Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Marketing pessoal: aprenda como vender seu peixe

Marketing pessoal: aprenda como vender seu peixe

Veja o que você precisa para se destacar de outros profissionais!

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e já não basta ter habilidades técnicas para conseguir se destacar profissionalmente. É preciso ir além e vender seu peixe! Nesse sentido, se você quer sair na frente, está na hora de melhorar seu marketing pessoal.

Mas você sabe o que é isso?

O marketing pessoal é formado por um conjunto de estratégias que visam realçar suas características profissionais e pessoais.

Não se trata de inventar um perfil mentiroso, mas sim de deixar em evidência os aspectos mais relevantes sobre você e o trabalho que você desenvolve. Por meio de estratégias corretas de promoção pessoal, você será capaz de se destacar, independentemente de sua área de atuação.

Se você ainda não sabe como fazer marketing pessoal e se beneficiar dessa estratégia, confira nossas dicas para começar agora!

Índice
  1. Tenha um objetivo claro
  2. Defina seu público-alvo
  3. Participe de eventos em sua área
  4. Mantenha sua página no LinkedIn sempre atualizada
  5. Tenha um blog para construir sua autoridade em algum assunto
  6. Vá além de seu escopo de trabalho
  7. Assuma o crédito por aquilo que você faz
  8. Tenha projetos extracurriculares
  9. Busque especialização
  

O que é marketing pessoal?

Marketing pessoal é uma estratégia que serve para fortalecer a imagem e a reputação de um profissional no mercado de trabalho. Quando aplicado de maneira correta, ajuda a gerar autoridade, transformando esse profissional em referência em seu nicho de atuação.

Não adianta você ser um excelente profissional, competente, pontual e eficiente, se ninguém souber disso. É preciso que seus colegas, gestores, fornecedores, clientes e outras empresas conheçam e valorizem suas capacidades.

E é aí que entra o marketing pessoal!

Por meio de diversas técnicas, como a produção de conteúdo, participação em eventos e o desenvolvimento de um bom networking, você consegue criar uma imagem diferenciada e influente no mundo corporativo.

É o famoso “vender o peixe”.

E ao contrário do que o senso comum pensa, essa estratégia não se limita apenas a profissionais freelancers, autônomos ou a procura de emprego. Qualquer profissional, mesmo aquele que já está empregado, podem se beneficiar do marketing pessoal.

Porém, não estamos falando de cultuar o ego ou estimular a vaidade pessoal. O marketing pessoal trabalha com características reais, de modo a destacar positivamente os valores e potenciais das pessoas.

Por que investir em marketing pessoal?

Imagine a seguinte situação: Cecília é uma empreendedora com vasta experiência técnica.

Durante vários anos, ela procurou se qualificar para atingir melhores resultados em seu negócio e desenvolveu habilidades importantes para sua atuação no mercado. Mas mesmo assim, ela não conseguiu se destacar profissionalmente em meio a tantos profissionais em sua área.

Com o tempo, ela percebeu que haviam outros profissionais com o mesmo nível de seu currículo ou até mesmo com habilidades inferiores as suas que conseguiam despertar maior atenção. Tudo isso graças ao investimento que eles faziam em suas imagens pessoais.

A Cecília que acabamos de apresentar é apenas um personagem fictício, mas ela representa muitas pessoas reais.

Nós usamos essa história apenas para mostrar que, além da qualificação técnica, é importante saber vender a própria imagem.

O mercado está repleto de ótimos players em todos os segmentos e, para sair na frente, é preciso mostrar porque você se destaca de seus concorrentes.

Com o marketing pessoal, o profissional é capaz de desenvolver sua imagem pública, tornado-a cada vez mais atrativa para futuros empregadores.

E para empreendedores, o investimento na promoção pessoal deve estar ainda mais presente. O ditado “a primeira impressão é a que fica” se aplica muito bem aqui!

