Fechar

O que é HTTPS e como ele ajuda a deixar o seu site mais seguro?

HTTPS ou HTTP? Descubra neste texto por que o protocolo mais seguro pode te ajudar a melhorar o desempenho de seu conteúdo na web.

ilustração de um notebook com o símbolo do protocolo de segurança HTTPS na tela

Falar que a internet é um universo de oportunidades não é um exagero. Porém essa abrangência não significa necessariamente ter somente pontos positivos. 

Ao navegar na web, o usuário pode oferecer dados que são valiosos para todo empreendimento. E muita gente se aproveita disso maliciosamente. Uma medida para proteger esses dados é ter um domínio com protocolo HTTPS. 

Essa é uma garantia de que um site não só oferece uma boa experiência de navegação ao seu usuário, como protege os dados que ele fornece, sendo um ponto primordial para criar autoridade online

Um tema tão importante que necessita de uma boa explicação para você que quer criar site e saber como fazer isso da melhor maneira possível. É o que você terá com esse texto!

O que é HTTPS?

Para começar a descobrir mais sobre essa sigla, é preciso se falar sobre seu significado. Ela vem do inglês Hypertext Protocol Secure, que pode ser traduzido para o português como Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro.

Essa sigla garante que todo dado fornecido pelo usuário ao site em que ele está navegando será protegido. Essa segurança se deve a tecnologia da criptografia, uma das mais avançadas em termos de segurança de informações na internet. 

Se você ainda não está habituado, esses protocolos ajudam os navegadores a terem uma conexão segura com os servidores acessados. Ou seja, eles protegem os dados que o usuário fornece quando solicitado.

Ainda, protege o próprio site de invasões ou interceptação de alguém mal intencionado. O HTTPS não é o único protocolo conhecido. O HTTP certamente é o mais famoso dele e, apesar da similaridade, ambos não são iguais.

Qual a diferença entre HTTP e HTTPS?

A diferença é uma complexa relação de seguranças de dados. E “segurança” é exatamente o item que diferencia os dois protocolos. O “S” ausente em HTTP já denuncia que HTTPS possui uma camada de segurança a mais do que o seu antecessor.

Essa diferença não é só na letra ou que uma tem segurança e outra não. Essa camada de proteção a mais que o HTTPS possui é de criptografia TLS/SSL, uma das melhores da internet.

Ter proteção criptografada significa que as mensagens enviadas para um servidor são codificadas para que apenas os emissores e os receptores consigam acessá-las, ou seja, quando você fornece um dado a um site com protocolo HTTPS, somente o servidor desse endereço consegue identificar essas informações.

Por isso, caso alguém queira “pegar” essas informações, não conseguirá justamente pela tecnologia de criptografia dificultar esse acesso.

Como o HTTPS ajuda o seu site a ser mais seguro?

Esse protocolo, como você leu ainda há pouco, usa tecnologia criptografada para proteger os dados fornecidos por um usuário ao seu site. 

O processo de envio e recebimento de informações criptografadas garante que esses dados só sejam lidos por quem envia e por quem recebe, evitando que agentes mal intencionados interceptem e roubem essas informações. 

Mas, que informações são essas?

Essencialmente, são senhas, dados pessoais, número de cartão de crédito e dados bancários. Todas essas informações, em mãos erradas, farão com que o usuário esteja suscetível a golpes e roubos.

Por isso, o HTTPS é fundamental para tornar a experiência do usuário mais segura, diferente dos sites de protocolo HTTP.

Por que você precisa migrar o seu site para HTTPS?

Será que a segurança é o único benefício do protocolo HTTPS? 

Não, mas é o ponto de partida para muitos outros benefícios! Conheça a seguir algumas outras vantagens ao migrar seu site para esse protocolo.

Melhora o ranqueamento nos motores de busca

Você sabe que o Google sempre está à procura de melhorar os seus algoritmos para valorizarem conteúdos de relevância para o usuário.

E dentre esses esforços está a preocupação com a segurança, sabendo que, cada vez mais esse fator se torna uma demanda primordial. 

Por isso mesmo, o site de buscas valoriza as páginas com domínio HTTPS em suas pesquisas, colocando as páginas com esse nível de segurança melhores ranqueadas no SERP.

Ajuda na experiência do usuário

Como você leu ainda há pouco, o Google se preocupa em valorizar aqueles sites que trazem segurança ao usuário quanto aos dados que ele possa oferecer a um site.

