Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Conheça as 9 principais métricas de email marketing

Conheça as 9 principais métricas de email marketing

Aprenda a analisar os resultados de suas campanhas!

O email marketing é, há anos, uma das estratégias mais eficientes quando falamos de marketing digital.

Entretanto, para que essa tática obtenha o máximo possível de sucesso, é fundamental planejar as campanhas com cuidado e, principalmente, analisar os resultados, entendendo o que funcionou e o que deu errado.

Dessa forma, os próximos disparos de campanhas se basearão em uma experiência consolidada, o que ajuda na correção de erros e na criação de estratégias mais eficientes.

Pensando nisso, trouxemos neste post 9 métricas de email marketing para que você consiga entender melhor como sua estratégia está funcionando. Confira!

1. Taxa de crescimento da lista

As campanhas de email marketing são baseadas em listas de mailing. É por meio delas que conseguimos assinaturas e contatos de pessoas interessadas nos serviços do seu negócio.

Por isso, analisar de perto o andamento dessas listas é fundamental para entender se as campanhas estão funcionando bem e se outras estratégias de divulgação estão obtendo sucesso ao encaminhar pessoas para o seu mailing.

O acompanhamento da taxa de crescimento da lista é fácil. Basta determinar um período e verificar quanto a sua lista cresceu. Quanto maior o crescimento, melhor.

2. Taxa de descadastramento

Se o crescimento de uma lista de mailing é sempre um aspecto positivo, é preciso ficar de olho nos números referentes ao descadastramento ou às marcações de spam.

Quando alguém opta por sair da sua lista, geralmente isso tem dois motivos: a baixa qualidade dos conteúdos enviados ou a grande frequência de envios.

Caso a taxa de descadastramento seja alta, é bom parar e repensar a sua estratégia de email marketing.

O ideal é manter a sua taxa de descadastro em, no máximo, 1% do total da lista.

Já as marcações de spam são ainda mais preocupantes, pois podem prejudicar a sua reputação nos servidores de email. Aqui, a taxa máxima não deve ultrapassar 0,1%.

3. Taxa de cliques (CTR)

A taxa de cliques (ou click-through rate) é a métrica que indica quantos emails obtiveram cliques em seus links internos em comparação à quantidade de emails entregues na campanha.

Por exemplo, se você enviou 1.000 emails e 50 deles foram clicados, seu CTR é de 5%.

4. Taxa de abertura de emails

Por sua vez, a taxa de abertura de emails corresponde à quantidade de emails que foram abertos em comparação à quantidade de pessoas que receberam sua campanha.

Essa é uma das métricas menos confiáveis, pois praticamente qualquer servidor de email considera a mensagem aberta apenas quando autoriza a exibição de imagens.

Ou seja, a taxa real de abertura de emails será sempre ligeiramente maior que a apontada pela sua ferramenta de email marketing.

Apesar disso, a métrica é muito utilizada para analisar a utilidade das campanhas — como em testes A/B —, além de ajudar a descobrir quais são os melhores horários para disparar os emails.

5. Taxa de cliques por abertura (CTOR)

Já essa métrica, conhecida originalmente como click-to-open rate (ou taxa de clique por abertura), é o resultado da razão entre o número de cliques e o de aberturas.

Se uma campanha teve 100.000 aberturas do email e 20.000 cliques, seu CTOR é de 20%.

Essa é uma métrica fundamental para entender se a mensagem da campanha foi relevante o suficiente para fazer com que o destinatário se interessasse e interagisse com o link interno.

Apenas tenha o cuidado de analisar, primeiramente, o tipo de email enviado. Os promocionais tendem a ter um CTOR menor que, por exemplo, mensagens transacionais, que naturalmente induzem ao clique.

6. Taxa de conversão

Assim como em boa parte das estratégias de marketing digital, a taxa de conversão em email marketing é uma das principais métricas para entender o comportamento do seu público.

Ela corresponde à quantidade de pessoas que abriram a mensagem, clicaram no link interno, foram redirecionadas para uma página e, então, concluíram a ação final pretendida pela sua estratégia.

Para conseguir uma boa análise da taxa de conversão das suas campanhas de email marketing é fundamental utilizar, também, ferramentas como o Google Analytics, medindo as conversões e verificando de onde elas estão vindo.

7. Taxa de compartilhamento

A métrica de compartilhamento, também chamada de email sharing, corresponde ao número de pessoas que clicaram em botões de compartilhamento nas redes sociais ou, então, encaminharam o email para contatos próprios.

A análise dessa métrica permite entender se as pessoas aprovam e acreditam no conteúdo que você enviou, uma vez que a maior prova disso é elas se tornarem vetores de divulgação das suas ideias.

8. ROI (Retorno Sobre Investimento)

Outra métrica crucial para qualquer estratégia de marketing, o ROI corresponde à taxa de retorno obtida pelo investimento em marketing. Ela pode ser calculada para cada estratégia ou em um cenário mais generalizado.

A fórmula do ROI é simples. Basta subtrair o valor do investimento do valor ganho e dividir esse resultado pelo valor do investimento.

Depois, é só multiplicar o resultado por 100 e você terá a porcentagem exata do ROI. Obviamente, um bom ROI é sempre positivo.

9. Taxa de rejeição

A taxa de rejeição (ou bounce rate) indica a quantidade de emails que não chegaram ao destinatário final.

Esse tipo de problema pode acontecer por diversos motivos, desde erros temporários no servidor a, até mesmo, contas desativadas.

São dois os tipos de rejeição:

  • soft bounce: aquela rejeição que acontece por problemas temporários, como caixas de emails lotadas e servidores ocupados. Geralmente, a mensagem é entregue logo após a resolução desses obstáculos;
  • hard bounce: já o hard bounce é a rejeição permanente, que acontece quando um email foi inserido incorretamente na lista ou quando a conta foi permanentemente desativada pelo usuário.

Acompanhar essa métrica é fundamental para manter a lista de emails sempre limpa.

Taxas altas de hard bounce podem fazer com que a sua empresa seja vista como propagadora de spam para os provedores de serviço de internet.

Usando email marketing

Essa é uma estratégia de marketing digital extremamente interessante e efetiva, desde que utilizada com atenção e da maneira correta. Existem diversas ferramentas que auxiliam nesse sentido, além de fornecerem boas métricas de email marketing.

Uma das mais famosas é o MailChimp.

Você conhece essa plataforma? Sabe como ela funciona?

Não deixe de conferir nosso passo a passo de como usar o MailChimp na sua estratégia de email marketing!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.