Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar Três dias imperdíveis para aprender tudo sobre o mercado digital!

Três dias imperdíveis para aprender tudo sobre o mercado digital!

Garanta seu ingresso
Fechar MiniCurso Hotmart Professor Online

MiniCurso Hotmart Professor Online

5 aulas gratuitas para você aprender a ser um professor online.

Inscreva-se já!

Os 6 principais desafios do educador iniciante ao preparar aula a distância

Os 6 principais desafios do educador iniciante ao preparar aula a distância

Descubra como superar os erros mais comuns de quem começa a dar aulas online.

Muitas pessoas viram na internet uma oportunidade de trabalhar com aquilo que gostam e ainda compartilhar seus conhecimentos com outros. Com isso, vemos uma crescente na carreira de Produtor de conteúdo, pessoas que criam seus próprios cursos online.

Porém, como boa parte delas têm uma grande bagagem profissional — mas nem sempre tiveram uma experiência anterior com o ensino e nem com o trabalho na internet —, os desafios aparecem. Um deles é preparar aula e tornar a explicação sobre o tema abordado realmente didática.

Nós temos acompanhado muitos educadores iniciantes na EAD e fizemos um levantamento sobre os principais desafios que eles enfrentam nesta nova abordagem de ensino.

Quer saber quais são eles? Continue a leitura do post!

1. Estruturar o curso de forma didática

Para ter sucesso com o seu curso, é fundamental que ele cumpra o que promete. É essa qualidade que vai render avaliações positivas e recomendações.

Portanto, se a proposta é que os alunos aprendam a fazer 5 bolos de personagens da Disney, por exemplo, ao final das aulas, eles precisam ter todas as informações e explicações necessárias para executar essa tarefa.

Para isso, o professor deve se colocar no lugar da sua audiência.

Ele precisa pensar como se não soubesse nada sobre o assunto e planejar cada passo para que o aluno adquira progressivamente o conhecimento necessário para alcançar o objetivo final.

Portanto, é importante organizar os tópicos, começando do mais simples para o mais complexo.

Se o curso exige que o aluno coloque a mão na massa e utilize determinados materiais, por exemplo, o ideal é que o professor disponibilize a lista logo no início das aulas. Ele pode separar o que será necessário na aula 1, na aula 2 e assim por diante. Assim, o aluno consegue se preparar com antecedência.

2. Criar um bom plano de aulas

É importante que cada aula tenha começo, meio e fim, mas deixando um gancho para despertar o interesse do aluno para o próximo encontro.

Na EAD, essa capacidade é ainda mais relevante, já que não existe uma obrigatoriedade de presença e a pessoa pode adiar por um longo tempo o retorno ao material. Isso é ruim para a aprendizagem dele e também para a reputação do seu curso.

Portanto, a aula bem planejada é o segredo para o engajamento dos alunos.

Para fazer esse planejamento, você precisará:

  • escolher um tema;
  • definir seu objetivo;
  • identificar qual é a melhor metodologia para abordar o assunto e promover a aprendizagem;
  • selecionar e preparar os materiais (infográficos, apresentações, videoaulas, conteúdo complementar);
  • determinar um período de tempo para cada aula;
  • elaborar uma avaliação.

3. Investir em material para lecionar

Em um curso online, muitas vezes o professor só vai precisar de ferramentas digitais para explicar seu conteúdo e chegar ao resultado necessário. Porém, existem outras aprendizagens que exigem o uso de material concreto.

Alguns exemplos são os cursos que envolvem a culinária.

Geralmente, o professor não vai apenas explicar a receita ou a execução. Ele precisará fazer diante dos alunos (por meio da câmera) e mostrar o passo a passo.

O mesmo raciocínio pode ser aplicado à aprendizagem de artesanato, pintura, consertos, entre outros.

Portanto, em algum momento, será preciso investir em material para lecionar.

Comece pelo básico, por itens essenciais para que a sua aula aconteça e seus alunos entendam a mensagem.

A partir desse investimento inicial, amplie seu arsenal de materiais progressivamente, de acordo com as necessidades reais do seu curso.

4. Performar diante da câmera

Enquanto algumas pessoas são extrovertidas e adoram as lentes, outras são tímidas e enfrentam um verdadeiro bloqueio diante das câmeras.

Além de vencer a timidez, é importante prestar atenção à sua presença e gestos para melhorar sua apresentação.

Nesse momento, é importante não ficar parado o tempo inteiro, mas também não exagerar na movimentação.

O ideal é que você consiga ter uma interação natural com as pessoas, sempre olhando para a câmera, como se estivesse olhando nos olhos dos alunos que estão do outro lado da tela.

Antes da gravação, ensaie!

Estude o roteiro em voz alta e diante do espelho, prestando atenção na entonação das palavras, nas suas expressões faciais e nos gestos.

Treine muito e repasse suas falas para manter uma boa linha de raciocínio e não se perder no meio de toda explicação.

Se essa é sua principal dúvida, confira nossas dicas para te ajudar a sair bem frente às câmeras:

5. Cuidar dos aspectos técnicos da apresentação

A maioria das pessoas não está familiarizada com esse tipo de produção. Por isso, algumas gravações podem ser desafiadoras também no aspecto técnico.

Iluminação, uso do microfone, posição da câmera para que o aluno visualize bem o procedimento que está sendo executado, captura da tela do computador, entre outros detalhes podem ser muito desafiadores.

Se você ainda não pode contar com uma equipe técnica para cuidar desses assuntos — o que também acontece com a maioria dos professores iniciantes da EAD —, não tem outro jeito: o caminho é estudar!

Procure informação sobre esses tópicos em blogs e sites, faça testes e aperfeiçoe esses aspectos a cada aula.

Mas não use isso como desculpa para não começar a gravar seus conteúdos. Comece como você conseguir e vá aprimorando sempre.

6. Dar assistência aos alunos

É normal que as pessoas fiquem com alguma dúvida depois da aula. Por isso, um dos diferenciais que seu curso pode apresentar é a assistência ao aluno.

Ela pode acontecer por meio de fóruns ou grupos fechados do Facebook — uma alternativa que muitos Produtores estão usando.

Dessa forma, seus espectadores não ficarão perdidos sem um tutor que os ajude a tirar o máximo proveito do curso.

O que você aprendeu

Esperamos que este conteúdo tenha mostrado quais são os principais desafios de um professor no curso online. Porém, a nossa expectativa é que você tenha percebido que todos eles têm solução.

Alguns dos desafios, como preparar aula, serão superados com o exercício, com a prática. Outros dependem da obtenção de mais conhecimento.

O que realmente importa é que você não desista do seu projeto. Ele é importante não só para aumentar seus rendimentos, mas também para a instrução das outras pessoas.

A EAD no Brasil é a alternativa que a maioria das pessoas têm para buscar uma solução pontual para seus problemas: uma maneira rápida, acessível e efetiva para adquirir conhecimento e desenvolver habilidades importantes para a vida pessoal e profissional. Então, use sua experiência para ajudá-las e você será recompensado com isso!

Que tal começar a aprender agora a superar um desses desafios? Continue no blog e descubra como criar um plano de aula para seu curso online.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.