Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Como fazer a gestão de indicadores para cursos online?

Como fazer a gestão de indicadores para cursos online?

Conheça 4 perspectivas de indicadores de desempenho.

Todo negócio precisa ser avaliado continuamente. Assim, caso se perceba que ele não está atingindo seus objetivos e que seus processos são pouco eficientes, é possível tomar as medidas necessárias para reverter essa situação.

Mas como avaliar um negócio?

Para isso, são usados os chamados indicadores de desempenho. E, no caso de cursos online, não é diferente, também devem ser usados indicadores de desempenho. 

Como você avalia seus cursos online?

Se você quer descobrir uma boa maneira de fazer a gestão de indicadores para cursos online, chegou ao lugar certo.

Neste post, você vai conhecer as 4 perspectivas que devem ser analisadas para fazer uma gestão de indicadores para cursos online que apresente um panorama bem completo dos seus resultados.

Assim, você poderá analisá-los e tomar as decisões necessárias com base nesses indicadores para melhorar seu produto (e seus resultados) continuamente.

Aproveite a leitura!

As 4 perspectivas da gestão de indicadores para cursos online

Avaliar o desempenho de um curso online é uma atividade complexa. Afinal, ele pode ser avaliado sob vários ângulos. 

São vários os envolvidos nesse processo: alunos, instrutores e professores, empresas que contratam os cursos para seus funcionários e, é claro, o empreendedor que desenvolve e vende os cursos.

Por isso, podemos destacar 4 perspectivas que devem ser levadas em consideração ao se fazer a gestão de indicadores para um curso online:

  • A perspectiva do aluno: o quanto ele aprendeu, se o curso foi útil para ele e seu grau de satisfação com o curso;
  • A perspectiva do aprendizado: a qualidade do curso e sua capacidade de passar conhecimento;
  • A perspectiva da usabilidade da plataforma e do curso em si: o quanto ambos são atrativos e promovem o engajamento dos alunos;
  • A perspectiva do negócio: se o curso EAD está trazendo o retorno financeiro esperado pelo empreendedor.

Em alguns casos, os indicadores de desempenho de uma perspectiva também podem ser usados em outras perspectivas.

Mas você sabe o que são indicadores de desempenho?

Sempre vale a pena rememorar essas definições:

Indicadores de desempenho (também chamados de KPIKey Performance Indicators) são métricas numéricas, normalmente acompanhadas de uma unidade (R$, toneladas etc.) ou de uma ação específica (vendas realizadas, clientes perdidos etc.) que mostram se um processo de seu negócio está atendendo às expectativas desejadas e caminhando em direção ao atingimento de suas metas.

É por isso que é fundamental que você conte com uma política consistente de gestão de indicadores para cursos online.

Só assim você poderá ter uma visão correta do que vai bem em seu negócio e do que precisa ser melhorado.

Dessa forma, você poderá manter o que funciona e tomar as medidas necessárias para corrigir o que vai mal.

Para ajudar você nessa tarefa, selecionamos alguns indicadores de desempenho para cada uma das perspectivas.

Confira, estude suas características e adote os que achar mais relevantes para sua empresa.

1. A perspectiva do aluno

Nesse contexto, o aluno pode usar para avaliar a si mesmo as notas que tirou nas avaliações ou a quantidade de atividades das quais participou.

Mas o foco deste artigo é a gestão de indicadores para cursos online que podem ser usados pelo Produtor para avaliar o desempenho de seu negócio. Por isso, nesse quesito, é fundamental usar uma pesquisa de satisfação de clientes.

Uma das mais efetivas é a chamada NPS – Net Promoter Score. Ela mede, com uma única pergunta, a fidelidade e a satisfação de clientes com uma marca.

A pergunta, no caso de cursos online, poderia ser esta:

Em uma escala de 0 a 10, qual a possibilidade de você indicar este curso para um amigo ou conhecido?

Notas 9 e 10 são consideradas de “promotores” de seu curso, alunos que estão muito satisfeitos.

Nota 7 e 8, de pessoas “indiferentes” ao curso, que não se impressionaram com ele.

Já notas iguais ou menores que 6 são os “detratores” do curso, pessoas que podem até falar mal do seu produto.

O índice NPS é calculado subtraindo a porcentagem de detratores da porcentagem de promotores. 

Um NPS maior que 74 é considerado excelente, de 50 a 74 é de boa qualidade, de 0 a 49 seu produto ou serviço precisa de aperfeiçoamento, de -100 a -1 é a zona crítica! 

2. A perspectiva do aprendizado

Um bom curso online precisa passar conhecimentos para os alunos e fazê-los se desenvolverem em suas áreas de atuação.

Nesse sentido, alguns indicadores de desempenho em EAD podem ser colhidos no próprio painel de controle da plataforma do curso:

  • Porcentagem de alunos aprovados no curso;
  • Porcentagem de alunos com notas máximas no curso;
  • Porcentagem de alunos com notas muito baixas no curso (você precisa definir o que é uma nota baixa no contexto de seu curso);
  • Média geral das notas dos alunos no curso.

Além de indicadores desse tipo, o ideal seria saber como o curso refletiu na vida profissional ou pessoal do aluno, dependendo do escopo do curso.

Nesse caso, é muito difícil colher esses dados. O que poderia ser feito é uma pesquisa digital online com perguntas como estas:

  • Você foi promovido? 
  • Sua renda aumentou? 
  • Você está usando o conhecimento que adquiriu no curso?

Mas essas respostas teriam que ser tabuladas e analisadas.

Ferramentas de pesquisa online gratuitas, como Typeforme, Google Forms ou a MindMiners podem ajudar bastante nessa hora.

3. A perspectiva da usabilidade da plataforma e do curso em si 

O conteúdo de seu curso pode ser incrível, mas se for difícil de usar a plataforma de ensino, achar as aulas, encontrar materiais, fazer provas e exercícios e outras atividades, pouco a pouco seus alunos vão deixar de se interessar pelo curso e participar cada vez menos.

Para saber se isso está acontecendo, você pode usar indicadores como:

  • Tempo médio de visualização das aulas;
  • Taxa de engajamento nos fóruns de discussão;
  • Tempo médio logado na plataforma por estudante;
  • Porcentagem de videoaulas assistidas até o fim;
  • Tempo médio para completar uma atividade.

4. A perspectiva do negócio

Para esta última perspectiva da gestão de indicadores de cursos online, você deve se atentar para dois tipos de indicadores.

Em primeiro lugar, indicadores de adesão aos cursos e de desistência, a chamada taxa de churn.

Além desses, fique de olha em indicadores financeiros, como ROI e lucratividade.

Veja mais sobre esses 4 indicadores citados:

  • A taxa de adesão é a porcentagem de alunos que se matricularam em um curso em relação ao número de vagas disponíveis;
  • A taxa de churn é a porcentagem de alunos que desistiram de seus cursos em um determinado período;
  • ROI, Return on Investiment, é calculado usando a seguinte fórmula: ROI = (Receita – Custos) / Custos;
  • A lucratividade pode ser encontrada com o seguinte cálculo: (Lucro Líquido / Receita Bruta) x 100.

Agora que você conhece quais KPIs usar na gestão de indicadores para cursos online, escolha os que acha mais relevantes para seu negócio e determine uma meta para cada um deles.

Fique de olho e sempre que as metas não forem atingidas, analise a situação com cuidado e faça os ajustes necessários em seus cursos para que eles agradem cada vez mais seus alunos. 

Este post foi escrito pela equipe da Siteware, uma empresa que une pessoas, operação e estratégia em um único software, para que as empresas melhorem seus resultados, sua comunicação e sua governança.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.