FecharNotificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

FecharNewsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

FecharFire 2018

Hoje é o último dia para comprar o ingresso do FIRE com o preço atual.

Não perca mais tempo e garanta sua presença nessa experiência única!

Quero garantir meu ingresso

5 dicas para atuar na área de serviços de consultoria

5 dicas para atuar na área de serviços de consultoria

Entenda como compartilhar seu conhecimento sobre uma área específica e ganhar dinheiro com isso.

Os serviços de consultoria existem para ajudar as pessoas que precisam resolver um problema, mas não têm conhecimento suficiente no assunto para fazer isso sozinhas.

Eles podem ser contratados por uma pessoa física ou por empresas e são várias as áreas de atuação que podem se beneficiar com um consultor.

Hoje, a procura por esse tipo de profissional é grande, pois as pessoas querem soluções rápidas e eficientes. Por isso, estão cada vez mais dispostas a contratar alguém que tenha autoridade suficiente para ajudá-las a atingir os resultados desejados.

Diante dessa demanda, os profissionais que sonhavam em trabalhar por conta própria começaram a usar os seus conhecimentos para prestar serviços de consultoria.

Você tem conhecimento em uma área específica e está disposto a compartilhar o que sabe? Então, também pode trabalhar nessa área e ganhar dinheiro ajudando os seus clientes a atingir metas.

Não se preocupe se você se identificou com a profissão, mas não sabe por onde começar. Neste texto, vamos mostrar tudo o que você precisa fazer para se tornar um consultor.

1. Escolha sua área de atuação

Antes de começar, tente identificar aquilo que você faz melhor.

Se você é formado em algum curso superior ou técnico, quer trabalhar na área e ter mais autonomia na carreira, pode usar estes conhecimentos para construir um serviço de consultoria.

No entanto, não é obrigatório ter diplomas ou formações específicas para se tornar um consultor, pois existe demanda para profissionais que trabalham com todo tipo de conhecimento.

Se você sabe tudo sobre organização de ambientes, tem experiência com vendas, marketing, finanças, moda ou gestão de pessoas, por exemplo, pode transformar esses conhecimentos em ensinamentos e vender para os seus clientes. E estas são apenas algumas das possibilidades.

Pense em todas as habilidades que você tem e que podem ser usadas para desenvolver pessoas, seja na vida profissional ou pessoal.

Descubra, ainda, se o seu serviço de consultoria é mais indicado para empresas ou para pessoas físicas.

Uma consultoria de vendas, por exemplo, pode ser uma ótima solução para uma organização que está enfrentando problemas com a equipe do setor ou precisa implementar um novo programa para alavancar as vendas.

Já uma consultoria de moda pode ser eficiente para ajudar os clientes individualmente ou em pequenos grupos, pois é um serviço mais especializado, que precisa considerar características bem pessoais.

Se você ainda não sabe como escolher sua área de atuação, confira este Hotmart Tips com dicas para encontrar seu nicho:

2. Estude seu mercado

Depois de decidir a área em que você vai atuar, é hora de conhecer tudo sobre o mercado.

Para prospectar clientes para os seus serviços de consultoria, você vai precisar saber o que eles buscam, quais são as suas dores e que tipo de serviço você tem que oferecer para se destacar dos concorrentes. Ou seja, além de identificar todas as características dessas pessoas, você precisa saber como agradá-las.

Para fazer isso, não adianta definir apenas um público-alvo. Você vai precisar identificar um perfil bem detalhado do cliente ideal do seu negócio.

Essa definição é conhecida como persona e leva em consideração todos os tipos de dados relacionados às pessoas que você pretende alcançar, como:

  • Pessoais (idade, gênero, nome);
  • Geográficos (onde nasceu, onde mora atualmente);
  • Profissionais (profissão, áreas de atuação, satisfação com o trabalho);
  • Financeiros (situação atual, poder de compra);
  • Comportamentais (hobbies, religião, posicionamento político);
  • Educacionais (grau de escolaridade, temas que tem afinidade), entre outros.

Tente reunir o máximo de informações possível, porque isso vai te ajudar a elaborar ações mais assertivas e com a linguagem certa para se aproximar do público, divulgar o seu serviço e conversar com os clientes.

Além disso, observe e estude a sua concorrência para identificar o que está dando certo e o que pode ser melhorado.

Você não precisa, e nem deve, copiar o que os outros profissionais estão fazendo, mas tem que conhecê-los para oferecer um serviço que consiga competir no mercado.

Fazer essa análise vai te ajudar a construir um serviço diferenciado e se preparar para absorver as demandas dos clientes que ainda não estão sendo devidamente atendidas.

3. Defina o formato de seus serviços de consultoria

Se você preferir, pode prestar os serviços de consultoria presencialmente.

