Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar Black Week Hotmart

Quer fazer mais vendas? Participe da Black Week Hotmart. Nos últimos anos, os números foram impressionantes: aumento de 200% em vendas em um único dia!

Quero participar

O protagonismo do aluno na educação

O protagonismo do aluno na educação

Conheça mais sobre essa tendência!

A educação passa por um momento de quebra de paradigmas e todas as possibilidades precisam ser exploradas.

Na prática, um aluno mais participativo é, em geral, mais engajado em seu próprio desenvolvimento — e isso faz toda a diferença. É justamente por isso que o protagonismo do aluno ganha cada vez mais força e espaço.

Se você busca mais informações sobre o assunto e quer fazer parte desse movimento, não pode deixar de ler este texto até o fim. No post, você vai conhecer um pouco mais sobre a tendência do protagonismo do aluno e saber qual é a importância dessa nova proposta.

Além disso, também vai entender quais são as principais habilidades que devem ser desenvolvidas para proporcionar ao estudante as ferramentas necessárias para o seu crescimento pessoal e profissional.

O que é o protagonismo do aluno?

Enxergar o aluno como protagonista é, sem dúvida, uma grande mudança de paradigma. Significa um considerável deslocamento na forma como a educação tem sido pensada e construída, sugerindo uma guinada nos métodos convencionais de transmissão de conhecimento.

Não se trata, porém, de desvalorizar a figura do professor e de diminuir sua importância na jornada educacional. Pelo contrário!

O novo contexto reforça o papel do mestre e o posiciona como um guia, capaz de apontar os caminhos para um aprendizado mais consistente e completo.

O protagonismo do aluno se baseia principalmente na participação do estudante, dando a ele voz ativa nos debates que o envolvem.

A proposta é eliminar a visão totalitária da sala de aula, onde geralmente há uma hierarquia pouco atrativa aos jovens.

Em vez de uma estrutura passiva de aprendizagem, restrita a copiar a matéria da lousa, o que se propõe é o envolvimento do aluno nas decisões que o afetam, estimulando seu pensamento crítico e sua capacidade de entender o ambiente em que está inserido.

Não parece muito mais atrativo do que simplesmente encher páginas e páginas com conceitos genéricos? E certamente é!

Por isso, o protagonismo do aluno desponta como uma alternativa viável para desenvolver indivíduos mais preparados para enfrentar os desafios de um ambiente dinâmico e volátil.

É preciso que reavaliemos o contexto da educação e que possamos trabalhar para oferecer aos estudantes uma formação ampla, mais completa e mais adequada à realidade do mundo, que também está em constante transformação.

Por que ver o aluno como protagonista?

A resposta a essa pergunta é simples, ainda que exija um esforço contínuo: porque esse, afinal, é o futuro da educação!

E tem mais: o aluno, quando envolvido de forma verdadeiramente ativa no seu processo de aprendizagem, tem mais autonomia para pensar (e repensar) os caminhos de seu próprio desenvolvimento.

Ao professor, cabe a missão de guiar o estudante em sua trajetória de descobertas, oferecendo ferramentas que instiguem e estimulem a sede por conhecimento.

Enxergar o aluno como protagonista é dar a ele a capacidade de liderar seu crescimento, tomando decisões mais claras e acertadas para além da escola. Significa ajudar na formação de cidadãos mais conscientes e engajados, preparados para enfrentar os desafios do mundo moderno.

É, sem dúvida, uma incumbência louvável, não é? E que certamente vale todo o esforço.

Para proporcionar a atmosfera ideal a essa nova ideia de educação, alguns artifícios se fazem pertinentes. Confira alguns deles:

Dinamize as aulas

Aulas dinâmicas são mais efetivas em captar (e manter) a atenção do estudante.

A utilização de recursos variados — de vídeos a jogos interativos, por exemplo — assegura o interesse e é mais efetiva na transmissão do conhecimento.

Melhore a participação em sala

Um ambiente participativo, no qual todos têm espaço para colocar ideias e discutir contextos, é altamente enriquecedor.

As aulas tendem a ser percebidas como mais interessantes a partir do momento em que funcionam como uma sessão de discussão ativa, na qual a opinião de todos é ouvida, considerada e discutida.

Permita a troca de informações

A interação contínua entre professor e aluno, bem como entre aluno e aluno, tem o poder de criar um cenário em que a troca de informações é priorizada e valorizada.

A quebra de hierarquia é a chave para proporcionar um conteúdo mais atrativo e mais fácil de ser assimilado.

Quais são as habilidades desenvolvidas pelo protagonismo do aluno?

O protagonismo do aluno diz respeito a um processo participativo de aprendizagem, mas também sugere o desenvolvimento amplo do estudante.

As teorias e fórmulas continuam tendo importância, mas deixam de ser o único foco: as habilidades socioemocionais também têm destaque.

Para promover o desenvolvimento integral do aluno, é preciso que os professores repensem estratégias convencionais e valorizem novos métodos e abordagens de ensino.

Veja as 3 principais possibilidades!

1. Desenvolvimento da capacidade autônoma

A autonomia é essencial para formar cidadãos proativos e engajados na transformação do mundo e da sociedade.

Para isso, é importante que os professores se dediquem a fomentar a independência de seus alunos na escola e na vida.

2. Estímulo da criatividade

A criatividade está diretamente relacionada à capacidade de pensar em soluções inovadoras para problemas recorrentes e atuais.

Trata-se, também, da habilidade de construir alternativas para otimizar o aprendizado e o desenvolvimento humano.

3. Valorização do pensamento complexo

Jovens que pensam de forma complexa, enxergando o contexto e visualizando os agentes que influenciam determinadas situações, tendem a ser mais críticos em suas análises e mais cautelosos em suas decisões.

Essa combinação, por sua vez, forma cidadãos mais preparados para enfrentar os desafios contemporâneos.

Como o protagonismo é colocado em prática?

O aluno enquanto protagonista só é possível por meio do envolvimento do professor, que se esforça para envolver os estudantes na construção do aprendizado.

A decisão de compartilhar a missão de transmitir conhecimento, permitindo que todos tenham voz ativa nas discussões que tomam a sala de aula, é nobre e necessária à nova realidade da educação.

Ao dispor das ferramentas certas — atualizadas, participativas e tecnológicas — e ao acreditar no poder transformador da nova abordagem educacional, o professor tem a chance (e a oportunidade) de endossar o protagonismo do aluno, formando cidadãos mais críticos e autônomos.

O conteúdo fez você repensar o modelo educacional e enxergar novas oportunidades de transformação?

Se você é professor, que tal ajudar seus alunos a serem protagonistas de suas próprias educações?

Uma forma de fazer isso é, como dissemos, disponibilizando recursos que os ajudem a estudar mais e sozinhos.

Para te ajudar, separamos 11 tecnologias educacionais para você usar em sala de aula.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.