Como criar um plano de negócios para vender seu produto digital?

Como criar um plano de negócios para vender seu produto digital?

Aprenda a criar um plano de negócios para vender o seu produto digital e fazer escolhas certas para o seu negócio

Se você está começando no mercado digital ou pretende aumentar o alcance do seu produto, precisará de um plano de negócios bem definido.

O plano de negócios é o documento que orientará suas ações, respondendo questões elementares como: o que é a minha empresa? Aonde eu pretendo chegar com o meu negócio? Qual é o potencial de crescimento do meu produto? Quanto eu espero estar ganhando no próximo ano? E assim por diante.

Nesse caso, a pergunta a se fazer não é “eu devo ter um plano de negócios?”, mas sim “como escrever um plano de negócios que ajude-me a alcançar os resultados esperados?”.

Se você ainda não sabe as respostas para nenhuma dessas perguntas, continue lendo este texto até o final!

O que são planos de negócios?   

Os planos de negócios ou business plan são documentos estratégicos utilizados por empreendedores para transmitir sua visão de negócios para os membros da sua equipe ou para potenciais investidores. Além de cumprir um papel chave na captação de novas parcerias, um plano de negócios bem embasado te ajuda a  estabelecer metas e a identificar as melhores estratégias para lidar com a sua persona.

Isso significa que você poderá concentrar sua energia e seus recursos no que você realmente precisa fazer, ao invés de desperdiçar seus esforços em ações que não trarão resultados para o seu empreendimento.

O que eu preciso considerar ao criar o meu plano de negócios?  

A primeira coisa que você deve fazer é determinar seus objetivos a curto, médio e longo prazo, considerando um período de até 12 meses. Qualquer que seja seu objetivo de negócio, um ano é tempo mais que suficiente para avaliar se você está no caminho certo.

Um exercício que ajuda bastante nessas horas é  escrever tudo o que vier à sua cabeça. Feche seus olhos e tente se imaginar no próximo ano. Onde você está? O seu negócio cresceu? Você possui uma base sólida de clientes? Você já consegue sustentar a sua família, apenas com o seu empreendimento? Considere suas respostas como sendo suas metas macro.

Em seguida, separe as metas em componentes para definir quais as ações que você precisa colocar em prática para alcançar esses resultados. Se seu objetivo é aumentar a visibilidade do seu produto nas redes sociais você precisará investir em anúncios no Facebook, Linkedin, Instagram ou qualquer outro canal onde sua audiência estiver.     

Como escrever um plano de negócios que realmente funcione?  

Agora que você entendeu por que precisa de um plano de negócios é hora de partir para a ação!  Um bom plano de negócios é aquele que responde o máximo de perguntas possíveis sobre um empreendimento e, apesar de não existir nenhum plano de negócios igual ao seu, existem questões que são comuns a todos.

Vamos à elas!

Análise da empresa  

  • Quais produtos e/ou serviços você oferece?
  • Quais são os pontos fortes do seu negócio?
  • Quais ações você pretende implementar para obter uma vantagem competitiva no seu nicho de atuação?

Análise de mercado

  • Como funciona seu mercado?
  • Existe espaço para o seu negócio crescer?
  • Como as tendências do mercado afetam suas metas?

Análise competitiva

  • Quem são os líderes do seu segmento?
  • Quais são os pontos fortes e fracos da sua concorrência?
  • Como eles fazem a divulgação do próprio produto?
  • O que funciona para eles e que pode ser adaptado para o seu negócio?  

Análise do Cliente

  • Quem é a sua persona?
  • Onde ela busca informação?  
  • Quais são seus perfis demográficos?
  • Quais os problemas que ela enfrenta no dia a dia e, principalmente, como você pode solucionar esses problemas?

Plano de Marketing

  • Como você divulgará o seu produto? (vídeos, posts, ações promocionais, e-mail marketing)
  • Quais canais que você utilizará para falar com o seu cliente?(página de vendas, landing page, fanpage, site, blog, canal no YouTube, etc)
  • Quanto você pretende investir em anúncios? (nesse caso uma estimativa, já que esse valor variará conforme seus objetivos e o desempenho das suas campanhas)  

Plano de Operações

  • Qual é o seu plano de ação?
  • Quais são os marcos que você deve atingir até o final do ano?
  • Se você possui sócios no seu negócio, quais são as atribuições de cada um?

Plano Financeiro  

  • Quanto de dinheiro você precisará para criar seu produto?
  • Quanto você precisará para fazer sua divulgação?
  • Você terá um serviço de suporte ao comprador?
  • Você  contratará ferramentas de automação de marketing?
  • Quantas pessoas trabalharão com você?

Produtores e Afiliados que optam pela Hotmart como plataforma de vendas têm direito a diversos desses serviços, sem pagar a mais por isso.

Respondendo essas questões, você estará apto a criar um plano de negócios que realmente condiz com seus objetivos. Mas lembre-se de sempre voltar à essas perguntas a medida que o seu negócio for crescendo para certificar-se que a sua estratégia ainda está coerente com o produto ou serviço que você oferece.

Como aliar seu plano de negócio ao seu plano de marketing? 