No entanto, se está buscando algo mais dinâmico e com escalabilidade de lucro, a melhor opção é a consultoria online.

Quando o profissional opta por fazer sessões presenciais, ele alcança um público menor, além de ter que se deslocar, organizar a agenda para atender todos os clientes e repetir o conteúdo sempre que for contratado.

No caso da consultoria online, o profissional consegue atender um número bem maior de pessoas com o mesmo material e, o melhor, ao mesmo tempo e sem ter que sair de casa. Assim, um único investimento inicial gera lucros recorrentes.

Para trabalhar como consultor na internet é possível criar um curso online de consultoria, que pode ser feito em vários formatos, como videoaulas, e-books ou podcasts.

Para escolher o melhor formato, leve em consideração o tipo de conteúdo que a sua persona mais consome e avalie também o que é melhor para você.

Se você é uma daquelas pessoas que trava na hora de falar para as câmeras, oferecer serviços de consultoria em vídeo pode não ser a melhor opção.

Caso a sua dificuldade seja com a comunicação escrita, talvez seja melhor evitar os e-books.

Depois de definir se a consultoria será presencial ou online e escolher o formato, faça um roteiro para organizar bem o conteúdo e não se esquecer de nenhuma informação importante.

Defina quantos módulos a consultoria vai ter, as atividades que você vai propor para os clientes, o tempo de duração, entre outros detalhes relevantes.

Depois, providencie e separe os instrumentos que você vai precisar, como câmera, microfone, programas de edição de vídeo, áudio ou texto, ambiente para gravar as aulas e tudo que você precisa para produzir seu material.

4. Divulgue seu negócio

Por mais que a sua consultoria seja excelente, os clientes não vão surgir do nada.

Você precisa investir na divulgação do seu negócio para que as pessoas saibam quem é você, o que você faz e que tipo de vantagem você pode oferecer para elas.

Existem várias maneiras de fazer com que o seu serviço chegue até o público.

Mais uma vez, você precisa pensar na sua persona e direcionar as ações de marketing para os canais onde a possibilidade de atrair clientes é maior.

Você pode criar perfis em redes sociais como Facebook e Instagram, manter um blog ou até mesmo fazer vídeos para compartilhar no seu canal do YouTube.

O mais importante, independentemente do local, é que a sua estratégia não seja apenas fazer propagandas diretas do seu serviço.

Lembre-se que você precisa conquistar as pessoas, mostrar a sua autoridade no assunto e fazer com que elas se interessem pelo seu trabalho.

Para garantir que isso aconteça, foque no compartilhamento de conteúdos relevantes que façam com que sua persona identifique um problema e veja que você tem todas as ferramentas necessárias para resolvê-lo.

Ao apostar nesse tipo de estratégia, você aumenta as chances de atrair pessoas que realmente vão se interessar pelos seus serviços de consultoria e, por isso, têm potencial para se tornarem seus clientes.

5. Construa um relacionamento com seus clientes

Não investir no relacionamento com os clientes é um erro que muitos empreendedores e empresas ainda cometem.

Normalmente, isso acontece porque as pessoas não sabem do potencial que um cliente tem de continuar gerando lucro, mesmo após finalizar uma compra.

Imagine a seguinte situação:

Você precisa contratar um serviço, mas ainda está na dúvida sobre qual opção deve escolher. Ao pesquisar mais sobre cada uma, você descobre que uma das empresas tem muitos comentários positivos e, inclusive, uma pessoa que você conhece ou admira é cliente e gosta muito dos serviços prestados.

Temos certeza que a chance de você confiar mais nesta opção aumenta bastante. Afinal, não tem propaganda melhor do que um comentário positivo de quem já efetuou uma compra e ficou satisfeito com o que adquiriu, não é mesmo?

Principalmente na internet, onde encontramos milhares de opções para tudo o que buscamos, um bom feedback ajuda bastante a destacar um produto ou serviço.

Por isso, valorize o seu cliente e faça com que ele enxergue os seus serviços de consultoria como uma experiência completa, que realmente soluciona as suas dores e agrega valor para a sua vida pessoal ou profissional.

Assim, ele terá mais chances de indicar o que você faz para outros clientes ou contratar outros serviços seus futuramente.

BÔNUS: Use o programa de Afiliados

Agora que você viu o que precisa fazer para trabalhar com serviços de consultoria, é o momento de transformar as suas ideias em um negócio de verdade.

Se você tem a expertise necessária para criar seu conteúdo, mas ainda não sabe como vender, que tal conhecer o programa de Afiliados?

Esse tipo de serviço conecta as pessoas que criam produtos digitais (que pode ser você!) a outras que usam a internet para divulgar o seu produto em troca de comissões sobre as vendas realizadas.

Para saber mais sobre esse serviço e descobrir como ele pode te ajudar, confira este guia completo sobre o programa de Afiliados.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.