Blog_Hotmart_2021_Header_Fixo_Desktop_970x75_Blue_BR
Fechar

18 ideias de pequenos negócios para você começar hoje mesmo!

Anote as ideias abaixo e se inspire para começar a empreender!

pequenos negócios - lâmpada acesa no centro da imagem rodeada com círculos inscritos com símbolos de dinheiro, caixa de produto e engrenagem

Muitas pessoas querem começar a empreender, mas não sabem nem por onde começar. Se este é o seu caso, você está no lugar certo! Neste post, separamos as 18 melhores ideias de pequenos negócios para começar hoje mesmo!

A dúvida que muitos ainda possuem é sobre quanto é preciso investir para começar seu próprio negócio. 

Sabemos que poucos possuem um grande capital para começar, mas, sim, é completamente possível começar a empreender com poucos recursos e com estratégias específicas.

Por isso, leia e estude atentamente todas as ideias abaixo para fazer seu pequeno negócio decolar! Vamos lá?

262

Como escolher um negócio para investir?

Seja para dar um novo rumo na vida profissional ou gerar uma renda extra no fim do mês, começar um negócio próprio é o sonho de muitas pessoas. Mas com tantas possibilidades no mercado, como escolher o nicho adequado para investir?

Antes de botar a mão na massa, é importante fazer uma boa escolha para trabalhar com algo que, além do retorno financeiro, você goste de trabalhar.

A seguir, você confere algumas dicas para escolher ideias de pequenos negócios com mais segurança:

  1. Procure trabalhar com o que você gosta de fazer e já tenha experiência;
  2. Veja se existe demanda no mercado para esse tipo de atividade. Dessa maneira, você evita investir em um negócio que poderá dar prejuízo;
  3. Conheça os concorrentes e identifique quais diferenciais você pode oferecer para os clientes. Competitividade é a uma das chaves para o sucesso;
  4. Tenha disciplina e atitude sempre!

18 ideias de pequenos negócios para começar a investir

Post index MenuÍndice
  1. Alimentação alternativa
  2. E-commerce
  3. Consultoria virtual
  4. Criação e venda de produtos digitais
  5. Professor de dança online
  6. Produção e venda de produtos artesanais
  7. Brechó online
  8. Caixas personalizadas por assinatura
  9. Restauração de móveis
  10. Serviços de redação e revisão
  11. Serviços de clipping
  12. Agente de viagens remoto
  13. Mentoria
  14. Produção e venda de ebooks
  15. YouTuber
  16. Dropshipping
  17. Agência de Marketing Digital
  18. Afiliado de produtos digitais
Voltar ao Índice

1. Alimentação alternativa

O ramo de alimentação já é conhecido por ser bastante lucrativo. Mas uma área que ainda é pouco explorada é a da alimentação alternativa.

Uma tendência em franco crescimento, a alimentação vegetariana já possui 14% da população brasileira como adepta, de acordo com pesquisa encomendada pelo Ibope em 2018.

A mesma pesquisa também apontou um maior interesse da população sobre produtos veganos (alimentos livres de qualquer ingrediente de origem animal). Pense um pouco: quantos negócios você conhece que são para pessoas vegetarianas e veganas?

Muitas pessoas que adotam esse formato de alimentação sentem falta de opções mais acessíveis. Quem aposta na alimentação alternativa, pode explorar outros diversos subnichos, como marmitas congeladas, doces veganos, molhos prontos etc.

O mesmo vale para outros nichos, como alimentação para celíacos (restrição a glúten), diabéticos, hipertensos, entre outros.

Como se trata de alimentos, o mais comum é começar na sua cidade. Para atingir o público localizado, você tem que estudar sobre geomarketing!

>> Descubra como o Google Meu Negócio pode ajudar o seu negócio nas buscas locais

2. E-commerce

E-commerce é uma das maneiras para empreender mais conhecidas. O crescimento deste formato abriu portas para explorar diversos nichos e diminuiu consideravelmente o custo para manter uma loja virtual.

Por exemplo, o Facebook possui seu próprio marketplace, onde você pode comercializar produtos diretamente por lá. 

Outras redes sociais que possuem funcionalidades parecidas são o Instagram Shopping e o WhatsApp Business, que possui um catálogo para pequenos negócios.

Existem diversos tipos de e-commerce, sendo o mais conhecido o modelo B2C (business to consumer), com o qual o empreendedor vende diretamente para o consumidor final. Você pode descobrir outros modelos e tudo o que precisa saber sobre e-commerce neste guia completo.

3. Consultoria virtual

A consultoria é uma das melhores formas de começar um pequeno negócio. Se você pensa que não há espaço para consultoria no mercado, está muito enganado! Hoje, diversas pessoas e empresas procuram esses profissionais para ajudá-las a seguirem no caminho certo.

