Sparkle app icon

Sparkle App
Participe da comunidade exclusiva do nosso blog!
Grátis -

VER

O que faz um social media e como se tornar um?

O que faz um social media e como se tornar um?

Confira o RAIO-X completo deste profissional!

As redes sociais transformaram a comunicação — elas trouxeram proximidade entre as empresas e os consumidores, fortalecendo a interação e dando um impacto importante para a construção e a manutenção da marca.

Nesse cenário, um profissional dedicado para entender e acompanhar esse relacionamento se faz necessário, e essa é uma das funções principais do social media.

Atualmente, é quase impossível pensarmos em uma organização que não tenha canais de comunicação nas redes sociais.

Seja um perfil no Facebook, no Instagram, no Twitter ou no LinkedIn, as marcas se fazem presentes nesses ambientes para acompanhar o que é dito sobre elas e influenciar na tomada de decisão dos consumidores.

O social media é um profissional estratégico na elaboração de mecanismos e ferramentas que possam aproximar o negócio aos seguidores, consumidores e potenciais clientes.

Neste post, falaremos sobre as características marcantes do profissional de social media, mostrando como essa função tem se tornado cada vez mais imprescindível para o fortalecimento e crescimento das organizações.

Além disso, convidamos os especialistas em redes sociais da Hotmart para ensinar você os segredos para ter mais engajamento, seguidores e sucesso nas principais redes sociais!

Vamos lá!

Índice
O que é um social media? Qual é a aplicação do trabalho do social media? O que faz um social media na prática? Como se tornar um social media? Qual é a importância do social media para um negócio? Dicas dos especialistas da Hotmart para você arrasar nas redes sociais Quais são os desafios do social media?

O que é um social media?

As redes sociais se tornaram uma verdadeira vitrine para as marcas. Muitas pessoas, inclusive, brincam que se um negócio não está em algum desses canais, é porque ele não existe.

Esse pensamento segue a lógica do crescimento de usuários nas redes sociais nos últimos anos.

Portanto, é fundamental que as organizações estejam presentes nesses ambientes, a fim de estabelecer uma conversa mais aproximada com os seus consumidores e potenciais clientes, além de entregar conteúdos de relevância.

É nesse contexto que o social media se encaixa, pois ele é o responsável pelo desenvolvimento das estratégias de redes sociais, criação de conteúdos, interação com o público e acompanhamento de métricas.

Confira as principais tarefas que um social media executa no dia a dia:

O que é um social media?

Para entendermos o porquê do social media ter se tornado cada vez mais importante para as estratégias de marketing digital das organizações, é preciso aprofundarmos sobre quais são os trabalhos desenvolvidos por esse tipo de profissional.

Produzir conteúdo para redes sociais é apenas uma das funções do social media. De fato, é preciso muito conhecimento dos variantes tipos de persona do negócio, a fim de elaborar uma estratégia específica e direcionada para cada um.

A abordagem precisa ser personalizada e próxima, a fim de estabelecer um diálogo efetivo.

As redes sociais permitem benefícios únicos, como o fortalecimento da empatia.

É por meio de um desses canais que a marca poderá interagir com um usuário insatisfeito, por exemplo, compreendendo o ponto que causou o sentimento ruim e convertendo essa experiência para algo positivo e satisfatório.

Vale lembrar que um cliente insatisfeito nos canais sociais pode causar um efeito cascata para as marcas.

Nos perfis sociais as publicações ganham amplitude, conseguindo ecoar sobre a cabeça de diversas pessoas e modificar a impressão de que algumas tinham sobre determinada marca.

O social media, portanto, é o profissional que ajuda estrategicamente a marca a manter a sua imagem, por meio da elaboração de conteúdos que aproximem e transformem a experiência do consumidor no momento antes e depois da compra.

Com um plano estratégico bem elaborado, o social media é capaz de impactar positivamente a vida do consumidor, fazendo com que essa pessoa que adquiriu algum produto ou serviço do negócio passe a ser um promotor da marca, incentivando outras pessoas a comprarem.

Para conseguir ser eficiente, o profissional precisa estar integrado com as redes, conhecendo os recursos de cada uma delas, as possibilidades que oferecem de interação e monitoramento, a fim de extrair dados relevantes para uma abordagem próxima e acolhedora com a persona.

Por exemplo, o social media precisa conhecer a diferença entre criar uma página ou um perfil individual no Facebook.

Afinal, a análise de métricas fica facilitada quando é criado um perfil comercial. O mesmo vale para outras redes sociais, como o Instagram e o LinkedIn.

Para entendermos um pouco mais sobre o perfil desse profissional, vamos abordar as aplicações dos trabalhos do social media. Continue a leitura!

Qual é a aplicação do trabalho do social media?

O trabalho do social media pode ser refletido em diferentes instâncias da organização.

Com a interação nas redes é possível estabelecer um padrão de linguagem para o negócio, abordando os assuntos de maneira descontraída ou mais formal.

Essa comunicação é uma maneira de o negócio se apresentar para o seu público, mostrando como gostaria de estabelecer a conversa com os potenciais clientes e consumidores.

Muitas marcas estabelecem maneiras próprias de interagir com o público nas redes, de acordo com sua brand persona. Casos como a Netflix e o Nubank, por exemplo, são apontados como possíveis referências.

Exemplo de postagem no perfil do Instagram da Netflix.

Exemplo de postagem no perfil do Instagram da Netflix.

 

Exemplo de postagem no perfil do Instagram da Nubank.

Exemplo de postagem no perfil do Instagram da Nubank.

Ambas são marcas que trabalham com produtos integralmente digitais e utilizar as redes sociais foi uma maneira de estabelecer o serviço ao cliente, recebendo informações, notificações, reclamações, mas também construindo a sua linguagem e o branding (construção da marca) por meio de conteúdos exclusivos e inovadores.