Quanto mais bem trabalhada for sua imagem, maiores as chances de seu empreendimento ser notado não só pelo mercado, como também por quem mais interessa, seus clientes em potencial.

Para que serve o marketing pessoal?

Se você ainda duvida do poder que o marketing pessoal pode ter em sua vida profissional, separamos os principais resultados que você pode alcançar com ele. Veja só:

Chamar atenção para seu trabalho

Conquistar uma promoção ou o cargo dos sonhos fica mais fácil quando você consegue atrair mais atenção para seu trabalho. Se ninguém souber o que você faz e quais os resultados que você alcança, dificilmente será valorizado por seus esforços.

Com uma estratégia de marketing pessoal, você consegue destacar com mais facilidade aquilo que faz e conquista, seja por meio de um blog pessoal, redes sociais ou um portfólio.

Mostrar suas competências

Falando em portfólios, eles são uma das melhores maneiras de mostrar para as outras pessoas quais são suas competências e como você as aplica em seu trabalho.

Além de mostrar os resultados, um portfólio também pode documentar todo o processo de criação de um projeto, do nascimento da ideia até a execução final.

Assim, outros profissionais, clientes e empresas passam a conhecer seu estilo de trabalho e suas conquistas profissionais.

Gerar autoridade e conquistar confiança

Quando você chama mais atenção em seu nicho de mercado e consegue demonstrar suas habilidades, conquista mais autoridade e confiança de colegas, empresas e clientes.

O marketing pessoal permite que você mostre suas habilidades e fortaleça o relacionamento com o consumidor. Dessa maneira, ele terá mais segurança ao contratar seus serviços.

Como fazer marketing pessoal?

Antes de mais nada, é importante destacar que o marketing pessoal não se resume a uma única ação, mas sim está relacionado a um conjunto de hábitos do profissional.

É por isso que o trabalho deve ser contínuo, com coerência e integridade, de forma a transmitir confiança para o mercado.

Profissionais de sucesso sabem muito bem a importância de passar uma imagem bem construída para que eles sejam lembrados e respeitados como autoridade dentro de suas áreas de atuação.

É claro que existem algumas dicas que podem te ajudar a melhorar a maneira como você se autopromove, e é sobre elas que vamos falar. Confira, a seguir, as melhores estratégias que você pode começar a aplicar agora mesmo:

1. Tenha um objetivo claro

Se você já leu alguma coisa sobre marketing sabe que antes de colocar uma estratégia em prática é preciso definir com clareza os objetivos e metas que você espera alcançar.

O mesmo se aplica ao marketing pessoal. Sem saber aonde você quer chegar, fica praticamente difícil de traçar o caminho que será seguido.

Portanto, defina um objetivo claro e alcançável para sua marca pessoal. Pode ser expandir sua rede de contatos profissionais, conquistar uma promoção ou um cargo na empresa dos sonhos.

A partir disso, você consegue traçar um planejamento com as ações que precisam ser feitas para chegar até esse objetivo.

2. Defina seu público-alvo

Com o objetivo definido, o próximo passo é saber para quem direcionar todas suas ações de marketing pessoal. É para profissionais de sua área? Ou para fornecedores e outras empresas?

Dependendo do público-alvo de sua mensagem, toda sua comunicação poderá mudar. Destacar suas habilidades profissionais exige esforços diferentes quando você conversa com clientes e com gestores, por exemplo.

Depois de definir seu público, pesquise um pouco mais sobre ele, os canais que mais utiliza, como ele se porta, o que compartilha, quem segue etc. Dessa maneira, você terá mais segurança ao abordar essas pessoas.

3. Participe de eventos em sua área

Uma das formas mais eficientes de promoção pessoal é a participação constante em eventos relacionados a sua área de atuação. Isso deve ser feito porque esses são espaços propícios para o desenvolvimento do networking, de uma rede de contatos e conexões profissionais que podem te endossar no futuro.

Exemplo de evento imperdível para quem empreende na internet ou mesmo para quem está em busca de mais conhecimentos é o FIRE, promovido pela Hotmart todos os anos.

