Fechar

O que é remarketing e como ele impulsiona suas vendas?

Entenda tudo sobre esse recurso que permite a exibição de conteúdos e assuntos para quem já teve contato com seu site ou suas campanhas.

Remarketing - imagem de uma mulher usando seu smartphone

O remarketing é uma estratégia de marketing digital que permite buscar de volta um possível cliente que já teve contato com a marca por meio de campanha de email.

Supondo que você pesquise sobre um produto e, nessa busca, clique em um anúncio. Visita o site, mas não realiza a compra. Algum tempo depois, você recebe ofertas, produtos relacionados ou até mesmo promoções sobre aquele item de pesquisa.

Tudo isso pode parecer uma simples coincidência, mas, na verdade, é o remarketing trabalhando!

Essa é uma das ferramentas mais eficientes do mercado quando o assunto é recuperação de vendas. Porém, muitas marcas ainda não sabem como explorar esse recurso corretamente.

Se você quer saber o que é remarketing, como ele funciona e como aplicá-lo, continue lendo este artigo.

Veja só o que você poderá aprender:

Post index MenuÍndice
O que é remarketing Como o remarketing funciona Qual a diferença entre remarketing e retargeting? Por que investir no remarketing Quais os tipos de interação do remarketing Como criar uma campanha de remarketing
Voltar ao Índice

O que é remarketing?

O remarketing significa, de maneira literal, fazer marketing novamente para as mesmas pessoas. Ou seja, é exibir conteúdos, campanhas e anúncios para usuários que tiveram contato com a marca antes.

A intenção é gerar impacto e engajamento mais de uma vez em quem demonstrou interesse em seus produtos ou serviços.

Se o nome dessa técnica pareceu um pouco estranho para você, não se espante. Com certeza você já foi alvo dessa estratégia.

Quando você visita uma loja online e esquece algum item no carrinho, é comum receber um e-mail relembrando que esses produtos estão prontos para venda.

Ou ainda, como citado no começo deste artigo, quando você vê banners e anúncios na internet de algum produto que pesquisou anteriormente.

Essas e outras ações ajudam a reativar os clientes da base, incentivando-os a tomar alguma ação.

262

Como o remarketing funciona?

Como você já leu, é possível interagir com pessoas que já viram seus anúncios ou site de várias maneiras. Mas você imagina como esse processo é feito?

Antes de fazer seu anúncio, é preciso que o Facebook, o Adwords ou a rede na qual você escolheu anunciar, tenham a informação de quem são os usuários que já tiveram contato com seus canais.

Por isso, o Facebook, Adwords, Taboola, ou qualquer outra rede de anúncios, disponibilizam ferramentas para que essas pessoas sejam identificadas antes da criação do anúncio.

Abaixo, veja duas formas para fazer suas campanhas de remarketing e o que você precisa entender:

1. Sua lista de e-mails

A primeira forma de fornecer dados para as redes de anúncios é com sua lista de e-mail.

No Facebook, por exemplo, é possível integrar subir uma planilha com contatos de seus leads e direcionar anúncios personalizados para esse público.

Dessa forma, você cria mais um canal de interação com eles, não dependendo apenas da abertura do e-mail, mas comunicando também por meio do Facebook.

Um exemplo prático de como o remarketing pode ser usado para sua lista de e-mails é quando um Afiliado faz um anúncio no Facebook sobre um produto de culinária para sua lista de e-mails capturados em seu blog de receitas.

262

2. Pixel de remarketing

Diferente da lista de e-mails, o uso de um pixel é capaz de automatizar o processo de remarketing. Para isso, é preciso instalar em seu site o pixel fornecido pelas redes de anúncio, como o Facebook e o Adwords.

O pixel, além do recurso para criação de imagens na tela de seu computador, serve para capturar informações de quem acessa seu site por meio de cookies.

Com a informação que o pixel nos dá, é possível monitorar informações como a quantidade de visitas, o número de impressões de um anúncio e, claro, fazer campanhas direcionadas para públicos personalizados.

No final deste artigo, você encontrará um tutorial para que possa trabalhar com o remarketing em suas campanhas do Facebook, ok? Então, não deixe de ler até o fim.

Qual a diferença entre remarketing e retargeting?

Ao se falar de remarketing, é muito comum confundir com um outro conceito: o do retargeting. 

Não é pra menos, afinal, esses dois nomes são muito parecidos e possuem propostas semelhantes, mas não devem ser entendidos como sinônimos. 

O retargeting, que vem do inglês “target” (“alvo”, em português), usa mídias pagas com o intuito de obter o mesmo resultado que o remarketing, que é reengajar um usuário que já tenha contato com a mídia. 

