Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Fechar Black Week Hotmart

Quer fazer mais vendas? Participe da Black Week Hotmart. Nos últimos anos, os números foram impressionantes: aumento de 200% em vendas em um único dia!

Quero participar

Como a psicologia das cores influencia seu negócio?

Como a psicologia das cores influencia seu negócio?

Descubra o significado de cada cor e como elas podem ser usadas para atingir um objetivo específico!

Há algum tempo, os cientistas têm estudado o efeito que as cores têm em nosso cérebro. Diante de pesquisas, eles descobriram que cada ser humano reage de uma maneira quando exposto à determinada tonalidade.

Aliás, hoje, já existem testes desenvolvidos para nos auxiliar na aquisição de conhecimento sobre nós mesmos por meio do poder de uma cor, o que é explicado pela psicologia das cores.

Diante disso, os negócios têm usado cada vez mais o elemento para atrair clientes e também destacar o diferencial de suas marcas.

Neste artigo, a gente vai mostrar como essa área da psicologia tem influenciado o mercado. Confira a seguir teorias e curiosidades a respeito do assunto!

Afinal, o que é psicologia das cores?

Os primeiros estudos de que se tem notícia a respeito da psicologia das cores datam de 1666. Isaac Newton fez a descoberta de que a luz branca, ao atravessar um prisma, se dividia em diversas cores. Depois de um tempo, foi constatado que a mistura de algumas cores resultava em outros tons.

No entanto, foi em 1810 que o alemão Johann Wolfgang von Goethe publicou o seu livro Teoria das Cores, no qual mostrava seus estudos a respeito da constituição das cores e seus efeitos sobre os seres humanos. O estudioso foi o primeiro que ousou confrontar as ideias de Newton.

Para Goethe, as sensações exercidas pelas cores na nossa mente são moldadas por meio da nossa percepção. Ou seja, a nossa visão e também o processamento cerebral de tais informações trazem à tona um sentimento ao ver determinada tonalidade.

Logo, podemos definir a psicologia das cores como um estudo sobre a identificação cerebral com as cores existentes, transformando-as em sensações e/ou emoções.

É por isso que cada tonalidade tem um significado, devido ao seu peso, dimensão, temperatura, simbolismo (que pode variar de um grupo para outro), emoção e recordação.

Qual o significado das cores na psicologia?

Na psicologia das cores existem oito tipos de emoções primárias reconhecidas, sendo elas:

  1. Aceitação,
  2. Alegria,
  3. Curiosidade,
  4. Medo,
  5. Nojo,
  6. Raiva,
  7. Surpresa,
  8. Tristeza.

Tais sensações influenciam o comportamento das pessoas, segundo a psicologia. Confira a seguir as principais cores e os seus significados!

Vermelho

O vermelho evoca o dinamismo, ou seja, movimento e ação. A cor é capaz de estimular o corpo humano, transmitindo a ele alta intensidade e a sensação de confiança. As principais emoções atreladas a ela são a raiva, paixão, perigo e excitação.

Amarelo

O amarelo é a cor do otimismo e da alegria. Ele tem o poder de estimular a inteligência do ser humano e também a sua concentração. Não por acaso está atrelado ao idealismo e à sabedoria, mas também à inveja.

Azul

Por sua vez, o azul está atrelado à calma e serenidade. Isso porque a cor transmite uma sensação de paz e tranquilidade para quem a vê. Mas a tonalidade evoca também o conservadorismo e a frieza.

Verde

Símbolo da esperança e fertilidade, o verde é uma cor que remete a uma sensação de vitalidade e também calma, tranquilizando a pessoa. Essa cor também está associada à juventude, ao orgulho e à perseverança.

Branco

Uma das cores bases é o branco. Ele está ligado a uma sensação de limpeza e pureza, não por acaso, também evoca proteção e simplicidade. Nas culturas ocidentais está ligado ao casamento e ao recomeço, enquanto nas orientais é atrelado à morte.

Preto

O preto também tem uma simbologia forte. Apesar de estar associado à dor e à tristeza, também é visto como a cor do poder, do mistério, da sofisticação, da riqueza e da profundidade.

Qual a importância da psicologia das cores em uma marca?

A paleta de cores escolhida diz muito sobre uma marca. Portanto, é preciso checar se o seu negócio está transmitido a mensagem certa.

