Fechar

SaaS: conheça o modelo de software como serviço

O SaaS é um modelo muito popular hoje em dia. Descubra como ele pode beneficiar o seu negócio!

SaaS - desenho de uma nuvem no centro da imagem sobre um fundo em degradê azul; ao redor da nuvem, desenhos de símbolos de servidor, computador, pessoas, engrenagem e setas entrelaçadas

Não é novidade que a tecnologia, com o passar do tempo, evolui cada vez mais. Tanto no âmbito empresarial como no pessoal. O modelo de negócio SaaS é um ótimo exemplo para evidenciar essa realidade.

Quando se trata de serviço, as opções de distribuição e funcionamento são inúmeras e, no texto a seguir, você saberá como funciona esse modelo de software como serviço que tem sido muito usado nos dias de hoje.

Continue essa leitura e fique por dentro dessa tecnologia que está dominando muitos segmentos de mercados.

O que é SaaS? 

SaaS é uma sigla em inglês para “Software as a Service”, ou “Software como serviço”, em tradução para o português. Ou seja, é o tipo de empresa que disponibiliza a sua solução/ serviço por meio de um software, que funciona com o auxílio da internet.

Quando se trata de SaaS, essa é uma informação muito importante. Porque, desta forma, o usuário pode acessar esse serviço de forma remota, por meio de um computador ou um dispositivo móvel.

A Netflix, por exemplo, é uma empresa que usa esse modelo de negócio. Ninguém precisa instalar um software da Netflix no computador para ter acesso aos filmes e séries da plataforma. Basta contratar o serviço e acessar a conta criada, usando o login e senha.

Várias outras empresas, presentes em nosso cotidiano, usam essa tecnologia: Spotify, Dropbox, PayPal entre outras que, certamente, fazem parte do seu dia a dia.

Quais os segmentos que mais adotam o SaaS?  

Muitos segmentos de mercado utilizam esse modelo de negócio, porque ele é um tipo de solução muito funcional. Mas os principais setores que adotam esse recurso são: serviços de CRM, empresas de atendimento ao cliente, Cloud Computing e e-commerce.

Esses são exemplos mais comuns da atuação dessa tecnologia, mas o SaaS também pode ser útil em plataformas de gestão de projeto, de recrutamento e seleção, de distribuição de cursos online, redes sociais etc.

Quais as diferenças entre softwares e empresas SaaS? 

O principal diferencial do modelo SaaS, se comparado a um software comum é que, com o SaaS não há necessidade de instalar um programa em um dispositivo, ao contrário de um software comum que exige essa ação.

Com isso, os usuários ganham mais agilidade no uso desses serviços, uma vez que não precisarão esperar um tempo para essa instalação e não precisam, também, ter espaço em sua máquina para armazenar determinado programa.

Quais as vantagens do software como serviço?

O uso do SaaS pode trazer muitos benefícios para um negócio e também para os clientes. Alguns deles são:

Baixo custo para o usuário

O cliente que adquire um software como um serviço não precisa comprar nada além da sua assinatura. Ou seja, ele não terá despesas com licenças e infraestrutura especial para ter aquela ferramenta.

Mais acessibilidade

Outra vantagem por não necessitar de ter um dispositivo específico para instalar o software é que as pessoas podem acessar a ferramenta de qualquer lugar, desde que tenham acesso à internet. 

Além disso, muitas das empresas que oferecem esse serviço, permitem que mais de uma pessoa utilize a plataforma simultaneamente — dependendo do plano — fazendo com que a acessibilidade àquela solução seja ainda maior.

Maior customização

Por causa da sua facilidade, o SaaS também oferece maior customização para cada cliente. Por exemplo: é possível trocar de plano, aumentar ou diminuir funcionalidades disponíveis de acordo com a preferência de cada consumidor. 

Atualizações automáticas

Mais uma vantagem do SaaS é a atualização do software, que é realizada de maneira automática, fazendo com que essa tarefa aconteça de forma muito mais fácil e rápida. Portanto, o usuário não vai precisar fazer essa atualização manualmente.

Com isso, não há necessidade de um técnico ou um desenvolvedor para fazer essa atualização. Isso garante, inclusive, uma melhor experiência para quem usa o serviço, já que ele terá acesso à versão mais recente.

E você já sabe. Quanto melhor a experiência do usuário, mais fácil é fidelizá-lo.

Integrações com outros sistemas

Grande parte dos provedores SaaS disponibilizam a sua API para que outros dispositivos sejam integrados a ele.

