Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

O que é Storyboard e por que utilizá-lo ao fazer vídeo marketing

O que é Storyboard e por que utilizá-lo ao fazer vídeo marketing

O vídeo marketing nunca mais será o mesmo depois do storyboard. Saiba o que é, os tipos e confira dicas para elaborar o seu.

Sabia que, de acordo com a Hubspot, 72% dos usuários preferem assistir a um vídeo pra aprender algo em vez de ler textos? O vídeo marketing nunca foi tão popular. E a tendência é que ele cresça cada vez mais, já que o storyboard simplifica todas as etapas de criação.

Quer saber como planejar os conteúdos com mais eficiência, apresentar sua ideia para outras pessoas com clareza e evitar problemas durante a produção? Temos as melhores dicas para você conquistar seus objetivos e ser reconhecido no mercado.

Neste post, vamos falar sobre o conceito de storyboard, de onde surgiu, principais tipos e melhores dicas para rascunhar. Continue a leitura!

Afinal, o que é um storyboard?

O storyboard é um esboço visual que ilustra a sequência de uma história. É composto por uma série de imagens em miniatura que transmite o que acontece no enredo, do começo ao fim. Inclui também notas sobre o que está acontecendo em cada quadro.

É muito parecido com uma história em quadrinhos. Normalmente, é desenhado à mão, ainda que algumas pessoas prefiram usar um software de storyboard para criar as imagens.

Qual a origem do storyboard?

Para responder a essa pergunta, temos que voltar em uma máquina do tempo, em meados dos anos 30, quando Walt Disney criou um ratinho chamado Mickey que mudaria a história do entretenimento pra sempre.

Disney foi pioneiro em muitas coisas. Desenvolveu o primeiro filme de longa metragem desenhado à mão, inventou audioanimatronics (animação robótica) e elaborou o primeiro storyboard.

Por que criar um storyboard?

Um vídeo exige muitos detalhes, e todos são importantes. Por isso, é difícil (se não quase que impossível) criar a peça de repente, de uma hora pra outra. Quanto mais você puder planejar, mais sucesso seu vídeo vai fazer.

O storyboard adiciona uma etapa extra ao processo de criação. Mas vale a pena gastar tempo pra se dedicar, pois o resultado pode superar expectativas. E os benefícios são visíveis: já de cara, ajuda a organizar estrategicamente e com mais coerência as ideias que estão em sua cabeça.

Muitas vezes, é complicado transmitir o pensamento usando apenas as palavras. Então, o recurso preenche essa lacuna no sentido de fazer você imaginar o tipo de projeto que quer realizar.

O storyboard simplifica tudo o que vem depois. Com ele, é possível dar vida a uma estratégia de vídeo marketing com mais eficiência. Ao mesmo tempo, é menos provável que você cometa erros custosos ou perca tempo com ideias que não são viáveis.

Quais são os tipos de storyboards?

Aqui estão os diferentes tipos de storyboards. Acompanhe!

1. Tradicional

Os storyboards tradicionais envolvem uma série de esboços a lápis que ajudam o escritor, produtor e diretor a visualizar a ideia inicial antes de começar a filmar ou animar. São muito comuns na e TV e cinema, pois permitem que as mudanças sejam feitas de rapidamente.

2. Miniatura

Geralmente é usado por uma pequena equipe que já tem compreensão de como retratar visualmente a ideia. O esboço é muito rápido e fácil de ser criado, já que nenhum texto é necessário e não é preciso entrar em detalhes.

3. Digital

O digital é perfeito para vídeos animados porque você pode usar os gráficos exatos que serão mostrados no vídeo. Assim, todos os envolvidos consegue ter uma visão clara de como será o produto elaborado.

Quais dicas são fundamentais para criar um bom storyboard?

1. Defina o que deseja realizar

Antes de começar a rabiscar com lápis, faça um pré-planejamento. Você desperdiçará tempo e papel (e provavelmente ficará frustrado rapidamente) se tentar usar uma caneta. Comece pensando no que deseja alcançar ao fazer o vídeo.

Por exemplo, quer vender mais de um determinado produto, reforçar a imagem da marca ou criar um evento de palestras? Como você quer que as pessoas se sintam depois de assistirem a sua apresentação? Definir metas claras e específicas para o projeto é uma tarefa fundamental para os próximos passos.

2. Organize as ideias

Invente o máximo de situações possíveis para seu esboço. Anote todas, mesmo aquelas que pareçam fora do normal. Tente combinar diferentes acontecimentos para ver o que acontece. Afinal, o que é um storyboard se não colocar tudo na prática?

Se existirem outras pessoas envolvidas na equipe, peça que façam um brainstorming com você para enriquecer ainda mais o conteúdo do vídeo. É surpreendente quando as energias criativas se conectam.

3. Crie uma linha do tempo

Quando a ideia estiver madura, comece a esboçar a linha do tempo. Identifique o início, o meio e o fim da história, bem como quaisquer transições importantes. Certifique-se de que exista coerência entre um quadro e outro.

Pequenos vídeos comerciais não precisam de enredo complicado, mas de criatividade e de resolução satisfatória. Se você encontrar lacunas durante o percurso, consulte as anotações para descobrir como resolver.