Além disso, é possível trabalhar como consultor em praticamente todas as áreas. Existem consultorias de moda, de marketing, finanças, nutricional, fitness etc.

Basicamente, você precisa escolher o assunto que possui um grande domínio técnico e definir qual será a área abordada. Com isso estabelecido, você precisa indicar como será o pacote de consultorias, que deve ser personalizado de acordo com a necessidade de cada cliente.

  • Quantas reuniões serão feitas por mês ou semana?
  • Terá algum material extra?
  • Quais ferramentas serão utilizadas?
  • Terá algum encontro presencial?

Todas essas questões devem ser pré-estabelecidas com o cliente desde o início, para que não ocorram confusões.

4. Criação e venda de produtos digitais

 

Produtos digitais são produtos criados, vendidos e consumidos exclusivamente no meio digital. Os formatos mais comuns são e-books, infográficos, treinamentos ao vivo, cursos em vídeo, entre outros.

O Produtor Digital é aquele que cria e vende o produto digital, compartilhando seu conhecimento sobre determinada área no qual é especialista. 

Por exemplo, se você trabalha na área de nutrição, pode criar um curso online com receitas e dicas para manter uma alimentação saudável cozinhando em casa. Para fidelizar o cliente, pode ir além e oferecer como bônus um planejamento semanal de refeições.

A vantagem de vender produtos digitais é que o custo é bem menor se comparado com a venda de produtos físicos em um e-commerce, por exemplo. 

Se com uma loja virtual você precisa além de ter o produto, pensar na logística de entrega, com produtos digitais a sua principal preocupação é com o conteúdo.

Alguns segmentos mais procurados são:

  • Casamento e organização de festas;
  • Saúde e bem-estar;
  • Empreendedorismo;
  • Gastronomia;
  • Idiomas;
  • Carreira;
  • Esportes;
  • Economia.

Quer tirar sua ideia do papel, colocar a mão na massa e criar seu primeiro produto digital? Recomendamos apostar em videoaulas. Baixe o material gratuito clicando no banner abaixo e aprenda do zero como criar um curso online!

262

5. Professor de dança online

Com a rotina corrida, muitas pessoas procuram alternativas para se exercitar em casa. Afinal, conciliar o tempo entre trabalho, família e lazer é mais complicado. Logo, é preciso pensar em soluções para atender esse grupo de pessoas que só cresce.

Existem diversas modalidades como forró, zumba, valsa, dança contemporânea, tanto para iniciantes como para pessoas em estágios mais avançados.

Como estratégia para divulgar o curso, é possível fazer diversas coisas: demonstração das aulas em um canal no YouTube, materiais ricos e artigos falando dos benefícios da dança para a saúde, posts nas redes sociais, entre outros.

6. Produção e venda de produtos artesanais

A produção de produtos manuais sempre foi uma grande oportunidade para quem deseja empreender. Além de poder vender seus produtos em um site próprio, também pode aproveitar as redes sociais, como Facebook e Instagram.

As oportunidades são infinitas: sabonetes, caixas personalizadas, vasos, quadros, pratos, copos, cremes caseiros e essências são alguns exemplos de produtos artesanais que você pode vender.

O grande diferencial deste negócio pode ser a produção de kits personalizados, por exemplo, que é uma escolha muito comum para presentes. O investimento inicial é baixo e as chances de um bom retorno são consideráveis!

7. Brechó online

A procura por soluções de economia compartilhada e consumo consciente deu um gás para os brechós online. Sites como Enjoei e OLX são bons exemplos de marketplaces que incentivam a compra e venda de produtos usados.

A ideia é simples: você compra roupas usadas em boas condições e vende para outras pessoas. Para começar, você pode separar suas próprias roupas e/ou de parentes e amigos.

Para que o cliente veja valor nas peças, é preciso aprender sobre técnicas de negociação (para comprar o produto por um preço mais baixo e ter margem de lucro) e apostar em customizações para chamar mais atenção.

8. Caixas personalizadas por assinatura

Um serviço por assinatura que vem ganhando espaço no mercado é o das caixas personalizadas.

Existem caixas personalizadas de praticamente tudo: desde produtos de beleza e cosméticos até alimentos orgânicos. O cliente assina o serviço e recebe uma caixa mensalmente ou quinzenalmente.

Por exemplo: imagine uma pessoa que goste muito de cozinhar. Muito provavelmente, também é uma pessoa que sempre procura por novos ingredientes e temperos para experimentar. Mas por diversos motivos, não consegue adquirir esses produtos.

Há um grande potencial dessa pessoa se interessar por uma caixa com temperos diferentes, que ela recebe de quinze em quinze dias para incrementar seus pratos.

Ou seja: a pessoa recebe a solução no conforto do seu lar. Quem deseja empreender, vale a pena olhar com mais carinho para serviços de assinatura recorrente!

