Fechar

Gestão de conteúdo: tudo o que você precisa saber sobre esta estratégia

Preparamos 11 dicas imperdíveis para você fazer a sua gestão de conteúdo e impulsionar suas estratégias de marketing.

desenho de uma folha de calendário

Quando o assunto é Marketing de Conteúdo, sabemos que muitas estratégias são importantes para obter bons resultados e, sem dúvidas, a primeira delas é o planejamento. Você sabia que planejar e fazer uma boa gestão de conteúdo do seu negócio pode fazer toda a diferença para a sua audiência?

Você pode nunca ter ouvido falar em gestão de conteúdo, mas se trabalha com marketing digital, saiba que esta estratégia tem tudo a ver com o funil de vendas e pode melhorar, e muito, a performance da sua empresa.

Com esse tipo de gerenciamento, além de criar, armazenar e mensurar todo o conteúdo do seu negócio, você otimiza a sua produção, reduz custos e melhora a qualidade dos seus posts.

Dessa maneira, você não só vai atrair leads mais qualificados para a sua empresa, como vai fidelizá-los, pois sempre estará entregando materiais ricos e de valor para eles, de acordo com a etapa do funil onde se encontram.

Ficou interessado e quer saber como fazer a gestão de conteúdo do seu negócio? Continue a leitura do post, porque vamos te contar tudo!

Confira o que você vai aprender neste texto:

Post index MenuÍndice
O que é gestão de conteúdo? Para que serve a gestão de conteúdo? Por que é importante fazer a gestão de conteúdo do seu negócio? Como fazer a sua gestão de conteúdo?
Voltar ao Índice

O que é gestão de conteúdo?

A gestão de conteúdo é uma das estratégias de Marketing para fazer um melhor gerenciamento de todo o processo que envolve a produção de conteúdo: planejamento, criação, revisão, publicação, divulgação e mensuração de resultados.

Quando pensamos que o conteúdo é um dos pilares mais importantes para nutrir e fidelizar clientes, muitas vezes, consideramos apenas a produção do conteúdo em si, mas essa é apenas uma etapa da estratégia.  

Se você já produz ou deseja produzir conteúdos para a sua audiência, é justamente a gestão de conteúdo que vai organizar e otimizar todo o processo de produção de materiais para o seu negócio.  

Com o gerenciamento de conteúdo, você vai conseguir estruturar melhor os processos internos da sua empresa, criar consistência e observar com mais facilidade quais ações estão dando certo e quais precisam ser melhoradas.

Para fazer uma boa gestão de conteúdos é necessário se atentar a algumas etapas que são fundamentais para que tudo dê certo. Se você ainda não sabe quais seriam elas, não se preocupe, pois vamos detalhar tudo para você:

1 – Iniciação

É a primeira etapa do processo, quando surge a ideia de produzir uma campanha ou um conteúdo. É na Iniciação que você vai realizar as primeiras pesquisas de mercado, tanto para entender se a sua ideia é aplicável quanto para saber o que a sua concorrência já está fazendo.

Analise as ações dos seus concorrentes, não para copiá-los! Mas para saber como estão se posicionando neste mercado e quais são seus principais erros e acertos, para que você possa pensar em estratégias que entreguem aquilo que o público ainda não tem.

2 – Planejamento

Com a pesquisa já realizada, é o momento de planejar e detalhar todos os passos e aspectos que a sua campanha terá.

Quanto tempo durará o projeto? Qual é o objetivo geral? E os objetivos específicos? Quais serão minhas datas de publicação? Vou fazer tudo sozinho ou distribuirei as tarefas entre minha equipe? Esses são exemplos de perguntas que você deve se fazer nessa etapa!

Coloque todas as ações necessárias no radar e tome nota delas! Objetivos, duração, datas, métodos de criação, ferramentas de execução, meios de divulgação, pessoas envolvidas… todos esses aspectos são importantes para que você faça um bom planejamento estratégico.

3 – Execução

Depois do planejamento, vem a execução, ou seja, é a hora de tirar tudo do papel e colocar em prática. É nessa etapa que a produção em si acontece, mas não pense que este tópico se resume a isso apenas.

Essa é a fase ideal para testar e monitorar a produção, para identificar o que está funcionando bem e também as possíveis falhas, de modo a ajustar seu processo para que ele fique ainda melhor.