A diferença está na forma como cada um faz isso. 

O remarketing é uma estratégia direcionada para email e alguma ação que o usuário faz no site como, por exemplo, abandonar o carrinho.

Já o retargeting são estratégias direcionadas a mídias pagas como os ads em redes sociais ou do Google. 

São métodos diferentes, mas não competem entre si: você pode – e ,na verdade, deve – utilizá-los juntos para impactar novamente um usuário de seu site ou uma pessoa que pesquisa sobre o seu negócio na internet!

Por que é importante investir em remarketing?

Um dos motivos que fazem dessa técnica tão importante é a possibilidade de “refrescar” a memória de quem já foi impactado por seu conteúdo. Isso facilita a interação entre seu site ou campanha.

A decisão de comprar algo pela internet envolve diversos fatores além do preço. São muitas variáveis que se aplicam ao processo, desde o dispositivo que o lead usa, até as avaliações que seus compradores fizeram do produto.

Por esse motivo, muitos empreendedores precisam de mais de uma interação com o consumidor para concretizar a venda. E uma das formas mais eficientes para retomar esse contato é por meio do remarketing em redes como o Facebook e o Google Adwords.

Se você der uma olhadinha em seu computador, provavelmente verá um anúncio de um site que você já visitou e deixou de comprar.

Os sites de e-commerce são mestres nessa técnica e você também deve dominar esse processo. Porém, essa ferramenta não se aplica somente às lojas virtuais.

A decisão de compra de produtos digitais também envolve muitos fatores. Por isso, o remarketing é uma opção mais inteligente para apresentar ao lead mais motivos para ele adquirir seu produto.

Já o motivo para fazer remarketing mais conhecido pelos usuários da Hotmart é poder recuperar compradores que abandonaram seu site. Afinal, em boa parte dos casos, muitos de seus visitantes vão sair de sua página antes de efetuarem uma compra.

Provavelmente, você também já desistiu de uma compra enquanto visitava uma página de vendas, certo?

Mas se você visitou uma página de vendas, é porque tem um pouco de interesse no que ela está oferecendo.  Ao receber o remarketing, você vê o produto novamente e pode acabar percebendo que foi um erro não comprá-lo da primeira vez, o que te leva a concluir a compra.

Quais são os tipos de interação do remarketing?

Muitos usuários desconhecem as possibilidades do remarketing e, para facilitar seu trabalho, veja a lista de alguns cenários que você pode aplicar na promoção de seus produtos:

Quando as pessoas abandonam sua página de vendas

É comum que as pessoas cheguem até sua página de vendas e não estejam preparadas para comprar. Seja pelo momento inapropriado para o pagamento, pelo desejo de pensar um pouco mais antes de concluir a compra ou, até mesmo, por não ter tido interesse no produto.

Fazer anúncios para pessoas que abandonaram sua página de vendas, relembrando sua oferta, oferecendo um bônus ou reafirmando as qualidades do produto, são ótimas opções para o remarketing.

Quando você quer trazer pessoas novamente para seu site

Você pode usar o remarketing para trazer para seu blog pessoas que já leram algum conteúdo postado.

O principal objetivo dessa técnica é fazer com que leitores de seu conteúdo de topo de funil sejam levados para conteúdos mais voltados para a conversão.

Por exemplo:

Se você tem um blog sobre maquiagem e seu objetivo é vender um Curso de Maquiagem Profissional, é possível criar conteúdos adequados ao nível de conhecimento de seu leitor, levando para ele novos posts até o ponto de transformá-lo em comprador.

Quando você está fazendo um lançamento e não quer depender apenas de e-mails

Uma das estratégias de venda de um produto digital é o lançamento. Ele é caracterizado por ter seu tempo de compra liberado apenas durante alguns períodos do ano.

Durante todo esse tempo em que o carrinho é aberto, e-mails são enviados aos possíveis compradores e uma das formas de potencializar essa mensagem é criando anúncios para sua lista de interessados.

Dessa forma, além do envio do e-mail, seus leads são impactados nas redes sociais e em outros sites que proporcionam o uso do remarketing.

(Veja também como fazer um lançamento de produto perfeito.)

Quando você quer vender um segundo produto para seus compradores

Vender um novo produto para quem já teve uma experiência de compra com você é muito mais fácil do que conquistar um novo comprador.

Pensando nisso, fazer anúncios de outros produtos por meio do remarketing para seus compradores é uma forma de aumentar o valor médio gasto por cada um deles em seu site.

