Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Como evitar armadilhas digitais e garantir a segurança de seu negócio?

Como evitar armadilhas digitais e garantir a segurança de seu negócio?

Alguns perigos na internet já são muito conhecidos pelos usuários, mas ainda fazem milhares de vítimas diariamente.

Rotineiramente, vemos notícias sobre ciberataques ou vazamento e perda de dados de grandes negócios depois de um assalto de hackers. Com isso, fica cada vez mais evidente a necessidade de empreendedores investirem em segurança digital.

A evolução da internet transformou o modo de consumo da sociedade, uma vez que a maioria das transações monetárias são feitas por meio da rede de computadores.

Assim, marcas construíram seu patrimônio baseado em dados e informações digitais e é preciso conhecer os perigos para evitar cair em armadilhas digitais.

Infelizmente, não há um sistema infalível, mas especialistas da área recomendam algumas boas práticas que ajudam a evitar a maioria das armadilhas. Para conferir as dicas, continue lendo este post!

O que é segurança digital?

Quando uma pessoa decide se tornar uma produtora de conteúdos digitais, diversas questões passam pela sua cabeça sobre como começar um negócio online, como receber por ele, onde buscar suporte e como se proteger na internet.

A importância da segurança digital é um dos questionamentos que devem ser feitos e ela se refere à proteção da identidade do usuário ou dos dados de um negócio na internet. Ela pode ser comparada à segurança física que é preciso ter em relação aos seus dados reais.

Isso significa que, no mundo real, ninguém deixa informações como número do cartão, senha, CPF ou outros dados pessoais à mostra.

Portanto, o mesmo cuidado deve existir com o uso dos dispositivos digitais e, por isso, existem ferramentas digitais, como softwares, antivírus, aplicativos e tokens que reforçam a segurança de dados digitais.

A segurança digital se estende a todo e qualquer conteúdo ou informações que tenham valor para alguma organização ou pessoa. Mesmo que tenha o uso restrito ou esteja disponível ao público para a consulta, é preciso que o sigilo e a privacidade sejam respeitados.

Isso não ocorreu quando o Facebook vendeu os dados dos usuários para empresas criarem anúncios manipulados baseado nas informações privilegiadas cedida pela rede social, por exemplo.

Qual a importância da segurança digital para um negócio?

É fato que a tecnologia evoluiu e com isso trouxe novas formas de estabelecer relações. Contudo, do mesmo modo que ela pode nos ajudar, também pode nos prejudicar quando usuários com más intenções invadem sistemas e roubam informações.

Como empreendedor, é fundamental se preocupar com a segurança das informações digitais, pois ela está relacionada com a preservação dos atributos básicos de confidencialidade, integridade e disponibilidade dos dados.

Além disso, quando um cliente acessa seu site e realiza a troca de informações pessoais com a sua marca, está pressupondo que você investe adequadamente em segurança digital para que os dados dele estejam seguros.

5 exemplos das principais armadilhas digitais

Há muitas armadilhas digitais sofisticadas, mas o usuário comete muitos erros simples, que são a porta de entrada para ataques criminosos.

Ler atentamente políticas de privacidade de sites e aplicativos, fortalecer senhas com números, letras maiúsculas e minúsculas e caracteres especiais, além de diminuir a exposição excessiva nas redes sociais, como publicar datas importantes, nomes de familiares e endereços do trabalho e residência, são atitudes que podem diminuir os riscos digitais.

Confira as principais armadilhas usadas e veja como evitá-las.

1. Ataques DDos

Um ataque DDos ou ataque de negação de serviço é uma tentativa de um hacker em tornar os recursos do sistema indisponível para os usuários. Os alvos, comumente, são os servidores de web, onde são hospedados as páginas da internet.

Esse ataque não é uma invasão, mas uma invalidação por meio de uma sobrecarga.

A melhor forma de evitar esses ataques é habilitando firewall, atualizando frequentemente as senhas e verificando o fluxo de tráfego dos dados. Caso o fluxo se apresentar alterado, é possível que o seu servidor esteja sob ataque.

2. Phishing

O phising é o nome dado a uma técnica que busca “pescar” os dados pessoais e bancários dos usuários, utilizando falsos sites e aplicativos de bancos, lojas e órgãos oficiais. Com essas informações, hackers conseguem realizar transações ou empréstimos em nome de terceiros.

Para que isso não ocorra é preciso estar atento a alguns detalhes: nunca entre em sites e ceda seus dados a partir de emails ou mensagens de texto. Instituições bancárias e órgãos sérios não pedem atualizações cadastrais desse modo.

Além disso, sempre que entrar em um site de banco ou de uma loja em que quiser fazer uma compra, busque os certificados de segurança no rodapé da página e o símbolo de cadeado no link da url.

O cuidado também deve ser estendido aos aplicativos que ficam em segundo plano nos celulares e têm acesso a outros apps e informações do celular.

3. Spam

O spam é uma das armadilhas digitais mais conhecidas para atrair usuários. A prática se refere ao envio de mensagens não autorizadas para inúmeros usuários ao mesmo tempo.

Além de ser uma prática desagradável e desatualizada do outbound marketing, o spam é a porta de entrada para vários emails com vírus e links maliciosos.

Portanto, as formas de evitar esse contato é utilizar serviços de email como Google, Yahoo e Hotmail, que já contam com filtros anti-spam, além de não abrir mensagens desconhecidas e desconfiar de links que não comecem com https ou arquivos em anexo na extensão .exe.

4. Vírus

Os vírus são aplicações maliciosas que podem roubar dados, abrir portas para hackers ou danificar a máquina. Cada vírus é criado para uma finalidade, mas eles precisam ser aberto ou executados para conseguirem infectar a máquina do usuário.

Por isso, é tão importante que os antivírus e os firewalls estejam sempre atualizados. Esse tipo de armadilha digital pode vir em forma de spams, que chegam diariamente nas caixas de emails.

Assim, a recomendação é de nunca baixar arquivos ou clicar em links de emails que você não conheça o remetente.

5. Espionagem

A espionagem é uma das artimanhas utilizadas por hackers para invadir a webcam e o microfone do usuário. Além disso, por meio dos spywares, que são códigos maliciosos, os hackers também podem ter acesso às telas dos computadores, registrando informações digitadas, como senhas e dados confidenciais.

Para se proteger dessas ações é recomendado cobrir a webcam com uma fita adesiva e só retirar quando necessário, assim como deixar inativo os componentes de áudio. Para coibir o acesso de spywares, as recomendações são as de deixar antivírus ativos e firewalls também.

O produtor de conteúdo e a segurança digital

Antes de começar a produzir conteúdo, o produtor digital precisa se preocupar com uma série de fatores que garantirão a segurança do seu trabalho e dos usuários.

Ele precisa, por exemplo, criar mecanismos que resguardem o seu material de pirataria digital, algo muito comum na atualidade, pois as pessoas acreditam que se o conteúdo está disponível na internet, ele é de todos.

Além disso, ele precisa estar atento à importância da segurança digital e como evitar os principais perigos e armadilhas da internet para que consiga produzir conteúdo e vender seus serviços sem correr o risco de perder informações.

Gostou do nosso conteúdo sobre segurança digital? Se quiser saber mais sobre este assunto, confira nosso post que ensina como manter seu site seguro.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.