4 – Monitoramento

Se lembra das etapas 1 e 2, pesquisa e planejamento? Você vai precisar recuperá-las para fazer o monitoramento do seu projeto.

Quais foram as métricas que você planejou? Está tudo funcionando conforme sua previsão? O resultado está sendo satisfatório? Este é o momento de analisar a expectativa versus a realidade e colher os dados do retorno que a sua campanha está dando. 

5 – Encerramento

Como todo bom processo deve ser, aqui você também terá um início, um desenvolvimento e um fim. É o momento de finalizar o seu projeto e registrar tudo o que aconteceu no decorrer dele.

Tomando nota de tudo, você conseguirá fazer um balanço dos seus erros e acertos e, ainda que você identifique mais erros do que acertos, não desanime! Esses dados servirão de base para você criar novas estratégias e seguir otimizando o seu negócio.

Para que serve a gestão de conteúdo?

De maneira bem sintetizada, a gestão de conteúdo serve para organizar todo o processo que envolve um conteúdo e, com a difusão da internet e do marketing digital, as pessoas passaram a consumir conteúdos em diferentes formatos: e-books, artigos de blog, infográficos, imagens, vídeos e podcasts.

Ainda que você possa estar imaginando que a gestão de conteúdo seria apenas para formatos escritos, não se engane! O gerenciamento pode — e deve — ser aplicado a todos os formatos de conteúdo, sobretudo os digitais.

Dentre as muitas possibilidades que a gestão de conteúdo pode oferecer, vamos destacar aqui as principais:

  • Planejar conteúdos com antecedência;
  • Criar um calendário editorial e agendar postagens;
  • Manter a consistência e a frequência dos posts;
  • Produzir conteúdo em diferentes formatos;
  • Testar e corrigir os conteúdos;
  • Evitar a produção desnecessária de conteúdos que já foram abordados;
  • Divulgar em diversos canais e plataformas;
  • Mensurar os resultados.

São muitos benefícios, não é verdade? Agora, imagine que, se aplicar todas essas ações e fizer um bom gerenciamento da sua produção, você não só impulsionará o seu negócio, como poderá prospectar mais clientes e aumentar a conversão.

Por que é importante fazer a gestão de conteúdo do seu negócio?

Como você viu até aqui, se no seu negócio você aplica estratégias como o uso de blog e redes sociais, não pode deixar de fazer a gestão dos seus conteúdos.

Se você redige blog posts, faz publicações nas redes sociais, como o Instagram, e ainda mantém um canal no YouTube, deve se preocupar em manter todos os seus conteúdos alinhados. E é justamente essa a tarefa do gerenciamento de conteúdos.

Com a gestão de conteúdos, você poderá manter todos os seus conteúdos sempre coesos e coerentes com o objetivo do seu negócio. Além de poder assegurar que todo o material conversa entre si, você ainda vai ganhar mais insights para produzir outros conteúdos relacionados.

Um negócio que demonstra um bom gerenciamento de conteúdo tende a se tornar uma autoridade no mercado, porque apresenta um perfil consistente para o público, que passa a referenciá-lo quando busca por determinado assunto.

E agora? Como fazer a sua gestão de conteúdo?

Se você chegou até aqui, é sinal que percebeu a importância de aplicar a gestão de conteúdo ao seu negócio, não é mesmo?

Agora é o momento de colocar em ação tudo o que você leu até aqui e começar a fazer o gerenciamento dos seus conteúdos. 

Mas, se você ainda tem dúvidas sobre como implantar esta estratégia em seu negócio, preparamos um passo a passo com 11 ações para te ajudar. Vamos lá?

1 – Pesquise

Se lembra quando elencamos as cinco etapas fundamentais para fazer a gestão de conteúdo? Na primeira delas, a iniciação, destacamos a pesquisa como o primeiro passo a ser dado para fazer uma estratégia bem feita.

Quando tiver a ideia do conteúdo que pretende produzir, pesquise o mercado, seus concorrentes, seu público-alvo. Quanto mais informações você tiver sobre o que cerca o seu negócio e o seu projeto, melhor.

