FecharNotificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

FecharNewsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Como dar aulas online: um guia para ganhar dinheiro ensinando!

Como dar aulas online: um guia para ganhar dinheiro ensinando!

Você já pensou em lucrar como professor online? Leia este guia que ensina a empreender pela internet com cursos online que podem ser mais um sucesso para sua carreira.

Quando você tem uma dúvida, é bem provável que seu primeiro instinto seja recorrer à internet.

Você nem percebeu, mas o Google se tornou seu grande aliado ao longo dos anos, certo?

O acesso ao conhecimento é tão mais fácil e simples hoje, que tem transformado o modo como as pessoas enxergam o mundo a sua volta.

Já pensou como essa informação é valiosa?

Se há pessoas com dúvidas, é preciso haver também pessoas que as respondam. E é aí que entra o ensino a distância.

Mesmo que isso ainda não tenha passado em sua mente, este é um bom momento para considerar os cursos online como uma fonte de renda.

Com o intuito de unir o amor pelo ensino e a estabilidade financeira, alguns professores já optam por adaptar suas aulas. E a tecnologia é uma ótima aliada nesse sentido.

Se você é professor, já tem o principal em suas mãos: o conteúdo.

Se você não é, certamente detém algum conhecimento que pode contribuir de alguma forma para a sociedade.

Pensando nisso, hoje trouxemos um material que vai te ajudar a explorar outras formas de ensinar hoje mesmo!

Passos para dar aulas online:

1. Defina o conteúdo que será ensinado.

2. Identifique o perfil dos alunos.

3. Estruture suas aulas.

4. Escolha o formato da aula.

5. Seja o professor que todo aluno admira.

6. Grave suas aulas.

7. Coloque suas aulas na internet.

Logo abaixo, explicamos melhor cada um dos passos acima.

Confira!

Como ser um professor online

Definitivamente, dar aulas online é um bom negócio, principalmente se você já dá aulas físicas.

Porém, o processo de dar aulas pela internet é um pouquinho diferente, mas, felizmente, muito simples para quem deseja empreender nessa área.

1. Defina o conteúdo que será ensinado:

Matemática, Português, História, Geografia, Biologia, Inglês e todas as outras matérias escolares são ótimas para ensinar pela internet.

Mas você não precisa se ater às matérias básicas de uma escola tradicional.

Ser um professor online significa viver de suas paixões! E isso quer dizer que você pode explorar diversas áreas de conhecimento, o que abre muitas possibilidades e deixa tudo mais divertido.

Pensando nisso, analise os assuntos que você tem mais afinidade, que tem facilidade para conversar a respeito com outras pessoas.

Se você é um advogado, por exemplo, mas sabe cuidar de plantas suculentas como ninguém, aí está uma grande brecha para dar aulas online sobre este assunto.

Se você é um professor de Geografia, mas tem ótimos conhecimentos a respeito de localização pelas estrelas ou até mesmo sabe como pintar aquarelas, seu curso online pode ser sobre isso.

Outra opção é escolher temas mais específicos da sua área e que não encaixam na grade escolar.

Pense em um professor de Matemática que ama economia. Uma boa opção seria criar um curso que ensinasse a economizar e investir melhor em aplicações financeiras.

Com escolhas diferentes de conteúdos, você consegue explorar mais seus próprios conhecimentos. Mas se o assunto escolhido for o que você já está acostumado a ensinar, saiba que ele ficará ainda mais completo e especializado.

Sabemos que todos têm uma paixão e um assunto que domina mais. Então, use sua imaginação e prepare-se para ser um professor online daquilo que você realmente gosta.

Uma vez que você analisa os melhores assuntos para abordar em suas aulas online, é importante entender como é a procura por esses temas na internet.

Felizmente, há várias ferramentas que podem te ajudar nesse quesito.

Google Trends

Como Google Trends você conseguirá entender as principais tendências e sua evolução ao longo de um determinado período de tempo. Você pode inserir termos que sejam relacionados a sua temática na ferramenta para compreender se as pessoas estão buscando e falando sobre assunto.

