Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar A Hotmart está concorrendo ao <b>Prêmio Época ReclameAQUI</b> na categoria Serviços Online!

A Hotmart está concorrendo ao Prêmio Época ReclameAQUI na categoria Serviços Online!

Clique aqui e vote na gente!

O que significa meritocracia e quais são os mitos e verdades sobre esse sistema?

O que significa meritocracia e quais são os mitos e verdades sobre esse sistema?

Entenda como é possível aplicar uma meritocracia justa e inovadora em sua empresa!

Meritocracia é um sistema de recompensa por mérito individual. Isto é, quando o critério para conceder determinada premiação ou vantagem é o esforço e a dedicação da pessoa exclusivamente.

Esse sistema é amplamente difundido hoje em dia e é utilizado por diversas instituições e organizações. Por exemplo, pelo governo, quando ele contrata pessoas por meio de concursos públicos, e por empresas, para reconhecer funcionários.

Em termos gerais, a meritocracia é um tema polêmico, haja vista as críticas que recebe. 

Isso acontece porque, apesar desse princípio ser uma representação reconhecida de justiça nas sociedades ocidentais modernas, alguns estudiosos defendem que, para alcançar determinadas coisas, as pessoas não dependem apenas de esforço individual.

Os críticos argumentam que existem questões subjetivas e complexas que podem influenciar no resultado. Basicamente o que depende da sorte, ou seja, questões que estão fora de nosso controle.

Um exemplo é quando 2 pessoas de base familiar e socioeconômica diferentes tentam ingressar em uma universidade. E o único critério do processo seletivo é a meritocracia.

Imagine que uma teve acesso a educação de qualidade e apoio familiar, enquanto a outra não teve e nem pôde frequentar a escola todos os dias. Esta última precisou ajudar a família financeiramente com um emprego em paralelo aos estudos.

Para os críticos, o processo não será tão justo nessa ocasião.

Casos específicos como esse sustentam o questionamento da efetividade do modelo meritocrático. No entanto, não há como generalizar as críticas para todos os casos.

O sistema de meritocracia pode ser bem aproveitado, principalmente quando as condições e bases de quem participa do processo são praticamente as mesmas.

Um bom uso da meritocracia é no ambiente corporativo, como critério para promoção e bonificação, mas também para incentivar a produtividade dos colaboradores.

Neste post, você vai ver como aplicar a meritocracia no ambiente de trabalho de forma justa. Mas antes, vamos conhecer os principais mitos e verdades desse sistema. Acompanhe!

Mitos e verdades sobre meritocracia

Como você já percebeu, existem várias questões a serem consideradas a respeito da meritocracia.

Trouxemos algumas dessas questões para refletirmos juntos, veja só!

Mitos

A meritocracia é sempre justa

Como explicamos acima, alguns estudiosos têm motivos para argumentar que nem sempre a meritocracia, como único critério, é justa para fins de recompensas.

Este mito também pode ser sustentado por diversas pesquisas. Robert H. Frank (professor, colunista do The New York Times e autor do livro Sucesso e sorte – O mito da meritocracia) é um dos estudiosos que dissertou sobre esse assunto.

Em entrevista à revista EXAME.com, Frank disse que “[…] diversos estudos comprovam que a maioria das histórias de sucesso, especialmente de sucesso estrondoso, foi favorecida pela sorte, isto é, por fatores externos independentes do talento ou do esforço de cada pessoa.”

Além disso, outras evidências comprovam que, principalmente em países mais desiguais, como o Brasil, a diferença de oportunidades, junto à obra do acaso, faz com que a meritocracia privilegie poucas pessoas.

É possível aplicar meritocracia em qualquer caso

Não há dúvidas de que é verdade que a meritocracia gerou processos mais justos ao longo do tempo. O mercado de trabalho é um exemplo de que esse sistema contribui para reduzir a discriminação por raça e gênero, por exemplo.

Entretanto, essa premissa não funciona em qualquer caso. Para que a meritocracia seja aplicada de forma ideal, deve haver, no mínimo, um “ponto de partida” em comum entre os competidores.

Observe esta imagem:

meritocracia - 2 ilustrações que representam a diferença de igualdade e equidade. Na imagem a esquerda, da igualdade, 3 meninos assistem a um jogo em cima de um caixote, os três caixotes são do mesmo tamanho, mas os meninos são de tamanhos diferentes, o mais baixo não consegue ver o jogo, pois há uma barreira a frente deles. Na imagem a direita, o mais baixo está em cima de 2 caixotes, o do meio em cima de um e o mais alto, sem nenhum, assim, todos podem ver o jogo.

Ela representa uma metáfora para explicar a diferença entre igualdade e equidade. Podemos fazer a relação com a meritocracia também, já que o princípio dela é ser um sistema justo.

Na situação à esquerda, os espectadores do jogo, embora tenham diferenças de tamanho, recebem o mesmo caixote como suporte para assistir ao jogo. Só que, mesmo assim, a barreira ainda impede que o mais baixo assista.