Além de ser uma exigência do próprio Google, as pessoas estão cada vez mais preocupadas com a sua própria segurança no ambiente web.

Por isso mesmo, saber que os dados estão devidamente seguros ajuda na experiência do usuário ao navegar por um site.

Vale lembrar que uma pessoa sabe se um site tem domínio HTTPS ou não graças ao ícone de cadeado que é mostrado ao lado do endereço no navegador, por mais que ele esconda o domínio completo do site.

Diminui a taxa de rejeição

A taxa de rejeição é uma das métricas mais utilizadas na hora de fazer uma campanha de marketing digital.

Ela ajuda a ilustrar qual o comportamento do usuário com o site diante da experiência que o conteúdo proporciona.

Quando ele consegue perceber que a página possui uma indicação de “site seguro”, ele tende a confiar mais, aumentando o seu tempo de permanência e ajudando o Google a entender que a página é realmente confiável.

Aumenta a taxa de conversão

Todo mundo que tem um empreendimento na web quer que a pessoa que acessa o conteúdo se transforme em um cliente. Resumidamente, isso é a definição de conversão.

A taxa de conversão é a métrica que analisa esse processo. Para melhorar esse índice, é preciso uma estratégia de marketing que ofereça uma jornada ao seu potencial cliente positiva e fluida.

E entre muitas técnicas de SEO existentes, há de se considerar a experiência do usuário com o seu conteúdo. Por isso mesmo, você terá mais chances de ter uma taxa de conversão melhor com um protocolo HTTPS exatamente por ele ser um fator primordial para essa experiência melhorada.

Privacidade de dados

Esse é um tema amplamente debatido nos últimos anos. Tanto é que, aqui no Brasil, já está em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados, a LGPD. Resumidamente, ela fornece uma série de regras para que os sites tenham responsabilidade pela privacidade dos dados que o usuário fornece.

Entre essas regras, está a adequação de estruturas seguras, que é exatamente o que o HTTPS oferece. Por isso mesmo, ter esse protocolo aderido ao seu site é quase que uma obrigação para se enquadrar na LGPD.

Como configurar o HTTPS?

Digamos que você já tem um site, mas que ainda está no domínio HTTP. O que fazer?

Confira esse passo a passo.

Defina o certificado de segurança 

O primeiro passo é encontrar fornecedores que emitem o certificado SSL, o responsável para transformar um site HTTP em HTTPS.

Não é uma tarefa difícil. Boa parte dos provedores e serviços de hospedagem já oferecem essa facilidade. Portanto, o que você utiliza para o seu site já deve realizar essa conversão.

Realize as alterações necessárias em seu site

Algumas plataformas do Google ajudam a manter o seu site bem ranqueado na página de pesquisa, além de ajudar a monitorar o tráfego que você tem recebido na web.

Mas, ao mudar de HTTP para HTTPS, será necessário fazer alguns ajustes nesses sites, como o Google Search Console, o Google Tag Manager e o Google Analytics.

Além disso, você precisará mudar todas as URLs de seu site. É um trabalho um tanto quanto árduo, mas extremamente necessário para manter o bom ranqueamento no Google.

Faça o direcionamento das suas páginas

Esse é o último passo para configurar seu site para o HTTPS, o redirecionamento 301. Esse é um processo que encaminha automaticamente o usuário que acessar o endereço antigo com HTTP para o novo. 

Você consegue fazer esse redirecionamento usando algumas das plataformas Google para análise de dados, como o próprio Google Search Console. 

É imprescindível fazer esse redirecionamento porque muitos usuários podem salvar o endereço antigo, seja nos favoritos do navegador ou nos próprios caches. Assim, você garante que o tráfego do seu site não seja prejudicado mesmo com um endereço diferente. 

Como fugir de golpes e proteger os seus dados na web?

Você viu ao longo desse texto que a proteção dos dados é um assunto sério e que tem levado à criação de leis que garantam a segurança de informações na internet.

E uma das formas de garantir que o seu site protege esses dados é com um protocolo HTTPS. Além de dar mais confiança ao usuário, o Google entende isso como uma boa prática e ranqueia melhor seu conteúdo nas buscas.

Mas é claro que mesmo com informações criptografadas, nem sempre será fácil fugir dos perigos que agentes mal intencionados oferecem na internet. Por isso, fique com esta última dica com um texto sobre como garantir a segurança digital do seu site!