Não deixe de realizar uma pesquisa sobre a temática escolhida nos principais buscadores como, por exemplo, o Google. Com essa consulta, você poderá filtrar o que as pessoas estão oferecendo e procurando sobre o tema e, assim, poderá apresentar algo novo para o seu público.

2 – Defina a persona

262

Um passo muito importante dentro da gestão de conteúdo, e do marketing digital como um todo, é a definição da persona. Para criar um bom conteúdo é essencial saber — e conhecer o máximo possível — quem vai consumi-lo.

Muito mais específica do que o conceito de “público-alvo” e também conhecida como “avatar”, a persona é a representação do seu cliente ideal. Para criá-la, nunca se paute em achismos. 

Imagine criar um conteúdo sobre veganismo para um cliente que tem uma rede de churrascarias. Não combina, certo?

Por isso, na hora de criar a sua persona, é fundamental levantar dados como gênero, idade, profissão, localização geográfica, hábitos de consumo, estilo de vida e hobbies. Além disso, sempre é válido entender quais dores essa persona tem, quais problemas ela busca solucionar.

Você só vai conseguir produzir um conteúdo de valor para esse cliente, conhecendo-o bem! Então, faça pesquisas e comece a elaborar o perfil do seu cliente ideal. Caso você já tenha uma audiência online, pode usar dados reais sobre esse público, para isso, use ferramentas como Google Analytics, por exemplo.

3 – Planeje

Uma vez que você já fez as primeiras pesquisas e definiu a sua persona, comece a fazer o planejamento da sua gestão de conteúdo. Como dissemos antes, o planejamento é uma peça chave dentro da estratégia e servirá de parâmetro para mensurar seus resultados.

O primeiro passo é definir os seus objetivos, que devem ser claros e alcançáveis. Você pode pensar em um objetivo geral, como aumentar o número de vendas, por exemplo, e em outros objetivos específicos, que serão trabalhados em consonância com o geral como, por exemplo, ampliar a base de leads, alcançar maior engajamento do seu público e fortalecer o seu reconhecimento de marca

Faça um levantamento de quantos conteúdos você pode produzir a partir de um mesmo tema. Sua audiência consome mais conteúdo escrito ou audiovisual? O que você pode aproveitar em comum para cada formato? O que você colocaria de diferente?

Paute a duração do seu projeto, as datas de realização e as pessoas responsáveis pela entrega de cada tarefa. Lembre-se: o gerenciamento não inclui apenas o conteúdo, também é necessário fazer o planejamento daquilo que você pretende que os membros da sua equipe desenvolvam.

4 – Crie um calendário editorial

Acredite, o calendário editorial pode ser o seu maior aliado dentro da estratégia de gestão de conteúdo, porque é dentro dele que você reunirá todo o seu planejamento de publicações.

Com um calendário bem feito, você poderá ter uma visão macro das suas estratégias, controlar todas as ações necessárias e, consequentemente, também vai organizar melhor o seu tempo.

O calendário é uma ferramenta muito útil, mas você precisa colocar as informações certas dentro dele para que funcione bem, correto? Então, busque sempre destacar as informações macro mais importantes da sua estratégia como, por exemplo:

  • o objetivo geral; 
  • as principais ações que deve desenvolver para alcançar esse objetivo; 
  • o tema do seu conteúdo e o formato; 
  • a data de entrega; 
  • as melhores formas de executar a tarefa;  
  • a pessoa responsável por realizar a tarefa; e
  • a frequência de postagens.

Esse panorama geral que o calendário editorial oferece realmente é um grande apoio para que você e sua equipe sempre saibam o que será produzido, revisado e publicado, com a antecedência necessária para nunca descumprir um prazo. Isso é muito importante, não é mesmo?

E agora? Como fazer o seu calendário? Além da boa e velha planilha, você pode experimentar outros recursos que vão te ajudar (e muito) com essa organização. O Google Calendar e o Trello são ótimas ferramentas, e o melhor: gratuitas! Além dessas, você também pode testar o Asana, que é uma boa pedida para quem quer fazer uma gestão completa num único lugar.

5 – Escolha o formato do seu conteúdo

Dentro do meio digital, temos muitas possibilidades de formatos de conteúdo e podemos entender como formatos tudo aquilo que você produz para distribuir — neste caso, pela internet — pensando no seu cliente.

