Facebook Pixel

Quanto ganha um YouTuber?

Quanto ganha um YouTuber?

Veja quanto ganha um youtuber e se ainda vale a pena trabalhar nesse canal.

Muitas pessoas falam sobre o desejo de quererem se tornar youtubers, uma profissão sonhada principalmente pelos jovens, que crescem vendo a evolução desses influenciadores digitais. Afinal, o glamour que envolve toda a rotina de pessoas como Whindersson Nunes e Kéfera Buchmann chama muito a atenção de quem sonha em ser famoso.

Porém, algo que não é muito divulgado e que a maioria das pessoas desconhece é sobre quanto ganha um youtuber.

Você já parou para pensar que, apesar de todos os benefícios mostrados pelos youtubers, é possível que viver apenas de criação de conteúdo em formato de vídeos no YouTube possa não ser algo tão rentável como você imagina?

No post de hoje, vamos te ajudar a entender melhor quanto ganha um youtuber para que você consiga decidir se ainda vale a pena trabalhar apenas nessa rede.

O que é ser um youtuber?

Antes de entender quanto ganha um youtuber, é importante que você saiba com clareza o que significa ser um youtuber.

Muitas pessoas acreditam que apenas quem tem um canal de sucesso no YouTube pode ser chamado de youtuber. Mas independentemente de quantos seguidores você tem em seu canal, se você produz conteúdo em formato de vídeo nessa rede, você já é considerado um youtuber.

Não importa se você criou um canal para divulgar sua marca, para falar de assuntos cotidianos ou distribuir material educacional. Só o fato de você publicar seus vídeos no YouTube já fazem de você um youtuber.

O que te separa de pessoas como Felipe Neto e canais como o Porta dos Fundos é a quantidade de seguidores e engajamento destes com esses canais, o que faz com que eles sejam mais conhecidos do que você.

Quanto ganha um youtuber

Quanto ganha um youtuber

[Perceba a grande quantidade de subscribers (seguidores) desses dois canais – Fonte: Social Blade – site especializado no ganho dos youtubers]

Quanto ganha um youtuber?

Agora que você já entendeu que todos que têm um canal no YouTube e publicam vídeos nessa rede são youtubers, resta saber quanto eles ganham, afinal, essa é uma dúvida muito comum para quem está começando e quer faturar com essa rede.

Há muitos boatos de valores exorbitantes recebidos por youtubers famosos. E esses rumores tornam-se ainda mais reais quando percebemos mudanças no modo de vida de algumas pessoas conhecidas no YouTube que, várias vezes, viajam mais, fazem aparições públicas, vestem-se com roupas de marcas famosas, etc.

O site Social Blade, especialista em informar quanto ganha um youtuber de qualquer lugar do mundo, mostra especulações realmente altas de valores recebidos por esses produtores de conteúdo em formato de vídeos. Veja alguns exemplos:

Quanto ganha um youtuber

Quanto ganha um youtuber

É claro que é possível ganhar dinheiro com vídeos no YouTube, mas a verdade é que essa rede não paga tão bem como imaginamos e ela exige muito trabalho por parte de seus produtores de conteúdo.

Vamos te dar alguns números, para que você possa entender melhor:

Há uma estimativa do YouTube de que, a cada 1.000 (mil) visualizações em um vídeo, o youtuber responsável por aquele conteúdo recebe aproximadamente 1,65 dólares no Brasil. Para youtubers americanos, o valor estimado é 4,50 dólares.

Mas como você pode perceber, essas quantias são apenas estimativas. Isso porque o algoritmo do YouTube que define quanto ganha um youtuber muda constantemente.

Sem contar que não é porque 1.000 pessoas assistem seu vídeo que você receberá necessariamente 1,65 dólares. Pode ser que você receba menos do que isso, já que é a plataforma que define o valor que você ganhará.

E como isso é definido?

Um view, que é a definição de quem assistiu seu vídeo, só é contado quando um usuário do YouTube clica em algum anúncio disponibilizado em seu vídeo ou assiste a pelo menos 30 segundos de um anúncio em vídeo (aqueles que aparecem antes de seu conteúdo propriamente dito).

Sendo assim, mesmo que você tenha mais de 3 milhões de inscritos em seu canal, pode ser que o valor que você fatura no YouTube mensalmente não passe de 5.000 dólares.

É claro que se você pensar nessa quantia de dinheiro, ela é realmente alta, principalmente para os atuais padrões econômicos brasileiros. Mas não pense que para chegar a isso basta apenas gravar vídeos de qualquer modo e com qualquer tema.