Exemplo:

Google Trends - pesquisa sobre suculentas feita no Google Trends
Também é possível comparar um termo com outro na ferramenta. Conheça mais sobre o Google Trends em nosso post completo.

Google Keyword Planner

O Google Keyword Planner é interessante para que você entenda o volume de busca no Google por determinado termo. Novamente no exemplo do advogado que adora plantas suculentas, seria possível compreender quantas vezes ao mês, em média, esse assunto é buscado.

Por exemplo:

O termo “como cuidar de suculentas” possui de 1.000 a 10.000 buscas no Google.

como cuidar de suculentas - busca no google keyword planner sobre o assunto

Enquanto o termo “suculentas”, que é um termo mais genérico, possui de 10.000 a 100.000 buscas mensais.

suculentas - pesquisa no google keyword planner

Dessa forma é possível concluir que há um volume considerável de buscas e que pode ser um assunto interessante para abordar.

É claro que também é importante analisar se há muitos concorrentes em seu mercado falando sobre o mesmo assunto que você. Para te ajudar nesse tópico, acesse nosso post sobre monitoramento de concorrência.

Se você ainda não tem muita noção sobre o tema do seu curso online, criamos um conteúdo que pode te ajudar a definir o assunto a ser abordado. Leia mais em nosso post com 7 dicas para escolher um nicho para o seu negócio.

2. Identifique o perfil dos alunos

Assim como nas salas de aula, você precisa saber quem é o seu público-alvo. Você precisa entender as necessidades e os desejos dos seus alunos.

E como fazer isso?

Pesquise! Pense como seu curso online pode impactar positivamente a vida de uma pessoa.

Se você já for um professor, sua pesquisa pode ser mais assertiva. Converse com seus alunos e entenda os problemas deles na sua matéria.

Se você não é, pode elaborar uma pesquisa online e divulgá-la em canais que seus possíveis alunos estariam. Grupos de Facebook são ótimos locais para realizar sua pesquisa. A sua intenção é identificar os hábitos e problemas em comum que determinado público tem.

Parece difícil, mas uma pesquisa de persona pode te ajudar bastante nesse quesito.  (Quer aprender mais sobre personas? Leia nosso post sobre Como criar uma persona para o seu negócio).

O resultado servirá para você identificar quais são as maiores necessidades dos seus alunos e qual a melhor abordagem para suas aulas.

Isso tornará seu material ser bem específico. Além disso, você conseguirá utilizar a linguagem mais adequada para a sua persona.

3. Estruture suas aulas

Consumir material educativo online não pode ser cansativo. A internet é um canal de comunicação ágil. Por isso, faça um material que as pessoas terão prazer de ler ou assistir.

Esquematize os assuntos de forma que você consiga ensinar conteúdos completos. Porém, é importante dividir em tópicos o que você ensinará.

Caso você escolha ser um professor online de um conteúdo diferente do escolar, divida seu curso estrategicamente. Pense em formas de prender a atenção do aluno para que ele queira sempre acessar e consumir o seu material.

A maneira como o conteúdo será dividido depende do tempo de duração do curso. Mas lembre-se de fazer tópicos interessantes e que se completam.

Reserve um espaço em seu material para que os alunos possam deixar dúvidas. Dependendo da ferramenta de educação EAD que escolher, é possível que exista uma área de comentários para os alunos. E não esqueça de responder todas as perguntas.

Outra opção interessante é você fazer testes online para que o usuário veja o que ele já aprendeu nas suas aulas. Você pode disponibilizar materiais complementares para quem obtiver uma boa pontuação nos testes. Isso aumentará o desejo de fazer as atividades.

4. Escolha o formato da aula

É importante lembrar que a interação no curso online é diferente da sala de aula. Os alunos não estão fisicamente presentes em tempo real.

Ser um professor online proporciona novos tipos de interação por causa do canal de comunicação. Você tem a opção de escolher e testar diferentes técnicas de ensino e linguagens.