Toda essa elaboração do branding exige uma equipe bem formada e profissionais que pensem na interação com o público nas redes sociais de forma estratégica e bem estruturada.

Por isso, a área de social media pode contar com profissionais divididos em vários níveis hierárquicos — por exemplo: assistente, analista e coordenador.

Na maioria das vezes, a distribuição do trabalho é feita como mostramos a seguir, mas essa divisão não é uma regra e pode variar de empresa para empresa:

Assistente de social media

O assistente de social media fica responsável pela elaboração de conteúdo, além da publicação e do possível impulsionamento de peças nas redes sociais.

É ele também quem ficará como responsável por puxar os relatórios e as análises do mês, a fim de mostrar para a equipe os pontos positivos e negativos.

Além disso, dentre as funções de um assistente de social media pode-se encontrar a produção de conteúdo para blogs, o atendimento ao cliente — respondendo os comentários deixados na página ou nas publicações — e o acompanhamento do desenvolvimento das marcas nas redes em que está presente.

Toda essa estrutura de funções, porém, precisa estar alinhada com os objetivos, metas e estratégias gerais do negócio, assim como a abordagem e a linguagem que a organização adota nos momentos de interação com o público.

Analista de Social Media

Enquanto o assistente desempenha uma função mais operacional, o analista de social media é, geralmente, responsável pela definição e acompanhamento de estratégias.

Por isso, dentro das suas áreas de atuação estão o entendimento das personas, a criação de um planejamento e calendário editorial — que determinará os horários e a frequência das postagens —, a otimização do perfil e o monitoramento das redes sociais.

Além disso, cabe ao analista realizar uma análise da concorrência para entender o que está sendo feito de diferente e acompanhar possíveis alterações para a estratégia da marca, a fim de chamar mais a atenção dos consumidores.

Coordenador de Social Media

Para esse profissional fica a função de coordenar todos os conteúdos que são produzidos para as redes sociais.

Ou seja, é preciso conferir que todo o trabalho está sendo realizado dentro do planejamento traçado e com a linguagem que o negócio adotou para si nos meios de comunicação.

Dessa forma, é possível fortalecer o branding e manter um padrão de tratamento elevado nas interações.

Além disso, cabe ao coordenador de social media a administração dos orçamentos das campanhas, a participação na elaboração das estratégias e ações realizadas nos próximos meses.

Cabe ao coordenador de Social Media também direcionar os trabalhos e as funções da sua equipe, motivando cada um dos colaboradores na manutenção dos valores da organização.

É fundamental pensar que as redes sociais são uma extensão da marca, portanto, elas precisam refletir os valores culturais implantados dentro de suas estruturas físicas.

O que faz um social media na prática?

Agora que conversamos e entendemos como uma equipe de social media pode ser estruturada dentro de uma organização — inclusive em termos de cargos hierárquicos — chegou o momento de falarmos o que esse profissional pode fazer na prática do dia a dia.

Para isso, vamos dividir as funções fundamentais para entendermos como cada área causa impacto na vida desse profissional e qual é a preparação necessária para superar os desafios.

Conteúdo

O conteúdo é a maneira como o social media apresentará o negócio nas redes sociais.

Por isso, ele precisa ser importante para a persona, ou seja, deve ser relevante e responder às dores e necessidades do cliente naquele momento.

Os canais de mídias sociais podem ajudar a disseminar, inclusive, os textos produzidos para o blog da organização.

Esses conteúdos têm a vantagem de ser uma produção exclusiva da marca, traduzindo os valores do negócio e conseguindo responder às ansiedades e necessidades dos seus potenciais consumidores.

Mas as redes sociais não são um espaço para apenas compartilhamento de blog posts. É preciso elaborar conteúdos exclusivos para cada plataforma.

O social media precisa conhecer as particularidades de cada rede — por exemplo, o Twitter tem um número limitado de caracteres, mas entrega a produção para todos os usuários que seguem seu perfil.

O Facebook, por sua vez, utiliza um sistema de algoritmos para distribuir o conteúdo. Por isso, mesmo que os usuários curtam a sua página, nem todos receberão o material.

A estratégia é conhecer os melhores horários para postar e publicar um conteúdo em oportunidades diferentes ao longo da semana.

Para conseguir ser relevante, nada melhor do que ser criativo. É possível criar conteúdos em diferentes formatos: texto, imagens, infográficos, vídeos etc.

O importante é conseguir fazer um material que atraia a atenção dos clientes em meio a uma série de conteúdos que são publicados nas redes sociais diariamente.

Para isso, nada melhor do que ter atenção com o que está acontecendo de mais importante nas redes. Às vezes, utilizar “memes” pode ser uma maneira de fazer um diálogo descontraído e atual, mas é essencial que essa abordagem esteja integrada à linguagem da organização.

Veja as dicas da Izabella Carvalho, analista de redes sociais da Hotmart, sobre o assunto:

Mesmo tendo um planejamento de conteúdo, é muito importante estar atento aos “memes” do momento, para criar publicações autênticas e passar a sua mensagem de uma forma diferente e que gere identificação entre as pessoas que te seguem.

Todo este trabalho requer agilidade, ainda mais quando se trata de um trend topics do Twitter, por exemplo. Mas lembre-se, é necessário um olhar cuidadoso para “surfar” na onda do momento sem expor o que a sua marca não representa.

Além de entender o tom de voz que geralmente a sua marca já utiliza, faça sempre algumas perguntas: “As pessoas que me seguem vão entender esta mensagem?”; “Estou ofendendo alguma religião, classe, escolaridade, profissão, gênero, etnias, dentre outros?”; “Essa publicação pode virar uma polêmica nas redes sociais?”. Feito isso, basta colocar a essência da marca no post e monitorar as interações.

