Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

7 dicas para ter sucesso no trabalho autônomo

7 dicas para ter sucesso no trabalho autônomo

Veja como se organizar para ter uma carreira sólida trabalhando por conta própria.

Não é primeira vez que você escuta falar sobre trabalho autônomo. Mas talvez você nunca ouviu tanto quanto agora, não é mesmo?

Esse é um fenômeno que tem acontecido com mais frequência atualmente: o aumento de pessoas que trabalham por conta própria.

Além das questões econômicas e sociais, as pessoas têm optado por essa forma de trabalhar por poderem fazer seu horário e ter um outro local de trabalho, sem a pressão que ambientes corporativos geralmente têm.

Mas, apesar de parecer uma opção excelente para qualquer pessoa, o trabalho autônomo traz vantagens e desvantagens, assim como qualquer outra relação de trabalho.

Uma das comodidades é você fazer suas atividades em sua própria casa ou outro ambiente que escolher e ter tempo para suas tarefas pessoais.

Já de desvantagens, certamente, a instabilidade financeira é a principal delas, ainda que muitos celebrem a independência financeira que ser autônomo pode lhe dá.

Mesmo assim é preciso se organizar para ter uma carreira sólida trabalhando por conta própria.

Neste texto, queremos te ajudar com 7 dicas para você ter sucesso nessa condição.

Índice
  1. Divida bem seu tempo
  2. Separe um local para trabalhar
  3. Divulgue seu trabalho
  4. Saiba precificar seu serviço
  5. Planeje-se financeiramente
  6. Conheça a legislação
  7. Faça algo que você gosta

Mas antes, entenda melhor o que é trabalho autônomo

Trabalho autônomo nada mais é do que trabalhar por conta própria, sem exclusividade para um único cliente ou empresa.

O profissional não tem qualquer vínculo empregatício e assume por conta própria os riscos que uma carreira desse nível exige.

O autônomo é aquela pessoa que tem a flexibilidade de negociar seu salário, horário e local de trabalho.

E como ter sucesso nessa relação de trabalho?

1. Divida bem seu tempo

Acordar cedo, pegar trânsito ou ônibus lotado, bater ponto… tudo isso é raro – para não dizer inexistente – na vida do autônomo.

Ter seu próprio tempo é uma das coisas mais celebradas nesse modelo de trabalho, mas também pode ser uma armadilha.

Você precisa saber separar seu tempo para fazer suas tarefas profissionais, bem como se estivesse em uma empresa.

Não é porque você não terá alguém lhe cobrando ou observando o tempo inteiro que você deve se desleixar.

Escolha seus horários e cumpra-os com disciplina.

Não deixe nada para depois para não correr o risco de não entregar algum trabalho a um cliente ou mesmo que faça você abrir mão de um momento de lazer.

Ainda que você flexibilize sua rotina, não deixe de trabalhar todos os dias para não acumular nada, mesmo que seja um tempo menor que o normal.

E nunca deixe nada para depois. A procrastinação é, talvez, a pior inimiga do trabalho autônomo. E acredite, ela sempre está por perto. Por isso, tenha disciplina!

2. Separe um local para trabalhar

Talvez você não goste do ambiente empresarial, como um escritório. Mas ter um local próprio para trabalhar é fundamental.

Mesmo no conforto de casa, pense em um lugar que seja um cômodo ou uma parte dele para ser o seu escritório.

Escolha um lugar para que as pessoas que moram com você saibam que, quando você está ali, está trabalhando, e elas não podem te atrapalhar ou distrair.

Certifique-se que esse ambiente seja organizado e que lhe permita realizar algumas tarefas de maneira remota, com uma boa cobertura de internet, por exemplo.

Deixe seus objetos de trabalho próximos e evite outros utensílios que possam te distrair, como uma televisão. Trate como se aquele fosse um escritório mesmo.

Isso ajuda a manter uma postura profissional dentro de casa, o que colabora em seu desempenho.

3. Divulgue seu trabalho

Independentemente da área que você atua, você precisa divulgar seu trabalho. E o que não falta são maneiras para fazer isso.