Você pode produzir seus conteúdos  em formatos textuais, gráficos, em áudio, em vídeo e multimídia — que te permitirá juntar dois ou mais tipos de mídia, combinando formatos estáticos e dinâmicos.

Antes de aplicar o seu conteúdo em um formato específico, estude-o bem, teste-o e pesquise os melhores canais para sua distribuição. Dentre os mais utilizados, destacamos:

Todos estes formatos têm suas vantagens, mas o melhor formato de conteúdo para a sua estratégia, como você já viu, é aquele que conversa com o seu tema, com o canal em que será divulgado e, sobretudo, com a sua persona.

Qual é o formato que sua persona mais consome? Tenha isso em mente antes de produzir o conteúdo e lembre-se de que um mesmo conteúdo pode te fornecer material e insights interessantes para aplicar em mais de um formato. Não perca essa oportunidade!

6 – Produza o conteúdo

É chegado o momento de escrever, gravar, ilustrar, fotografar… enfim, de colocar o conteúdo planejado em ação! 

O primeiro passo aqui é elaborar uma pauta para cada conteúdo que vá produzir. Para isso, considere sempre o formato do conteúdo escolhido, o objetivo, o tamanho ou a duração (no caso de vídeos), a linguagem mais adequada e o canal de distribuição.

Feito isso, escolha uma palavra-chave. Sim, esse é um ponto de extrema importância para conteúdos veiculados pela internet, principalmente se você tem um blog ou um site. Uma palavra-chave bem escolhida para a sua estratégia é uma poderosa ferramenta de otimização de conteúdo para os motores de busca, como o Google.

Essa é uma das estratégias de SEO, que ajudam o seu site ou blog a serem mais relevantes para a audiência que faz buscas na web. Mas não se engane pensando que só de texto vive essa estratégia, saber escolher a palavra-chave para o YouTube pode ser decisivo para gerar mais visualizações para o seu canal.

Pesquise bastante, faça um esquema do que pretende produzir e dedique um tempo só para a execução desta tarefa. Além disso, escolha um lugar tranquilo para trabalhar e evite distrações nesse momento.

No planejamento, certamente você estipulou um tempo para a produção, correto? Cumprir o que foi planejado é sempre bom, mas não se esqueça de que a produção de um conteúdo também é um processo criativo. Por isso, trabalhe com antecedência para não correr o risco de ter que limitar a sua criatividade, combinado?

Lembra, lá no começo do artigo, quando falamos de que é importante que os seus conteúdos estejam sempre alinhados, independente do formato escolhido? Duas ações que podem te ajudar muito nisso são: 

Definir o seu tom de voz

Definir o tom de voz da sua marca e usá-lo em todas as produções é crucial para você ter uma identidade que a sua audiência reconheça. Ele sempre deve estar relacionado ao seu mercado, à sua proposta e à sua persona.

Criar um manual de marca

Assim como o tom de voz, o manual de marca vai te ajudar a compor a identidade do seu negócio. Ter um manual significa ter um guia que vai orientar toda a sua produção, reunindo todos os aspectos visuais e comunicacionais que diferenciam a sua empresa das demais.

7 – Revise toda a produção

A revisão do conteúdo não serve apenas para filtrar e corrigir os desvios à norma gramatical da língua portuguesa — e de quaisquer línguas em que você esteja produzindo um conteúdo. Este é um ponto importante? É sim, mas não é o único.

Na revisão, você deve observar também a qualidade da linguagem usada, isto é, ela está adequada para a persona? Para o formato? Para o canal de divulgação? Confira se o seu conteúdo está entregando o que promete, o que você planejou e se é claro e objetivo.

O ideal é que o conteúdo tenha a revisão de uma pessoa que não produziu o conteúdo. Geralmente, quando produzimos um texto ou um vídeo, dedicamos muito tempo e pesquisa para o tema e o nosso processo de criar em si, o que pode “viciar” o nosso olhar para o produto final.

Já um terceiro, que ainda não teve contato com o conteúdo, vai poder revisá-lo de uma maneira neutra e descansada. Se você não tiver um revisor profissional na sua equipe, pode contar com alguém que tenha afinidade com textos ou edição de vídeos, ou contratar um profissional freelancer.

