Sparkle app icon

Sparkle App
Participe da comunidade exclusiva do nosso blog!
Grátis -

VER

Diário de Uma Creator #4: Gerando consistência na mensagem

Diário de Uma Creator #4: Gerando consistência na mensagem

Confira as dicas da redatora Ana Clara Gregory para cultivar sintonia, entrar na rotina e incentivar o engajamento do seu público gerando consistência na mensagem dos seus conteúdos!

Aposto que você, assim como eu, reparou o quanto as lives, as transmissões ao vivo, se intensificaram durante a quarentena em 2020. Lembro de entrar em horas específicas do dia no Instagram e nem encontrar os stories, mas sim muitos destaques das lives acontecendo naquele exato momento.

Algo que fiz para aproveitar o boom das lives e, confesso que foi um dos melhores projetos do ano no meu Instagram, foi criar uma semana inteira de conteúdo temático para solucionar uma dor do meu nicho. Para isso, procurei por outros criadores de conteúdo para compartilharem sua experiência em cada um desses dias ao vivo comigo.

Até criei uma landing page, uma página de captura, para conseguir conversar de forma mais próxima com todos os interessados no conteúdo e os coloquei também no “por trás das câmeras” da organização de todo o projeto nos meus Melhores Amigos do Instagram.

Lembro que meu perfil alcançou uma média de visitas que nunca tinha alcançado antes na história, mas esse não foi o ponto mais positivo. O interessante aqui foi ter me aproximado de outros criadores de conteúdo do mesmo nicho que o meu e, assim, termos criado conteúdo em conjunto.

Não tem nada melhor do que colaboração e comunidade! Reunir pessoas que têm o mesmo interesse que o seu em um só lugar. Criar uma amizade, um vínculo e, assim, atrair a audiência que tanto desejamos.

A vida de criador de conteúdo parece muitas vezes uma competição. Ficamos comparando o nosso backstage com o palco de outros e nos perguntando o porquê de não termos o sucesso que a tal outra pessoa tem. Mas a real é que os criadores grandes se ajudam.

Pode começar a reparar aí. Entre no YouTube ou Instagram de grandes criadores de conteúdo e comece a reparar nas collabs que ele fazem, que é o termo que usamos para essas co-criações.

Exatamente, esse conteúdo em conjunto está na veia deles e, você, tem tudo para conseguir co-criar também, basta ter a estratégia certa pra isso. Mas como?

No conteúdo de hoje, vamos fechar com chave de ouro a nossa jornada de aprendizado no podcast Diário de Uma Creator trazendo algo fundamental: a consistência na mensagem. E como fazemos isso? 

Se você ficou interessado e quer escutar o episódio, é só clicar aqui. Agora, se preferir ler, continue rolando a tela para conferir a transcrição do podcast.

 

Existem várias formas, claro, mas uma delas é a partir da criação de rotinas com o seu público. Isso mesmo, já falamos sobre criar editorias, mas a ideia aqui é usar essas editorias para chamar a atenção do seu público e, assim, criar uma rotina com eles. O famoso poder do hábito!

O exemplo que dei da semana de lives serve muito para isso e, se formos reparar nos perfis que seguimos, muitas pessoas já tem uma rotina de lives assim. Seja no domingo ou até todo dia em um horário específico. A questão é: como começar isso?

Muito prazer, eu sou Ana Clara, copywriter na Hotmart e apaixonada por tudo que envolve criação de conteúdo e criatividade. Nas últimas três semanas, tivemos um encontro marcado aqui na Comunidade Sparkle nas segundas-feiras.

Este é o último episódio da temporada e tenho certeza que você vai sair daqui mais que pronto para colocar pra rodar várias ideias no seu dia a dia de criação de conteúdo.

Se você ainda não assistiu aos outros três episódios, vale a pena acompanhar desde o início, tenho certeza que vamos aprender muito por aqui juntos.

>> Diário de Uma Creator #1

>> Diário de Uma Creator #2

>> Diário de Uma Creator #3

Anteriormente, em Diário de Uma Creator… conversamos sobre como queremos que a nossa audiência nos enxergue e contei alguns casos que já rolaram comigo e nos fazem refletir sobre cada uma das postagens que fazemos no dia a dia.

Agora, nós vamos descobrir como ter consistência na nossa mensagem a partir da criação de uma rotina de publicação.

Te dou as boas-vindas ao podcast Diário de uma Creator.

Para começar, precisamos entender de onde surgiu toda essa ideia de criar uma programação. E ao pensarmos nisso, é inevitável não nos lembrarmos da TV.

Tínhamos o horário do jornal, da novela, dos filmes, dos jogos, uma rotina pautada em ligar a televisão para assistir cada um desses momentos.

Até porque não seria possível ver depois, tá aí um gatilho mental importante que a tv usava, o da escassez.

Sem contar que nos intervalos entravam propagandas dos próximos programas, o que acabava ativando ali outro gatilho mental: a antecipação. Tínhamos os trechos dos programas, muitos inéditos que seriam passados apenas naquele dia da semana, em determinado horário e, claro, naquele canal. E vivíamos em um verdadeiro loop, fazendo diariamente as mesmas coisas.

Preciso confessar que minha mãe e eu éramos apaixonadas por novelas. Sério, a gente acompanhava tudo, até as reprises. E minha mãe ainda usava suas táticas ali para conseguir ver episódios que ela perdia pelo YouTube e até ler resenhas previamente nos sites e nas revistas…

E o dia que mais me chamou a atenção foi o momento em que minha mãe contou que não precisava esperar o dia seguinte para ver o novo capítulo da novela. Ela poderia ficar ali, um dia inteiro, maratonando tudo.

