Fechar

SEO Writing: como criar conteúdos otimizados para buscadores?

O SEO Writing é fundamental para melhorar o posicionamento de uma página no Google. Confira como otimizar seus textos para buscadores.

notebook exibindo a página de resultados de busca do Google e uma folha representando o seo writing ao fundo

O SEO Writing é mais uma técnica que tem ajudado muitos empreendedores a destacarem seus negócios nas primeiras páginas do Google. O segredo? Bom conteúdo e escrita estratégica, pensada para os mecanismos de busca.

Entretanto, para ter sucesso diante deste formato, não basta que o profissional apenas escreva bem. É necessário conhecer algumas das técnicas e conceitos que ajudam a posicionar melhor um conteúdo nos resultados de busca.

Mesmo que muitas pessoas confundam esse método de escrita com copywriting, por exemplo, existem diferenças bastante específicas entre uma forma e outra de se expressar por meio das palavras.

Agora, se você quer conhecer um pouco mais sobre o que é SEO Writing e a sua importância, fique conosco até o final deste conteúdo para entender melhor sobre o assunto!

O que é SEO Writing?

O SEO Writing é o processo de criação, planejamento e otimização de um conteúdo com objetivo de aparecer entre as primeiras páginas do Google ou de outro motor de busca de maneira orgânica.

Para isso, é necessário uma série de cuidados e medidas para que, além de entregar a informação que o usuário necessita, o Google consiga enxergar o seu texto como algo produtivo e interessante para quem busca sobre determinado assunto.

Essa é uma das principais estratégias dentro do marketing de conteúdo para gerar engajamento, autoridade e conversões orgânicas.

Por que o SEO Writing é tão importante?

Escrever com técnicas de SEO Writing é importante por inúmeros motivos. O primeiro deles é a possibilidade de disputar a primeira posição ou a primeira página dos buscadores com conteúdo de qualidade.

Por meio desta técnica, é possível atrair tráfego qualificado para o seu site, fazendo com que a aquisição de leads seja mais assertiva e a conversão mais eficiente.

Além disso, é possível garantir maior autoridade dentro do seu nicho de mercado, oferecendo conteúdo de qualidade e informações relevantes para a sua persona. Desta forma, ela consegue entender que você é especialista no assunto e passa a enxergar sua empresa com outros olhos.

Qual a diferença entre SEO Writing e Copywriting? 

Por mais que sejam termos parecidos, os dois tipos de escritas são bem diferentes, além de terem objetivos distintos.

A primeira diferença está no consumo do conteúdo. Enquanto a escrita de SEO pode ser encontrada em qualquer site, seja ele uma página institucional ou um blog de empresa, o copywriting será encontrado em comerciais de TV’s, anúncios impressos, etiquetas de produtos e landing pages.

Por isso, enquanto o SEO Writing é uma técnica de escrita focada na produção de conteúdo informativo e muitas vezes atemporal, o copywriting geralmente é utilizado quando o objetivo do negócio é gerar mais vendas.

Importante ressaltar que nenhuma das duas técnicas anula a importância e a presença da outra. Se possível, elas podem e precisam ser utilizadas de maneira conjunta para que os resultados sejam os melhores possíveis.

9 dicas de redação SEO para ranquear no Google

Para que você consiga ter uma produção de conteúdo alinhada às boas práticas do Google, além de produzir conteúdos de qualidade, é muito importante prestar atenção a alguns detalhes técnicos.

Confira abaixo algumas dicas que vão te ajudar a escrever textos melhores e com mais chances de alcançarem as primeiras posições do Google:

1. Defina as palavras-chave corretamente

Escolher uma boa palavra-chave para trabalhar dentro de um texto é o primeiro elemento de SEO Writing que precisa ser definido para que um conteúdo seja encontrado por outras pessoas.

Afinal, são palavras-chave que as pessoas usam quando querem encontrar respostas para suas dúvidas. Sendo assim, se o seu conteúdo estiver escrito e pensado para atender a essa demanda, certamente ele passará a ser valorizado pelo Google.

Por exemplo: Se você chegou até este texto, deve ter feito alguma pesquisa relacionada a SEO Writing, certo? É exatamente essa a função da palavra-chave no contexto do marketing de conteúdo.

2. Procure responder às dúvidas da sua persona

Assim como usar uma palavra-chave, responder às dúvidas da sua persona dentro do texto é essencial para garantir a qualidade do conteúdo e evitar que os usuários abandonem a página por não encontrarem o que realmente buscavam.

Desta forma, pense em tópicos interessantes e sobre os quais o público tenha dúvidas e busque respostas rápidas e eficientes para isso. Exatamente como estamos fazendo neste texto.

Aqui, estamos trazendo para você todos os pontos relevantes sobre SEO Writing e como utilizar esta técnica. Utilize essa mesma estratégia para o blog do seu negócio também.

3. Elabore título e meta-descrição chamativos

Para atrair a atenção do leitor para o seu texto, é fundamental que o título e a meta-descrição estejam alinhados ao propósito do texto. Afinal, são eles os responsáveis por fazer uma pessoa clicar em seu texto e não nos conteúdos dos concorrentes.

Por isso, apresente de maneira rápida e objetiva — mais especificamente, em até 65 caracteres — o que o usuário encontrará dentro do seu site no título. Isso será fundamental para que ele decida acessá-lo.

