Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar Três dias imperdíveis para aprender tudo sobre o mercado digital!

Três dias imperdíveis para aprender tudo sobre o mercado digital!

Garanta seu ingresso

Como ser um bom orador e arrasar em seus vídeos?

Como ser um bom orador e arrasar em seus vídeos?

Descubra como ser informativo, ter um discurso agradável de ouvir e, ainda por cima, envolver o público!

Um ótimo orador é aquele que instrui, deleita e comove. É o que dizia Cícero, filósofo romano conhecido pelos seus estudos da arte de falar em público. Partindo disso, podemos dizer que a boa oratória é informativa, mas ao mesmo tempo agradável e envolvente.

Quem domina a oratória consegue prender a atenção do público, persuadir sutilmente e causar impacto.

Três belos resultados, não é? Ainda mais para produtores de vídeos. Por isso, acompanhe o texto e aprenda a ter uma boa performance em exposições orais!

As três lições de Cícero

Marco Túlio Cícero foi o maior orador do Império Romano. Além de um grande estudioso sobre o tema, ele usou os próprios métodos do discurso persuasivo para se tornar um dos mais célebres advogados da Antiguidade.

A boa notícia é que a oratória não serviu apenas nos tribunais romanos. Ela é, ainda hoje, uma ferramenta poderosa para apresentações orais de todos os tipos, inclusive nos conteúdos em vídeo.

Afinal, instrutores que têm excelente performance no discurso oral fazem o material em vídeo ficar muito mais rico. O resultado é um público que se envolve, aprende bastante e ainda tem vontade de sair mostrando o conteúdo para todo mundo — já pensou?

Então, que tal aprendermos um pouco sobre as lições de Cícero? Em sua obra De oratore (traduzida como Sobre o orador), ele explica que “instruir é seu dever, deleitar é honroso, comover é necessário”. Vamos entender melhor?

Instruir: como ser claro e informativo?

O primeiro objetivo de um bom orador é instruir, ou seja, transmitir conhecimentos. Para isso, o produtor de vídeos precisa contar com uma boa dose de clareza para que o conteúdo seja, de fato, informativo para o público.

O que ajuda muito nesse sentido é ser especialista no assunto. É mais complicado explicar bem um tema que não dominamos do que um que conhecemos de trás para frente, concorda?

Por isso, a dica é se aventurar pela produção de conteúdos que têm a ver com a sua formação ou, ainda, estudar bastante antes de iniciar a gravação. O objetivo é agregar valor à audiência, então, nada de produzir materiais rasos e pouco instrutivos, hein?

Deleitar: como ter um discurso agradável de ouvir?

Se o dever do orador é instruir, deleitar é sua honra. Causar prazer e satisfação em quem ouve o seu discurso é realmente muito recompensador, não é? Mas como falar de um jeito que seja agradável?

Bem, ter uma boa dicção é metade do caminho andado! Para tanto, você pode:

  • fazer exercícios de fonoaudiologia;
  • ler bastante para refinar o seu conhecimento sobre a língua;
  • assistir apresentações de ótimos palestrantes para se inspirar;
  • prestar atenção à pronúncia das palavras.

Outra sugestão é preferir uma comunicação mais empática. Já ouviu falar no rapport? Trata-se de uma técnica estudada pela neurolinguística para estabelecer contatos que gerem harmonia e cooperação mútua. Vale a pena conhecer!

Comover: como criar conexões e envolver o público?

Agora, a cereja do bolo de uma excelente oratória: comover o público — uma necessidade, de acordo com Cícero. Isso não quer dizer que você precisa levar a sua audiência às lágrimas em todo material. Calma! A ideia é muito mais sutil.

A questão-chave é fazer com que o público crie associações e conexões afetivas com seu conteúdo, de modo que fique verdadeiramente engajado. Além de ser excelente para o marketing espontâneo, esse resultado contribui para um aprendizado mais consistente.

Uma boa pedida nesse sentido é aprender um pouco sobre storytelling. A prática de contar histórias é uma baita estratégia para envolver o público, estimular a retenção de informações e proporcionar boas experiências ao espectador.

A oratória na produção de vídeos

Para que a sua performance oratória seja ainda melhor nos vídeos, preparamos outras dicas práticas que devem fazer parte da sua rotina de gravação. Anote aí!

Tenha um roteiro

Não é tão simples gravar vídeos de qualidade se o seu objetivo é ser mais informativo. Diferentemente dos vlogs, conteúdos voltados para a transmissão de conhecimentos de algum tipo, precisam ter uma boa preparação anterior.

Por isso, o hábito de escrever roteiros é mais que bem-vindo. E o melhor é que ter uma lista de tópicos essenciais para desenvolver é uma boa pedida para a oratória, também. Afinal, esse cuidado ajuda a manter o discurso coeso, coerente e linear.

Ensaie antes da gravação

Uma das grandes vantagens dos vídeos gravados é que você não fica diretamente em frente ao público. Então, que tal usar os bastidores ao seu favor? Ensaie uma, duas ou mais vezes antes de começar a gravar.

A ideia é analisar a efetividade da sua oratória e, se for necessário, realizar ajustes no roteiro. Mas atenção: ensaiar não é o mesmo que decorar. Preze pela naturalidade durante a gravação.

Faça exercícios vocais

Alguns exercícios vocais e faciais ajudam muito antes de uma exposição oral. Eles servem para relaxar a voz e a melhorar a dicção. São exemplos os trava-línguas, as rimas, os gargarejos e os alongamentos da musculatura facial.

Atente à linguagem corporal

A linguagem corporal serve para complementar a transmissão de informações — e ela pode ser decisiva na oratória. Por isso, ensaie também os movimentos quando for preparar o texto.

O ideal é encontrar um meio-termo para não ficar parado durante a gravação, mas também não tirar a atenção do conteúdo com gestos muito expressivos.

Use a edição ao seu favor

Por último, a edição pós-produção é muito importante para dar os retoques finais na sua performance. Você pode, por exemplo, cortar vícios de linguagem, pausas longas e até mesmo mudar a ordem de algumas frases para deixar o discurso mais claro.

A arte de instruir, deleitar e comover

A oratória é uma verdadeira arte. Não é à toa que ela foi protagonista nos estudos de grandes filósofos e pensadores da história da humanidade. Cícero, Córax, Aristóteles, Górgias e muitos outros eruditos tentaram desvendar os mistérios de um discurso envolvente.

Na produção de vídeos, a sua performance oral pode ser decisiva na qualidade do material e na experiência do público. Por isso, lembre-se de transmitir as informações com clareza, usar técnicas que ajudam a criar conexões e se preparar bastante antes de colocar a câmera para gravar.

Agora, para criar conteúdos educativos, você precisa ir ainda um pouco além da oratória. Veja nosso e-book sobre como criar um curso online e aprenda outras etapas importantes dessa produção!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.