No caso do mercado de moda, o Minas Trend Preview, que acontece em Belo Horizonte, e o São Paulo Fashion Week, na capital paulista, são opções interessantes para lojistas e estilistas que querem ter contato com a imprensa especializada no assunto.

Seja qual for seu segmento, fique de olho em eventos e oportunidades que as marcas que você segue participam ou divulgam nas redes sociais.

Essa pode ser uma oportunidade de se conectar à profissionais que você considera referência e, quem sabe, deixar uma porta aberta para futuras parcerias.

4. Mantenha sua página no LinkedIn sempre atualizada

No cenário das redes sociais, o LinkedIn é a que mais se destaca quando o assunto é promoção pessoal e, ao contrário do que muita gente pensa, não serve apenas para profissionais em busca de recolocação no mercado.

Dentro do LinkedIn é possível estabelecer conexões com outros profissionais, o que faz da plataforma um excelente espaço para atrair parceiros de negócio.

Para conseguir se destacar nessa plataforma, é importante manter seu perfil sempre atualizado. Mais do que simplesmente criar uma conta, é preciso gastar algum tempo construindo um perfil com as informações mais relevantes sobre você e seu trabalho.

Se você é um blogueiro, por exemplo, pode compartilhar os posts de seu blog por lá e, se possível, escrever conteúdos específicos para esse canal.

5. Mantenha um blog para construir sua autoridade

Os blogs são ótimas ferramentas para vender sua imagem.

Crie um blog que represente sua atuação no mercado, produzindo informações relevantes, que realmente inspirem e ajudem seu público-alvo.

Quanto mais valor você gerar para seus leitores, seja por meio de textos ou de materiais ricos, melhor será sua imagem em sua área de atuação.

6. Vá além de seu escopo de trabalho

Muitos profissionais com ótima qualificação perdem espaço no mercado por estarem limitados a seu próprio campo de atuação.

Para que você consiga desenvolver bem seu marketing pessoal, é preciso ir além de seu escopo de trabalho.

Ofereça-se para ajudar pessoas de outras áreas, mostre interesse pelas tarefas que outros profissionais desempenhem e tente absorver todo tipo de conhecimento que possa ser útil para a realização de seu próprio trabalho.

7. Assuma o crédito por aquilo que você faz

Um dos erros mais cometidos por profissionais, principalmente quando são iniciantes, é não tomar para si os créditos por seu trabalho.

Marketing pessoal depende da forma como você se posiciona no mercado. Sempre que atingir um resultado positivo, faça questão de assumir os créditos, comemorar a vitória e destacar seu sucesso.

Tenha apenas cuidado para fazer isso de uma maneira natural e sem ofuscar ninguém de sua equipe, pois existe uma linha muito tênue entre ser confiante e arrogante.

8. Tenha projetos extracurriculares

Para passar uma boa imagem, é interessante que você invista na realização de projetos extracurriculares que vão além de seu campo de atuação.

Seja aprofundando um conhecimento que você já possui, descobrindo novas tendências ou interagindo com outros profissionais, as atividades e projetos extracurriculares permitem que você agregue novas experiência a seu currículo como profissional ou empreendedor.

9. Busque especialização

Você pode ser o melhor em sua área de atuação, mas sempre terá algo novo para aprender.

Buscar especialização de forma constante é ideal para não ficar para trás, principalmente em mercados em constante transformação, como é o caso do mercado digital.

Acompanhe blogs de seu segmento e fique atento às novas versões de ferramentas que você já utiliza no dia a dia.

Para te ajudar, criamos uma lista com 9 cursos de marketing digital que você pode fazer, sem custo algum. Então, não deixe de estudar e aprimorar cada vez mais seu marketing pessoal!

Este post foi originalmente escrito em outubro de 2018 e atualizado para conter informações mais precisas e completas com ajuda do redator Marcos Pereira.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.