API é uma sigla que significa “Interface de Programação de Aplicativo”, é um recurso que viabiliza que os profissionais de tecnologia utilizem os seus recursos associados a outras plataformas, permitindo essa integração.

Mais segurança 

Outra vantagem é com relação à segurança de dados. Por ser uma ferramenta que não armazena as informações em um dispositivo ou um computador, em caso de perda ou roubo desse equipamento, os dados não são perdidos.

Quais os modelos de vendas SaaS? 

Agora, você já entendeu o que é SaaS, como esse modelo funciona e quais são as suas vantagens.

Neste tópico, vamos abordar alguns dos principais modelos de vendas e cobranças do SaaS, apresentando um série de características de cada um deles:

Freemium

Essa é uma vertente do SaaS que permite ao usuário utilizar algumas ferramentas da plataforma em questão, para que ele possa experimentar algumas funcionalidades de forma gratuita. O Freemium funciona mostrando uma visão geral das principais atividades disponíveis.

O objetivo é oferecer um teste gratuito, para que essa interação evolua para um acesso premium, pago, com o qual o consumidor poderá ter mais recursos do serviço.

Free Trial

O Free Trial atua de maneira similar, com um teste gratuito do serviço oferecido. Porém, o usuário terá acesso livre à maioria (senão todas) das funcionalidades daquele sistema. Neste caso, geralmente, existirá uma limitação de tempo para o uso da plataforma.

Self-service

No modelo de self-service é apresentada uma página, que contém todos os planos e suas atribuições. Assim, o navegante poderá ler e escolher qual é o pacote que melhor lhe atende.

É importante ressaltar que essa página precisa ser clara, objetiva e organizada, para que o usuário entenda de maneira fácil as características de cada plano, os valores e as diferenças entre eles.

Inside Sales

Para praticar esse tipo de venda é necessário que haja um profissional dedicado a entrar em contato com o possível cliente, explicar sobre a solução, entender quais são as suas necessidades e indicar um plano que seja adequado. 

O Inside Sales é um tipo de abordagem mais próxima e personalizada, ela é muito utilizada para vendas de empresa para empresa (B2B).

Field Sales

Assim como o Inside Sales, o Field Sales também é uma abordagem personalizada que acontece por meio de um contato com o profissional comercial, que vai procurar entender a necessidade do cliente e mostrar a melhor solução para ele.

Porém, neste tipo de interação o vendedor faz uma visita ao possível cliente, como uma breve imersão na realidade dele, para avaliar os reais desafios enfrentados.

Como ter sucesso com o modelo de software como serviço?

Quando você opta por implementar um modelo SaaS em seu negócio, é importante ficar atento a algumas boas práticas de gerenciamento, seguem algumas delas:

Acompanhe os usuários do serviço

O modelo SaaS cria um ambiente rico em dados. À medida em que o usuário vai utilizando a sua plataforma, as informações e preferências vão se evidenciando. Isso permite que você conheça ainda melhor as necessidades do seu cliente e aprimore o seu serviço cada vez mais. 

Fidelize os clientes

Uma vez que você conhece o seu cliente e propõe melhorias que fazem sentido para ele, o seu usuário vai se sentir cada vez mais satisfeito. Esse é o contexto ideal para fidelizar os seus clientes, uma tarefa importantíssima para qualquer empresa.

E, caso você escolha adotar modelos de planos gratuitos, é fundamental encontrar o momento certo para oferecer um upgrade para os planos pagos.

Analise as métricas

Não fique no achismo, crie meios para captar os números e resultados adequados, para que você consiga mensurar os resultados posteriormente.

Algumas métricas como: Churn Rate, LTV, MRR e CAC são fortemente indicadas para esse tipo de negócio, pois elas podem mostrar de forma apropriada como está o desempenho da sua solução e trazer insights para as melhorias do seu negócio.

Não deixe de mensurar os resultados de seu negócio

Sem dúvidas, o modelo SaaS é uma opção com muitos benefícios, tanto para a empresa como para o cliente. Porque melhora a usabilidade para quem usa e elimina processos complexos e morosos, presentes no uso de um software comum.

Mas como toda atividade organizacional, esse recurso precisa ser acompanhado, com relação à sua performance. Como citado anteriormente, quando se implementa essa tecnologia, é preciso ficar atento a essas análises.

Para isso, além das métricas sugeridas acima, existe um indicador muito eficiente: os KPIs. Esse recurso pode definir e acompanhar métricas fundamentais para garantir uma boa atuação de um negócio SaaS. 

Se você quer entender melhor o que são os KPIs e como eles podem te ajudar a medir o desempenho das suas ações, clique aqui e confira o post que fizemos sobre o assunto!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.