Nós da Hotmart já aproveitamos alguns memes e conteúdos virais da internet para divulgar nossas vagas.

Um bom case é o nosso vídeo de Mannequin Challenge, em 2016, que tinha como objetivo de divulgar mais de 15 vagas abertas.

O resultado? Foram mais de + 3 mil currículos recebidos de forma orgânica, + 8 mil novas pessoas nas redes e foi a nossa postagem de melhor engajamento do ano. Então, fique de olho nos conteúdos de oportunidade sempre que puder!

Social Media - Dica da Izabella Carvalho, analista de redes sociais da Hotmart

A criatividade e a contemporaneidade do conteúdo costumam ser premiadas nas redes sociais. Entretanto, é preciso ter cuidado com os excessos e, para isso, nada melhor do que ter uma estrutura bem elaborada para saber o que postar e quando postar.

Por isso, a próxima etapa é fundamental, continue a leitura para saber qual é!

Planejamento

Planejar é uma maneira de conseguir alcançar melhor seus objetivos. É importante que o plano não seja algo inflexível, mas apresente um caminho de possibilidades e postagens para o social media.

A dica é tentar elaborar um plano que possa ser seguido ao longo de toda a semana, em alguns casos, até durante o mês.

Existem ações e campanhas específicas que precisam do apoio das redes sociais para a divulgação, e nada melhor do que ter um plano equilibrado sobre o que será postado e quando será publicado.

Com um planejamento equilibrado, o social media poderá acompanhar e metrificar os objetivos para definir se as metas iniciais estão sendo alcançadas ou será necessário agir de forma emergencial para corrigir a rota.

É importante organizar as publicações conforme o dia e os horários da semana. Cada rede social tem um momento mais oportuno para fazer a postagem, quando a maioria dos usuários estão acessando a rede.

Ter atenção a esses horários ajuda a aumentar as possibilidades de visualização.

Além disso, é preciso pensar na persona e em qual tipo de conteúdo faz sentido para abordar tal assunto. Casar essas informações ajuda a fazer a melhor entrega para o público, sendo efetivo em responder suas dúvidas e dores.

Outra dica importante é pensar nas hashtags que podem ser utilizadas nas publicações. Elas ajudam e influenciam no impulsionamento e direcionamento dos conteúdos.

No Instagram, por exemplo, um usuário pode seguir uma hashtag e ficar por dentro de todas as publicações que a utilizarem.

Social Media - Dica do Matheus Lacerda, analista de redes sociais da Hotmart

Dentro do planejamento é preciso ter momentos em que o social media ficará disponível para fazer o atendimento ao cliente.

Essa interação é essencial para a manutenção da marca, responder às dúvidas e as possíveis insatisfações é uma maneira de fazer com que o consumidor seja ouvido e sinta-se próximo do negócio.

Social Media - Dica da Letícia Faria, analista de redes sociais da Hotmart

Análise de dados

Produzir conteúdos e planejá-los só terá sentido quando for possível analisar os resultados. O social media não é apenas um fabricador de post, ele precisa estar próximo dos objetivos e da estratégia do negócio.

As redes sociais oferecem uma série de dados e análises a partir de cada publicação. Estudá-las é fundamental para entender se as metas estão sendo alcançadas e como é possível melhorar a comunicação com o público a fim de garantir melhores resultados.

É preciso mensurar, analisar e estudar o comportamento dos clientes nas interações com as informações publicadas nas redes sociais.

A partir daí, é preciso transformar cada dado em um gráfico para analisar o desempenho do canal e definir quais os melhores caminhos a serem tomados a partir desses números.

Vale lembrar que existem vários indicadores para serem analisados, portanto, uma orientação é definir quais são os dados que fazem mais sentido para o negócio naquele momento. Ou seja, qual é o objetivo da organização e qual KPI (indicador de qualidade) que refletirá essa meta.

BANNER POST: Descubra como definir e analisar métricas no Instagram!

Gestão de mídia

Para conseguir fazer as publicações acontecerem, o social media conta com uma equipe multidisciplinar. Gerir essa equipe é fundamental para garantir que as postagens aconteceram conforme o planejamento inicial.

Por isso, é preciso contar com um cronograma equilibrado de afazeres para evitar situações em que o vídeo a ser postado em determinado dia não esteja pronto na hora.

Ter uma gestão equilibrada de um time completo é possível a partir do momento em que eles estão integrados com os objetivos e as metas da estratégia.

Como se tornar um social media?

Agora que entendemos melhor sobre essa profissão, chegou o momento de falarmos sobre as características fundamentais para se tornar um social media.

Geralmente, esse profissional tem uma graduação dentro da área de comunicação (jornalismo, publicidade, relações públicas), com uma compreensão do impacto que as redes podem ter sobre as marcas.

Outra característica fundamental é a criatividade.

Conforme falamos anteriormente, os conteúdos relevantes são aqueles que conseguem atrair a atenção dos clientes para algum tipo de interação.

Para isso, é fundamental ser criativo, elaborando campanhas que consigam envolver os potenciais consumidores para começar um diálogo.

Existem algumas marcas referências que utilizaram a criatividade para conseguir emplacar produções exclusivas. A Netflix, por exemplo, utilizou um ícone da infância da década de 80 e 90 para promover a série Stranger Things.

Além disso, é preciso ser analítico. O social media se envolverá com a análise de dados e números frequentemente, mas é preciso saber interpretá-los para conseguir efetivamente transformar esses valores em abordagens estratégicas.

Em alguns momentos, ter muitos usuários curtindo a sua fanpage pode ser negativo para a taxa de engajamento.