9. Restauração de móveis

Outra vertente do consumo sustentável é a restauração de móveis. 

Além de aproveitar para dar um toque vintage na decoração, é uma ótima forma de diminuir o impacto ambiental causado pelo descarte incorreto de móveis.

Até mesmo eletrodomésticos podem ser restaurados e ganhar uma cara nova. Existem diversos tutoriais na internet que ensinam estas técnicas e você pode aproveitá-las para abrir seu próprio negócio neste ramo!

10. Serviços de redação e revisão

Se tem algo que outras empresas e empreendedores precisam é de conteúdo relevante. Se você possui uma boa escrita e domina bem a língua portuguesa ou outro idioma, escrever textos e revisar é uma grande oportunidade!

Para oferecer esses serviços, é preciso ir além de saber escrever bem. É essencial entender sobre técnicas de SEO e boas práticas para um blog de sucesso.

262

11. Serviços de clipping

Outro serviço que as empresas procuram de forma recorrente é o de clipping. Este trabalho é o processo contínuo de monitoramento, análise e arquivamento de menções feitas na imprensa offline e online, sobre determinadas empresas ou pessoas.

Existem diversas ferramentas que fazem isso, mas como são mais caras e é necessário que uma pessoa cuide exclusivamente disso, as empresas recorrem a profissionais remotos que se dedicam a essa tarefa.

É um trabalho muito importante, pois ajuda na manutenção do branding e na saúde da marca.

12. Agente de viagens remoto

Se você costuma viajar, deve saber como é difícil organizar um roteiro de viagem. Além de escolher quais passeios fazer, também deve incluir os cuidados necessários, documentos, quais hospitais próximos, o que fazer em caso de emergência etc.

São muitos detalhes que passam despercebidos e o papel do agente de viagens é cuidar de tudo isso.

Graças às soluções online, é possível fazer isso remotamente e prestar assistência ao cliente via telefone, WhatsApp, Hangouts, e-mail e muitos outros canais.

Montar uma pequena agência, oferecendo serviços remotos para viagem, é uma ótima forma de começar a trabalhar com pequenos negócios. Você pode se especializar em nichos, como roteiro de viagem para lua de mel ou jovens indo para intercâmbio!

13. Mentoria

Se você é uma pessoa especialista em algum assunto específico, uma boa opção é ingressar no serviço de mentoria. Um mentor é alguém que domina um determinado assunto, podendo transmitir os seus conhecimentos à pessoas iniciantes na área.

Uma vantagem de ser mentor é que essa opção não se limita a uma área determinada, é possível dar mentorias sobre diversos campos de mercado, desde que compreenda as suas competências.

Portanto, se você tem uma habilidade, que pode ser útil para mais pessoas, compartilhe e gere renda com o seu talento e os seus conhecimentos.

14. Produção e venda de ebooks

E-books são um tipo de infoproduto que pode ser muito rentável. Porque é um tipo de conteúdo com baixo custo de produção e pode absorver qualquer assunto que seja de interesse dos consumidores.

Além disso, possui grande potencial de escalabilidade, porque é um produto eletrônico. Ou seja, por estar na web, não existem muitas barreiras para as vendas de ebooks. Logo a administração e distribuição desse produto torna-se mais fácil.

Atualmente, existem várias ferramentas gratuitas de edição e hospedagem de ebooks, o que traz mais uma vantagem para quem escolhe produzir esse material para venda.

15. YouTuber

Mais uma opção de pequeno negócio é a produção de conteúdo no Youtube. Para iniciar um canal no Youtube não é necessário muito investimento financeiro. Primeiramente, porque a criação da conta no Google é gratuita.

O maior gasto neste caso, será o necessário para que você adquira um dispositivo que produza vídeos. Mas um smartphone, por exemplo, pode auxiliar um youtuber sem grandes problemas.

É claro, hoje, existem várias pessoas que têm um canal nessa plataforma, com grande investimento em equipamento de produção de vídeo. Por isso, especialmente para quem está iniciando, vale a pena investir tempo e criatividade para criar um conteúdo atrativo.

Porque, quando se tem um conteúdo de qualidade, o seu público vai se interessar e, a partir daí, você poderá construir um negócio mais profissional, esteticamente falando.

16. Dropshipping

O Dropshipping é um conceito de vendas de produtos, por meio de pessoas que não são os fornecedores dos mesmos. Ou seja, é um revendedor que divulga os produtos de outros produtores.

Por exemplo: produtos importados ou itens que são mais difíceis de comprar diretamente de fornecedores. Esses produtos são vendidos por pessoas que têm acesso a essas marcas e empresas.

Essa é mais uma opção para quem deseja iniciar um negócio, que pode ser bastante promissor quando o produto tem uma alta procura pelos consumidores. Mas é necessário dedicar um esforço para pesquisas e ter atenção às normas que regulamentam esse tipo de atividade.