Como criar uma campanha de remarketing?

Agora que você já entendeu quais são as vantagens e as possibilidades de fazer remarketing, confira o passo a passo para começar a usar essa estratégia em seu negócio.

Como fazer remarketing no Facebook?

O Facebook é uma das ferramentas mais simples para fazer o remarketing e é amplamente usado por usuários mais experientes no mercado online.

O processo é rápido e, para usar, basta ter uma lista de e-mails ou uma página na internet como blog, landing page ou site.

Preparativos para o remarketing

Tudo começa quando você cria um Público para o Remarketing.

Para isso, acesse o Gerenciador de Anúncios do Facebook ou, em algumas contas do Facebook, apenas Criar Anúncio, localizado na seta do canto superior direito de seu perfil na plataforma.

Depois disso, clique em Públicos, localizado no canto superior esquerdo de sua tela, nas três linhas ao lado de Gestor/Gerenciador de Anúncios:

remarketing - imagem indicando o botão de "Públicos"

Após esse momento, clique em Criar Público Personalizado:

remarketing - imagem indicando o botão de "Criar Público Personalizado"

Selecione a opção Tráfego do site para ter acesso ao pixel do Facebook:

remarketing - imagem indicando o botão de "Trafego no site"

Na tela que abrir, você configura seu pixel dando um nome para ele e, em seguida, clique em Criar:

remarketing - imagem indicando onde inserir o nome do pixel

Pronto, você acaba de criar seu pixel de remarketing do Facebook.

A tela que abrirá trará informações sobre como você pode instalar esse pixel em seu site. É possível usar uma integração, instalá-lo manualmente ou enviar as instruções de instalação por e-mail para um programador.

Se você não tem acesso a um programador, clique em Instalar o código manualmente para seguir as dicas e colocar o pixel do Facebook em seu site:

remarketing - imagem indicando onde pegar o código do pixel

Você receberá o código de seu pixel, que é o que deve ser instalado no cabeçalho de seu site.

remarketing - imagem indicando onde inserir o código do pixel

Copie esse código e cole-o em cima da tag </head>, que você encontra clicando com o botão esquerdo do mouse na primeira página de seu site e selecionando Exibir código fonte da página. A tag </head> será uma das primeiras linhas de seu código fonte.

Fique atento para não se esquecer de copiar nenhuma parte do pixel.

Pronto! Seu pixel de remarketing já está instalado.

Atenção: caso você seja Produtor ou Afiliado da Hotmart, salve o número de identificação do pixel para integrá-lo com a plataforma. Para isso, sugerimos que você o envie por e-mail para não perder esse número, ok?

Criando uma campanha de remarketing

Após instalar o pixel, é hora de criar sua campanha de remarketing.

A criação de um anúncio no Facebook envolve a escolha de uma boa imagem, um texto persuasivo e a total compreensão das regras da rede social.

Se você nunca criou um anúncio, recomendamos que entre no Hotmart Academy, o curso gratuito da Hotmart, e assista à aula na qual explicamos em vídeo o passo a passo para fazer um bom anúncio. Nessa aula, você tem todo o processo para criar seu retargeting.

Depois de ter o pixel criado, você já pode criar suas campanhas de remarketing. Para isso, crie uma campanha no Facebook e, na hora de definir o público, você deve selecionar em Público Salvo o nome do pixel ou lista que você deseja interagir.

 

Como fazer remarketing no Google?

Existem duas formas de fazer remarketing no Google: Rede de Display e Rede de Pesquisa.

A Rede de Display é uma espécie de grupo de sites parceiros que oferecem espaço em suas páginas para a divulgação de anúncios.

Esses espaços podem ser utilizados para a divulgação de banners para os usuários que estão em uma lista de remarketing. E é por isso que você às vezes encontra aquelas promoções que parecem te perseguir por todos os sites.

Já na Rede de Pesquisa, os anúncios são exibidos diretamente na página de resultados. Esses ads costumam estar acima dos resultados orgânicos e são identificados com a tag “Anúncio”.

Uma característica que difere o remarketing na Rede de Pesquisa daquele feito na Rede de Display é que os anúncios só são exibidos apenas quando o usuário procura sobre o assunto na página de busca. Assim, a chance de conversão aumenta.

Confira abaixo um passo a passo para criar uma campanha de remarketing no Google:

Instalando a tag do Google Ads

Faça login em sua conta do Google Ads

Clique no ícone de ferramenta, localizado no canto superior direito e, depois, em Gerenciador de públicos-alvo, na sessão Biblioteca compartilhada.