Nesse sentido, é possível elaborar um plano de ação para que aconteça uma “limpeza” da base de seguidores e prevalecer os usuários realmente fiéis a marca.

Para ser um social media de qualidade, é preciso ter atenção com as atualizações de cada rede social. Os algoritmos são atualizados com frequência, o que pode prejudicar a entrega de determinada publicação.

Por fim, a empatia é o sentimento essencial para quem vai trabalhar com uma interação próxima ao cliente.

É preciso aceitar e entender as reclamações a fim de aumentar o engajamento e realmente transformar a percepção dos clientes e consumidores em torno da marca.

O social media precisa se colocar no lugar dos consumidores para tentar entender os motivos de determinada reclamação e tentar ser ágil na resolução de cada caso.

Raio-x do Social Media

Qual é a importância do social media para um negócio?

As redes sociais estão se tornando um canal cada vez mais necessário para as organizações. Elas estão conseguindo impactar o negócio por meio de uma comunicação mais próxima, mas também por uma entrega de valor importante.

As redes sociais são também uma maneira de proteger a marca, elas são ferramentas que ajudam na construção de uma boa reputação das organizações, o que ajuda a aumentar as possibilidades de compras.

Outro recurso importante que o social media conta para aumentar as possibilidades de negócio é a utilização de personalidades como influenciadores.

Nas redes sociais é comum que as pessoas sejam impactadas por outras que tornam uma espécie de referência para determinados assuntos.

Por exemplo, Ana Maria Braga é uma referência no quesito culinária. Uma marca de panelas ou de utensílios culinários pode utilizá-la para falar de seus produtos e influenciar outros potenciais clientes a fazer novas compras.

As redes sociais também podem aproximar os clientes das marcas ao serem publicados os valores que o negócio quer representar. Atualmente, as marcas buscam identificação por meio de algumas bandeiras sociais e isso ajuda na construção positiva para uma parcela dos compradores.

Esse posicionamento também precisa ser sincero e verdadeiro. Os clientes conseguem detectar quando uma marca está aproveitando alguma bandeira para conseguir aumentar o número de vendas e acabam desencantando.

O negócio também pode se beneficiar de um bom atendimento e, para isso, é preciso ter atenção com o chat. Os consumidores devem ser incentivados a entrar em contato com a sua equipe, a fim de entenderem melhor ou tirar as dúvidas que tiverem.

Todo o trabalho do social media pode ser facilitado e gerenciado por meio de ferramentas para as redes sociais. Com elas o profissional poderá desenvolver melhor o seu trabalho, conseguindo agendar as publicações e entender o alcance de cada um dos posts realizados.

BANNER POST: Confira as principais ferramentas utilizadas pelo Social Media!

BÔNUS: Dicas dos especialistas da Hotmart para você arrasar nas redes sociais

A gestão de mídias sociais está no topo do ranking das 15 profissões em alta no Brasil em 2020, segundo o LinkedIn. Por isso mesmo, é cada vez maior o número de pessoas que querem entrar nessa área.

Se você é uma delas, ou já está nesse mercado, precisa estar sempre atualizado com as últimas plataformas e ferramentas.

Pensando nisso, convidamos alguns dos especialistas em redes sociais da Hotmart para contar alguns dos segredos do sucesso em cada plataforma!

Você vai descobrir quais os melhores tipos de conteúdos, a abordagem ideal para cada rede social e o que você não pode deixar de fora da sua estratégia.

Vamos lá?

Facebook

Se você quer atuar com redes sociais, é preciso ter em mente uma coisa: é essencial estar antenado o tempo todo, porque tudo muda muita rapidamente.

Plataformas incorporam novas funcionalidades, surgem novas ferramentas de criação e edição de conteúdo e inclusive aparecem novas redes sociais na área.

O Facebook, surgiu em 2004, e hoje, mais de 15 anos da sua criação, ainda mantém seu status de rede social mais popular do mundo com 1.62 bilhões de usuários ativos diariamente.

Para se ter uma ideia, é como se 1 a cada 4 pessoas do mundo tivesse um perfil no Facebook e o acessasse diariamente.

É isso mesmo! O Facebook não morreu.


“Um dos segredos do Facebook é e que ele está sempre incorporando novas funcionalidades e se reinventando. Por isso, todo social media precisa se manter atualizado com as novas ferramentas.”

Micaela Santaella

Analista de redes sociais @Hotmart

Algumas das últimas novidades foram: os eventos pagos, as lojas online, as salas de bate-papo, o marketplace e mais recentemente, um visual totalmente novo para a interface web.

É notável o quanto o layout ficou bem mais clean. A fonte e o espaçamento aumentaram, melhorando a acessibilidade do design e deixando a interface ainda mais intuitiva.

De um lado, a nova diagramação deu destaque para páginas, vídeos e para o marketplace. E do outro, para os contatos do Messenger que continuam aparecendo em uma barra lateral que mostra os amigos que estão online no topo.

Os stories também ganharam uma posição de destaque na nova versão web, ocupando a parte central no topo da tela, logo abaixo das Salas, funcionalidade recente que facilita ligações de vídeo entre várias pessoas.

A novidade ainda promete mais velocidade de navegação com páginas mais leves. O que facilita a vida de quem acessa a rede social pelos dispositivos móveis.

E sabia que agora o Facebook permite que você personalize seu feed de notícias? Isso mesmo! Você pode escolher preferências, como: priorizar quem você quer ver primeiro, quem você quer ocultar e até qual perfil ou grupo você quer colocar no “modo soneca”, ou seja, silenciar por 30 dias.

Outra grande diferença do novo layout é que a interface agora oferece o modo escuro, que dá mais conforto para quem gosta de acessar a plataforma em ambientes com pouca luz, ou de noite. É ideal também para quem gosta de assistir vídeos no Facebook!