17. Agência de Marketing Digital  

Atuar com publicidade e comunicação na internet tornou- se uma obrigatoriedade para todas as empresas. Ainda que uma agência de Marketing Digital costume ter um endereço físico, o ambiente digital é uma extensão de qualquer negócio.

Por isso, se você tem experiência em Marketing Digital, essa é uma área que pode ser uma fonte de renda interessante e com muitas possibilidades de sucesso. 

Caso você não tenha muita profundidade nesse assunto, existem diversos cursos, inclusive gratuitos, que podem te ajudar a ingressar nessa ideia de negócio e a criar uma agência de marketing digital.

13. Afiliado de produtos digitais

Se tornar afiliado é uma das melhores formas de empreender e o mais recomendado para quem deseja vender produtos digitais sem precisar criar um.

Mas o que é um afiliado? São pessoas que promovem produtos de terceiros e recebem comissão cada vez que alguém faz uma compra através do seu link de divulgação. Para divulgar seu trabalho, você pode utilizar redes sociais, blogs, publicidade paga, e-mail marketing, etc.

Por exemplo, se você tem um blog sobre festas infantis, pode se afiliar a produtos relacionados e divulgá-los. Também pode participar de vários programas de afiliados e escolher diferentes nichos caso queira.

Quer mais opções de pequenos negócios para empreender? Confira outras 70 ideias!

Como montar um pequeno negócio?

Você já viu que é possível iniciar um pequeno negócio de diversas formas, solucionando diferentes dores do mercado, certo?

Mas, quando se trata de montar um empreendimento, é necessário ter atenção a alguns pontos, que serão cruciais para um bom desenvolvimento das suas atividades. Por isso, abaixo, deixamos algumas dicas para você começar da maneira certa.

Conheça o seu público-alvo

A primeira orientação — provavelmente a mais importante — é: conheça o seu público-alvo. Porque o grande objetivo do seu negócio será solucionar um problema, sanar uma dor do mercado.

E essa “dor” é sentida por alguém, por uma persona. Essa persona é a representação de um consumidor ideal. Ou seja, é um modelo de cliente que você quer atrair. Por isso, é fundamental que o seu produto ou serviço seja útil para esse público.

E, não apenas a sua solução, propriamente dita, mas também as ações de marketing, a sua linguagem, os seus canais, precisam ser coerentes com o seu público.

Por isso, na hora de iniciar o seu planejamento de negócio, considere sempre quem você procura atender.

Analise a concorrência

Essa é uma prática fundamental, que precisa ser colocada em funcionamento antes mesmo de iniciar o seu negócio.

Veja bem! Provavelmente, outras pessoas já estarão oferecendo serviços ou produtos parecidos com o seus. Porém, ao analisar a sua concorrência, você precisa identificar em que o seu negócio pode se diferenciar.

Monitorar a concorrência não significa copiar o que os outros estão fazendo, mas é uma forma de pesquisar quais são as empresas que oferecem a sua solução no mercado, o que elas estão fazendo que está sendo interessante e como você pode se destacar entre elas.

Monte um plano de negócios

Um plano de negócios é um documento que reúne informações necessárias a serem passadas para os funcionários ou, até mesmo, possíveis investidores. É um modo de demonstrar a visão geral do seu negócio.

Além disso, esse plano tem o objetivo de direcionar as estratégias e ações, que vão colocar as suas atividades em funcionamento. Logo, com ele, você saberá qual é o seu objetivo e o que é necessário fazer para alcançá-lo.

Invista em Marketing Digital

Como citado acima, o marketing digital se tornou uma vertente de grande importância no que diz respeito à divulgação. Por isso, logo no início do processo de ideação de um novo negócio, é importante considerar as estratégias de marketing digital.

Até porque, muitas dessas estratégias são auxiliares no lançamento de novos produtos, na comunicação, de modo geral, e na promoção da sua solução para o mercado.

Além de tudo, é um meio com um custo benefício relativamente baixo, com muitas possibilidades de segmentação. Isso significa que é possível selecionar um público específico para ser impactado com a sua publicidade.

Comece o seu pequeno negócio agora mesmo!

Como podemos ver nas ideias acima, é totalmente possível começar um pequeno negócio lucrativo em casa, mas nada acontece num passe de mágica. É preciso estudar e aprender sobre estratégias de marketing e vendas.

Para começar a estruturar seu negócio e gerar tráfego de forma orgânica, você deve:

No Hotmart Academy, você aprende tudo isso e muito mais. Aprenda a vender neste curso gratuito preparado com muito carinho pela nossa equipe!

262


Este post foi originalmente publicado em novembro de 2019 e atualizado para conter informações mais completas e precisas.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.