Fechar Notificações

Não perca mais nada!

Ative as notificações do blog para ser avisado sempre que tiver conteúdo novo!

Fechar Newsletter

JUNTE-SE A MILHARES DE EMPREENDEDORES DIGITAIS!

Receba os melhores conteúdos para crescer seu negócio online.

Trabalhar viajando: o mundo é para poucos?

BUSCA...

Trabalhar viajando: o mundo é para poucos?

Dicas para quem quer conciliar trabalho e prazer.

Está cada vez mais comum nos depararmos com histórias de pessoas que, por decisão da empresa ou por vontade própria, deixaram suas cidades e investiram em carreiras que permitem gerar renda enquanto viajam pelo mundo.

Só no Google, existem cerca de 495 mil páginas que abordam esse assunto.   

Diante de vários casos de sucesso, muitas pessoas começam a pensar na possibilidade de abandonar o emprego para também trabalharem por conta própria, sem residência fixa.  

Mas antes de você fazer isso, é importante conhecer as vantagens e desvantagens desse estilo de vida.

Quer saber como se planejar para ser um nômade digital? Continue lendo nosso post para descobrir.

Como se planejar para trabalhar viajando?

Atualmente, muitos trabalhos já permitem que o profissional trabalhe de onde estiver, desde que ele tenha acesso à internet e à tecnologia.  

O planejamento para trabalhar viajando, no entanto, depende do tipo de serviço que você realiza e de seus objetivos e prioridades tanto pessoais quanto profissionais.

A seguir, vamos falar de 2 perfis de quem trabalha viajando e mostraremos, na sequência, como você pode se preparar para essas viagens a trabalho.

1. Transferência pela empresa

Para um profissional que tem a chance de ser transferido para outros países, estados ou cidades pela empresa, por exemplo, é necessário dominar dois ou mais idiomas, de preferência o inglês, que é considerado a língua universal.

Esse profissional também precisará ter um bom relacionamento interpessoal e um profundo conhecimento do negócio da empresa, para assegurar que os parâmetros de qualidade serão mantidos em qualquer lugar do Brasil ou do mundo.

Em casos de transferência pela empresa, é comum que o funcionário saiba anteriormente quais são os locais possíveis para onde ele pode ir e quais são os requisitos que devem ser cumpridos antes de ser transferido, o que facilita o planejamento.

Outro ponto positivo desse tipo de mudança é que, por ser uma transferência solicitada pela empresa, os profissionais podem contar com o auxílio de outros departamentos para resolverem a parte burocrática. A maioria das empresas também ajuda a pagar a moradia e custos com viagens para visitar familiares e amigos em datas programadas.  

2. Freelance ou trabalho remoto

Para um freelancer ou alguém que trabalhe remotamente, a escolha dos destinos pode ser baseada em preferências pessoais. Considerando a flexibilidade que esses profissionais têm, é possível viajar para diversos locais sem que isso afete a realização do trabalho.  

Preocupe-se em:

  • Descobrir a legislação de cada país antes de se mudar;
  • Providenciar estadia com antecedência;
  • Verificar e preparar a documentação necessária;
  • Disponibilizar um meio para recebimento dos pagamentos por seus serviços;
  • Preparar-se financeiramente.

Vamos falar detalhadamente de alguns tópicos.

Planeje-se financeiramente

Antes de começar a viajar, é necessário juntar uma quantia de dinheiro satisfatória para conseguir se manter nos primeiros meses. Também é importante cultivar uma base de clientes recorrentes, que podem te ajudar a se manter nos meses mais difíceis.

Pesquise a legislação de cada país

Também é importante pesquisar as leis migratórias de cada país, para assegurar que você não terá problemas durante sua estadia.

Na Europa, por exemplo, o visto de turista dura por seis meses, e países como Portugal não exigem visto de brasileiros.

Já nos Estados Unidos, o processo para conseguir o visto é um pouco mais complicado. Portanto, você deve se preparar para fazer uma entrevista em consulados no Rio de Janeiro, São Paulo ou Brasília.

Cada nação tem sua particularidade, então, será necessário entrar no sites das embaixadas para verificar quais documentos são exigidos.

Leve o tempo que for preciso nessa etapa, não tenha pressa!

Prepare sua família

Profissionais que têm vínculos familiares muito fortes, geralmente, têm mais dificuldade de trabalhar viajando. Por isso, é necessária uma preparação sua (e deles também!) para que o período pelo qual você ficará fora seja menos doloroso.  

Reserve um tempo antes da viagem para passar com a família e visitar pessoas que você gosta, mas que não vê há muito tempo.  

Quando a solidão apertar, lembre-se sempre que existem chamadas por vídeo, e-mail e outras tecnologias que ajudam a matar as saudades.

Pesquise o local para onde você está viajando

Depois que você selecionar uma lista de destinos possíveis, está na hora de fazer uma pesquisa profunda sobre os hábitos culturais e a rotina dessas cidades e países.

Certifique-se também que o lugar escolhido ofereça a estrutura que você precisa para exercer sua profissão. Se for uma região muito afastada, por exemplo, o acesso à internet pode ser limitado, o que impacta, diretamente, suas entregas.  