E aí, curtiu as mudanças da nova interface ou ainda prefere o Facebook clássico?

A dica de social media é: explore e aproveite as novas funcionalidades do Facebook para enriquecer ainda mais as suas estratégias de atuação, afinal, estamos falando de uma rede social gigantesca. E um bom social media não pode deixar de aproveitar essa oportunidade!

Micaela Santaella, analista de redes sociais da Hotmart

Twitter

Quer saber o que está acontecendo agora no mundo? É só abrir o Twitter. Lançado em 2006, a rede social conta com mais de 166 milhões de usuários diários ativos e o Brasil  está entre os 10 países mais presentes na rede.

Considerado como uma rede imediatista e de interesses, o Twitter possui seguidores que buscam pontos de vista sobre uma conversa pública e aberta. Por isso, o público se sente mais livre para se conectar, ouvir e interagir com marcas. Afinal, é mais fácil você comprar de quem você conhece e confia, não é mesmo?

É interessante que uma marca saiba quais conversas ali dentro são relevantes para seu negócio e como ela pode participar de maneira ativa e espontânea.


“Estabelecer um canal de diálogo e investir na construção de relacionamentos é o que vai criar uma conexão emocional com seus usuários e, a longo prazo, gerar conversões para a marca.”

Letícia Faria

Analista de redes sociais @Hotmart

Para estreitar esses relacionamentos, recentemente o Twitter lançou duas ferramentas: o Fleets, semelhante aos Stories do Instagram, e as mensagens de áudio, que são novas maneiras de criar conversas dentro da plataforma.

O Brasil foi um dos primeiros países a receberem o Fleets e a funcionalidade traz a proposta de compartilhamento de pensamentos passageiros do dia a dia, que desaparecem após 24h, tornando-o o lugar ideal para conteúdos mais descontraídos. Nele você consegue usar recursos como texto, GIFs, vídeos ou fotos, que vão te ajudar a aumentar o alcance da sua marca. 

As mensagens de áudio chegaram para dar expressão e sentimentos à conversas que os 280 caracteres de texto não conseguem mostrar. Então, se você quer dar um toque mais pessoal e humanizado em sua marca, essa é a ferramenta que vai te aproximar ainda mais do seu público alvo.

Troque ideias, estabeleça laços, incentive debates. O que você está esperando para fazer parte do Twitter? 

Letícia Faria, analista de redes sociais da Hotmart

Instagram

Nenhuma outra rede social cresceu tanto nos últimos anos como o Instagram. Desde a sua criação, em 2010, tudo ficou mais visual e compartilhar nossos momentos instantâneos ganhou mais vida, transformando por completo a forma que nos comunicamos atualmente. 

Em 2012, a plataforma já reunia mais de 100 milhões de usuários e no mesmo ano foi comprada pelo Facebook, por 1 bilhão de dólares. Recentemente, a rede mais popular da atualidade bateu a marca de mais de 1 bilhão de usuários e no Brasil, o Instagram é uma das principais redes sociais utilizadas.

Quando pensamos em negócio, não estar presente ou ativo no Instagram é o mesmo que não ser lembrado em um momento de compra.


“Muito mais que uma plataforma de compartilhamentos, o Instagram é uma forte ferramenta para conquistar clientes pelo mundo, e claro, realizar vendas.”

Izabella Carvalho

Analista de redes sociais @Hotmart

Se você deseja utilizar o querido “insta” para encantar novos usuários, aumentar o engajamento das suas publicações e stories e tornar o seu perfil em uma verdadeira vitrine do seu negócio, confira 3 dicas práticas e que geram ótimos resultados para você aplicar e tirar o melhor proveito dessa rede social.

1. Poste com frequência e crie um calendário editorial

Ter uma frequência de publicações no Instagram vai ajudar a levar o seu conteúdo para mais e mais pessoas. Isso não quer dizer que você precise publicar todos os dias, tudo bem?

O importante é criar um planejamento dos conteúdos que deseja compartilhar, para não perder nenhuma data importante para o seu negócio, e claro, ter tempo para trabalhar em cada estratégia e produzir as publicações.

Sobre a frequência, não existe um número ideal de posts por semana, mas se você publicar 2 ou mais conteúdos de qualidade na rede, já é um bom caminho.  

2. Produza conteúdos compartilháveis e estimule as interações

O Instagram é muito visual, certo? Então a dica de ouro aqui é ter sempre um cuidado em produzir um conteúdo que reflita e valorize ao máximo o seu negócio ou produto.

Como uma das principais métricas utilizadas pela plataforma para medir a qualidade de um conteúdo são os compartilhamentos e salvos, busque criar publicações com informações úteis, boas imagens e vídeos que passam bem a sua mensagem para tornar o seu post sempre compartilhável.

Teste diferentes formatos de conteúdos no feed para identificar qual modelo encanta mais os seus usuários. Publique vídeos de até 1 minuto ou IGTV (vídeo de até 10 minutos), conteúdos em carrossel, fotos e etc.

Nos stories, se possível, utilize os próprios recursos que o Instagram oferece, que são inúmeros e constantemente tem sempre uma novidade.

Faça enquetes, produza vídeos pelos cenas, abra o box de perguntas, crie testes ou quizzes, insira uma música, localização, GIFs, brinque com os pincéis, enfim, incremente sempre que possível o seu conteúdo para obter mais alcance.

E claro, o conteúdo da vez: as LIVES! Elas estão mais fortes do que nunca e se você deseja crescer seu perfil, sua notoriedade ou apenas criar mais um momento de trocas com seus usuários, inclua hoje mesmo esta estratégia no seu planejamento.