Tudo precisa de muita pesquisa e dedicação, e acreditar que você ganhará como um youtuber famoso da noite para o dia é mais um mito da internet.

(Para saber mais sobre mitos do mercado digital, acesse nosso post e descubra porquê você não deve acreditar em tudo que lê na internet.)

O grande problema de quem está começando nessa rede é pensar que apenas inscritos e likes em seus vídeos farão com que ele ganhe muito. Porém, como você pode perceber, ter apenas fama e ser bem recebido por seu público não é suficiente para que você mantenha a profissão de youtuber como sua única fonte de renda.

Você provavelmente está pensando: “Então, eu devo desistir de ser um youtuber?”

Não é isso que estamos querendo dizer aqui. Por isso, vamos te dar algumas dicas de como você pode ser um youtuber e ainda receber por isso.

Como ganhar dinheiro sendo um youtuber?

Como você viu no tópico anterior, não é possível ganhar dinheiro apenas com as curtidas de seus seguidores em seus vídeos. Porém, há outras maneiras de conseguir trabalhar como youtuber e receber por isso.

Publieditorial

Os publieditoriais são publicações que você faz em seu canal no YouTube e que recebe por isso. Vamos te explicar melhor!

Algumas empresas têm interesse em fazer parcerias com youtubers para que eles divulguem suas marcas, principalmente se o canal for do mesmo nicho e se o youtuber tiver muitos seguidores do público-alvo daquela empresa.

Não há um valor exato para isso, tudo depende do acordo entre você e a marca que será divulgada em seu canal. Inclusive, há algumas empresas que trocam esse tipo de publicidade por produtos, que são disponibilizados para o youtuber.

O importante nesse tipo de estratégia é você escolher um produto ou serviço para divulgar que tenha relação com os interesses da sua persona, para que o publieditorial não atrapalhe a experiência do usuário em seu canal.

Aparições públicas

A partir do momento que um youtuber fica muito famoso, ele passa a ser reconhecido em vários lugares em que vai. Isso acontece porque os seguidores tratam essas pessoas como celebridades e têm vontade de conhecê-los.

Então, se você tem muitos subscribers e likes em seu canal no YouTube, mesmo que isso não te dê retorno financeiro nessa rede, é possível faturar com suas aparições públicas em alguns eventos.

Hoje, é muito comum vermos lojas promovendo desfiles e fazendo suas divulgações com as “celebridades da internet”, que são pessoas conhecidas por seus canais.

Geralmente, essas marcas pagam para que os youtubers apareçam em alguma inauguração de loja, por exemplo, ou até mesmo oferecem produtos em troca dessas aparições.

Além disso, há também empresas que pagam para que os youtubers deem palestras e contem sobre sua carreira em alguns eventos relacionados ao mercado digital.

Independentemente do tipo de aparição pública, o certo é que, se você é famoso no YouTube, pode receber para ir em algum lugar representar uma marca.

Anúncios

A outra maneira como ganha um youtuber é por visualizações, que a é forma como explicamos anteriormente.

Basicamente, o que você precisa fazer é configurar seu canal para faturar com os views de seus vídeos. Ao fazer isso, você permite que o YouTube veicule anúncios de outras pessoas em seus vídeos, seja por formato de banners, como sugestões na parte lateral e de baixo dos vídeos, ou seja com vídeos de alguns segundos antes de seu próprio conteúdo começar.

(Para saber melhor sobre anúncios e sugestões relacionadas com seu conteúdo, leia também nosso post completo sobre como usar native ads em sua estratégia de divulgação.)

O grande problema desse tipo de ganho é que, recentemente, o Google mudou algumas regras e, agora, para um canal começar a faturar com anúncios de terceiros, é necessário ter, no mínimo, 10 mil visualizações. Então, você precisa trabalhar a estratégia de divulgação de seu canal, e isso é feito com conteúdo, nosso próximo tópico.

Como aumentar o engajamento em seu canal no YouTube?

Independentemente da forma que você escolher para ganhar dinheiro com YouTube, saiba que você não conseguirá faturar se seu conteúdo não for interessante e de qualidade. Por isso, o mais importante na estratégia de criar vídeos é saber fazer isso com conteúdo relevante para seu público.

Você ainda não sabe o que é necessário para ter um bom vídeo? Então, fique de olho e siga as dicas que vamos te passar a seguir.