9 profissões que permitem trabalhar viajando

Como já dissemos anteriormente, existem empregos tanto remotos quanto presenciais que oferecem maior liberdade geográfica para o profissional.

Alguns deles são simples por serem no formato home office, ou seja, o escritório pode ser sua casa, e sua casa pode ser em qualquer lugar do mundo.

Outras profissões, no entanto, exigem a presença do profissional para a realização das atividades, mas, por serem funções de contratação temporária e autônoma, também são possibilidades para quem deseja trabalhar viajando.

Veja alguns exemplos:

1. Bartender ou garçom

Como bartender, é possível encontrar oportunidades em diversos bares, restaurantes e pubs ao redor do mundo, e trabalhar temporariamente nos locais escolhidos.

Dessa forma, você consegue conhecer novas culturas, muitas pessoas diferentes e receber por seu trabalho, além de poder contar com o dinheiro extra das gorjetas.

Só não se esqueça que, por ser um trabalho de contato direto com o público, o domínio do idioma é essencial.

2. Au pair

Para quem tem interesse em conhecer um país de língua estrangeira e tem jeito para lidar com crianças, essa pode ser uma boa escolha.

O programa de intercâmbio de au pair oferece estadia, alimentação e remuneração para o intercambista que, em troca, se torna responsável por todos os cuidados relacionados às crianças da família selecionada.

Por viver junto com uma família durante todo o período do programa, é possível imergir na cultura e costumes do local, o que torna a experiência extremamente rica para os participantes.

3. Redator

Para os profissionais que atuam na área de redação de textos e querem trabalhar viajando, assumir projetos como freelancer permite gerar conteúdo de qualquer lugar do mundo, dependendo apenas do acesso a um computador e internet, além de uma boa organização da agenda para dar conta dos prazos de entrega.

Para quem precisa de criatividade e inspiração para escrever, nada melhor do que estar em locais onde geralmente você passaria suas férias, não é mesmo?

4. Fotógrafo

Para quem tem habilidade com uma câmera fotográfica ou pretende iniciar uma carreira na área, explorar outras culturas e realidades pode ser não apenas uma boa ideia, como uma excelente fonte de imagens incríveis.

5. Designer

Quem tem conhecimento e experiência em design encontra várias oportunidades para atuar como freelancer, o que facilita que o trabalho seja feito e entregue sem a necessidade de estar em um local fixo.

6. Influenciador digital

A profissão de influenciador digital depende da criação de conteúdo que agregue valor aos usuários e, para isso, poucos são os instrumentos utilizados. Com um computador, celular e  acesso à internet, é possível pesquisar, criar e produzir conteúdo independentemente de onde você estiver morando.

7. Blogueiro

Assim como o influenciador digital, o blogueiro pode trabalhar em sua página de qualquer lugar do mundo, sem se apegar a um escritório, cidade, estado ou país fixo. É possível utilizar, inclusive, a experiência em outras regiões para auxiliar na criação de conteúdo diferenciado.

8. Professor de línguas

Ao viajar para um país de língua estrangeira, você pode começar a dar aulas sobre sua língua nativa aos interessados, o que pode ser feito tanto presencial quanto por meio de aulas online.  

Além disso, não é necessário se apegar ao país em que você está!

Já que estamos falando de aulas online, não há fronteiras que impeçam que você alcance alunos em países diversos e dê suas aulas enquanto viaja pelos locais desejados.

9. Consultor

Se você tem domínio de algum assunto específico e se sente preparado para ajudar outras pessoas a se desenvolverem nesse aspecto, começar a trabalhar na área de consultoria pode ser a decisão acertada para quem deseja sair do escritório e trabalhar viajando.

As sessões podem ser realizadas online ou, caso você tenha fluência em inglês, pode apostar também em cursos e palestras presenciais.

Além dessas ideias, há várias outras profissões que você pode escolher para trabalhar viajando. Confira neste vídeo as dicas de profissões do futuro que você pode começar:

Sites para quem quer trabalhar viajando

Com o número expressivo de pessoas interessadas em trabalhar viajando, hoje, existem vários sites e projetos, tanto gratuitos quanto pagos, que possibilitam o encontro de quem tem interesse em realizar essa mudança na vida profissional às oportunidades existentes ao redor do mundo.

Nesses sites, você verifica quais instituições ou empresas estão precisando de determinado serviço e o que será oferecido em troca como, por exemplo, estadia, alimentação ou alguma ajuda de custo.

Para quem está precisando de uma ajudinha para, enfim, conseguir largar um emprego que não gosta, uma rotina cansativa ou simplesmente realizar o sonho de conhecer outras culturas enquanto trabalha, seguem alguns sites:

AuPair World

Esse site é apenas um dos existentes com o intuito de conectar os interessados em trabalhar como au pair às vagas abertas.

Se você se identificou com o perfil que apresentamos anteriormente, encontrará informações mais detalhadas sobre valores, locais que trabalham com programas de au pair  e outras informações sobre esse tipo de trabalho.