3. Analise as métricas para evoluir ainda mais

O número de seguidores não é mais a métrica que define o sucesso do seu perfil e consequentemente do seu conteúdo. O alcance que a sua publicação atinge, as impressões, interações, compartilhamentos e os salvos, são as métricas que você precisa se familiarizar para identificar quais postagens estão retendo a atenção de quem te segue.

Essas métricas também vão te ajudar a entender o comportamento do seu usuário, como os dias da semana de maior retenção e até mesmo os horários. O crescimento do seu perfil será um reflexo da qualidade dos seus conteúdos e o entendimento dos principais dados que o Instagram te oferece.

A dica de social media é: Como o Instagram se reinventa diariamente, lançando sempre uma novidade, mantenha-se ativo para aproveitar as diversas oportunidades da rede social. E ah, mesmo sendo uma das principais redes sociais utilizadas atualmente, pesquise e analise se para o seu negócio, os seus usuários estão ativos na plataforma. 

Izabella Carvalho, analista de redes sociais da Hotmart

Pinterest, GIFs e filtros

Já pensou como uma marca pode ser uma fonte de inspiração para as pessoas? Suas cores, logo, identidade visual, tom de voz e seus valores, cumprem um papel muito maior do que apenas mostrar ao mundo quem ela é, eles podem inspirar outras pessoas.

O Pinterest é uma rede social essencialmente inspiracional, lá as pessoas planejam os próximos passos de suas vidas, casamentos, viagens, jantares ou looks do dia. Estar presente onde seu público está estruturando seu futuro, é determinante para que uma marca seja incluída nesse plano.


“No Pinterest o visual é tudo. É importante entregar uma boa parte de conteúdo já na imagem, e guardar o todo para instigar o clique em um post blog, site ou produto.”

Patrícia Gusso

Designer @Hotmart

Se sua imagem é muito subjetiva e não passa uma boa ideia do conteúdo do seu link, considere incluir uma frase curta que passe a exata mensagem do que a pessoa vai encontrar clicando nela.

Outra dica legal é usar imagens mais verticais do que horizontais, e no formato de listas ou infográficos, esses conteúdos ficaram muito mais tempo na rolagem do feed, e se destacarão no meio de tantas imagens menores.

GIFs

Os GIFs são uma excelente maneira de levar conteúdo e senso de humor para mais perto do seu público. Quando estão nos stories são chamados de stickers e também te ajudam a manter o seu conteúdo com a sua cara.

Setinhas de arraste para cima, o logo da sua marca animado e o aviso de ligar o som personalizados, são a minha dica de starter pack para stickers, mas as possibilidades são infinitas!

Use a marca, o nome do evento ou campanha na tag e compartilhe um stories mostrando como encontrá-los.

Filtros

Os filtros do instagram e facebook já não são mais novidades. Cada vez mais as pessoas usam e fazem filtros personalizados, e a plataforma Spark AR Studio está sempre mudando, adicionando novos recursos e simplificando seu uso.

Você precisa se manter informado e atento às diretrizes a cada mudança. Uma dica é ficar de olho na comunidade de criadores dentro do facebook.

Procure criar um filtro que expanda a sua marca, que seja interativo e que realmente faça as pessoas querem usá-los. Neste recurso você precisa deixar o logo de lado, e ser mais subjetivo.

Explore a identidade da sua marca de outras maneiras, pense no que te faz querer usar um filtro e em quais situações você os usa e parta daí. 

Patricia Gusso, designer da Hotmart

Whatsapp

O WhatsApp é considerado uma rede social? Claro!

Inclusive, ele é o aplicativo mais utilizado no Brasil, estando presente em 99% dos celulares brasileiros. Por isso, ele merece atenção de quem quer trabalhar com conteúdo digital e para quem quer vender pela internet.

E como forma de otimizar e apoiar essas pessoas, em 2018 foi lançado o WhatsApp Business com ferramentas gratuitas que facilitam o contato com o consumidor e aperfeiçoam a gestão de vendas.

Suas funcionalidades possibilitam que o perfil comercial possa ter mais informações como site, horário de funcionamento, endereço e segmento de atuação, e até mesmo envio de respostas automáticas.

Além disso, você consegue fazer uma análise do seu desempenho com relatórios e indicadores trazidos pelo próprio WhatsApp Business com a quantidade de mensagens enviadas, respondidas, recebidas e lidas.

E nem precisa ficar se preocupando em salvar o histórico das conversas porque o aplicativo já faz isso automaticamente para você.


“Ter o WhatsApp Business melhora a comunicação com o cliente, aumenta os índices de satisfação, traz mais credibilidade ao negócio, permite venda direta de produtos e favorece a personalização do atendimento.”

Matheus Lacerda

Analista de redes sociais @Hotmart

Se você quer saber detalhadamente como utilizar esse aplicativo, temos um post exclusivo para ele.

Mesmo o aplicativo WhatsApp já disponibiliza recursos que te ajudam na comunicação. Você pode subir fotos, vídeos e textos em formato de status, que se assemelha muito com os stories do Instagram.

Outras funções comumente utilizadas são os grupos (para até 256 membros) e videoconferências (para até 8 pessoas).

E vem novidade por aí! O aplicativo começa a testar no Brasil o seu próprio sistema de pagamentos, o WhatsApp Pay.

A transferência de valores é realizada diretamente nas conversas para que você possa enviar e receber dinheiro de pessoas e até mesmo comprar produtos e serviços de empresas no WhatsApp Business mencionado acima. 

Essa transferência se dá por meio do já existente Facebook Pay e não cobra taxas de serviço entre contas pessoais.

Portanto, veja sempre o WhatsApp muito além de um aplicativo feito para troca de mensagens. A sua popularidade e recentes funcionalidades para facilitar o lado de quem trabalha com a internet é uma combinação perfeita para que você possa ser um social media completo!

