Sparkle app icon

Sparkle App
Participe da comunidade exclusiva do nosso blog!
Grátis -

VER

Google Discover: o que é e como divulgar o seu negócio nele

O Google Discover é uma ferramenta do Google voltada para dispositivos móveis que exibe conteúdos em uma espécie de feed de notícias. Conheça mais sobre ela e descubra como ela pode ajudar a sua marca a gerar mais tráfego orgânico, cliques e vendas.

Google Discover: o que é e como divulgar o seu negócio nele

Quando o assunto é produção de conteúdo e otimização de SEO, muitos profissionais e empreendedores gastam muito tempo e energia focando apenas no posicionamento de seus sites nos resultados de busca.

É claro que a SERP, como é conhecida a página de resultados do Google, é uma grande fonte de tráfego orgânico. Mas saiba que essa não é a única forma de gerar visitas que você tem à disposição.

Uma ferramenta pouco conhecida entre muitos profissionais, porém extremamente importante, é o Google Discover. E ele oferece oportunidades incríveis para quem souber aproveitar todos os seus recursos.

Acredite, o potencial dessa ferramenta é enorme. Sem grandes otimizações e esforços, nosso blog conquistou mais de 50 mil cliques e quase 1 milhão de impressões em apenas um mês.

Quer aprender o que é o Google Discover e como aproveitar ao máximo essa ferramenta para gerar ainda mais tráfego orgânico para o seu negócio? Então, continue lendo este post até o final!

Veja só o que você aprenderá:

Índice
O que é Google Discover? Como o Google Discover funciona? Quais as vantagens de usar o Google Discover? Como otimizar conteúdos para essa ferramenta? Como funcionam os anúncios no Google Discover? Como mensurar os resultados?

O que é o Google Discover?

No começo, era conhecido como Google Now. Depois, mudou de nome para Google Feed. E, agora, é conhecido como Google Discover.

Essa ferramenta, lançada em 2018, funciona como uma versão mobile da página inicial do Google. Ele oferece conteúdos aos usuários com base em seus interesses, sem que seja necessário fazer uma pesquisa.

feed do Google Discovery

Ou seja, o Google Discover realiza uma curadoria de conteúdo aproveitando todo o poder dos algoritmos e da machine learning que o Google possui. O objetivo é se antecipar à intenção de busca das pessoas e oferecer exatamente o tipo de conteúdo que elas gostam.

Dessa forma, o Google se posiciona não apenas como uma ferramenta de buscas, mas também como um espaço de descoberta de novas informações.

E parece que a iniciativa tem dado certo. Embora não forneça números exatos para essa ferramenta, o Google afirma que Gmail, YouTube e Discover apresentam um total combinado de 2,9 bilhões de usuários.

Como o Google Discover funciona?

Se você está lendo este texto em um computador e parou de ler para procurar a ferramenta em seu navegador, saiba que não vai encontrá-la. O Google Discover é um recurso exclusivo de smartphones Android e iOS.

Atualmente, existem três maneiras de acessar o Google Discover por dispositivos móveis:

  • Acessando google.com.br em um navegador mobile;
  • Pelo app do Google, disponível para Android e iOS;
  • Ao deslizar para a direita na tela inicial em alguns dispositivos com Android.

O feed do Google Discover está disponível em uma aba chamada Discover, identificada por um símbolo em forma de asterisco.

O usuário pode rolar o feed como em outras redes sociais e os conteúdos são exibidos no formato de cartão, com uma imagem, título, resumo, fonte e data de publicação. Ao tocar em uma das sugestões, o usuário é direcionado para a página do conteúdo.

Além disso, acima dos cards, é possível tocar na categoria para acessar outras sugestões de conteúdos sobre o mesmo tema.

A maioria dos conteúdos exibidos no Google Discover são mais atuais, como notícias publicadas a poucas horas ou dias. Mas também há espaço para conteúdos evergreen e vídeos do YouTube.

Além disso, outro formato adicionado recentemente à ferramenta são as Web Stories, a versão do Google para os conteúdos em tela cheia populares em redes sociais. Eles são agrupados na seção Stories.

Esses conteúdos são parecidos com os Stories do Instagram. Quando o usuário clica em um dos cards, é direcionado para um conteúdo em tela cheia composto por várias imagens ou vídeos em sequência.

Porém, ao contrário da rede social de imagens, as Web Stories não expiram após 24 horas, permitindo que mais pessoas visualizem seu conteúdo.

Colaboração do usuário

Para definir o que é ou não relevante para o feed do Discover, o Google usa uma série de dados relacionados ao comportamento de navegação do usuário. Essas informações incluem desde os sites visitados e o histórico de pesquisa, até as configurações de localização.

E como até mesmo os mais modernos algoritmos podem errar, a ferramenta também permite ao usuário sinalizar quando um conteúdo não é relevante.