Pense no conteúdo

Muitas pessoas acreditam que o primeiro passo para criar um vídeo de sucesso é tentar definir com clareza quem será seu público-alvo. Porém, isso nem sempre funciona. Pode ser que você esteja pensando em atingir um certo público e, depois que publicar seus vídeos, acabar percebendo que as pessoas que te assistem são bem diferentes de quem você imaginava.

Fábio Porchat, um dos criadores do já citado canal Porta dos Fundos, já relatou que, no início, eles acreditavam que seus vídeos seriam mais assistidos por jovens e adolescentes. Mas com o tempo e os vídeos postados, eles perceberam que o público deles era outro bem diferente do que eles pensaram.

É por isso que o primeiro item que você deve pensar ao criar seus vídeos é o conteúdo. Depois que você decide sobre o que falará e quando ver as reações das pessoas em seus vídeos é que você perceberá quem realmente é seu público.

Defina seu nicho

Ainda pensando sobre o conteúdo de seus vídeos, é muito importante você definir sua área de atuação e, se possível, escolher um micro nicho para falar de assuntos bem específicos. Isso porque quanto mais específico você conseguir ser, mais provável será de que seu material acerte um público bem engajado, que realmente queira saber mais sobre o que você tem para falar.

Faça vídeos autorais

Você já ouviu a expressão “fazer mais do mesmo”?

Pois é, na internet (e em qualquer outro lugar), ninguém gosta de sempre receber conteúdos e informações iguais. Não adianta falar sobre o mundo fitness só porque isso está na moda agora.

É claro que você pode inovar em um nicho saturado para fazer vídeos sobre aquilo que você mais gosta. O que você precisa fazer é pesquisar o mercado digital para entender o que ainda falta e, assim, achar seu diferencial e então criar um conteúdo próprio, sem copiar outros canais.

Inove sempre que necessário

Mesmo que você seja a pessoa mais criativa que já existiu, uma hora, todo mundo esgota artisticamente. É nesse momento que você precisa perceber seus limites e pensar em formas para continuar a criar conteúdo em formato de vídeo.

Pense em pequenas melhorias que você possa fazer, por exemplo: contratar um roteirista, mudar o título de seus vídeos, alterar o estilo de edição que você já faz, trocar os dias de suas publicações ou até mesmo fazer um vídeo completamente diferente do que você já está acostumado.

É claro que mudar da noite para o dia pode assustar seus seguidores e até mesmo você. Porém, se você perceber que essa é uma boa estratégia, pense nisso e, quem sabe, você acabe até mesmo mudando seu público-alvo e seu nicho.

Publique periodicamente

Seus vídeos precisam ter uma periodicidade de publicação, afinal, as pessoas seguem seu canal por causa de seu conteúdo, e elas querem ter acesso a seus vídeos sempre que puderem. É por isso que você precisa ter um calendário editorial e, se possível, escolher dias específicos para suas publicações, para que seus vídeos tenham recorrência e para que os usuários saibam quando você postará material novo.

Tome cuidado para não publicar um vídeo atrás do outro, pois isso pode fazer com que um vídeo sobreponha o outro. Lembre-se de sempre deixar um tempo entre suas publicações para que as pessoas tenham tempo de assistir, comentar e compartilhar seus vídeos.

Essas são apenas algumas maneiras de manter seu público sempre engajado com seu conteúdo. Há várias outras dicas para fazer um bom vídeo, e você pode ler tudo no nosso post sobre as melhores técnicas para criar vídeos.

Vale a pena ser youtuber?

Criar conteúdos em formato de vídeos é algo muito interessante, principalmente porque as pessoas estão cada vez mais consumindo material audiovisual, que é fácil de assimilar e pode ser assistido de qualquer lugar do mundo (no caso do YouTube, desde que você tenha acesso à internet).

Algumas pessoas têm muita facilidade para transmitir informações, seja com um vídeo, um texto ou outros formatos de materiais. Além disso, conseguir independência financeira trabalhando com algo que nos faz feliz é o desejo da maioria das pessoas.

Ter um canal no YouTube é sim uma excelente estratégia para aumentar sua audiência e fazer com que ela se engaje mais com seu negócio. É sempre importante educar as pessoas a respeito da solução que seus produtos ou serviços podem apresentar.

Mas se você chegou até aqui, tem facilidades para gravar vídeos, mas ainda não sabe se vale a pena ser apenas um youtuber, saiba que há outras possibilidades para trabalhar com vídeos sem ser necessariamente nessa rede. Para entender melhor sobre isso, leia nosso post completo sobre como ganhar dinheiro com vídeos na internet – além do YouTube.

Hotmart