Ao criar um plano de negócios você automaticamente pensa nas ações que podem gerar mais vendas, certo? Exatamente por isso o seu plano de marketing é uma peça chave para seu negócio!

Nós já vimos aqui no blog que não importa o quão bom seu produto é, se ninguém conhecê-lo. Ou seja, seu produto precisa ter visibilidade! A má notícia é que, assim como você, milhares de pessoas lançam produtos diariamente. Sendo assim, será necessário investir tempo e esforço para diferenciar-se da sua concorrência e tornar-se referência naquilo que você faz.

Sua comunicação precisa ser envolvente e gerar empatia, a ponto de convencer os usuários de que seu produto é ideal para o problema que eles estão enfrentando.

 Já não basta simplesmente satisfazer clientes, é preciso encantá-los 

A frase acima, do estudioso de Marketing Philip Kotler, resume bem a importância do plano de marketing para o sucesso do seu empreendimento. E ela deve ser seu mantra daqui para frente, caso você queira oferecer uma experiência cada vez mais completa para seus compradores, tanto no pré como no pós-venda.

Para criar uma comunicação que realmente funciona você precisará alinhar três aspectos: mensagem, público-alvo, orçamento.

Mensagem  

Para encantar seu visitante, sua mensagem deve ir muito além do “meu produto é bom”. Você precisa oferecer conteúdo realmente valioso e que seja compatível com a etapa em que o usuário está no funil de vendas.

Para identificar qual conteúdo é mais relevante você precisará segmentar sua audiência em: pessoas que não conhecem seu produto, pessoas que já pesquisaram sobre seu produto, e pessoas que já adquiriram seu produto ou estão inscritas no seu site. Se você está começando agora a sua audiência é, em sua maioria, de topo de funil, ou seja, ela precisa identificar que tem um problema primeiro.

Audiência

A menos que você tenha um produto voltado a um nicho muito específico,  sua audiência está sempre em expansão. Todas as pessoas que compartilham dos mesmos interesses da sua persona são clientes em potencial.  As Redes sociais são grandes aliadas para divulgar produtos de nicho, pois concentram pessoas com interesses parecidos no mesmo lugar.

No caso do Facebook você pode utilizar o recurso Públicos Semelhantes (lookalike audiences) do Facebook Ads, para direcionar sua comunicação para perfis semelhantes aos do seus seguidores.

Orçamento 

Depois que você decidiu sua mensagem e o seu consumidor ideal é hora de definir o valor que você investirá nas suas ações de marketing, incluindo gastos com campanhas, site, ferramentas de automação de marketing, etc. Lembrando que esse valor é uma estimativa e está sujeito à mudanças, conforme seu negócio vai amadurecendo e o seu produto se tornando mais conhecido.

No primeiro mês suas ações são mais focadas em gerar visibilidade para seu produto, então é natural que você invista mais em mídia paga. Com o tempo suas estratégias ficarão mais qualificadas e, talvez, você poderá alocar recursos em outras áreas do seu empreendimento. Por isso não se preocupe em ser preciso nos valores!

Sua estimativa de gasto é apenas um referencial para você identificar se está gastando muito ou pouco para atingir as metas que você estabeleceu lá no início.

Quando eu devo revisar o meu plano de negócios?   

Pode parecer clichê, mas a resposta para essa pergunta é: sempre que possível. Você deve atualizar seu plano de negócios toda vez que houver uma mudança significativa no seu empreendimento, no seu mercado ou nos hábitos de consumo da sua persona.

Embora isso possa parecer trabalhoso é exatamente o oposto: o plano de negócios atualizado te poupará esforço e recursos, porque ele já exclui tudo aquilo que você testou e viu que não funciona para a sua empresa, especialmente no mercado de produtos digitais onde as coisas estão em constante transformação.

Mas se, por algum motivo, você não puder adotar a frequência máxima, atualize seu plano de negócios pelo menos uma vez por ano para ter uma visão ampla de todas as ações que colocou em prática e como elas impactaram seus resultados.

Escute o que seu público tem a dizer

Para melhorar seu desempenho em vendas você precisa saber o que mais agrada sua audiência. Você pode descobrir isso por meio de testes A/B, analisando os dados do seu negócio, mas a forma mais simples de fazê-lo ainda é promovendo pesquisas de satisfação/opinião.

Abrir espaço para seus clientes manifestarem suas dúvidas e reclamações é uma forma de nutrir seu relacionamento com seus leads e mantê-los engajados, além de fornecer insights para você melhorar aquilo que não está tão bom.

Não tenha medo de mudar o rumo

Você precisa entender que todos os planos de negócios são falhos, pois são baseados em suposições e não conseguem prever todas as mudanças do mercado. Pode ser que você faça um planejamento prévio para um ano e fique sem dinheiro para investir logo no primeiro mês, assim como pode acontecer o contrário e você recuperar todo o dinheiro que investiu logo no primeiro lançamento.

Muitas variáveis influenciam a decisão de compra do seu consumidor. Então, qualquer um dos cenários acima exigirá uma mudança no seu plano de negócios. Seja para evitar que o seu empreendimento vá à falência, seja para se tornar uma referência online.

Gostou das nossas dicas? Deixe sua dúvida nos nossos comentários e aproveite para acompanhar a Hotmart nas Redes Sociais!