Sparkle app icon

Sparkle App
Participe da comunidade exclusiva do nosso blog!
Grátis -

VER

O que é ócio criativo e como ele pode te ajudar no trabalho

O que é ócio criativo e como ele pode te ajudar no trabalho

Sabia que é possível conciliar momentos de descanso e lazer com uma rotina produtiva e trabalho de qualidade?

Você já pensou em conseguir ter ideias para alavancar sua carreira ou seu negócio enquanto aproveita os momentos de lazer? E se te falássemos que o ócio criativo é excelente para trazer essas experiências e potencializar ainda mais sua produtividade enquanto estiver trabalhando?

Apesar de muitas pessoas apontarem problemas para trabalhar de casa, o ócio produtivo pode ser fundamental para despertar grandes ideias, interesses, ajudar no relaxamento da mente e foco durante as atividades diárias.

E mesmo que a palavras “ócio” seja relacionada a coisas negativas em nossa cultura, você conseguirá compreender que o ócio criativo pode ser bem diferente de procrastinação, do tédio ou falta de interesse por determinada atividade.

Agora, se você deseja saber um pouco mais sobre esse conceito e como utilizá-lo a seu favor no escritório ou no trabalho em home office, continue conosco até o final deste artigo para saber com o ócio criativo pode mudar sua experiência de produtividade.

O que é ócio criativo?

O ócio criativo está relacionado a saber conciliar momentos de lazer e trabalho de maneira equilibrada, fazendo com que nenhuma das áreas da sua vida seja sobrecarregada. 

Em outras palavras, é você ter a possibilidade de reservar um tempo do seu dia para fazer coisas que sejam realmente importantes e que te deem prazer, fazendo com que seu cérebro “relaxe” e consiga pensar em outras coisas além do trabalho.

O conceito do ócio criativo surgiu em meados dos anos 2000, através de estudos realizados pelo professor e sociólogo italiano Domenico de Masi.

O estudioso defende a ideia de que inserir atividades que tragam descanso e lazer em meio à jornada de trabalho são fundamentais para que o cérebro consiga produzir novas ideias. Isso também faz com que sua motivação diante do trabalho não seja prejudicada.

Portanto, se você utilizar o ócio criativo a seu favor, além de conseguir ser mais produtivo, você poderá até mesmo se tornar um profissional melhor.

Qual a diferença entre ócio criativo e procrastinação?

Apesar do conceito geral parecer o mesmo, existe uma diferença bem grande entre o ócio criativo e a procrastinação.

A procrastinação está relacionada ao ato de deixar tarefas importantes para serem feitas em outro momento, adiando sua execução ao máximo. Isso, além de trazer resultados negativos para o seu dia, acaba acumulando seu volume de serviço.

Como consequência, a agenda do profissional acaba ficando mais sobrecarregada do que o habitual e pode levar uma pessoa a picos de estafa mental.

Já o ócio criativo, apesar de indicar pausas estratégicas durante o período de trabalho, não sugere que suas atividades do dia sejam postergadas.

Ao contrário disso, a metodologia que envolve tempo de descanso durante o horário de trabalho é feita justamente para ativar a criatividade e produtividade durante o trabalho, fazendo com que as tarefas tenham melhores resultados.

Por isso, saber detectar quando suas pausas são relacionadas a ócio criativo ou quando acaba sendo uma forma de procrastinação, é fundamental para que suas atividades diárias não sejam afetadas de maneira negativa.

Como o ócio criativo funciona, afinal?

Para que você consiga inserir o ócio criativo no seu dia a dia, é importante entender como ele funciona na prática.

Ainda de acordo com os estudos de De Masi, o ser humano costuma passar três vezes mais tempo “não fazendo nada” do que desempenhando suas atividades profissionais. E por termos tanto tempo livre, é importante aproveitá-los de maneira estratégica.

Não adianta tirarmos os momentos de lazer e prazer de nossa agenda. Simplesmente precisamos organizá-los de forma inteligente. E forçar o cérebro a desempenhar atividades quando ele não está preparado por isso pode ser mil vezes pior do que fazer pequenas paradas em sua jornada.

O importante, é que você consiga detectar atividades que te façam feliz e despertem prazer ao longo da semana e as insira em seu cronograma semanal. Para não perder o controle da situação, aprender a gerenciar melhor o tempo é uma excelente alternativa.