Por isso, o entendimento sobre a psicologia das cores é tão valioso! Veja a seguir alguns aspectos importantes sobre essa questão.

Apresentação para o mercado

Antes de qualquer coisa, é preciso entender sobre a psicologia das cores porque a compreensão dos seus significados é crucial para suas escolhas.

No entanto, também é necessário conhecer as tendências mercadológicas. A opção com base nesse último aspecto fará com que a sua apresentação para o mercado seja vista como algo moderno e antenado.

Estímulo de compra

Um estudo feito pela Quick Sprout mostrou que 85% dos consumidores apontaram a cor como a principal razão para a compra de um produto. A mesma pesquisa apontou que 90% das decisões de compra são tomadas com base em aspectos visuais.

Portanto, o negócio deve se preocupar em entender as preferências do seu público consumidor quanto às cores, a fim de oferecer o estímulo certo no momento em que ele for decidir sobre a compra.

Status da marca

As cores também evocam o status de uma marca, logo, é preciso delimitar que tipo de imagem você quer passar ao consumidor.

A grife Chanel, por exemplo, tem uma logo que mistura as cores preto e branca.

Psicologia das cores - Logo da Chanel

Como já foi dito, a primeira dessas tonalidades remete a elegância e sofisticação, enquanto a segunda à simplicidade, no caso da marca: o minimalismo.

Confiança do consumidor

A mistura de cores correta também tem a capacidade de aumentar a confiança do consumidor.

Ao reconhecer uma marca por seu apelo visual, ele pode recordar os sentimentos atrelados à tonalidade disposta, gerando uma sensação de credibilidade.

Voltando ao estudo da Quick Sprout, 80% dos entrevistados alegaram que a cor aumenta o reconhecimento da marca.

Como trabalhar a influência das cores em imagens e vídeos?

Apesar da psicologia das cores ter um valor muito forte nas sensações atreladas a uma marca, é preciso esclarecer alguns equívocos ligados a ela.

As preferências pessoais, experiências vividas, bem como a educação recebida e, até mesmo, as suas crenças culturais podem mudar o efeito que algumas cores exercem sobre nós.

Portanto, a ideia de que um tom está atrelado a uma emoção bastante específica não é uma garantia.

O negócio precisa buscar formas ao tomar uma decisão quanto a esse tipo de informação, mas não levá-la ao pé da letra, como muitos fazem.

Como saber quais as melhores cores para seu projeto?

Algumas conclusões gerais podem ser extraídas da psicologia das cores quanto às melhores tonalidades para um projeto.

Por exemplo, se você fará uma promoção de um produto, o uso do vermelho em suas peças publicitárias nas redes sociais consegue chamar a atenção da pessoa, afinal, a cor cria uma sensação de urgência.

Em outro caso, se for criar um vídeo voltado para o público feminino, evocando a temática romântica, a cor rosa pode ser a mais adequada.

Agora, se o produto estiver ligado à beleza e ao bem-estar, a cor roxa causa uma sensação de calma. Ela pode ser usada na embalagem e também no próprio visual do estabelecimento.

Já se a ideia é divulgar algo exclusivo, moderno e sofisticado, o preto deve predominar como um todo, além de estar atrelado a um visual o mais minimalista possível, usando o branco e o cinza como um dos principais contrastes.

Entenda o propósito do seu projeto

A psicologia das cores explica porque amamos certas coisas ou as associamos a algo ruim. Desde o momento que Goethe publicou seus estudos, a atenção sobre tal aspecto passou a ser ainda mais valorizada.

Como vimos, cada cor tem uma simbologia atrelada a ela, sendo que a marca que sabe aplicá-la bem e de maneira estratégica tem maiores chances de atingir os seus objetivos e evocar as sensações desejadas.

Mas tudo isso só é válido quando você consegue entender o propósito do seu projeto, seja ele aumentar o volume de vendas ou mesmo criar uma consciência de marca entre o público com potencial de compra.

Por esse motivo, é importante sempre estar atento à demanda do mercado e ser fiel ao seu posicionamento.

E então, gostou do nosso artigo? Agora, que tal compartilhá-lo nas suas redes sociais? Assim, mais pessoas podem conhecer os segredos por trás da simbologia das cores. Até a próxima!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.