Já a meta-descrição tem a função de “apresentar” o texto para o leitor e aparece logo abaixo do título nos resultados de busca. Sendo assim, pense em desenvolver um resumo de até 135 caracteres que apresente tudo o que pode ser encontrado naquela página.

4. Divida o conteúdo em tópicos

Uma boa forma de produzir um conteúdo eficiente e de acordo com as técnicas do SEO Writing é dividindo o conteúdo em tópicos.

Isso é importante por inúmeros motivos, como:

  • facilitar a busca para responder a dúvida de maneira mais rápida;
  • fazer com que o conteúdo tenha uma maior escaneabilidade;
  • ajudar a responder de maneira rápida e objetiva o que se propõe a fazer;
  • tornar a leitura do conteúdo mais fluida e agradável.

5. Escreva uma boa introdução

Assim como o título, a introdução de um conteúdo é essencial para apresentar o texto e o que o leitor encontrará dentro do blog.

Sua função é apresentar, em poucas palavras, o que é necessário para responder suas dúvidas e a importância sobre determinado assunto.

Trazendo este texto como exemplo, se você chegou até aqui, é porque se interessou pelo que o conteúdo prometia entregar. E o conceito é exatamente esse: mostrar para o visitante que o seu site ou blog é capaz de sanar todas as dúvidas de maneira simples e eficiente.

6. Escreva textos mais longos

Já faz algum tempo que o Google passou a dar destaque nas páginas de busca a conteúdos de qualidade e que abordam o tema com profundidade. E, de maneira geral, não é possível explorar a fundo um assunto em um texto de 300 palavras, certo?

Sendo assim, procure produzir conteúdos mais longos, com uma média de 1.200 palavras. Textos desse tamanho permitem que você explore todas as nuances do tema e responda às principais dúvidas dos usuários.

Mas claro, isso não é uma regra. Sempre avalie a intenção de busca dos usuários e a própria relevância do tema. Alguns assuntos pedem textos menores, enquanto outros, mais complexos, exigem conteúdos mais extensos.

7. Não se esqueça dos links internos!

Os links internos, ou seja, que levam para outras páginas do seu próprio domínio, são outro aspecto importante do SEO Writing.

Chamada de link building, essa técnica faz com que os usuários passem mais tempo dentro do seu site ou blog, aumentando a taxa de retenção e a autoridade do seu domínio.

Além disso, estruturar uma estratégia de links internos robusta ainda ajuda a indexação do seu site. Os robôs do Google costumam seguir os links internos para descobrir novas páginas.

Por isso, sempre que publicar um novo conteúdo em seu blog, retorne a posts ou páginas mais antigas e tente linkar para esse novo texto. Além de reter usuários, ainda aumenta as chances de seu domínio aparecer no Google.

8. Aposte nos gatilhos mentais

Os gatilhos mentais são fortes aliados do SEO Writing. Por meio deles, é possível envolver o leitor e explorar diferentes sentimentos e sensações durante um conteúdo, como:

  • Urgência;
  • Necessidade;
  • Dúvida;
  • Empatia;
  • Entre outros.

Porém, utilize esse recurso somente se for necessário para o contexto do assunto para evitar que as pessoas tenham uma sensação específica e a promessa não seja cumprida ao final da leitura.

9. Converse diretamente com os leitores

Uma das melhores formas de ter sucesso utilizando técnicas de SEO Writing é conversar diretamente com o seu público. Assim como estamos fazendo com você.

Percebe a diferença que é quando a empresa se coloca no lugar do cliente? Quando utiliza recursos de primeira pessoa, por exemplo?

Tudo isso faz com que a leitura flua de maneira mais leve e faz com que a imagem do seu negócio seja mais humanizada perante os olhos dessas pessoas.

BÔNUS: Foque em conteúdo de qualidade

Assim como falamos anteriormente, focar em conteúdo de qualidade é fundamental para quem deseja ter um marketing de conteúdo assertivo e utilizar técnicas de SEO a favor de um plano de ação.

Hoje em dia, os usuários estão muito mais interessados em saber o que você tem a dizer e a forma como vai transmitir esses conhecimentos. Por isso, não tente enganá-los ou rodeá-los por muito tempo.

Escreva e produza sobre o que seu negócio realmente entende. Somente dessa forma será possível ganhar autoridade e a confiança do seu possível cliente.

Vale a pena utilizar técnicas de SEO Writing?

O SEO Writing é uma técnica cada vez mais empregada no marketing digital, já que os resultados de busca do Google vêm se posicionando como uma das maiores fontes de tráfego orgânico da internet.

Por isso, se você investe na produção de conteúdo em seu negócio, comece já a aplicar o SEO Writing em seus textos. Esta estratégia pode ajudar o seu site a ser encontrado com mais facilidade pelos usuários, atraindo tráfego e, consequentemente, vendas!

E lembre-se sempre de que você não está produzindo conteúdos para robôs, mas sim para pessoas reais. Por isso, priorize sempre a qualidade do conteúdo e tente responder a todas as dúvidas da sua persona ao longo do texto.

Esses não são os únicos indicadores utilizados pelo Google para classificar os sites na página de buscas. Cada vez mais, o buscador tem valorizado a experiência do usuário.

Quer entender como esse processo funciona e como o Google avalia essa experiência? Então, leia nosso post sobre o Core Web Vitals, os novos indicadores de ranqueamento do maior site de buscas da internet.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.