaste os dias seguintes para aumentar a eficiência de seus anúncios e da página de vendas, fazendo testes e ajustes. Acompanhe o número de pessoas que clicaram nos anúncios, que assistiram seu vídeo de vendas e que fizeram a compra.

6. Faça um plano de divulgação

Depois de planejar todos os detalhes e criar o curso, é hora de torná-lo conhecido na internet. 

O plano de marketing é o que irá ditar tudo o que é preciso para divulgar seu curso, como quais são seus objetivos, os principais concorrentes, ações a serem feitas, a persona, ferramentas a serem utilizadas e tudo o que é preciso para o marketing funcionar.

O seu plano deve sempre levar em consideração a persona e o modelo de negócio. No caso de cursos digitais, as melhores formas de divulgação são via redes sociais e conteúdos em um blog.

Para te ajudar na construção de um plano de divulgação do seu curso online, confira as melhores estratégias de marketing digital e escolha aquelas que melhor se encaixar no seu negócio!

7. Faça melhorias sempre que necessário

Depois de ter o produto pronto e lançado, você pode revisá-lo sempre que achar necessário.

Ajustes e melhorias estarão em seu dia a dia de produtor digital. Você vai buscar sempre melhorar seu curso, sua carta e seu vídeo de vendas, suas páginas, o conteúdo que você produz paro seu blog e para suas redes sociais, seus anúncios, e tudo que esteja relacionado a seu produto.

Também vai ser parte de seu dia a dia criar novos cursos, prestar assistência a seus clientes e alunos, fazer parcerias com outros produtores e por aí vai.

Você está pronto para ganhar dinheiro online?

Se você chegou até aqui, com certeza percebeu que é possível faturar R$48.000 em 6 meses. Como nós já dissemos, essa tarefa não será fácil, mas se você persistir, verá que ela não é impossível

Tentamos mostrar aqui uma forma mais concreta para você gerar uma boa renda criando seu próprio negócio sem precisar investir rios de dinheiro pra isso.

E para te ajudar ainda mais nessa tarefa, recomendamos que você faça o Desafio 30 Dias, um curso da Hotmart totalmente gratuito que te ensina o passo a passo para criar seu curso digital em apenas 1 mês.

E aí? Você vai deixar essa chance passar?

* Este texto foi inspirado no vídeo de nossa série no YouTube Hotmart Tips e escrito em colaboração com Bárbara Santos. Revisado em agosto de 2019 para conter informações mais precisas.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.