4. Comece a desenhar

Agora é hora de começar a colocar sua visão no papel. Desenhe uma série de caixas em uma folha ou pegue um modelo de storyboard na internet. Reserve um espaço generoso para fazer anotações. Faça um quadro de cada vez, comece a esboçar a ação de seu vídeo em quadrinhos.

Fazer o trabalho à mão é a maneira mais rápida e precisa de tirar suas ideias da cabeça. Se achar necessário utilizar recursos tecnológicos para transmitir a história, você pode usar um software de storyboard para contornar o problema.

Use os quadros para facilitar as coisas para todos durante a produção. Para cada miniatura, faça anotações detalhadas sobre o que está acontecendo e qual o efeito visual ou emocional que deseja alcançar.

Se você tiver detalhes como adereços, ângulos e efeitos especiais em mente, inclua essas informações também. Dá para escrever notas no verso do rascunho, caso não haja espaço suficiente na frente.

5. Entenda os movimentos da câmera

Para criar personagens, desenhar suas poses e narrar a história, é essencial entender o plano de câmera. Portanto, observe o modo que o operador utiliza o aparelho, faça perguntas, tire todas suas dúvidas.

Descubra quais os tipos de movimento ele vai usar. Dessa maneira, você vai ter insights incríveis, como inserir um zoom no desenho no momento certo, por exemplo. Além disso, identifique se os personagens criados retratam o humor atual da cena ou se encaixam no contexto.

6. Valorize a reação do personagem

O filme se move rapidamente. O público só consegue olhar uma coisa de cada vez. Então, incluir múltiplas ideias em um desenho pode causar ruídos na comunicação e dificuldade de compreensão. Portanto, não hesite em criar um quadro para destacar a ideia.

Se um evento precisar de mais de um passo para ser descrito, você terá que desenhar cada etapa. Por exemplo, se um personagem vê algo e reage, desenhe-o procurando algo, depois o que ele vê e, em seguida,  sua reação. Dessa forma, todas as informações serão bem apresentadas.

7. Não fique preso à perfeição

Lembre-se de que o storyboard é uma ferramenta, não uma obra de arte por si só. Evite ficar tão envolvido a ponto de esquecer o motivo de estar fazendo o esboço. A habilidade artística é importante durante o processo, mas o talento criativo é fundamental.

Contanto que seja possível transmitir as ideias com clareza, não importa se seus personagens são figurinhas, ou se os adereços são círculos ou quadrados. Foque na materialização de seus objetivos para transmitir a mensagem certa.

8. Faça uma revisão minuciosa

Você terminou o storyboard e agora deseja dar uma olhada nos detalhes. Mas como ter a certeza de que tudo está pronto antes de entregar o modelo definitivo? É comum sentir que está faltando alguma coisa pra fazer a diferença.

A revisão é uma das partes mais importantes do processo de storyboard. Em vez de olhar para a revisão como uma tarefa, veja como uma oportunidade de experimentar diferentes abordagens e tornar seu vídeo ainda melhor.

Se for necessário, faça testes. Experimente mover quadros ou criar versões ligeiramente diferentes da história. Nada é permanente em um storyboard. Tentar coisas novas pode levar a ideias inesperadas. Basta salvar todas as versões criadas, caso você decida descartar uma ideia e retornar a alguma anterior.

9. Obtenha feedback

Se outras pessoas estiverem ajudando a criar esse vídeo, mostre seu progresso e peça um feedback. Os primeiros rascunhos de storyboard oferecem uma ótima oportunidade para discutir escolhas criativas, resolver problemas e garantir que o trabalho finalizado esteja alinhado com as metas definidas desde o início.

Se o projeto oferece uma visão panorâmica de sua proposta, então use-o. Ao criar um storyboard, você pode encontrar problemas com o sequenciamento ou o enredo que não captou ao fazer a linha do tempo. Agora é a hora de corrigir esses problemas para que o vídeo final seja bem organizado.

Viu como criar um storyboard pode ser útil para a sua estratégia?

O objetivo do storyboard é montar um vídeo melhor enquanto você economiza tempo e aborrecimentos futuros. As vantagens são muitas: ajuda a organizar as ideias, simplifica o processo criativo, apresenta o esboço em detalhes para a equipe etc.

Nem sempre é fácil transmitir o pensamento por meio das palavras. Nesse sentido, esse recurso preenche a necessidade de se expressar de forma objetiva, pois os desenhos simplificam todas as etapas futuras do projeto audiovisual. Assim, os principais tipos de storyboard são: tradicional, miniatura e digital.

Se você deseja criar vídeos marcantes, seja para seu negócio ou para fortalecer sua carreira, o storyboard é uma etapa essencial no processo. Ainda por cima,  é divertido e ajuda você a explicar sua visão para outras pessoas. Pense nisso na próxima vez que for apresentar um projeto.

Se gostou deste artigo, aproveite para ler também a lista dos KPIs que você deve acompanhar para medir o sucesso de seus vídeos, que com certeza vai enriquecer ainda mais seus conhecimentos!

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.