Logo abaixo de um card, o app exibe uma opção em que é possível apontar se uma sugestão é útil no momento. Além disso, nas configurações do serviço, o usuário pode personalizar a experiência, apontando para o Google quais os temas que mais lhe interessam.

Quais as vantagens de usar o Google Discover?

O sonho de qualquer profissional de marketing ou empreendedor é ver seus conteúdos sendo entregues espontaneamente para os usuários, sem que eles precisem buscá-los. E, o melhor, sem precisar concorrer com outras milhares de páginas por uma boa posição na SERP.

Quando um vídeo ou blog post do seu negócio aparece nas descobertas do Google, é justamente isso que acontece.

Enquanto a busca orgânica só é usada quando o usuário tem uma dúvida ou problema, as descobertas do Google se antecipam a isso. A ferramenta entrega seus conteúdos para usuários que já demonstram interesse por esse tema e, portanto, têm mais chances de consumi-los até o final.

E quanto mais o usuário acessa os conteúdos da sua página que aparecem para ele no Discover, mais íntimo da marca ele fica e maiores são as chances de ele adquirir seus produtos ou serviços.

Uma prova disso são os resultados que esse serviço oferece. Os conteúdos do nosso blog que são exibidos no Discover apresentam uma taxa de cliques, ou CTR, duas vezes maior em relação à página de pesquisas do Google.

E falando em métricas…

Como otimizar conteúdos para o Google Discover?

Por ser uma ferramenta relativamente recente, pouco se sabe sobre os fatores que levam um conteúdo a aparecer no feed do Google Discover. Marcas, sites e empreendedores estão começando a dar a devida importância a esse canal somente agora.

Apesar disso, e com base em informações do próprio Google, é possível apontar alguns caminhos que podem ajudar a levar a sua página para a seção de descobertas do buscador:

  • Use títulos que resumem o assunto do conteúdo, mas evite clickbait;
  • Crie conteúdos mais atuais, que narram uma história ou forneçam informações exclusivas;
  • Deixe visíveis as informações sobre data, criador do conteúdo e nome da publicação;
  • Use imagens atraentes e de boa qualidade e em formatos otimizados para a navegação mobile, como WebP e JPEG XR.

Ou seja, a principal dica para otimizar conteúdos para Google Discover é: produzir conteúdos relevantes e de qualidade sempre!

Como funcionam os anúncios no Google Discover?

Além dos conteúdos orgânicos, o Google Discover também exibe anúncios direcionados aos interesses dos usuários.

Os Google Discover Ads, como são conhecidos, apresentam um visual semelhante aos outros conteúdos do feed. Ou seja, são compostos por uma imagem, um título, resumo e fonte da informação.

A diferença fica por conta do símbolo no canto inferior esquerdo do card que identifica que esse conteúdo é um anúncio pago.

Para promover os seus conteúdos no Discover, basta acessar as ferramentas de anúncios do Google Ads e selecionar a opção de campanhas Discover.

O conteúdo da sua campanha será exibido na seção Discover, além dos feeds “Página Inicial” e “Assistir a Seguir” do YouTube e das guias “Promoções” e “Social” do Gmail. 

Como mensurar os resultados dessa ferramenta?

Talvez você não saiba, mas é bastante provável que os conteúdos do seu site, blog ou canal do YouTube estejam no Google Discover.

Para saber quais páginas aparecem no feed do serviço, além do número de visitantes e taxa de cliques que elas geram, basta acessar o relatório de desempenho do Discover no Google Search Console.

relatório de Discover no Search Console

O relatório de desempenho no Discover é bastante similar ao relatório de desempenho nos resultados da Pesquisa, exibindo dados como total de cliques, impressões e CTR. Logo abaixo, há um gráfico que mostra como cada um desses indicadores variou ao longo do tempo selecionado, além de agrupar os dados por página, país, dia e tipo de aparência.

Você também pode filtrar os resultados por data, pesquisar por uma página específica e comparar o desempenho entre diferentes URLs.

Até o momento, o Google Analytics não conta com um relatório dedicado ao Google Discover, contabilizando as visitas geradas pelo Discover como tráfego orgânico.

Conclusão

Embora o Google Discover ainda seja uma ferramenta recente e pouco conhecida, seu potencial é gigantesco. Com ele, o seu negócio pode atrair visitas, ganhar mais alcance na internet e, como consequência, gerar leads e vendas.

Com uma curadoria voltada para os interesses e comportamento dos usuários, o Google ressalta, mais uma vez, que está cada vez mais preocupado em oferecer conteúdos visuais, relevantes e adaptados para dispositivos móveis.

Portanto, se você quer aparecer no Google Discover, foque na criação de conteúdos de qualidade, que respondam às dores do seu público e, de preferência, com dados atuais e informações exclusivas. Formatos adaptados para smartphones e tablets, como vídeos, saem na frente!

E se você quer manter o seu site sempre otimizado para os mecanismos de busca, não deixe de ler nosso post com 7 dicas de SEO para você gerar mais tráfego para as suas páginas.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.