Como colocar o ócio criativo em prática?

Para que você tenha a melhor experiência durante o seu ócio produtivo, é importante estar atento a algumas situações importantes para que você não perca tempo demais durante as pausas de lazer durante o trabalho.

No início, isso poderá te tirar da sua zona de conforto. Porém, colocando todas as dicas em prática, você logo poderá ver seu rendimento aumentar durante as suas funções.

1. Entenda os limites da mente humana

Apesar de muito se falar em produtividade e rendimento no trabalho, é fundamental que você entenda que nem sempre todos os momentos de descanso serão realmente produtivos. Isso depende do seu fluxo de trabalho e também, se a sua mente está preparada para criar alguma coisa diferente.

Nem sempre ideais brilhantes aparecerão nesses momentos de descanso. Mas é necessário que você mantenha essas pausas em sua agenda para ajudar o seu cérebro a ter um descanso. Principalmente se você estiver trabalhando de maneira autônoma ou como freelancer.

Acredite, os melhores insights aparecem em momentos de total descontração e sem envolver qualquer tipo de pressão por resultados.

2. Tenha sempre um caderno de anotações

Apesar de parecer clichê, uma das melhores dicas para quem deseja inserir o ócio produtivo dentro da rotina é ter por perto um caderno de anotações. Afinal, quantas vezes você já teve uma boa ideia e, meia hora depois, esqueceu porque não anotou as informações?

Ter um caderno específico para guardar boas ideias pode te ajudar em muitos aspectos. Ao revisitar as informações anotadas, é possível melhorar processos internos do seu serviço, otimizar funções ou até mesmo criar um negócio do zero.

Não confie no seu cérebro quando se trata de insights e processos criativos. Anote tudo o que puder e depois, filtre as informações que são verdadeiramente relevantes.

3. Faça pausas ao longo da jornada

O ócio criativo não é construído de momentos de pausa muito grandes, mas sim, em tempos que sejam necessários para que o seu cérebro consiga “respirar” para voltar a trabalhar de maneira mais funcional.

Às vezes, duas pausas de quinze minutos ao longo do dia podem ser muito mais interessantes para sua rotina de trabalho do que um único descanso de meia hora no meio da jornada.

Outra dica importante está em conseguir identificar quando o seu corpo começa a apresentar sinais de baixa produtividade. Neste momento, as pausas são fundamentais para continuar mantendo a qualidade do seu serviço eficiente.

4. Aprenda a relaxar de vez em quando

Apesar de parecer difícil quando estamos imersos em nossas tarefas, tirar um tempo para nós de vez em quando é fundamental para nos mantermos atentos e principalmente, não encaramos o serviço como obrigação ou algo negativo.

O ócio criativo é indicado para nos proporcionar bem-estar e relaxamento durante tarefas que nem sempre são fáceis de serem desempenhadas.

Algumas dicas do que você pode fazer para passar esse tempo de maneira mais prazerosa é selecionar atividades que você goste muito de fazer quando está de folga e encaixá-las, se possível, nesses momentos, como:

  • ver um episódio da sua série favorita;
  • comer um lanche diferente;
  • ler um livro que não tenha correlação com o seu trabalho;
  • jogar algum jogo;
  • conversar com amigos;
  • dormir se possível.

Lembre-se sempre que o grande segredo não é o tempo exagerado em cada uma das tarefas, e sim como você aproveita o seu tempo para transformar o seu dia em algo prazeroso mesclando trabalho e descanso.

Para quem o ócio criativo é indicado?

O ócio produtivo é recomendado para qualquer pessoa que tenha um dia intenso de tarefas e que perceba que a produtividade acaba sendo afetada de maneira direta durante o passar do tempo.

Como vimos ao longo deste artigo, a quantidade de tempo de tarefas e ócio é irrelevante desde que suas tarefas diárias sejam concluídas da melhor maneira possível. Também é necessário estar de olho para que você não transforme o ócio criativo em uma desculpa para procrastinar em suas tarefas. Caso contrário, nada disso fará sentido. 

E se mesmo assim, você sente que a sua produtividade acaba sendo afetada ao longo do dia, que tal aprender técnicas de produtividade para fazer com que o seu trabalho seja o melhor possível?

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.