Matheus Lacerda, analista de redes sociais da Hotmart

LinkedIn

Podemos dizer que o LinkedIn é a rede social mais projetada neste ano quando nos referimos a crescimento e novas funcionalidades para usuários e marcas. Fundada em 2002, a rede reúne mais de  200 milhões de pessoas no mundo e o Brasil está no topo da lista com mais de 40 milhões de usuários. Sim, é mais uma rede social queridinha dos brasileiros.

Mesmo sendo uma plataforma com objetivos mais corporativos, a rede vem se adaptando para criar diferentes experiências e melhorar ainda mais as interações entre usuários e marcas no LinkedIn. Mas lembre-se, aqui o profissionalismo fala mais alto. 

As informações que você inclui no seu perfil, publicações que compartilha no feed e as interações que realiza entre colegas de trabalho ou marcas que admira, pedem um tom mais “sério”, autêntico e sempre, sempre verdadeiro.


“Se você planeja fortalecer sua marca pessoal, está em busca de novas oportunidades no mercado ou pretende criar um perfil para a sua empresa, confira os últimos lançamentos incríveis do LinkedIn para testar hoje mesmo e se encantar de vez com esta rede social.”

Izabella Carvalho

Analista de redes sociais @Hotmart

No início do ano o Brasil foi o primeiro país a testar a funcionalidade de Stories, que já se encontra disponível para perfis pessoais e profissionais. Esta opção permite que você compartilhe um pouco do seu ambiente de trabalho, com fotos instantâneas ou da sua galeria, mencione amigos da sua rede, inclua figurinhas e até texto. 

Como qualquer nova funcionalidade, ao utilizar o Stories do LinkedIn você inclui mais uma nova mídia de divulgação e amplia seu alcance para as pessoas da rede.

Outra funcionalidade recente são as novas opções de publicações, tanto nos perfis pessoais quanto profissionais. Agora, é possível criar um enquete com duração, comemorar uma ocasião especial, oferecer alguns tipos de ajuda a sua rede, compartilhar um perfil de alguém que admira e até mesmo publicações para encontrar um especialista para a sua empresa.

Para as marcas, este lançamento é perfeito para divulgar vagas, ações internas, cultura e reconhecimento de colaboradores.

A dica de social media é: Considere estar presente na rede social para se manter atualizado da sua área de atuação e novas oportunidades. Para as marcas, este é o espaço ideal para projetar a imagem da sua empresa para pessoas que admiram o seu negócio e até mesmo para vender o seu produto digital.  

Izabella Carvalho, analista de redes sociais da Hotmart

TikTok

Provavelmente você já deve ter escutado por aí que o TikTok – aplicativo que permite editar e publicar vídeos de até 60 segundos – é uma rede social só para os jovens.

Sim, é verdade que a plataforma é bem popular entre usuários na faixa etária de 16 a 24 anos. Hoje, já é a 4ª maior rede social em número de usuários do mundo, com mais de 800 milhões de usuários ativos, segundo dados da Infobase Interativa

Mas, nos últimos meses, a plataforma vem observando um aumento no número de usuários acima de 18 anos, influenciadores e grandes marcas que estão começando a criar conteúdos nessa rede.

Um dos principais conteúdos que vemos por lá são os famosos “challenges”, que são desafios que os usuários fazem com vídeos de danças ou dublagens, por exemplo.

A essência do TikTok são vídeos mais leves, criativos e produzidos de forma mais autêntica, sem uma grande produção por trás. Geralmente os usuários utilizam as próprias funcionalidades do aplicativo para editar os vídeos, adicionar filtros, efeitos e músicas.

Entre as funcionalidades do app também estão as #hashtags, que servem para segmentar os conteúdos por temas.

Na seção “Descobrir” do app, você encontra as hashtags que estão em alta no momento, e é por isso que é muito importante você utilizá-las em seu conteúdo para aumentar o seu alcance, fazer com que seu vídeo tenhas muitas visualizações e consequentemente levar mais pessoas ao seu perfil. 

Na biografia do seu perfil, você pode adicionar o link do seu Instagram ou canal do YouTube, o que pode te ajudar a levar mais tráfego para esses canais também.

Uma novidade, é que agora o TikTok também conta com a funcionalidade de lives. Essa é uma ótima opção para se aproximar da sua audiência e interagir com ela ao vivo.

Assim como em outras redes sociais, é possível realizar anúncios pagos no TikTok e fazer com o que o seu conteúdo impacte uma audiência segmentada. A plataforma oferece diversos tipos de opções e formatos para fazer conteúdos patrocinados, como vídeos no feed, hashtags de desafios, efeitos ou stickers especiais, e muito mais.


“Ao contrário de do que muitos pensam, não é apenas de coreografias ou memes que o TikTok é feito. Muitas empresas conseguem adaptar o seu conteúdo à linguagem da rede, produzindo vídeos leves mas ao mesmo tempo informativos.”

Rosario Romay

Analista de redes sociais @Hotmart

Separamos alguns exemplos de marcas para você se inspirar e acompanhar:

Amaro

A empresa digital de moda brasileira publica no seu perfil os bastidores da confecção dos seus produtos, dia a dia de seus colaboradores, tutoriais no estilo “faça você mesmo” e parcerias com influenciadores.

amaro tiktok social media

Desinchá

A marca faz vídeos com diversas receitas saudáveis, dicas de preparação de seus produtos e também conteúdos em parceria com influenciadores.

desinchá tiktok social media

Mas afinal, criar ou não um perfil nessa nova rede? A gente percebe que o TikTok é uma rede social em ascensão, onde você pode elaborar conteúdos muito criativos e com grande potencial de viralização.

