Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar A Hotmart está concorrendo ao <b>Prêmio Época ReclameAQUI</b> na categoria Serviços Online!

A Hotmart está concorrendo ao Prêmio Época ReclameAQUI na categoria Serviços Online!

Clique aqui e vote na gente!

O que é Microlearning e qual a sua importância para a EAD?

O que é Microlearning e qual a sua importância para a EAD?

Entenda o que é esse conceito, por que ele é uma tendência para EAD e como implementá-lo em seu negócio!

Você já ouviu falar de microlearning? Sabe por que essa modalidade se tornou uma tendência do EAD?

O termo é utilizado para conceituar conteúdos curtos que têm o objetivo de fornecer algum tipo de aprendizado, melhorando a capacitação do aluno.

A tecnologia trouxe alterações no comportamento das pessoas, inclusive na forma como elas buscam conhecimento e capacitação. O nomadismo digital, por exemplo, nasceu da vontade de usuários terem a liberdade de poder trabalhar em qualquer lugar do mundo.

Agora, os usuários também estão buscando uma forma de aprender em qualquer lugar e a qualquer momento, sem abrir mão da qualidade. Por isso, conteúdos rápidos e completos surgem como uma excelente opção.

Se você quer saber mais sobre essa modalidade de educação a distância, como implementá-la e quais os seus benefícios, continue lendo este conteúdo!

Afinal, o que é microlearning e qual a sua importância?

O microlearning pode ser considerado uma das grandes tendências do mercado de educação nos próximos anos.

Ele se diferencia de outras metodologias, pois se centra no indivíduo, buscando oferecer pequenos conteúdos que reforçam competências já adquiridas e trazem novos conhecimentos de forma objetiva.

Os millennials, ou geração Y, são os nascidos entre a década de 1980 até o início dos anos 2000. Isso significa que esses adultos já estão no mercado de trabalho atualmente e possuem formas diferentes de consumir conteúdos.

Assim, assistir a vídeos curtos e utilizar materiais interativos são algumas das opções escolhidas por esses jovens para se capacitarem.

Exemplificando: Um adepto do microlearning pode ser um indivíduo que já possui alguma qualificação. Imaginemos que um profissional formado em contabilidade trabalhe em uma empresa de cosméticos e a marca esteja começando a exportar os seus produtos.

Nesse momento, esse profissional não precisa fazer um curso extenso, como uma pós-graduação ou um mestrado. Ele precisa de um curso rápido e focado, que o ajude a entender mais sobre o comércio exterior e suas regras de contabilidade.

Assim, esse profissional consegue desempenhar o trabalho correto para sua instituição. Portanto, seria um potencial usuário do microlearning.

Tal modo de aprendizado é oferecido como pílulas de conhecimento que podem ser ofertadas em materiais diagramados, interativos ou em vídeos de 3 a 5 minutos de duração e que têm, geralmente, um objetivo único de aprendizado.

Por que o microlearning é uma tendência?

O microlearning se tornou uma tendência pois consegue transmitir conteúdo de qualidade e em um formato de grande aceitação, que são as aulas EAD. Além disso, ele é fácil de ser aplicado.

Imagine o gestor de uma marca que precisa passar para a sua equipe de cinquenta pessoas um novo método de trabalho. Apesar de ser uma mudança importante, é apenas a alteração de uma resolução.

Realizar uma palestra pode ser complicado, pois requer uma organização prévia e um comunicado a todos para o comparecimento.

Assim, disponibilizar as alterações por meio de conteúdo microlearning surge como uma alternativa rápida e menos onerosa. Os colaboradores podem receber o link da aula por e-mail e ter um determinado prazo para a conclusão.

Por dispor de vários benefícios, esse formato se consolida como uma tendência de mercado. Ele tem uma aplicação ampla, possibilitando que praticamente todas as áreas de atuação possam produzir e consumir conteúdos nesse formato.

Além disso, ele é fácil de ser atualizado e pode impactar milhares de pessoas com uma única produção. Também é possível criar ciclos de aprendizado com temas específicos, criando conteúdos personalizados baseados nos feedbacks dos alunos.

Microlearning x Rapidlearning

É importante ressaltar que essa metodologia não deve ser confundida com o rapidlearning, que também é um tipo de curso EAD.

No último caso, a agilidade surge como o principal foco e as aulas são mais extensas, abrindo possibilidade para abrangência de mais assuntos dentro de um mesmo tema.

Diferentemente do que acontece com o microlearning, os vídeos podem ter de 5 a 60 minutos de duração. Essa maior extensão busca consolidar informações com mais casos, exemplos e maior quantidade de assuntos abordados, mas sem perder a concisão e objetividade, que podem ser observados nas duas formas de aprendizagem.

Portanto, podemos dizer que o microlearning traz muitas vantagens para quem consome esse tipo de conteúdo.

Ele aumenta o engajamento dos alunos, traz agilidade na exibição, ganho de autoridade para quem consome os materiais e mantém o usuário atualizado com informações direcionadas e específicas.

Como implementar o microlearning?

Os gestores já perceberam que, em uma realidade multitarefas, é difícil manter a atenção dos colaboradores em 100% do tempo.

Assim, procurar conteúdo digital de qualidade, como cursos online, no formato microlearning se mostra uma ótima opção para manter a equipe atualizada e focada nos objetivos.

Esse material também pode servir como uma biblioteca digital, que poderá ser acessada por qualquer colaborador em caso de dúvidas ou necessidade de atualização. Além disso, esse formato não deve conter apenas vídeos.

Utilizar jogos, disponibilização de teste de produtos, quizzes, simulações, estudos de casos, infográficos e documentos diagramados são outras formas de transmitir conteúdo de forma seriada e com qualidade.

O microlearning pode se transformar em oportunidade de negócio?

O microlearning surge como uma ótima oportunidade para as marcas e seus colaboradores, e isso inclui os produtores digitais.

Para os empreendedores e produtores de conteúdo antenados, essa modalidade já é uma realidade de negócio.

Os profissionais de várias áreas começaram a ver no meio digital uma possibilidade de produzir conteúdo para falarem com outras pessoas sobre assuntos específicos.

O aumento desse tipo de conteúdo também abriu oportunidade para editores e produtores de vídeos, que podem oferecer seus serviços a profissionais que sabem falar sobre assuntos específicos, mas que não dominam técnicas de edição, criação e transmissão via internet.

Como entender, em resumo, o microlearning?

Podemos definir o microlearning como um novo formato de educação a distância que auxilia marcas, colaboradores e produtores de conteúdos.

Para esse último público, essa é só uma das outras metodologias de produção de conteúdo existentes.

Por isso, para ser um bom profissional, é recomendado que o produtor digital saiba sobre o microlearning e outros assuntos, como a criação de cursos online em vídeo 2.0. Se você que se aprofundar nesse tema, baixe o nosso ebook sobre o assunto!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.