Sim, a forma de consumo mudou, a internet nos trouxe uma imensidão de possibilidades. Ninguém precisa esperar o dia seguinte para assistir ao novo episódio, pode assistir mais de um no mesmo dia.

Assim como ninguém precisa ver o jornal das oito e meia em ponto para saber tudo o que aconteceu no mundo. Pode tanto consumir notícias ao longo do dia, quanto entrar no aplicativo e assistir ao jornal em outro horário. Nós temos mais liberdade.

Então, Ana, por que você está nos propondo criar uma programação? Já que as pessoas não ligam mais pra isso?

Na verdade, o ponto aqui é outro. O hábito pode organizar o dia a dia e facilitar o consumo frequente do conteúdo. As pessoas gostam de rotina, gostam de saber que todo dia às 20h tem um jornal novo saindo, tem um episódio novo da novela, e o mais importante: agora são elas quem decidem se vão assistir ou não.

As pessoas podem até ver depois, mas quando, realmente, gostam do conteúdo, elas se programam para estar ali, naquele horário, naquele canal.

Quem lembra da febre dos novos episódios de Game of Thrones, A Guerra dos Tronos, que iam ao ar todo domingo à noite? Lembro de ter saído para um bar em Belo Horizonte que ia transmitir o episódio. Pois é… o conteúdo se transformou em um evento.

Você têm noção da força disso?

E, claro, queremos fazer com que a nossa audiência tenha essa necessidade e vontade de consumir o nosso conteúdo…

E como podemos fazer isso?

Uma ótima forma de ter um encontro com a nossa audiência é a partir das lives. Quem sabe faz ao vivo!

Mas de nada adianta fazer lives toda semana e no mesmo horário se você não convida a sua audiência para estar presente. Lembra das propagandas que comentei na televisão? Exatamente, o gatilho de antecipação faz toda a diferença aqui.

Se você não pensa nas possibilidades de divulgação da live, você deixa de lado dois dos  maiores potenciais existentes nela: de mostrar a sua autenticidade e interagir com a sua audiência em tempo real.

Só que não tem nada de errado nisso também, viu? Você pode usar a live como um recurso mais prático para que você grave vídeos para o IGTV sem necessitar todo o trabalho de edição posterior. Essa pode ser uma estratégia também.

Mas pensando nas lives como um momento em que você convida a sua audiência para estar ao vivo com você ou convida outros criadores, o ideal é aproveitar para interagir, trocar experiências e deixar que as pessoas conheçam quem você é de verdade. E, para que isso aconteça, é preciso pensar na divulgação prévia.

Um recurso interessante do Instagram é a contagem regressiva, ferramenta nativa dos stories. Vale a pena colocar a hora exata em que a sua live vai acontecer e, assim, quando seu público ativar as notificações, todos vão receber um lembrete no Instagram.

As contagens ficam salvas no seu perfil, então é possível usar o mesmo contador e até pedir que o criador de conteúdo, que vai fazer a live com você, use também. Assim você acaba entendendo quem são as pessoas que estão mais interessadas no assunto.

Agora, você pode usar a programação não só para lives, mas para conteúdos que serão postados no seu feed ou em outra rede social. Por exemplo, pode selecionar um dia na semana para abordar um assunto específico do seu nicho e sempre manter seus seguidores interessados a partir da antecipação do que vai acontecer.

Sigo uma criadora de conteúdo que está publicando bem menos conteúdo que o normal, o que chamamos de slow content ou criação de conteúdo mais lenta e sempre que ela coloca um conteúdo novo, faz um antecipação nos stories contando do que se trata, gerando curiosidade e coloco a contagem regressiva para que as pessoas vejam primeiro o conteúdo.

Você pode até divulgar uma prévia do assunto no Reels do Instagram e, assim, atrair mais pessoas para o seu perfil. Vá testando as funcionalidades que temos em todas as redes sociais.

Algo interessante também é criar uma rotina diária do que será postado no seus Stories. Eu sei, eles são muitas vezes pautados no seu dia a dia e tá tudo bem, mas ter um certo controle sobre o que encontrar no seu story pode ser um motivador que as pessoas queiram sempre entrar e conferir, entende?

Por exemplo, eu sigo uma criadora de conteúdo que todo dia de manhã compartilha uma frase motivadora de um livro em francês com a tradução para o português. Já sei o que vou encontrar todos os dias nos stories dela.

O mesmo para outra que eu sigo e que sempre traz uma reflexão sobre o dia a dia de empreendedora, contando a história de algo que aconteceu e uma dica para o dia a dia.

Você pode até aproveitar a temática do seu post no feed e abordar sobre ele nos stories, sabe? Só não se esqueça de fazer essa chamada de ação, o famoso CTA, na legenda do conteúdo indicando para que as pessoas entrem nos seus stories para bater um papo sobre isso.

Até porque as postagens no feed no Instagram geralmente atingem mais pessoas e ao fazer essa lógica inversa: você convida mais pessoas a consumirem seus conteúdo nos stories também.

Por fim, termino essa temporada do podcast Diário de uma Creator com uma pergunta para você: o que as pessoas podem ter certeza que sempre vão encontrar na sua programação de conteúdo? Algo que sempre terá nos seus stories e um detalhe que identifique que o conteúdo é seu.

Me despeço com deixo com esse desafio: encontrar o seu diferencial em meio a tantos criadores. Seja original, inédito e exclusivo para o mundo!

Isso tem sintonia total com o que conversamos ao longo de todos esses episódios. Confesso que vou sentir falta desse encontro semanal, toda segunda-feira por aqui no Sparkle. Já estou com saudades de vocês!

Mande nos comentários se você toparia partir rumo à uma nova temporada, mas, por enquanto, nos vemos nos webinários semanais da Hotmart.

Tchau!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.