Por isso, a nossa dica é: antes de começar, analise quem é a sua buyer persona, em qual rede social ela está, e como você quer se comunicar com ela. Tendo isso claro, será mais fácil entender se essa é a rede social certa para você e como você pode criar conteúdos valiosos para o seu público por lá. 

Rosario Romay, analista de redes sociais da Hotmart

Vídeos para redes sociais

Você quer aproveitar o potencial dinâmico, didático e atrativo dos vídeos em seu trabalho como Social Media, mas não tem grana para investir em equipamentos profissionais?

Não tem problema!


“Dá para gravar vídeos com qualidade em casa também. Só não pode deixar de incluir esse formato em sua estratégia de marketing para gerar engajamento e reforçar sua autoridade no mercado”

Flávia Soares

Videomaker @Hotmart

Já separou o celular ou o computador? Então vamos lá. Selecionei 6 dicas para você brilhar na produção de vídeos para redes sociais:

1. Áudio

O mais importante no Audiovisual é a captação do áudio do seu vídeo. Aliás, o próprio nome já diz: o áudio vem antes do visual.

Um vídeo pode ser compreendido se tiver em baixa resolução e com áudio de qualidade, mas o contrário pode espantar o espectador e reduzir o interesse em seu conteúdo.

Por isso, na hora da gravação é importante prestar atenção em 3 pontos:

  • Estar o mais próximo possível do microfone.
  • Usar um microfone de lapela ou até mesmo o microfone do seu fone de ouvido.
  • Escolher um cômodo pequeno da casa, ou que não tenha muitos móveis, para evitar reverberação (o famoso eco). Você também pode colocar almofadas ou travesseiros atrás do seu laptop ou celular para o som ressoar o menos possível.

2. Iluminação

Luz natural é ideal para gravações em casa. Se puder, fique em frente à janela. Outra opção é acender as luzes no local onde você está gravando. Se tiver muita sombra, direcione uma luminária para o seu rosto.

3. Enquadramento

Ajuste a imagem da câmera para não deixar muito espaço nem na parte superior nem na parte inferior. Tome cuidado para não cortar sua cabeça ou o teto ficar com mais destaque que você.

4. Cenário

Escolha um local mais organizado e arrumado da casa. Se o contexto da gravação for um assunto mais sóbrio ou sério, evite filmar na cozinha ou no banheiro.

Tem uma parede branca e limpa disponível? Um fundo neutro também fica bonito no vídeo.

5. Silêncio no estúdio

Tente encontrar um local onde você fique à vontade e que não seja interrompido por outras pessoas durante a gravação.

6. Você é a estrela

Tire de cena todos os objetos que não fazem sentido para o seu vídeo. Deixe apenas elementos que não vão tirar a atenção do foco principal do seu vídeo, que é VOCÊ.

Bom trabalho e sucesso em seus vídeos!

Flávia Soares, videomaker da Hotmart

Marketing de Comunidade no Hotmart Sparkle

O profissional de social media também pode explorar o poder do Marketing de Comunidade. Essa é uma ferramenta fundamental para estreitar laços com os clientes, identificar necessidades e monitorar/acompanhar a percepção sobre a marca.

Antigamente, as comunidades eram limitadas pela proximidade física. Com a transformação digital, o processo de formação de comunidades ficou bem mais complexo, mas a essência é a mesma: pessoas que se unem em torno de interesses em comum.


“Muitas marcas investem na ativação de comunidades para engajar seus clientes e parceiros. A estratégia é oferecer um espaço de diálogo e conexões, identificar as necessidades dos membros e propor soluções.”

Emilio Fonseca

Analista de redes sociais @Hotmart

A tarefa de construir e ativar comunidades é um desafio e tanto. Primeiro, você deve perguntar, ouvir e mapear quem são as pessoas e o que elas estão procurando.

Depois que já conhece o seu público, você deve definir qual problema sua marca pretende resolver: a comunidade serve para engajamento, coleta de ideias ou suporte? Não se esqueça de deixar claro o objetivo daquele espaço de forma transparente.

Finalmente, chega o momento de estabelecer o posicionamento da comunidade: o propósito, os valores essenciais, o papel do moderador e os benefícios de fazer parte daquele grupo.

Ficou na dúvida de onde criar sua comunidade? O aplicativo Hotmart Sparkle é a solução ideal para você compartilhar conhecimento, engajar o público e ainda rentabilizar seu conteúdo.

O app é gratuito e tem uma série de vantagens, como a entrega das suas publicações para 100% da audiência, sem interferência de algoritmos, e a opção de criar Comunidade Premium com cobrança de assinatura para acesso ao conteúdo exclusivo.

Quer explorar mais sobre o universo do Sparkle? Acesse o post Tudo o que você precisa saber sobre o Hotmart Sparkle.

Emilio Fonseca, analista de redes sociais da Hotmart

Quais são os desafios do social media?

É natural conviver com momentos de frustrações, em que o profissional elabora um conteúdo acreditando que alcançará grandes resultados, mas tem uma resposta contrária do público.

Entretanto, essa é uma oportunidade de conhecer melhor os consumidores e melhorar a estratégia para a marca.

O social media precisa estar sempre disposto a reorganizar a sua capacidade criativa por meios estratégicos que promovam o crescimento da marca e as oportunidades de mais negócios.

Os resultados acompanham quando uma estratégia é bem equilibrada e desenvolvida, analisando bem a persona e o canal de divulgação utilizado.

Agora que você conheceu um pouco mais sobre essa profissão e viu como um social media é imprescindível para um negócio, aprofunde o seu conhecimento e veja como um analista de marketing pode ser fundamental para uma marca.


Este post foi originalmente escrito em maio de 2019 e atualizado para conter informações mais completas e precisas.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.