O mais importante é nunca deixar de revisar. Esse é um processo que promove uma melhoria contínua do conteúdo que você produz.

8 – Publique o conteúdo

O conteúdo está pronto e revisado? Então, é a hora de publicá-lo!

Essa etapa pode não oferecer muita dificuldade, afinal de contas, você sabe que vai publicar seus artigos em um blog, seus vídeos no YouTube ou no Vimeo… você sabe que o Reels vai diretamente para o Instagram e assim por diante, correto?

O que talvez você ainda não saiba é que pode contar com um sistema de gerenciamento de conteúdo, o CMS (Content Management System), para organizar, programar e publicar os seus conteúdos, como o WordPress, por exemplo.

O melhor dessa ferramenta é que você não precisa ser um expert em programação ou entender tudo sobre códigos. Geralmente, são plataformas intuitivas e fáceis de usar, justamente porque o intuito de usá-las é melhorar a organização e ganhar tempo. 

9 – Divulgue o material

Uma vez publicado, trabalho finalizado? A resposta para essa pergunta é, definitivamente, NÃO! Ainda temos trabalho pela frente, começando pela promoção do seu conteúdo.

Divulgar o trabalho que já foi publicado é super importante e você precisa ter atenção para realizar essa etapa. Você tem que divulgar nos canais onde está a sua persona! A sua audiência está sempre presente no seu blog, ou costumam interagir mais no LinkedIn?

Nesse momento, você pode usar muitas estratégias, mas sempre de acordo com seu objetivo, sua proposta e a expectativa do seu público. Você pode fazer uma lista de e-mails dos leads que já te forneceram o contato, pode fazer uma landing page para te ajudar a mensurar os resultados e pode, sempre, contar com as redes sociais.

Sabendo o canal em que você fará a divulgação, atente-se aos detalhes! Observe quais dias e horários você tem tido mais respostas, mais conversões, e tente manter essa frequência. Lembre-se: uma vez que seu público se acostumar a receber seus conteúdos, sempre estarão esperando por eles!

10 – Mensure os resultados

Estamos chegando ao final de todo o processo de gestão de conteúdo, que é a análise dos resultados. Depois de realizar os 9 passos anteriores, você precisa mensurar se o planejamento alcançou o êxito esperado.

A primeira coisa a se levar em consideração aqui são os KPIs que você definiu lá atrás. Esses indicadores são estipulados no momento em que você traça seus objetivos e as ações que deve fazer para alcançá-los.

Pode ser o número de acessos dentro de um período de tempo, o número de curtidas, o tempo de retenção de um usuário no seu blog, a quantidade de inscritos no YouTube. Você é quem define! Mas o mais importante é acompanhar esses dados com frequência para saber o que está dando certo e o que ainda precisa de ajustes para melhorar.

Cada canal, cada plataforma, vai te oferecer um painel de métricas para que você possa acompanhar o seu desempenho. Siga esses dados de perto e busque criar novos desafios a cada ciclo de conteúdos que vá criar, se desafiar também é importante!

11 – Interaja com a sua audiência

De nada vale produzir um conteúdo memorável e caprichar na divulgação se você não interagir com o seu público!

A interação com a audiência é essencial para manter o relacionamento quente, ou seja, para que esses clientes sempre se lembrem do seu negócio. Se aproxime do seu público, crie vínculos, mostre a ele como a percepção que ele tem sobre a sua marca é importante para você.

Quanto mais humanizada e personalizada for a sua comunicação com a sua audiência, mais o seu negócio tem a ganhar!

Conclusão

Você pôde ver que a gestão de conteúdo é fundamental para realizar uma estratégia de marketing de sucesso. É um processo composto por etapas que variam desde o gerenciamento da sua equipe à gestão de cada fase da produção de conteúdo até o resultado final.

Lembre-se sempre: para gerenciar o seu conteúdo da melhor maneira, pesquise, planeje, crie, revise, publique, divulgue, mensure e interaja com a sua audiência. Não salte nenhuma etapa e veja a mágica acontecer!

Já está preparado para aplicar todas essas dicas no seu negócio, mas ainda quer ir além? Então, confira o post que preparamos para te ensinar a gerenciar e promover sua marca no mercado com o Marketing Institucional.