Ramaerketing no google: criando a conta no Google Ads

Em seguida, vá a “Origens de público-alvo” para visualizar um conjunto de origens com as quais é possível criar listas de remarketing.

No card “Tag do Google Ads”, clique em “Configurar tag”. Se você já configurou uma tag anteriormente, clique no ícone de três pontos e em “Editar origem”, no canto superior direito do card.

Criando Tag do Google Ads

Escolha o tipo de dados que a tag rastreará: dados padrão ou atributos específicos. Caso você queira coletar a ID de quem visitar seu site, basta incluir o parâmetro “ID do usuário”.

Depois disso, clique em Criar (ou salvar, no caso de uma tag já existente) e Continuar.

Quando a instalação começar, a tag global e o snippet de evento estarão prontos para usar. Você pode copiar o código, usar o Gerenciador de tags, baixar a tag ou enviá-la por email.

Para integrar o remarketing em seu site, copie o código e entre nas tags <head></head> do site. A tag global precisa ser adicionada a todas as páginas do site.

O snippet do evento pode ser adicionado a páginas específicas, facilitando o ato de acompanhar eventos dinâmicos desejados.

Clique em Concluído e, na tela de confirmação, clique novamente.

Criando uma lista de remarketing no Google Ads

Pronto, agora que você já instalou a tag, já pode criar listas de usuários que serão impactados pelo seu retarget. Como quem acessou as páginas de determinado produto ou realizou uma compra no site.

Para usar listas de remarketing no Google Ads, siga os passos abaixo:

Faça login no Google Ads. Para abrir a Biblioteca compartilhada, clique no menu da ferramenta e, em seguida, em “Gerenciador de públicos-alvos”.

Clique em “Listas de públicos-alvo”. Para criar uma lista de visitantes do site, clique no botão de adição e escolha “Visitantes do site”.

Criando lista de visitantes do site no Google Ads

Você ainda pode usar as opções de “usuários do aplicativo”, “usuários do YouTube” e “lista de clientes”.

Em seguida, dê um nome para a lista e escolha no menu suspenso a opção “Membros da lista”.

Aqui, você pode selecionar uma série de regras no menu “Páginas visitadas”. Adicione as condições para que os cookies de visitantes sejam coletados.

Adicionando os as condições para que os cookies de visitantes sejam coletados no Google Ads

Defina um valor para o tamanho inicial da lista, com a quantidade de visitantes que você teve em determinado período.

Você também pode definir uma duração de associação. Ao mesmo tempo, você pode escolher o tempo que cada visitante permanecerá em sua lista.

Quando concluir o processo, clique em “Criar público-alvo”.

Pronto! Agora, é só usar essas listas ao criar campanhas e grupos de anúncio no Google Ads.

Como integrar seu pixel de remarketing na Hotmart?

Agora que você já sabe como criar um pixel de remarketing, vamos te mostrar como é possível integrar seu pixel de rastreamento com a Hotmart.

Além dos dados para o remarketing, com essa integração, fica muito mais simples integrar anúncios com nossos Hotlinks.

Para integrar a Hotmart com seu pixel do Facebook basta:

  1. Acessar o Menu Ferramentas e clicar no box do Pixel de Rastreamento.
  2. Selecionar a opção Facebook e colar o ID do Pixel do Facebook.

No caso do Google Analytics, o processo é parecido:

  1. Acesse o Menu Ferramentas e clique no box do Pixel de Rastreamento.
  2. Selecione a opção Analytics e colar o ID de acompanhamento Google Analytics. Vale lembrar que o número do ID é encontrado em informações de acompanhamento.

Comece a fazer remarketing

Como você deve ter percebido, o remarketing é um recurso que só tende a evoluir em nosso mercado e ele é muito importante para o empreendedor digital, pois possibilita que você encontre o público ideal para suas campanhas de marketing.

Se você não tiver um site ou lista de e-mails, vale a pena investir nessas ferramentas para aproveitar todas as oportunidades que o pixel oferece. Por isso, antes de começar a investir nesse tipo de campanha, gaste um tempo criando listas específicas para cada etapa da jornada do comprador interessado em seu produto.

No início, esse tipo de estratégia pode parecer um pouco complicada. Mas, com o tempo e a utilização, você perceberá que ficará cada vez mais fácil fazer remarketing em suas campanhas.

Gostou dessas informações e quer conhecer mais ferramentas para ajudar a melhorar seu negócio digital? Entenda tudo sobre URL builder e veja como ele pode te ajudar a rastrear suas páginas.


Este post foi originalmente escrito em fevereiro de 2017 e atualizado para conter informações mais completas e precisas.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.