À direita, o mais baixo recebe dois caixotes, o do meio recebe um e o mais alto, que nem precisava, não recebe. Dessa forma, todos têm as mesmas chances de assistir ao jogo.

Ou seja, neste caso, como a situação desigual deles foi ajustada, eles se encontram em “pé de igualdade”. Partindo desse princípio, um processo meritocrático poderia funcionar bem.

Em empresas, é possível aplicá-lo, estabelecendo critérios claros, com equidade e evitando privilégios, para que o sistema funcione de forma justa e eficiente.

Verdades

O sistema meritocrático é um avanço em relação a modelos mais desiguais

Sabe-se que, antigamente, as posições hierárquicas eram muito mais definidas por hereditariedade, classe, família e fatores que não dependiam do próprio indivíduo, mas sim, das circunstâncias em que ele estava inserido.

Com a ascensão da meritocracia, as oportunidades de escolhas e o reconhecimento pelo esforço, independente da origem das pessoas, abriram diversas portas para impedir que o determinismo definisse o futuro dos indivíduos.

Além disso, hoje o mérito é um critério importante para o bom funcionamento de diversos processos e para a distribuição de recursos.

Apesar de estarmos longe do ideal, resultados positivos podem ser observados, principalmente em organizações privadas, onde pode-se criar um sistema bem definido e justo.

A meritocracia funciona como um motivador nas empresas

É fato que um dos principais benefícios que a recompensa por mérito trouxe, é a força produtiva que gera para empresas.

Não só isso, mas também porque é bom para o funcionário, pois ele entende que seu esforço será recompensado. Portanto, a meritocracia é um importante motivador no trabalho.

Ao criar uma competitividade, as empresas podem tirar proveito do sistema meritocrático para oferecer oportunidades como promoção, bonificações, prêmios por produtividade, entre outros.

Para aplicar a meritocracia de forma justa, deve ser criado um processo claro e mensurável

Relembrando um dos mitos: a meritocracia nem sempre é justa. Mas organizações privadas têm a chance de aplicar esse sistema, sim, de forma justa.

Basta criar oportunidades iguais para todos, considerando as diferenças e com um “ponto de partida” em comum para os competidores. 

Além disso, é necessário planejamento e clareza sobre os critérios e formas de avaliação, que sejam mensuráveis e não subjetivos.

Imagino que você possa estar pensando: “nossa, mas parece complicado aplicar isso!”

Fique tranquilo, vamos explicar como implantar a meritocracia de maneira inovadora. Acompanhe!

Meritocracia no ambiente de trabalho

Agora que você entendeu toda a discussão em torno da meritocracia e sabe que tem como implantá-la de forma justa, veja o que é necessário para fazê-lo!

Como aplicar a meritocracia de forma justa em sua empresa?

O primeiro passo é entender as implicações da meritocracia e que fatores externos sempre vão existir para interferir no bom funcionamento do sistema. Essa parte você já sabe, então vamos para o próximo!

Para propor um processo adequado, comece delineando em que situação será aplicada a meritocracia. Responda a perguntas como:

  1. Quais serão os critérios?
  2. Quem participará do processo? Essas pessoas estão partindo de um ponto em comum? Se não, o que pode ser feito para diminuir as desigualdades e proporcionar as mesmas oportunidades para todos?
  3. Qual a finalidade?
  4. O que será avaliado?
  5. Há algo a ser considerado além do esforço individual? Se sim, como isso influenciará?
  6. Qual é a meta? 
  7. Qual será a retribuição?

Após o planejamento, deve ser feito um edital ou outro documento, dependendo da situação, para ser divulgado para todos os competidores. Assim, eles podem acompanhar e identificar a própria performance ao longo do processo.

Dessa forma, haverá mais transparência e todos poderão dar o melhor de si, uma vez que estarão informados do que é esperado pela empresa.

Outro ponto é o acompanhamento. Por exemplo, para recompensar com uma promoção, em um plano de cargos e salários, depois da divulgação do documento com os critérios e demais definições, o líder deve estar sempre fazendo acompanhamentos com os funcionários.

Esses acompanhamentos devem incluir feedbacks que refletem como está o desenvolvimento da pessoa na carreira. Podem ser apresentados os pontos fortes e fracos e um direcionamento para a melhoria do que ainda falta para atingir o esperado.

Já se a intenção é usar a meritocracia para contratação, também é importante pensar no contexto da organização. Para criar um processo justo, é importante saber que um bom ambiente de trabalho tem diversidade de pessoas e ideias.

Ou seja, no planejamento do processo, considere uma retenção de talentos plural, criando formas de incluir aqueles com características que estão em falta no ambiente, para ter um negócio ainda mais eficiente e produtivo.

São diversas vantagens. Se você quer conhecer todas e aplicar uma meritocracia cada vez mais justa, leia nosso post que explica porque a diversidade no ambiente de trabalho é importante.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.