Já conhece os diversos formatos que você pode utilizar? Veja alguns deles:

  • Videoaulas são ótimas opções para engajar mais os alunos. Isso porque o formato em vídeos é didático e o conteúdo é facilmente consumido. E por conseguir ver o professor, a aula pode ser bem dinâmica.
  • E-books são livros digitais que podem ser lidos através de diversos dispositivos (computadores, tablets, celulares). Por isso, seu material será de fácil alcance.
  • Guias especializados e educacionais são orientações que você pode disponibilizar para os usuários. Com esse tipo de material, é possível mostrar com clareza sua autoridade e conhecimento específico em determinados assuntos.
  • Webcasts são parecidos com as videoaulas, porém, eles são ao vivo. Além de todas as vantagens dos vídeos, o professor consegue uma interação instantânea com os alunos nesse formato de aula. As dúvidas podem ser resolvidas instantaneamente.
  • Whitepapers são conteúdos mais curtos. Com eles você pode falar de apenas um assunto. São ótimas opções para apresentar informações quantificáveis.

O formato em vídeo é o mais recomendado se você deseja simular um ambiente parecido ao da sala de aula. Mas saiba que você não precisa optar por apenas um formato para seu curso online. Faça testes, escolha mais de uma opção e veja o que o seu público prefere.

Além disso, veja também o formato que você mais gosta. Algumas pessoas são ótimas fazendo vídeos. Outras preferem escrever seus conteúdos.

Não há um formato certo e outro errado. Escolha o que for mais adequado para você e para a sua persona.

5. Seja o professor online que todo aluno admira

Na escola há sempre aquelas aulas que dão um pouco de sono e aquelas que não dá para desgrudar os olhos. É claro que você deve focar no segundo caso.

Nesse aspecto, vamos focar no formato em vídeo, já que é o formato em que o aluno assistirá as aulas como se estivesse em uma sala de aula.

Para ser um professor online que prende a atenção dos alunos, é preciso treinar bastante sua oratória e sua postura.

Treinar no espelho é uma ótima prática para quem não tem experiência em falar para as câmeras. Outra boa prática é fazer alguns testes com a própria filmadora e depois analisar o que pode ser melhorado.

Lembre-se de ir direto ao ponto e não enrolar muito para passar um conteúdo que é simples.

Se seu conteúdo for mais complexo de compreender, peça para que outra pessoa revise e analise se sua explicação está clara o suficiente para o aluno.

Também temos um conteúdo completo sobre esse assunto e você pode conferi-lo clicando aqui.

6. Grave suas aulas

Esse tópico é específico para quem está considerando os vídeos como o  melhor formato para as aulas online. É o que também recomendamos fortemente pela versatilidade de lidar com o conteúdo e com os alunos também.

As gravações das aulas não precisam ser feitas por um profissional de vídeo. Você mesmo consegue executar essa tarefa.

O ideal é que tenha em mãos um equipamento básico de filmagem: câmera e microfone.

A câmera pode ser até mesmo o seu celular, se ele tiver uma imagem com boa resolução.

Para o microfone, recomendamos um microfone de lapela, para que o áudio não tenha ruídos e não comprometa o aprendizado dos alunos.

Todo o resto pode ser tranquilamente improvisado, como o local de gravação e iluminação.

Sobre esse assunto, também temos materiais completos que vão te ajudar em todo o processo de captação e até mesmo na edição dos seus vídeos.

Você pode conferi-los abaixo:

Como escolher as melhores câmeras para gravar vídeos [acompanha vídeo explicativo]

Como fazer um bom vídeo para a internet

Como editar vídeos

7. Coloque suas aulas na internet

Uma vez que você gravou todas as suas aulas, você precisa de um ambiente virtual para colocá-las na internet. Para isso, você pode procurar por uma plataforma de Ensino à Distância que hospede seu curso e o entregue da melhor maneira para seus alunos.

Existem opções gratuitas, como o Hotmart Club, que já possui todas as funcionalidades necessárias para seu aluno aprender.

Algumas vantagens interessantes para dar aulas online:

Há uma diferença fundamental entre cursos online e as tradicionais salas de aula.

A diferença é que quem busca seus cursos online faz isso porque realmente quer aprender o que você tem a ensinar. Há um interesse primário do aluno, que procura aquele conhecimento específico.