Uma tendência hoje é o marketing digital.

Crie perfis nas redes sociais, por exemplo. Divulgue seu trabalho por lá com estratégias criativas e que o público possa se interessar pelo seu conteúdo.

Ainda que o mundo digital não seja sua área, pense sempre na possibilidade de manter pelo menos uma página no Facebook para divulgar aquilo que você faz.

Mas também não se esqueça do bom e velho boca a boca. Faça networking, comente com seus vizinhos sobre o que você faz, crie cartão de visitas e mantenha sempre alguns no bolso.

4. Saiba precificar seu serviço

Essa é uma das dicas mais importante que podemos dar. Porque é certamente nessa hora que muita gente tem dúvida e que, se não é bem sanada, pode atrapalhar muito sua carreira autônoma.

O valor do seu serviço pode ou não ser o suficiente para te sustentar ou então estar tão fora dos padrões do mercado que sua clientela se assusta com valores altos.

Como equilibrar de uma maneira que faça justiça com sua mão de obra?

Existem algumas maneiras de contrabalancear essa equação. A primeira delas é realizar uma pesquisa de mercado.

Faça um estudo de possíveis concorrentes ou de outros profissionais que atuam no mesmo ramo. Crie uma tabela de preços de cada serviço que eles possam oferecer para servir de base na hora de precificar o seu trabalho.

Você deve manter uma faixa de preço dentro do que considera justo com o valor de seu trabalho, sem fugir muito dos valores que você pesquisou.

Se você fizer algum investimento ou ainda tiver que comprar material para entregar um produto ao seu cliente, não deixe de contabilizar esse valor, mesmo que fuja um pouco do que o mercado oferece – mas cuidado com o excesso!

Caso ainda seu trabalho se encaixe em alguma categoria que tenha um sindicato, pesquise sobre tabelas de preços que eles possam oferecer. Esse é um outro bom parâmetro para se ter na hora de precificar seu serviço.

5. Planeje-se financeiramente

Aqui atenção!

Como já contamos, uma das maiores desvantagens de fazer trabalho autônomo é a instabilidade financeira.

Por isso, previna-se realizando planejamentos e sabendo o que cortar quando necessário.

Tenha um plano minucioso de todos seus gastos e tudo aquilo que você vai ganhar.

Se as coisas estiverem bem e com muito serviço, você vai pode aproveitar com uma segurança financeira lá na frente ou ainda passar sem grandes perigos aquelas épocas mais escassas de serviço.

Tenha em mente que seus ganhos serão diferentes em cada mês, para o bem ou para o mal.

6. Conheça a legislação

Outro detalhe importante é saber o que a lei lhe garante sendo autônomo.

A última reforma trabalhista assegura alguns direitos e deveres que cada profissional que atua nessa modalidade possa ter.

Estar por dentro da legislação pode te blindar de alguns problemas que eventualmente você possa ter com clientes ou mesmo fornecedores.

Você pode também criar uma empresa – geralmente na modalidade de Micro Empreendedor Individual, o MEI – o que também lhe permite ter alguns privilégios que como pessoa física você seria impedido.

7. Faça algo que você gosta

Trabalhar de casa tem muitas vantagens, como já dissemos: fazer as coisas da sua maneira, com seus horários, onde quiser e sem a pressão de um chefe.

Mas não adianta fazer tudo isso se você não trabalhar com algo que realmente goste.

Por isso, faça algo que lhe dê prazer, que lhe motive acordar todo dia de manhã, preparar um café e começar a produzir.

Se você não sabe o que fazer, mas quer ter um trabalho autônomo, pense em seus hobbies ou naquilo que você sabe fazer bem.

Aprenda, pesquise sobre assuntos diversos, conheça casos de sucesso e viva de suas paixões.

E se quiser uma ajuda, nós temos. Fizemos um post com 35 exemplos para ganhar dinheiro. Venha ver o mundo de possibilidades que te espera trabalhando por conta própria.

Nosso site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.