Como investir em publicidade paga sem perder dinheiro

Como investir em publicidade paga sem perder dinheiro

Conheça as principais vantagens da publicidade paga e saiba como utilizá-la para alavancar seus negócios

Em um mundo ideal a linha do tempo do seu negócio seguiria a seguinte ordem: você cria uma empresa > cria seu site/ blog/ redes sociais > conquista dezenas de seguidores > sua marca vira um sucesso > você começa a ganhar dinheiro com isso.

Só que a gente sabe que alcançar a curva de maturidade do seu negócio requer muito tempo, esforço e um certo conhecimento para otimizar seus canais para conversão.

É claro que existem casos de pessoas que criam suas empresas e, em menos de seis meses, alcançam a liderança em seus segmentos, mas você precisa saber que esses casos são a exceção e não a regra!

Isso significa que meu negócio vai fracassar? 

Pelo contrário! Neste post vamos apresentar uma alternativa para que você consiga conquistar clientes de forma eficiente e percorrendo um caminho menor: a publicidade paga.

Mas veja bem, não estamos dizendo aqui que você deve abandonar o seu trabalho de SEO e deixar de investir na qualidade do seu conteúdo.

A publicidade paga vai servir apenas como um catalisador para atrair sua audiência, o trabalho de converter e de encantar sua audiência dependerá de você e, principalmente, da qualidade do conteúdo que você compartilhará na sua página.

A seguir mostramos como a sua empresa pode otimizar seus anúncios seguindo os princípios de inbound marketing.

SEO X Publicidade paga

O principal objetivo dos buscadores é mostrar aos usuários o conteúdo mais relevante relacionado a um determinado termo. Em poucas palavras, os sites que lideram a busca orgânica são aqueles que atendem aos padrões de qualidade daquele buscador.

No caso do Google são mais de 200 fatores analisados para rankeamento de um site, baseados na experiência do usuário.

Chegar nos primeiros lugares da busca orgânica requer tempo e um trabalho contínuo de SEO, além de adequação constante do conteúdo para manter a página atualizada e, consequentemente, relevante.

Isso pode e deve ser feito, mas até que você se torne referência em determinado assunto é necessário ter visibilidade na internet para divulgar sua marca e vender seu produto, afinal, você precisa ter um retorno do seu investimento.

A opção pela publicidade paga te poupará tempo, enquanto você trabalha sua estratégia orgânica em paralelo.

Utilize as ferramentas disponíveis 

Uma das principais vantagens de optar pela publicidade paga é a quantidade de ferramentas que podem te ajudar a criar e distribuir seus anúncios de maneira eficiente.

Nesse caso vale destacar o Google Adwords que talvez seja a mais conhecida delas. Para ter acesso ao Adwords basta se inscrever no Google Partners, utilizando sua conta de e-mail do Google. Depois disso você terá acesso a um painel de funcionalidades e serviços que te ajudarão a definir não só as palavras-chave da sua campanha, como orçamento diário, frequência da divulgação, locais e dispositivos.

O Adwords também gera resultados bem completos sobre o desempenho da concorrência, o que pode te dar insights para melhorar constantemente seus anúncios.

Isso não quer dizer que você não precisa investir em profissionais qualificados para otimizar suas campanhas, mas é bom saber que, na ausência de recursos, você é capaz de fazer isso utilizando ferramentas gratuitas.

Defina seu consumidor ideal

Se você chegou até este ponto crucial do seu negócio e optou pelo uso de publicidade paga precisará definir uma estratégia para garantir que seu anúncio atraia o público certo para a sua página.

A primeira coisa que você precisará fazer é definir a sua personaSe o seu negócio está muito no início, pode ser que você não tenha informações suficientes para “criar” seu cliente ideal.

Nesse caso pesquise os clientes da concorrência, converse com amigos e pessoas que já consumiram seu produto, e avalie as principais características do seu mercado, até encontrar o perfil mais próximo da sua persona.

Escolha o tipo de anúncio

Atualmente o Google trabalha com três modalidades de anúncios: Rede de Pesquisa, Rede de Display e Rede de Pesquisa com exibição em Display.

  • As campanhas na Rede de Pesquisa são indicadas para anunciantes que desejam conectar-se a clientes bem quando eles estão pesquisando seus produtos e serviços, por meio da correspondência de palavras e frases na barra de pesquisa.
  • Em uma campanha na Rede de Display seus anúncios são correspondidos a websites e outros canais como YouTube e aplicativos para dispositivos móveis, com conteúdo relacionado à sua segmentação.
  • Com uma campanha Rede de Pesquisa com exibição em Display você pode exibir seus anúncios (incluindo de texto, gráficos, rich media e em vídeo) com resultados de pesquisa na Rede de Pesquisa do Google e em canais relevantes na Rede de Display.
    (* Informações extraídas do site do Google) 

A escolha da rede para divulgar sua campanha é intrínseca à sua estratégia, do tipo de serviço que você oferece e do formato do seu anúncio. Vejamos os mais comuns:

Links patrocinados

Os links patrocinados são aqueles conteúdos que ficam em destaque na primeira página de pesquisa, acima dos resultados de busca orgânica. Esse tipo de campanha pode ser direcionada para o persona da sua empresa, de acordo com as ferramentas de segmentação oferecidas pelo Adwords.