AIESEC

Com a AIESEC, você tem acesso a três programas diferentes (empreendedor, talento e voluntário) que permitem aquisição e desenvolvimento de habilidades e conhecimentos específicos.

No programa de Empreendedor Global, as vagas são para estágio em startups, com o intuito de desenvolver líderes empreendedores. Já no programa de Talento Global, é possível experienciar a realidade de uma empresa internacional, aumentar seu network e enriquecer o currículo.

Há, ainda, a possibilidade de ser um Voluntário Global e realizar projetos em ONGs, o que permite vivenciar diversas culturas e impactar positivamente no mundo.

Workaway

O site Workaway reúne oportunidades para quem está interessado em realizar um intercâmbio cultural e, em troca de serviços realizados ao longo do dia, receber acomodação e alimentação. Há opções em fazendas, hostels, casas de família, escolas, projetos sociais, entre outras.

Existem também alguns outros sites cujo objetivo se assemelham ao Workaway, tais como: Worldpackers, WWOOF e HelpX.

Para os interessados em trabalho remoto, há sites especificamente para este público, nos quais estão reunidas vagas disponíveis para pessoas em diversas localizações. Essas são algumas opções: Workana, Working Nomads, Skip the Drive e We Work Remotely.

Vantagens e desvantagens de trabalhar viajando

Não pense que tudo é perfeito na vida de quem quer trabalhar viajando.!

Por acreditar que você precisa de todas as informações possíveis para tomar uma boa decisão, listamos também as desvantagens para quem opta por não ter uma residência fixa.

Desvantagens

  • Solidão

Pelo menos no início, é comum sentir-se um pouco sozinho, já que os amigos e familiares ficaram pra trás e ainda não deu tempo de criar um novo círculo de amizades. Contudo, mensagens, ligações por vídeo e redes sociais podem ajudar a amenizar a saudade e a solidão.

Você também pode trabalhar em cafés e espaços de coworking para amenizar a sensação de estar sempre sozinho, sem que isso interfira na realização de suas tarefas.

  • Choque cultural

Principalmente quando os locais escolhidos têm culturas muito diferentes da nossa, pode acontecer um certo estranhamento em relação a alguns costumes e hábitos. Questões como alimentação, vestimenta, leis e modos de se relacionar variam bastante de um país para o outro. Por isso é importante pesquisar bastante antes de se mudar ou decidir passar um período em lugares novos.

  • Adaptação ao clima

Quem vive no Brasil pode estar acostumado com o calor e pouca variação climática entre as estações do ano. Porém, dependendo do país onde você estiver, as alterações entre as épocas do ano podem surpreender. O frio tende a incomodar os mais desacostumados e há, ainda, a possibilidade de fenômenos como neve, terremoto e furacões. Mas lembre-se que esses são aspectos aos quais se adapta com o tempo e com a preparação certa.  

  • Recomeço de carreira

Com exceção aos casos em que o profissional foi transferido pela empresa ou conseguiu um trabalho remoto na área em que já atuava anteriormente, ao decidir trabalhar viajando, muitas pessoas optam por começar uma nova carreira, e essa pode ser a maior dificuldade encontrada. Afinal, tudo o que é novidade causa uma certa dificuldade no início, principalmente por termos que reorganizar toda nossa rotina em função da nova realidade.

Vantagens

  • Ter uma rotina mais flexível e livre

Uma das maiores vantagens de trabalhar viajando é a possibilidade de ter uma rotina mais flexível, que permite que a jornada de trabalho seja definida pelo profissional e que o trabalho seja realizado no local onde este achar melhor, sem necessidade das formalidades e regras de um ambiente empresarial.

  • Aprender novos idiomas

Em um mundo onde se valoriza cada vez mais o profissional que possui domínio em idiomas diferentes, trabalhar viajando proporciona a chance não apenas de aprender a língua nativa, mas também de se tornar fluente graças à experiência de conversação diária.

  • Adquirir experiência profissional

Para o currículo, uma experiência internacional pode ser muito valiosa já que, ao optar por trabalhar viajando, há grandes chances de se desenvolver habilidades de superação, trabalho em equipe, liderança e comunicação.

Além disso, conhecer novos ambientes de trabalho e formas de trabalhar agrega bastante valor e torna o profissional mais apto e preparado para novos desafios.

  • Conhecer outras culturas

Mencionamos anteriormente que se deparar com uma nova cultura pode gerar um choque cultural, já que estamos falando de um conjunto de hábitos totalmente novos.

No entanto, conhecer outra cultura, geralmente, traz mais benefícios do que malefícios, principalmente se a experiência for encarada com olhar interessado e sem preconceitos.

O mundo é para você  

Se você chegou até aqui, percebeu que o mundo é para todos os que querem e se dedicam. Basta decidir qual será o caminho que você vai percorrer, se planejar e colocar o pé na estrada!

Esperamos que esse conteúdo tenha te ajudado! E se você está em busca de ideias para trabalhar viajando, aproveite para conferir nosso post com 30 ideias de negócios para ser seu próprio chefe.

Hotmart