Já os alunos das escolas e faculdades nem sempre estão interessados em todos os conteúdos que você pode ofertar. Por isso, pode ser que o interesse seja menor nas aulas presenciais. Isso acontece porque muitos alunos estão nas salas apenas para cumprir carga horária.

Há diversas plataformas de ensino a distância, o que deixa tudo mais simples para você que deseja começar.

De acordo com dados do censo do EAD, apenas em 2015, a oferta de cursos a distância aumentou em 470%.

Várias pessoas preferem estudar pela internet por causa da comodidade de poder aprender algo novo dentro de casa. Não ter que se deslocar até o local de ensino é uma grande vantagem. Isso possibilita melhor organização e utilização do tempo.

Além disso, o preço mais acessível é um bom atrativo tanto para o professor quanto para o aluno. Ao ser um professor online, você consegue economizar com o local, o deslocamento e o tempo gasto para dar aula.

Assim, é possível ter um ótimo material educacional com um valor de produção mais baixo. E por causa disso, o curso online é vendido por um preço bem mais econômico.

Escolher educação a distância também é vantajoso no que diz respeito ao tipo de material que o usuário pode consumir. É possível ter aulas em qualquer lugar, desde que você consiga se conectar à internet. Sem contar que há acesso a conteúdos de todos os lugares do mundo. Dar aulas online faz você expandir seu conhecimento para lugares que nunca pensou em ir.

Então, compartilhe o seu conhecimento com quem tem sede de aprender mais.

Dedique tempo aos cursos online

Se você é um professor que leciona apenas em um período do dia, pode dedicar o restante do seu tempo para preparar material online. Caso você dê aulas em tempo integral, pode usar os finais de semana. E se você já é aposentado ou não trabalha mais em escolas, pode criar exclusivamente cursos online.

Mas não faça disso apenas uma tarefa a mais para sua vida. Tenha prazer em criar cursos digitais.

Essa será uma nova estratégia educacional em sua carreira. Por isso, dê importância ao que você criará. Seu material será divulgado e distribuído. Ele deve ser feito com dedicação e primazia.

É importante saber que você empreenderá em uma nova área. Então, pense como um empreendedor.

    1. Escreva seus objetivos. Saiba o que e quem você quer alcançar com seu conteúdo online.
    2. Organize os horários. Se você tem outra profissão, tenha bem definido o tempo para as aulas presenciais e para o curso digital. Mas se você trabalha apenas em casa, saiba diferenciar os horários de descanso e os de criação de material.
    3. Tenha um plano de aulas. Siga um roteiro de aulas para que seu material seja completo e não fique repetitivo.
    4. Mantenha-se atualizado. O mundo digital é rápido. Fique sempre atento às novidades. Ter um conteúdo inovador fará você se destacar dos demais.
    5. Evite acumular tarefas. Deixar tudo para o dia seguinte pode ser um problema. Divida suas tarefas para que você consiga realizar todas.

Ser professor é uma tarefa que pode ser difícil. Mas sabemos que se você escolheu esta profissão, deve amar o que faz.

Em toda profissão, é necessário adequar-se conforme o tempo vai passando. E na sala de aula, isso não é diferente. Mudar e ter novas ideias pode ser seu diferencial dentro e fora da escola.

A princípio, você pode pensar nos cursos digitais como um complemento da sua renda. Mas aos poucos, você pode acabar percebendo que isso será o carro-chefe da sua vida profissional.

O mais importante, agora, é você começar!

Produza um conteúdo digital, divulgue-o e distribua-o.

Faça testes com um primeiro módulo, mesmo que seja gratuito, apenas para conhecer melhor o mercado. Mas comece a produzir!

Com os resultados obtidos nesses testes, você pode ver o que funcionou com a sua audiência e o que ainda precisa melhorar. Depois da primeira tentativa, com certeza você terá mais facilidade para fazer outros produtos digitais.

Quer ser um professor online e criar um curso digital, mas não sabe como começar? Conheça o Desafio 30 Dias, um curso gratuito para você entrar com tudo no mercado de produtos digitais.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.