Remarketing

O remarketing é muito útil para você alcançar pessoas que já visitaram seu site. A estratégia é muito simples e consiste na repetição do seu anúncio em outras páginas, para relembrar seu visitante sobre seu produto ou serviço.

Sabe aquela  impressão que você tem as vezes de ser “seguido” por uma determinada marca?  Isso é remarketing!

Social Ads

Nas redes sociais o anúncio é direcionado para usuários levando em consideração o perfil deles, o tipo de conteúdo com os quais eles interagem, compartilham e curtem.

Devido a variedade de redes sociais disponíveis (Facebook, Instagram, Twitter, YouTube, Snapchat, para citar algumas)  o anunciante deve focar naquelas que concentram a maior quantidade de potenciais clientes, que tenham sinergia com seu produto/serviço e que sejam relevantes para sua persona.

Ter foco nessa etapa também facilitará, e muito, o processo de mensuração.

Estruture sua campanha 

Nessa fase você documentará suas ideias, pensar em sugestões de chamadas e nas informações que seu anúncio deve conter.

O anúncio feito apenas na Rede de Pesquisa deve ter extensões sobre seu produto como telefone para contato ou sua localização, caso tenha loja física. Se você optou pela Rede de Display terá que investir em imagens de qualidade que chamem a atenção do seu visitante. Pode ser um banner, um vídeo ou até mesmo uma animação.

Respeite as políticas de anúncio das redes sociais sobre tamanho das peças, quantidade de texto e aplicação de logomarca para ser assertivo na sua proposta e evitar refação. Utilize apenas imagens produzidas por você, que estejam em domínio público ou cujos direitos tenham sido adquiridos legalmente. Ferramentas como o shutterstok te ajudarão nesta tarefa.

Use a informação que você levantou nas outras etapas para falar a mesma língua da sua persona. Se seu consumidor consome informações rapidamente, aproveite o hype do momento em sua estratégia, no caso de promoções, por exemplo. São dicas simples que te ajudarão a alcançar uma fatia maior do seu mercado.

Lembre-se que a publicidade bem feita (a mal feita também!) influencia a percepção dos seus consumidores sobre sua marca, e você quer que esse primeiro contato seja positivo, certo?

Defina seu orçamento

O orçamento dependerá de qual é o objetivo daquela campanha, seja gerar brand awareness, conquistar seguidores ou aumentar suas vendas.

Nada de loucuras por aqui! Se você ainda está testando suas hipóteses comece com orçamentos modestos e vá aumentando o investimento, conforme o desempenho da campanha.

Segmente a audiência

Definida a sua abordagem é hora de segmentar seu anúncio. Palavras-chave, local de acesso, idioma do usuário, idade, dispositivos utilizados, são algumas opções para selecionar sua audiência, e você pode combinar mais de um tipo para obter um resultado ainda mais específico.

Mas não adianta segmentar corretamente seu anúncio se o seu conteúdo não é capaz de converter. A dica é pense sempre no seu consumidor e na melhor experiência para ele. Isso inclui ter uma página responsiva para todos os dispositivos móveis.

O ideal é que o usuário consiga visualizar seu anúncio ou sua landing page com a mesma qualidade que veria em uma tela maior, independentemente de onde ele estiver.

Mensure seus resultados

Se você chegou até aqui percebeu que utilizar publicidade paga pode ser uma estratégia bem vantajosa, além de poupar tempo e esforço do empreendedor.

Mas talvez a melhor parte da publicidade online é que ela, diferente da mídia tradicional, é facilmente mensurável.

Informações sobre os sites que os seus leads acessam, quanto tempo eles ficam na sua landing page, a taxa de clique de um banner são métricas que podem te ajudar a descobrir os pontos positivos e negativos do seu anúncio para continuar aprimorando, sempre!

Você pode criar vários anúncios para uma mesma campanha, testar diferentes páginas de destino, variar o Call to Action, tudo com a finalidade de descobrir o formato que atinge os melhores resultados para, depois, adaptar o modelo.

Last, but not least…

Não se deixe influenciar pela experiência de pessoas que não obtiveram êxito com publicidade paga. Seu sucesso dependerá do conhecimento que você tem do seu produto e da sua audiência; e esteja disposto a realizar quantos testes forem necessários!

Desenvolver uma estratégia de distribuição é importante, independentemente se você optar por fazer campanhas semanais/mensais ou se investir em campanhas perenes.

Que tal colocar nossas dicas em prática? Mãos à massa e boa sorte! Este texto foi útil para você? Deixe sua dúvida ou sugestão nos nossos comentários!